Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

 

Statistics

Views

Total Views
1,416
Views on SlideShare
1,416
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
9
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Slide projeto Slide projeto Presentation Transcript

    • Ministério da Educação e Cultura - MEC
      Universidade Federal do Ceará - UFC
      Instituto Universidade Virtual - UFC Virtual
      Universidade Aberta do Brasil - UAB
      Curso de Licenciatura em Química - LQUIM
      Universidade Federal do CearáInstituto Universidade Virtual
      Universidade Aberta do Brasil
      Curso de Licenciatura em Química Disciplina: Aprendizagem Mediada pelo ComputadorProf. - Conteudista: Herbert Lima
      Prof. - Tutor: Germano Ribeiro
      Aluno:José Leandro de Sousa Santos
    • Ligações Químicas
    • INTRODUÇÃO
       
      Ligação química é um tema fundamental na química, porém os alunos apresentam falhas quanto ao entendimento desse tópico de conteúdo. Nesse sentido, verificaram-se as principais concepções apresentadas pelos estudantes no ensino de ligações químicas com a finalidade de inferir sobre os possíveis problemas no ensino desse tema; apresentar recomendações aos professores e sugerir bibliografias de apoio para preparo de aulas sobre esse tópico de conteúdo.
      Dentre as principais dificuldades observadas, destacam-se pela importância: falta de domínio para elaboração de fórmulas estruturais de Lewis, dificuldade em distinguir os diferentes tipos de substâncias (moleculares, iônicas e covalentes) e suas propriedades (condução de eletricidade, solubilidade em água). 
      A compreensão do comportamento das moléculas passa pelo entendimento da ligação química (Hurst, 2002; Gagliardi e Giordan, 1986). 
    • JUSTIFICATIVA
      As ligações químicas representam um assunto de fundamental importância e seu conhecimento é essencial para um melhor entendimento das transformações que ocorrem em nosso mundo (TOMA, 1997).
      Ocorre, porém, que para estudar esse tema, os estudantes têm de ser capazes de realizar a passagem nada trivial que é a da observação para a formulação de modelos (FERNANDEZ e MARCONDES, 2006).
      Mesmo após uma educação formal em Química os estudantes apresentam falhas na
      compreensão dos conceitos químicos e não conseguem fazer relações importantes (BODNER,1991; NAKHLEH, 1992). Além disso, segundo Fernandez e Marcondes (2006):
       
      deve-se ressaltar o fato há muito conhecido de que os alunos apresentam explicações para os fenômenos muitas vezes diferentes daquelas que seriam aceitáveis cientificamente (concepções alternativas). Quando essas idéias dos alunos interagem com as demonstrações do professor, como a linguagem científica, com leis e teorias e com as próprias experiências dos alunos, os estudantes tentam reconciliar seus modelos mentais com os conceitos aceitos cientificamente. O resultado dessa conciliação pode ser um conceito científico distorcido a uma concepção. (DrivereEasly, 1978; Boo, 1998; Harrison e Treagust, 1996)2
       
       
      A maioria dos estudantes apresenta dificuldades na compreensão dos tipos de ligação química. Esse fato se deve a falta de motivação dos mesmos por conta de aulas tradicionais. Então Identificar os tipos de ligações existentes e compreender a importância dos mesmos e o pondo crucial para o desenvolvimento sistemático dos estudantes.
        Então, o uso de computador para os alunos interagirem de forma dinamizada torna a aula mas atrativa para uma melhor compreensão do assunto.
    • OBJETIVOS
       Objetivos Gerais 
      A partir da análise da literatura sobre esse tema, as principais concepções sobre ligações químicas
      apresentar aos alunos do 1ª Ano do Ensino Médio através do uso da internet conceitos básicas para
      compreensão do assuntos;
      a) confusão entre ligação iônica e covalente;
      b) antropomorfismos;
      c) regrado octeto;
      d)geometria das moléculas e polaridade;
      e) energia nas ligações químicas e
      f)representação das ligações.
       
      Objetivos Específicos
       
      Identificar os tipos de ligações existentes.
      Compreender a importância das ligações químicas.
      Conhecer alguns cientistas que contribuíram com o estudo das ligações químicas.
      Desenhar as estruturas de Lewis.
    • FORMULAÇÃO DO PROBLEMA
       Verificou-se a ocorrência de diversos erros para a representação da fórmula de Lewis do íon silicato: desconhecimento de que há 32 elétrons a serem representados; omissão da carga do íon; desconsideração da regra do octeto para os átomos de oxigênio, com representação de um total de elétrons diferente de 8 nesses átomos; não representação dos elétrons não-ligantes dos átomos de oxigênio; representação de estruturas diferentes da estrutura tetraédrica para o íon SiO44-.
      Observou-se ainda que muitos estudantes não sabem distinguir sólido iônico de molecular e não são capazes de associar o sólido como um isolante elétrico. Além disso, muitos candidatos não associam a ligação iônica ao comportamento solubilidade/insolubilidade em água; fazem referência à quantidade de cargas de forma equivocada; atribuem propriedades dos átomos neutros aos íons; não fazem referência a intensidade das cargas dos cátions; associam solubilidade a regra dos octetos e à “força da ligação iônica”.
    • METODOLOGIA
      Na sala de aula
       
      Na sala de aula seria importante você rever com os alunos o assunto
      configuração eletrônica, pois se eles iniciarem a atividade dominando este
      conteúdo ficará mais fácil compreender os conceitos de ligação química.
      Na sala de computadores
       
      Preparação
       
      Na sala de computadores sugiro que os alunos façam as atividades
      individualmente, para que dessa forma, você possa identificar aqueles que
      apresentarem mais dificuldades. Sugiro também que eles levem papel e lápis
      para ano periódico, que posteriormente poderá ser utilizada nas atividades
      complementares.
    • CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
    • RECURSOS
       
      - Suporte à Multi-mídia (Placa de som; Fone de ouvido ou Caixa de som).
      - Navegador Web (Mozilla FireFox 3, Opera 9, Apple Safari 3.1, Microsoft
      Internet Explorer 7 ou Google Chrome).
      - Adoble Flash Player 9.0 ou superior.
      - Dispositivos de interface padrão (monitor, teclado, mouse).
       
       
    • MÉTODOS DE ABORDAGEM/MÉTODOS DE PROCEDIMENTOS
       
      Durante a atividade
      Este objeto consiste em um mapa no qual o aluno poderá percorrê-lo escolhendo diversos assuntos
      relacionados ao tema. Neste mapa estão inseridos alguns conceitos importantes que o aluno deve ter
      para compreender melhor as ligações químicas. São eles, eletronegatividade de Pauling, modelos
      atômicos e regra do octeto. Estão inclusas também, as duas visões relativas ao tema, a visão clássica,
      proposta por Lewis, e a visão quântica, teoria dos orbitais moleculares.
      Conforme se percorre o mapa existem links que abrem novas janelas, estas podem conter bibliografia
      de alguns cientistas que contribuíram com o estudo das ligações químicas, e também curiosidades e
      assuntos relacionados às ligações químicas de importância para a existência da vida como a
      conhecemos.
      Dica: Sugiro que durante a atividade você tenha um material de apoio caso os alunos tenham dúvidas
      mais complexas. No final deste guia tem um tópico denominado “Para saber mais” no qual você poderá
      pesquisar.
      Depois da atividade
      Após o desenvolvimento da atividade sugiro que você faça um resumo sobre o que eles aprenderam
      com a atividade, reveja os tópicos principais para depois iniciar as questões. 
        
    • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
       
      Carvalho, G.C.Química Moderna Volume único, 1.ª ed. Editora Scipione
      ATKINS, P. e JONES, Loretta. Princípios de Química: questionando a vida moderna e o
      meio ambiente. Trad. Ignes Caracelli. Porto Alegre: Bookman, p. 181-189, 2001.
       
      CHASSOT, A. Sobre prováveis modelos de átomos. Química Nova na escola, n. 3, p. 3,
      1996.
      FERNANDEZ, C; MARCONDEZ, M. E. R. Concepções dos Estudantes sobre Ligações
      Químicas. Química Nova na Escola, n. 24, p. 20-23, 2006.
       
      GIL-PÉREZ, D. et al. Para uma imagem não deformada do trabalho científico. Ciência
      eEducação, v. 7, n. 2, p. 125-153, 2001.
       
      DUARTE, H.A. Ligações químicas: Iônica, covalente e metálica. Em: AMARAL, L.O.F e
      ALMEIDA, W.B. de (Orgs.). Cadernos Temáticos de Química Novana Escola, n. 4, p. 14-
      23, 2001.
    • Realização:
      Ministério da Educação e Cultura - MEC
      Universidade Federal do Ceará - UFC
      Instituto Universidade Virtual - UFC Virtual
      Universidade Aberta do Brasil - UAB
      Curso de Licenciatura em Química - LQUIM