Casa Popular Eficiente apresentação da ULBRA - FEISMA 2009

3,907 views
3,715 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,907
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
127
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Casa Popular Eficiente apresentação da ULBRA - FEISMA 2009

  1. 1. Grupo de Estudos e Pesquisas em Arquitetura e Engenharia Sustentáveis Orientador Prof. Dr. Eng. Civil Marcos Vaghetti Colaboradores Prof. Arq. e Urb. Priscila Quesada Arq. e Urb. Carlos Seffrin Arq.e Urb. Edvaldo Gonçalves Coordenador: Prof. Dr. Eng. Civil Marcos Vaghetti Colaboradores: Prof. MSc. Arq. e Urb. Priscila Quesada Prof. MSc. Arq. e Urb. Samantha Diefenbach Prof. MSc. Eng. Civil Elinor Dalla Lana Arquitetos Carlos Seffrin e Edvaldo Gonçalves Acadêmicos: Alex de Souza, Amilton Antunes, Daniel Fernandes, Jaqueline de Oliveira, Josiele Antunes, Katia Rosa Didoné, Larissa da Rosa, Paulo Iberê da Silva, Robson Retore, Roger de Melo SANTA MARIA ARQUITETURA
  2. 2. GRUPO GEPARES SANTA MARIA SANTA MARIA
  3. 3. LINHA DE PESQUISA DO GEPARES A linha de pesquisa do grupo no momento está voltada para os Sistemas Construtivos Ecológicos , possuindo como premissa básica a elaboração de projetos de pesquisa que contemplem a construção de edificações ecológicas , ou seja, edificações que aproveitem os recursos ambientais disponíveis para a sua concepção, tais como: - sol (iluminação natural e aquecimento da água), - solo (o material em si bem como a topografia do terreno), - vegetação e ventilação (conforto térmico) e - águas pluviais (reservatórios d’água para uso nos vasos sanitários, jardins, horta, etc.). SANTA MARIA
  4. 4. PESQUISA DA CASA POPULAR EFICIENTE Considerando a grande preocupação com o meio ambiente e a carência de projetos alternativos de habitações populares com enfoque na sustentabilidade , acredita-se que a proposta de uma casa popular eficiente para a região de Santa Maria/RS, além de suprir essa carência vem a contribuir para a melhora da qualidade de vida das pessoas, bem como repercutir positivamente nas condições ecológicas e bioclimáticas do Planeta. SANTA MARIA
  5. 5. PESQUISA DA CASA POPULAR EFICIENTE O projeto de pesquisa tem como objetivo principal construir um protótipo de uma Casa Popular Eficiente , contemplando soluções que permitam levar em consideração o aproveitamento dos recursos ambientais disponíveis ( energia solar , vento , águas da chuva , solo e vegetação ), consistindo assim em uma alternativa para moradias de baixa renda. SANTA MARIA
  6. 6. JUSTIFICATIVAS DA PESQUISA <ul><li>SOCIAL : Desenvolver pesquisas para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Fortalecer a educação e cultura ambiental; </li></ul><ul><li>AMBIENTAL : Melhorar as condições ambientais e de vida no nosso Planeta; </li></ul><ul><li>ECONÔMICA : Quantidade de casas possíveis de serem construídas com baixo custo através do aproveitamento de recursos naturais; </li></ul><ul><li>TECNOLÓGICA : Estudo de novos materiais ou sistemas construtivos eficientes do ponto de vista ambiental. </li></ul>SANTA MARIA
  7. 7. METODOLOGIA DA PESQUISA MÓDULO 1 (2008): Pesquisa Bibliográfica SANTA MARIA CASA POPULAR EFICIENTE MÓDULO 2 (2009): Projetos Arquitetônico e Complementares (Estrutural, Elétrico/Telefônico e Hidrossanitário) Cronograma Físico-financeiro MÓDULO 3 (2010): Construção e monitoramento do comportamento do protótipo
  8. 8. ESTUDO DE CASAS ECOLÓGICAS PROTÓTIPO UFRGS: NORIE - Núcleo Orientado para Inovação da Edificação;  Aproveitamento da água da chuva , sol , vento , vegetação e produtos locais;  Diminuição do impacto ambiental ; Foto do protótipo desenvolvido pelo NORIE / UFRGS . Fonte : http://habitare.infohab.org.br/prototipos_projeto7 SANTA MARIA
  9. 9. VISITA DO GEPARES AO PROTÓTIPO DA UFRGS SANTA MARIA
  10. 10. VISITA DO GEPARES AO PROTÓTIPO DA UFRGS SANTA MARIA
  11. 11. VISITA DO GEPARES AO PROTÓTIPO DA UFRGS SANTA MARIA
  12. 12. ESTUDO DE CASAS ECOLÓGICAS PROTÓTIPO UFSC:  Integrado ao Programa de Tecnologia da habitação – HABITARE;  Ano de 2003 ;  Duas casas modelo: a) Madeira de reflorestamento do tipo pinus; b) Blocos pré-moldados - concretos e argamassas produzidos com a adição de resíduos, tais como: - cinzas de termoelétricas (cinza volante), - cinzas de casca de arroz e - entulho da construção civil. SANTA MARIA
  13. 13. ESTUDO DE CASAS ECOLÓGICAS PROTÓTIPO UFSC: Volumetria da Fachada Principal. Fonte :http://www.habitare.org.br/prototipos_projeto1 Fotografia da Fachada Principal. Fonte : http://www.habitare.org.br/prototipos_projeto1 SANTA MARIA
  14. 14. MATERIAIS QUE SERÃO UTILIZADOS Alvenaria com tijolos de solo cimento vazados  Composição : Terra + cimento + água;  Produção : através de prensa hidráulica;  Tipo : autotravado;  Economia : 50% na execução da obra;  Exterior e interior com tijolos aparentes ;  Furos do bloco: Passagem de dutos elétricos e sistema hidráulico;  O material não passa pelo processo de queima , como é o caso dos tijolos produzidos em cerâmicas e olarias ;  A aplicação do chapisco , emboço e reboco são dispensáveis, necessitando apenas de uma simples pintura com tintas ecológicas . SANTA MARIA
  15. 15. MATERIAIS QUE SERÃO UTILIZADOS Telhas onduladas TetraPak  Composição : 75% plástico + 23% alumínio + 2% fibras naturais ;  Reciclagem dos materiais presentes nas embalagens longa vida da TetraPak ;  Dimensões: 2,20x0,92m e 77mm esp.  Isolamento Térmico : 30% superior às telhas de fibrocimento convencional;  No comparativo com as telhas de fibrocimento elas são superiores se comparados aos parâmetros de mercado , pois apresentam alta resistência à flexão e baixa absorção de água , devido a sua origem plástica. SANTA MARIA
  16. 16. MATERIAIS QUE SERÃO UTILIZADOS Vigas e Painéis OSB (Oriented Strand Board) <ul><li>Possibilidades estudadas para o forro e a estrutura do telhado ; </li></ul><ul><li> Reduzido impacto ambiental ; </li></ul><ul><li> São produzidas através de tiras de pínus de reflorestamento e unidas com resinas e prensadas em altas temperaturas; </li></ul><ul><li> O aglomerado de partículas de madeiras longas e orientadas (OSB) vem sendo o desenvolvimento mais importante da indústria dos derivados de madeira nos últimos anos ; </li></ul>SANTA MARIA
  17. 17. MATERIAIS QUE SERÃO UTILIZADOS Tintas de terra crua e Impermeabilizantes ecológicos <ul><li>Pretende-se deixar a alvenaria em tijolos à vista , e, para isso, as paredes irão necessitar de impermeabilizantes e tintas ecológicas . </li></ul><ul><li>As tintas de terra são feitas em 15 tonalidades, um resultado da mistura de terras com diferentes cores, sendo seu principal componente a terra crua . </li></ul><ul><li>As tintas não contém compostos orgânicos voláteis ; </li></ul><ul><li> O impermeabilizante ecológico é um produto desenvolvido com alta resistência , evitando a formação de limo , a penetração de umidade e o acúmulo de sujeira . </li></ul>SANTA MARIA
  18. 18. MATERIAIS QUE SERÃO UTILIZADOS Fiação elétrica livre de produtos de halogênios e chumbo (elementos químicos tóxicos e agressivos à natureza) Tubulações de PEAD (polietileno de alta densidade) SANTA MARIA
  19. 19. SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS Aproveitamento do Vento – Ventilação natural e cruzada SANTA MARIA
  20. 20. SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS Aproveitamento Solar – Solução com garrafas PET e embalagens longa vida Fonte : Manual da Secretaria do Meio Ambiente do Paraná <ul><li>Aquecedor solar (SEMA/PR): </li></ul><ul><li> Aproveitamento da energia solar para o aquecimento da água com a finalidade de reduzir o consumo de energia elétrica ; </li></ul><ul><li>Desenvolvido por José Alcino Alano (Tubarão/SC) - Conquista do Prêmio Super Ecologia 2004; </li></ul><ul><li> Utilização de embalagens descartáveis como garrafas PET e embalagens cartonadas longa vida ; </li></ul>SANTA MARIA
  21. 21. SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS Aproveitamento Solar – Solução com Placas de forro modular de PVC <ul><li>Aquecedor Solar de Baixo Custo (ASBC): </li></ul><ul><li> Tem a finalidade de reduzir o consumo de energia elétrica , através da manufatura em regime de “autoconstrução”; </li></ul><ul><li>Desenvolvido pela Sociedade do SOL no ano de 1992 e aperfeiçoado em 2001, sendo um projeto para a livre utilização da população; </li></ul><ul><li> O funcionamento é pelo processo natural de circulação da água , chamado de termo-sifão ; </li></ul>Fonte : Manual elaborado pela Sociedade do Sol SANTA MARIA
  22. 22. SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS Aproveitamento da Água da chuva e Aquecedor Solar SANTA MARIA
  23. 23. SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS Vegetação Ipê-amarelo Quaresmeira SANTA MARIA
  24. 24. SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS SANTA MARIA Falsa-Vinha muda a cada estação: é verde na primavera e verão, fica vermelha no outono e perde totalmente as folhas no inverno No verão, suas folhas verde-brilhantes protegem as construções do calor excessivo.
  25. 25. SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS Parreira Maracujazeiro SANTA MARIA
  26. 26. MODELOS ESTUDADOS DE PROTÓTIPO SANTA MARIA
  27. 27. MODELOS ESTUDADOS DE PROTÓTIPO SANTA MARIA
  28. 28. PROTÓTIPO HOJE SANTA MARIA Vista Fachada Norte Vista Fachada Sul Vista Fachada Leste Vista Fachada Oeste
  29. 29. PROTÓTIPO – Vista Externa SANTA MARIA
  30. 30. PROTÓTIPO – Vista Externa SANTA MARIA
  31. 31. PROJETO ARQUITETÔNICO <ul><li>PARÂMETROS PROJETUAIS; </li></ul><ul><li>PARÂMETROS AMBIENTAIS; </li></ul><ul><li>CONDICIONANTES URBANÍSTICOS; </li></ul><ul><li>CARÁTER DA EDIFICAÇÃO; </li></ul><ul><li>CONSTRUÇÃO EM MÓDULOS; </li></ul><ul><li>ESPAÇOS COMPATÍVEIS COM MOBILIÁRIO E BÁSICO; </li></ul><ul><li>VENTILAÇÃO NATURAL; </li></ul><ul><li>APROVEITAMENTO DOS RECURSOS NATURAIS; </li></ul>SANTA MARIA
  32. 32. CONCLUSÃO O grupo GEPARES reconhece a importância do desenvolvimento de uma pesquisa de iniciação científica para a sociedade e para a Instituição ULBRA , não só pelo engrandecimento do Curso de Arquitetura e Urbanismo e sua inserção em pesquisa, mas, sobretudo pelo envolvimento dos recursos humanos de forma contundente na criação de um espírito de grupo, favorecendo as relações interpessoais tão necessárias à formação do caráter do acadêmico e posteriormente do profissional . SANTA MARIA
  33. 33. PROJETO ARQUITETÔNICO SANTA MARIA LOCALIZAÇÃO ULBRA CAMPUS SANTA MARIA SANTA MARIA
  34. 34. PROJETO ARQUITETÔNICO SANTA MARIA SANTA MARIA 1ª ampliação
  35. 35. PROJETO ARQUITETÔNICO SANTA MARIA 2ª ampliação
  36. 36. SANTA MARIA PROJETO ARQUITETÔNICO SANTA MARIA
  37. 37. SANTA MARIA PROJETO ARQUITETÔNICO SANTA MARIA
  38. 38. SANTA MARIA PROJETO ARQUITETÔNICO SANTA MARIA
  39. 39. CONCLUSÃO A concepção do protótipo permeia, portanto, todos os conceitos de sustentabilidade definidas por SACHS (1993) :  social ,  econômica ,  ecológica ,  espacial e  cultural ...... .......agora voltado ao projeto de uma habitação , que insere mais do que uma arquitetura simplesmente , mas o lar de uma família com todas as relações e dimensões que implica num “ morar ” numa casa, especialmente o entorno com o meio ambiente. SANTA MARIA
  40. 40. CONVIDO A TODOS A VISITAREM O ESTANDE DA ULBRA NO PAVILHÃO DE INOVAÇÃO CONTATOS Coordenador Marcos Vaghetti : [email_address] www. ulbra.br/santamaria OBRIGADO! SANTA MARIA

×