Trabalho obesidade esmeralda
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Trabalho obesidade esmeralda

on

  • 2,738 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,738
Views on SlideShare
2,654
Embed Views
84

Actions

Likes
0
Downloads
44
Comments
0

2 Embeds 84

http://iosi-fafe.no.comunidades.net 76
http://www.slideshare.net 8

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Trabalho obesidade esmeralda Trabalho obesidade esmeralda Presentation Transcript

  • Tema de vida (saúde)
    Obesidade infantil
    Esmeralda Castro
  • A obesidade é uma epidemia do século XXI.
    O excesso de gordura corporal acumula-se e provoca estragos pessoais, muitas vezes pode levar à morte.
    Este excesso de gordura, resulta de sucessivos energéticos, isto é, uma quantidade de energia ingerida superior a quantidade que é gasta.
    Como se define obesidade
  • A obesidade é uma doença crónica, actualmente um dos grandes problemas da saúde pública.
    Tem-se assistido a um aumento de obesidade infantil, segundo a comissão europeia, Portugal é o segundo pais com mais crianças obesas.
    Mais de 30% das crianças entre os 7 e 9 anos tem excesso de peso, actualmente o sexo feminino apresenta valores superiores ao sexo masculino.
    .
  • obesidade infantil deixa marcas profundas
  • Causas da obesidade infantil
    • Muitas crianças fazem uma má alimentação, com baixo consumo de fibras, comem poucos vegetais e fruta.
    • Comem açúcar em excesso (bolos e doces), gorduras (fritos), bebem muitos refrigerantes, fazem pouco exercício e passam horas em frente do computador ou da televisão.
    • Estas crianças correm grande riscos de vida.
  • Durante muito tempo o obeso foi considerado por todos como o grande culpado pelo seu excesso de peso.
    Através da falta de vontade, da gula, da falta de controlo, indiferença e outros atributos pouco honrosos.
    Acreditava-se que o gordo era o único responsável absoluto pela sua obesidade.
  • Complicações associadas à Obesidade infantil
    • As crianças obesas têm baixa auto estima, muitas vezes dificuldades em relacionarem-se com outras crianças e descriminadas por elas.
    • Se não forem devidamente tratadas atempadamente, em adultos, eles irão contrair doenças cardiovasculares e baixa estima.
  • São doenças que afectam o sistema circulatório
  • Não mantenha uma atitude critica ou ralhar às crianças durante a refeição, para que ela não transmita esses sentimentos ou frustrações no prato da comida.
  • Ajudar as crianças a não serem obesas
    Para o tratamento da obesidade infantil, é importante a actuação dos multi-profissionais (médico, nutricionista, psicólogo, entre outros).
    É imprescindível o envolvimento da família, e todos os intervenientes que convivem com as crianças e adolescentes, para lhes incutir uma mudança nos hábitos alimentares.
  • A melhor medida de prevenir a obesidade é trata-la durante a infância e adolescência.
    Não se recomenda dietas restritivas, porque as crianças estão em desenvolvimento e não podem privar-se dos principais nutrientes.
    É preciso que as crianças aprendam e tenham uma alimentação saudável e pratiquem exercício físico.
  • Alimentação saudável
    Vamos ensinar as crianças desde bebe a comer comida saudável e deixar para trás os ( bolos, bolachas, snacks, gomas batatas fritas) e praticar desporto.
    Garanta que a fruta, leite e iogurte isentos de matéria gorda, legumes e gelatinas, estejam sempre disponíveis e em locais de fácil acesso.
  • Tendência genética
    Hábitos alimentares errados e sedentarismo são as principais causas para a obesidade juvenil, mas também pode estar relacionada a causas metabólicas ou endócrinas (10% dos casos).
    A obesidade desenvolve-se desde a idade de berço, isso não significa que a responsabilidade seja directamente dos pais, pois estes não têm conhecimento de que tal facto acontece.
  • Crianças de pais obesos tornaram-se obesas, este número baixou para 40% quando apenas um dos pais está acima do peso e para 7% quando nenhum dos dois tem problemas de obesidade.
    Se há gordinhos na família, cuide cedo da alimentação do seu filho e faça com que ele se exercite regularmente.
  • Uma alimentação saudável, um futuro melhor
    «Informação retirada da internet ,e tratada por: Esmeralda Castro»