Fatores climato botânicos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Fatores climato botânicos

on

  • 5,135 views

Fatores que influenciam o clima, mais todos os tipos de clima e de vegetação, no Brasil e no mundo.

Fatores que influenciam o clima, mais todos os tipos de clima e de vegetação, no Brasil e no mundo.

Statistics

Views

Total Views
5,135
Views on SlideShare
5,135
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
25
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Fatores climato botânicos Document Transcript

  • 1. Professor Leider Lincoln da Silva Só LATITUDEÉ possível observar que quanto mais distante do Equador, menor é o ângulo de incidência da radiaçãovinda do sol (luz visível + ultravioleta) na superfície e, portanto, menos energia um ponto na superfície,nesta latitude, recebe. Como a energia solar é convertida em calor pela atmosfera, quanto menos houver,menos calor será produzida. ALTITUDENós vimos que é a atmosfera (ar atmosférico) que converte em calor a radiação solar, transformado a luzvisível e o luz ultravioleta que recebe do sol em radiação infravermelha, a qual sentimos como calor.Nesse sentido, quanto menos ar atmosférico (não só os gases, mas as nuvens, particulado, aerossóis)
  • 2. houver, menos calor será produzido. É por isso que só cai geada quando o ar está bem limpo: é pór quesem particulado, menos calor é produzido e portanto, mais frio é. ALBEDOAlbedo é a energia solar refletida de volta para a atmosfera. Funciona assim: quanto mais energia érefletida e (maior o albedo) menos energia é absorvida e convertida em infravermelho (calor). Destaforma, quanto menor o albedo, menos energia é refletida (ou seja, mais energia é transformada eminfravermelho), de modo que mais calor é produzido. MARITIMIDADE / CONTINENTALIDADEJá vimos que quanto menos material existe na atmosfera, mais dificuldade ela tem de se aquecer ouresfriar. Dentre estes materiais, o que apresenta o comportamento mais extraordinário é a água. A águatem uma grande capacidade de absorver calor (é por isso que suamos: para perder calor mais rápido e demaneira mais eficiente) e, uma vez aquecida, retém o calor por mais tempo (é este o princípio do ferro a
  • 3. vapor, por exemplo). Evidentemente o mar libera uma grande quantidade de umidade. Assim, de dia, elarouba calor do continente, impedindo o clima de se aquecer muito e a noite, a umidade libera calor para ocontinente, impedindo-o de se resfriar muito; isso reduz e muito a amplitude térmica. É a maritimidade.Já nas áreas mais distantes do litoral, dá se o inverso: não havendo umidade no ar, ele se aquece maisdurante o dia e se resfria mais durante a noite, ampliando muito a amplitude térmica: isso é acontinentalidade. Vimos portanto que a maritimidade é a redução da amplitude térmica em função daproximidade com o oceano enquanto a continentalidade diz respeito ao aumento da amplitude térmica emfunção da ausência de uma grande massa de água que amenize a temperatura.. MASSAS DE ARAs massas de ar são o elemento mais importante para a determinação de um clima. Elas levam ascondições de calor e umidade de onde se formaram para as regiões aonde vão, distribuindo assim o calorgerado desigualmente na superfície da Terra.As massas de ar têm uma nomenclatura bem específica: seus símbolos sempre começam com um mminúsculo; em seguida as classifica quanto à origem, na segunda letra que é sempre maiúscula: P(polares, frias); T (tropicais, quentes) ou; E (equatoriais, quentes e frias) e a terceiras letra, que classificaas massas de ar quanto às características em: c (continentais) ou oceânicas (p, se vierem do oceanoPacífico; a, se vierem do oceano Atlântico e; i, se vierem do oceano Índico).As massas que atuam no Brasil são:
  • 4. CORRENTES MARÍTIMASAs correntes marinhas agem da seguinte maneira: as correntes quentes, amenizam o clima e o tornamchuvoso já as correntes frias deixam os invernos rigorosos se a região for fria ou o clima árido, se a regiãofor quente. Repare que em torno de todas as correntes frias em áreas continentais mais quentes háformação de desertos. BARLAVENTO/SOTAVENTOBarlavento é a área que recebe os ventos úmidos que vêm do oceano e sotavento é a área para onde vão osventos depois de perderem sua umidade e fica do outro lado da montanha, na direção dos continentes. PS: mais sobre o esquema de circulação equatorial
  • 5. CLIMAS FRIOSSão climas dominados por massas de ar polares e de um modo geral estão sob as células Polares.CLIMA POLAR, Deserto GlaxcialCLIMA SUBPOLARTundra ÁrticaCLIMA FRIO; Taiga, Floresta Boreal, Floresta de Coníferas ou Floresta Acicufoliada
  • 6. CLIMA FRIO DE MONTANHA, Tundra Alpina CLIMAS TEMPERADOS (MESOTÉRMICOS)São climas em que atuam tanto massas de ar tropicais quanto polares, a depender da época do ano; de ummodo geral estão sob as células de Ferrel.CLIMA TEMPERADO OCEÂNICO OU ÚMIDO ou CLIMA SUBTROPICAL ÚMIDO, com solosargilosos ou aluvionais; Floresta CaducifóliaCLIMA TEMPERADO CONTINENTAL com solos argilosos ou aluvionais ou FRIO OCEÂNICOFloresta Subcaduciólia
  • 7. CLIMA TEMPERADO CONTINENTAL ou SUBTROPICAL ÚMIDO, com solos arenosos ou sílticos;PradariasCLIMA TEMPERADO SEMI-ÁRIDO; EstepeCLIMA MEDITERRÂNEOVegetação Mediterrânea
  • 8. CLIMA SUBTROPICAL, Chile e Sul do Brasil; Floresta de AraucáriasCLIMA SUBTROPICAL ÚMIDO, restante do mundo CLIMAS QUENTESSão climas em que atuam massas de ar tropicais; de um modo geral estão sob as células de Hadley.CLIMA TROPICAL CONTINENTAL OU SUB-ÚMIDO; CLIMA MONÇÔNICO; Savana
  • 9. CLIMA TROPICAL SEMI-ÁRIDO; Savana EstépicaCLIMA TROPICAL SEMI-DESÉRTICO; Estepe Semi-desérticaCLIMA TROPICAL ÁRIDO; Deserto
  • 10. CLIMA EQUATORIAL, TROPICAL ÚMIDO, TROPICAL OCEÂNICO, TROPICAL DE ALTITUDE;Floresta Latifoliada PerenifóliaCLIMA EQUATORIAL DE ALTITUDE ou TROPICAL/TEMPERADO/SUBTROPICALSUPERÚMIDOS; Mata Nebular
  • 11. VEGETAÇÕES BRASILEIRAS TÍPICAS DOMÍNIO DA AMAZÔNIAFLORESTA AMAZÔNICA DE TERRA FIRMEFLORESTA AMAZÔNICA DE IGAPÓFLORESTA AMAZÔNICA DE VÁRZEA
  • 12. CAMPINARANA DOMÍNIO DOS MARES DE MORROMATA ATLÂNTICAMATA NEBULAR
  • 13. MANGUEZALRESTINGA DOMÍNIO DA CAATINGACAATINGA
  • 14. DOMÍNIO DAS ARAUCÁRIASMATA DOS PINHAIS DOMÍNIOS DE TRANSIÇÃOPANTANAL MATO-GROSSENSEMATA DOS COCAIS, CARNAUBAIS
  • 15. MATA DOS COCAIS, BABAÇUAIS FITOFISIONOMIAS DO CERRADOCAMPO CERRADOCAMPOS DE ALTITUDE
  • 16. CERRADO TÍPICOCERRADÃOVEREDA
  • 17. MATA CILIAR OU MATA GALERIADOMÍNIO DAS PRADARIAS