Your SlideShare is downloading. ×
0
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Introdução - ética
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Introdução - ética

788

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
788
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. “ Introdução" Ética protestante e o Espírito do Capitalismo Max Weber
  • 2. <ul><li>Indagação : </li></ul><ul><li>O fato de somente na civilização ocidental ocorrer fenômenos culturais dotados de um desenvolvimento UNIVERSAL em seu valor e significado: </li></ul><ul><li>CIÊNCIA/ ARTES/ ESTADO/ DIREITO/ ARQUITETURA/ EDUCAÇÃO, etc. </li></ul><ul><li>CAPITALISMO – força mais significativa da idade moderna. </li></ul><ul><li>A ânsia pelo lucro nada tem a ver com o capitalismo, pois sempre existiu. </li></ul><ul><li>CAPITALISMO: organização capitalista permanente e racional da rentabilidade. </li></ul><ul><li>AÇÃO ECONÔMICA CAPITALISTA: Se baseia na expectativa de lucro, através da utilização das oportunidades de troca, nas oportunidades pacíficas de lucro. Onde a apropriação capitalista é efetuada racionalmente a ação correspondente é racionalmente calculada. </li></ul>
  • 3. <ul><li>Utilização PLANEJADA de recursos materiais ou pessoais como meio de aquisição que exceda o capital. </li></ul><ul><li>Na medida em que as operações são racionais, toda a ação individual é baseada no cálculo . </li></ul><ul><li>O ocidente deu uma significação ao capitalismo diferente de outras partes do mundo. </li></ul><ul><li>CAPITALISMO NA ERA MODERNA: </li></ul><ul><li>Organização capitalista racional assentada no trabalho livre. </li></ul><ul><li>Para a existência da Empresa Capitalista, 2 fatores: </li></ul><ul><ul><li>Separação da empresa da vida doméstica </li></ul></ul><ul><ul><li>Criação de uma contabilidade racional </li></ul></ul>
  • 4. <ul><li>O significado atual do capitalismo só foi possível com a sua associação a organização produtiva do trabalho. </li></ul><ul><li>O mundo não conheceu uma organização racional do trabalho fora do moderno ocidente -> não existiu também antes nenhum socialismo racional </li></ul><ul><li>Cidadão/ Burguesia/ proletariado -> só na modernidade </li></ul><ul><li>O que interessa na história universal da cultura são as origens do “sóbrio” capitalismo burguês com a sua organização racional do trabalho. </li></ul><ul><li>História da origem da burguesia semelhante a origem da organização capitalista do trabalho. </li></ul><ul><li>Modelo Capitalista – influenciado pelo desenvolvimento da técnica </li></ul>
  • 5. <ul><li>RACIONALIDADE: Decorre da calculabilidade dos fatores técnicos – dependência da ciência, aplicação da prática econômica da ciência matemática e das experimentações das exatas ciências da natureza. </li></ul><ul><li>Pois o moderno capitalismo não funciona só na utilização dos meios técnicos, mas também através de um sistema legal. </li></ul><ul><li>Todos os casos citados se referem ao racionalismo específico da cultura ocidental </li></ul><ul><li>Esclarecer a sua origem: </li></ul><ul><li>Analisar as condições econômicas: capacidades e disposições em adotar um certo tipo de conduta racional </li></ul><ul><li>Forças mágicas, religiosas, ideais éticos -> Formação de uma conduta ( um problema) </li></ul>
  • 6. <ul><li>Dois ensaios: </li></ul><ul><li>A relatividade da formação de uma mentalidade econômica </li></ul><ul><li>Ethos de um sistema econômico </li></ul><ul><li>Relação entre o ethos econômico e a ética racional do protestantismo </li></ul><ul><li>Determinados tipos de racionalização só se desenvolveram no ocidente (influência das relações causais / não trabalha com a questão hereditária. </li></ul>
  • 7. Cap. 2 - O espírito do capitalismo <ul><li>“ Lembre-te que o tempo é dinheiro. Aquele que pode ganhar dez shillings por dia pelo seu trabalho e vai passear ou fica vadiando metade do dia, embora não despenda mais que seis pence durante o seu divertimento ou vadiação, não deve ser computada apenas essa despesa; ele gastou, ou melhor, jogou fora, cinco shillings a mais. </li></ul><ul><li>“ Lembre-te que o crédito é dinheiro. Se um homem permite que seu dinheiro permaneça em minhas mãos por mais tempo que o devido, está me concede os juros, ou tudo o que eu possa fazer com ele durante esse tempo. Isto atinge somas consideráveis quando alguém goza de bom e amplo crédito, e faz dele bom uso. </li></ul>
  • 8. <ul><li>“ Lembre-te que o dinheiro é de natureza prolífica e geradora. O dinheiro pode gerar dinheiro, e seu produto gerar mais, e assim por diante. Cinco shillings circulando são seis; novamente empregados são sete e três pence e assim por diante, até se tornarem cem libras. Quanto mais dele houver, mais produz a cada aplicação, de modo que seus juros aumentam cada vez mais rapidamente. Aquele que mata uma porca prenhe, destrói sua descendência até a milésima geração. Aquele que desperdiça uma coroa, destrói tudo aquilo que poderia ter produzido, até muitas libras”. </li></ul><ul><li>“ Lembre-te do ditado: O bom pagador é dono da bolsa alheia. Aquele que é conhecido por pagar exata e pontualmente na data prometida pode, a qualquer momento e em qualquer ocasião, levantar todo o dinheiro de que seus amigos possam dispor. Isso, por vezes, é de grande utilidade. Além da industriosidade e da frugalidade, nada contribui mais para a subida de um jovem na vida que a pontualidade e a justiça em todos os seus negócios; por isso, nunca mantenha dinheiro emprestado uma hora sequer além do tempo prometido, para que o desapontamento não feche para sempre, à bolsa de teus amigos”. </li></ul>
  • 9. <ul><li>“ As mais insignificantes ações que possam afetar o crédito de um homem devem ser levadas em conta. O som do teu martelo às cinco da manhã ou às oito da noite, ouvido por um credor o fará conceder-te seis meses a mais de crédito; mas se te vir à mesa de bilhar, ou ouvir tua voz na taverna quando deverias estar no trabalho, cobrará o dinheiro dele no dia seguinte, de uma vez, antes do tempo.” </li></ul><ul><li>“ Isto mostra, entre outras coisas, que estás consciente daquilo que tens; fará com que pareças um homem tão honesto como cuidadoso, e isso aumentará teu crédito.” </li></ul>
  • 10. <ul><li>“ Não te permitas pensar que tens de fato tudo o que possuis, e viver de acordo. Esse é um erro em que caem muitos que têm crédito. Para evitar isso, mantenha por algum tempo uma contabilidade exata de tuas despesas e tuas receitas. Se, de início te deres ao trabalho de mencionar os detalhes, isso terá este bom efeito: descobrirás que mesmo pequenas e insignificantes despesas se acumulam em grandes somas, e discernirás o que poderia ter sido e o que poderá ser, no futuro, poupado sem causar grandes inconvenientes”. </li></ul><ul><li>“ Por seis libras anuais poderás desfrutar do uso de cem libras, desde que sejas um homem de reconhecida prudência e honestidade.” </li></ul>
  • 11. <ul><li>“ Aquele que gasta um groat por dia inutilmente, desperdiça mais de seis libras por ano, que seria o preço do uso de cem libras.” </li></ul><ul><li>Aquele que desperdiça o valor de um groat de seu tempo por dia, um dia após o outro, desperdiça o privilégio de usar cem libras a cada dia.” </li></ul><ul><li>“ Aquele que perde inutilmente o valor de cinco shillings de seu tempo, perde cinco shillings, e poderia com a mesma prudência tê- los jogados ao mar.” </li></ul><ul><li>“ Aquele que perde cinco shillings, não perde apenas essa soma, mas também todas as </li></ul><ul><li>vantagens que poderia obter investindo a em negócios, e que durante o tempo em que um jovem se torna um velho, se tornaria uma soma considerável”. </li></ul>

×