• Like
Publicação Mensal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Publicação Mensal

  • 78 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
78
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Leigos Dehonianos PROVÍNCIA BSP - DEHONIANOS P u bl i ca ção Me n sal - An o 01 - n . 1 0 01 de março de 2012Mensagem inicialCaros Leigos Dehonianos, dados a prepararmos bem a pela recuperação, mas o seu festa da Páscoa através de tempo entre nós foiVivemos um tempo de gra- uma intensa vivência da reduzido devido a umaças. Padre Dehon nos diz quaresma. parada respiratória. Reze- Nesta Ediçãoque “o tempo da quaresma Em nossa Publicação, lem- mos por ele.é particularmente o tempo bramos que, no dia 19 de O Superior Geral, Padredo sacrifício”, e, ao mesmo março de 1883, em La Ca- José Ornelas, encaminhou Quaresma 2tempo se pergunta: “que pelle faleceu a Sra. Adele sua carta para o dia dofarei para me unir à divina Estefânia Vandelet, mãe do nascimento de Padre De-vítima? Que penitência hei Padre Dehon. Interessante hon e dia mundial de ora- Partir de Cristo 2de impor-me? Que sacrifí- observar o carinho nas pala- ção pelas vocações dehoni-cios me pede a graça divi- vras de Padre Dehon ao anas. Aqui temos apenasna?”. (Obras Espirituais) mencioná-la. alguns trechos, mas em Congregação SCJ 3As perguntas de Padre De- Também lembramos o dia breve será encaminhadahon nos interpelam sobre o 29 de março de 1884 quan- para conhecimento decomo estamos vivendo nos- do a Santa sé autoriza um todos. Morte da Mãe do 3sa quaresma, nossa união à novo começo da Congrega- Vamos estar atentos para a Padre Dehonoblação de Jesus e a consci- ção, visto que a 03 de de- reunião que acontecerá emência do nosso compromis- zembro de 1883 o Santo São Paulo no próximo dia Na casa do Pai 4so nesse tempo favorável. Ofício tinha suprimido a 10 de março com os ani-Devemos lembrar que obra de Padre Dehon. madores e coordenadores“Jesus Cristo é nossa razão Mais próximo de nós, no dos Leigos Dehonianos. Trecho da carta 4de ser, origem de nosso dia 19 de fevereiro de 2012, Deus abençoe a todos! do Padre Ornelasagir, motivo de nosso pen- nossa Província recebeu asar e sentir”. Então, partin- triste notícia do falecimentodo de Jesus, a exemplo de do P. Sidinei Nascimento Pe. José Luís de Gouvêa, scjPadre Dehon, somos convi- Guarda. Todos rezávamos MISSÃO cida diz que “o campo nal” (DA, 174). Na defini- nhar o carisma dehonia- específico da atividade ção de Puebla, os leigos no “plenamente inseri- evangelizadora leiga é o são “homens da Igreja no dos no mundo", empe- complexo mundo do tra- coração do mundo, e ho- nhando-se em contribuir balho, da cultura, das mens do mundo no cora- na construção do Reino ciências e das artes, da ção da Igreja” (DP, 786). do Coração de Jesus nos política, dos meios de Os Leigos Dehonianos, próprios ambientes e comunicação e da econo- atentos aos sinais dos consagrando a Deus o mia, assim como as esfe- tempos, como Igreja Vi- mundo como oblação ras da família, da educa- va, tem a missão especí- batismal e sacrifício espi-O Documento de Apare- ção, da vida profissio- fica de viver e testemu- ritual.
  • 2. Leigos Dehonianos QUARESMA PARTIR DE CRISTO“... Nós cristãos celebramos todo ano ou de partilha de bens e de gestos soli-a festa da Páscoa: Morte e ressurrei- dários, de carinho com os pobres eção de Jesus e nossa. É a maior de necessitados.todas as festas. A mais importante... As celebrações mais importantes doGrande demais para ser preparada em tempo da Quaresma são: Quarta-feiraapenas três dias ou uma semana. Por de cinzas, através da qual abrimos esseisso, estendemos a sua preparação tempo de preparação pascal:para quarenta dias. Daí Quaresma, “Convertei-vos, e crede no Evange-período de quarenta dias, que vai da lho!”. Depois temos cinco domingosquarta-feira de cinzas até a quinta- da Quaresma, nos quais as comunida-feira santa pela manhã. des se reúnem para celebrar a presen-Nesses quarenta dias de preparação ça viva do Senhor que nos mostra opara a Páscoa, Deus nos leva a lem- caminho para a vitória definitiva dabrar os quarenta anos do povo de Páscoa. E então vem o domingo deDeus no deserto. Sobretudo, Deus nos ramos, no qual lembramos a entrada “Toda ação eclesial brota de Jesus Cristo eleva a reviver os quarenta dias que triunfal de Jesus em Jerusalém, onde se volta para Ele e para o Reino do Pai.Jesus passou no deserto, preparando- ele sofrerá a paixão e mergulhará na Jesus Cristo é nossa razão de ser, origemse para a sua missão. morte, para depois ressuscitar vitorio- de nosso agir, motivo de nosso pensar eÉ um tempo forte na vida da Igreja, so. Ainda, como parte da Quaresma, se sentir. Nele, com Ele e a partir d’Ele mergu-em que fazemos o celebra na quinta- lhamos no mistério trinitário, construindocaminho para a Pás- feira santa pela ma- nossa vida pessoal e comunitária.coa, motivados pela nhã a missa dos san- Nisto se manifesta nosso discipulado mis-Palavra e unidos aos tos óleos. sionário: contemplamos Jesus Cristo pre-sentimentos de Je- Nas comunidades sente e atuante em meio à realidade, à suasus Cristo, cultivan- durante a Quaresma, luz a compreendemos e com ela nos rela-do a oração, o amor se fazem também cionamos, no firme desejo de que nossoa Deus e a solidarie- celebrações peniten- olhar, ser e agir, sejam reflexos do segui-dade com os irmãos. ciais, como sinais da mento, cada vez mais fiel, ao Senhor Jesus.É um tempo em nossa busca de con- Não há, pois, como executar planejamen-que, na tradição da versão e da miseri- tos pastorais sem antes pararmos e nosIgreja, os catecúme- córdia de Deus que colocarmos diante de Jesus Cristo.nos se preparam nos acolhe em seu Em atitude orante, contemplativa, fraternaintensamente para perdão. Nelas, tam- e servidora, somos convocados a responder,o batismo na noite bém se celebram antes de tudo, a nós mesmos: quem é Jesusda Páscoa, isto é, na ofícios próprios, co- Cristo? (cf. Mc 8,27-29). O que significa aco-Vigília pascal. mo meio de intensifi- lhê-lo, segui-lo e anunciá-lo? O que há emÉ um tempo de graça e bênção, escu- car a oração. Jesus Cristo que desperta nosso fascínio, fazta mais intensa da palavra de Deus, de Concluindo, lembramos esta belíssima arder nosso coração (cf. Lc 24,32), leva-nos aconversão e de conversão e mudança oração que a Igreja faz, já no primeiro tudo deixar (cf. Lc 5,8-11) e, mesmo diantede vida, de recordação e preparação domingo deste tempo forte de sua das nossas limitações e vicissitudes, afirmardo batismo, de reconciliação com vida: “Concedei-nos, ó Deus oni- um incondicional amor a Ele (cf. Jo 21,9-17)?Deus e com os irmãos; tempo de ora- potente, que, ao longo desta A paixão por Jesus Cristo leva ao arrependi-ção mais intensa; tempo de jejum Quaresma, possamos progredir no mento, à contrição (cf. Lc 24,47; cf. At conhecimento de Jesus Cristo, e 2,36ss) e à verdadeira conversão pessoal e Publicação da Assessoria corresponder a seu amor por uma vida pastoral. dos Leigos Dehonianos santa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Por isso, devemos sempre nos perguntar: da Província BSP vosso Filho, na unidade do Espírito estamos convencidos de que Jesus Cristo é Responsável: Santo”. E toda a assembléia confirma o Caminho, a Verdade e a Vida? O que sig- Pe. José Luís de Gouvêa, scj dizendo: “Amém”.” nifica para nós, hoje, o Reino de Deus por Colaboração: Ele instaurado e comunicado?" Leigos Dehonianos E-mail: Frei José Ariovaldo da Silva, OFM Diretrizes Gerais da leigosdehonianosbsp@gmail.com CNBB, Liturgia em Mutirão, p. 38 Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil Rua Carolina Santos, 143 - Méier 20720-310 Rio de Janeiro - RJ 2011 - 2015 - Documento 94,4 (21) 2595.5212 Página 2
  • 3. Publicação Mensal - Ano 01 - n. 10CONGREGAÇÃO DOS SACERDOTES DO CORAÇÃO DE JESUS“A 3 de Dezembro de 1883 o Santo o título de "Congregação dos outro nome e como congregaçãoofício suprimiu o nosso Instituto. A Sacerdotes do Coração de Jesus" diocesana, dependente do bispo.decisão foi comunicada ao Padre Também a Escola Apostólica deDehon no dia 8, festa da Imaculada. Fayet, onde tinha havido problemasO Padre Dehon, apesar da grande com o Padre Captier, podiador que lhe causou a notícia, continuar a existir, mas como umarecebeu-a com fé e humildade. No espécie de anexo ao seminárioNatal escreveu a Mons. Thibaudier: menor da diocese.“Nosso Senhor pede-me para O Padre Dehon podia continuar adestruir o que me tinha pedido para ser o Superior da nova agremiação,construir. Em nenhum instante na condição de reconhecer que sepensei resistir. Seria mil vezes tinha equivocado.insensato. Apenas posso dizer o Chegou também a tranquilidade aomeu Fiat". noviciado de Sittard, embora oNo mês de Janeiro de 1884, Mons. bispo de Roermond, a cuja dioceseThibaudier foi a Roma para tentar pertencia, não tivesse feito pôr emsalvar-nos. prática o decreto de supressão daA 29 de Março chegou a Congregação.”ressurreição. A Santa Sé autoriza a deixando o nome de "Oblatos do Studia dehoniana 33 Agenda dehoniana, p. 49congregação a começar de novo, Sagrado Coração". Edições Noviciadodepois do "Consumatum est", com A Obra podia continuar, mas sob Aveiro 2000 “Nós temos um tríplice fim: um zelo apostólico ardente, a adoração reparadora e uma oblação quotidiana de nós mesmos ao Sagrado Coração de Jesus.” Obras Espirituais de Padre Dehon19/03/1883 - MORTE DA MÃE DO PADRE DEHON três ou quatro vezes Verdadeira mulher forte, que pouco depois se fundi- por ano, pedia-me levantava-se sempre por ram com as "Dames du sempre para ter com primeira, e tratava admira- Sacré-Coeur". ela alguma conversa velmente da casa. Foi sem- Permaneceu toda a vida sobre a vida interior. pre doce e paciente. Tinha fiel ao que prometeu a É no dia 19 de Março uma grande dignidade. Era Deus nos seus retiros no de 1883 que Nosso Se- uma matrona cristã. Con- internato. Ao morrer podia nhor chama a minha tribuíra para fundar em La dizer: "Fidem servavi, cur- mãe para Ele. O lindo Capelle a confraria das sum consumavi" ("Combati dia de S. José, patrono mães cristãs. Era admira- o bom combate, guardei a da boa morte. Ela tinha velmente fiel a todas as minha fé.” -2Tim. 4,7) amado e honrado mui- práticas de piedade: rosá- Ela preparou indiretamen-O padre Dehon escreve: to S. José. Fundou e sus- rio, leitura espiritual, ora- te a minha vocação, e al-“Havia três anos que a mi- tentou durante 30 anos a ções das confrarias. cançará a minha salva-nha mãe tinha ataques de Obra de S. José, sociedade Recebeu uma forte educa- ção.”paralisia. Ela preparou-se de caridade das senhoras ção junto das "Dames de la Studia dehoniana 33suavemente para a morte. de La Capelle. A sua vida Providence de Charleville", Agenda dehoniana, p. 41Estava sempre muito unida foi uma vida de trabalho, Edições Noviciado Página 3a mim. Quando eu a ia ver, de piedade, de virtude. Aveiro 2000
  • 4. Leigos DehonianosNA CASA DO PAI virtudes de disponibilidade e criati- 14 DE MARÇO vidade desdobraram-se em múlti- ANIVERSÁRIO DO NASCIMENTO plos serviços evangelizadores, espe- DO PADRE DEHON cialmente pela solicitude para com a MDJ e as Missões populares, e à construção da nova igreja de São “Caros confrades e membros da família José do Rio Claro. dehoniana, Já é tradição caraterizar o dia do Muito dedicado ao cuidado das aniversário do nascimento do P. Dehon como pessoas e da pastoral, protelava sua jornada das vocações dehonianas. Em muitas cura pessoal para “mais tarde”. Por das nossas comunidades, tornou-se um dia de isso, quando foi acometido por oração, um dia para celebrar a nossa vocação broncopneumonia e meningite, como dehonianos. Este ano não é exceção. retardou a procura de médicos por- Nos últimos anos, o Governo geral sugeriu à que entendia ter que garantir pri- congregação celebrar a nossa vocação de meiro o adequado encaminhamen- dehonianos retomando um aspeto específico to das atividades pastorais. Depois da vida e da vocação do P. Dehon, não para o foi hospitalizado por uns 20 dias no reviver literalmente, mas para repropô-loPadre Sidinei Nascimento Guarda Hospital Santa Rosa de Cuiabá. Os criativamente. (...) bons cuidados ali recebidos não Ao celebrar o aniversário do nascimento do P.Filho de Dona Selma do Nascimento foram suficientes para recuperá-lo Dehon, nosso Fundador, esperamos que eleGuarda e do Sr. Sérgio Guarda So- na saúde, nem mesmo para mantê- nos possa inspirar a ver a nossa vocação a umabrinho, Sidinei nasceu aos 25 de lo vivo. Assim, no despontar da au- nova luz. Ao rezar pelo surgir de novassetembro de 1974, em São Paulo. rora do dia 19 de fevereiro de 2012, vocações dehonianas, peçamos tambémBatizado em 1976 e crismado em dia do Senhor, P. Sidinei coragem para ultrapassar os nossos acanhados1996, fez o postulantado em 1997 Nascimento Guarda sofreu parada “nacionalismos” e os limites que nós próprios(Curitiba/PR) e o Noviciado em respiratória que fê-lo sucumbir construímos, para partilharmos a nossa cultura1998 (Jaraguá do Sul/SC). Sua pri- pelas 04:00 da manhã, com 37 e os nossos valores com outros, de modo ameira profissão religiosa aconteceu anos, 7 meses e 6 dias. manifestar, com todas as nossas diferenças,em 02/02/1999 (Rio Cerro, Jaraguá No lema que escolhera para inspirar que somos membros de uma só família edo Sul/SC). Cursou filosofia entre seu ministério sacerdotal, P. Sidinei podermos testemunhar a unidade na1999 e 2001, em Brusque/SC. expressou sua profunda confiança diversidade no caminho de Cristo. É o desafioApós dois anos de tirocínio no Insti- em Deus: “Feliz o homem que que queremos partilhar convosco neste ano.tuto Meninos de São Judas Tadeu, confia no Senhor e nele espera” (Jr Na senda do P. Dehon convidamo-vos a louvarem São Paulo, estudou os 04 anos 17,7). Ele próprio explicou: “O lema a Deus no Coração de Cristo.”de teologia na cidade de Taubaté/ descreve a confiança e aSP, de 2004 a 2007. Professou per- esperança... Confiança no chamado Trecho da Carta do P. José Ornelas Carvalho e seupetuamente no dia 17/02/2007 e que Deus me fez e me capacitou Conselho por ocasião do Aniversário do nascimentofoi ordenado Diácono no dia seguin- para trabalhar na sua messe... do P. Dehon - Roma, 25 de Fevereiro de 2012te (Taubaté/SP). Sua ordenação Confiança no Senhor, diante dossacerdotal teve lugar no dia obstáculos que a vida pode nos15/12/2007, na Vila Maria, São Pa- impor durante a missão... eulo/SP. Já nos tempos de estudo, esperança para que possamos dar ocaracterística em que depois conti- melhor no ministério confiado....”nuaria a se esmerar, Sidinei alimen- Nossa oração afirma, na prece e notava admirável bom humor, mesmo canto, o que nossa fé proclama:em situações complicadas. Alie-se a “Senhor, para os que creem em vós,isso sua proverbial e sadia irreve- a vida não é tirada, masrência e o seu jeito especial para transformada. E, desfeito nossodescomplicar momentos tensos. corpo mortal,nos é dado, nos céus,Durante seu primeiro ano de padre um corpo imperecível” (do Prefáco(2008) foi vigário paroquial na Paró- pelos fiéis defuntos, I). Oremos porquia São José do Rio Claro, Diocese P. Sidinei!de Diamantino/MT. Já no ano se-guinte tornou-se pároco da mesma P. Mariano Weizenmann,scj.paróquia, cargo que ocupou até odia de sua morte. As suas notáveis Página 4