Apostila: Cap. 4
Página 85 a 92
 Em uma comunidade, nenhuma espécie vive isolada
 Há uma contínua interação entre as espécies
 Interação: Maior força e...
INTERAÇÕES (RELAÇÕES , ASSOCIAÇÕES)
 INTRAESPECÍFICAS: indivíduos da mesma espécie
 INTERESPECÍFICAS: indivíduos de espé...
RELAÇÕES INTRAESPECÍFICAS HARMÔNICAS
COLÔNIA
 Indivíduos ligados fisicamente entre si
 Profundo grau de interdependência...
Caravelas : colônias móveis,
heteromorfas, ocorre
especialização de funções
Flutuação;
Alimentação;
Defesa.
SOCIEDADE
 Indivíduos independentes fisicamente
 Organização cooperativa
 Divisão do trabalho
 Separação em castas soc...
Abelhas
A rainha é a única fêmea fértil (2n), responsável pela reprodução e
postura de ovos
As operárias são fêmeas diplói...
GREGARISMO
 Indivíduos vivem juntos
 Sem organização social
 Proteção
Ex.: peixes que vivem em cardumes, manadas de ani...
RELAÇÕES INTRAESPECÍFICAS DESARMÔNICAS
COMPETIÇÃO INTRAESPECÍFICA
 Indivíduos competem por recursos do meio
 Recursos nã...
CANIBALISMO
 “Predatismo intraespecífico”
 O indivíduo canibal se alimenta de outro da mesma
espécie
 Pode ocorrer quan...
RELAÇÕES INTERESPECÍFICAS HARMÔNICAS
PROTOCOOPERAÇÃO
 Indivíduos se beneficiam mutuamente
 Associação NÃO É OBRIGATÓRIA
PROTOCOOPERAÇÃO
Caranguejo eremita e anêmonas do
mar
MUTUALISMO OU SIMBIOSE
 Indivíduos se beneficiam mutuamente
 Associação é OBRIGATÓRIA
 Dependência entre os indivíduos
...
Micorrizas = (raízes de plantas +
fungos)
Plantas
• Pinheiros, tomateiros, orquídeas
• Fotossíntese
• Produção de composto...
Bactérias Rhizobium e raízes de
leguminosas
• Fixação biológica no nitrogênio
Microrganismos que vivem no intestino de cupins e animais
ruminantes e digerem a celulose ingerida por eles
COMENSALISMO
 Uma espécie é beneficiada e a outra é indiferente
Benefício pode ser:
1. Restos de alimentos
2.Transporte ...
INQUILINISMO
EPIFITISMO
Obs: NÃO HÁ PARASITISMO!!
PLANTAS EPÍFITAS
São tipos de vegetais que não enraízam no solo, fixam-se em outras árvores.
Têm porte discreto, se fixam ...
RELAÇÕES INTERESPECÍFICAS DESARMÔNICAS
COMPETIÇÃO INTERESPECÍFICA
 Ocorre superposição de nichos ecológicos
 Espécies co...
RELAÇÕES INTERESPECÍFICAS DESARMÔNICAS
PREDAÇÃO (PREDATISMO)
 Animais carnívoros matam e devoram animais de
outras espéci...
HERBIVORIA
 Animais herbívoros
 Prejuízos ou benefícios???
PARASITISMO
 Um indivíduo vive às custas de outro, causando-lhe
prejuízos
 O parasita não necessariamente provoca a mort...
AMENSALISMO OU ANTIBIOSE
 Um dos indivíduos é capaz de produzir substâncias que
podem inibir o desenvolvimento do outro o...
AMENSALISMO OU ANTIBIOSE
 Algas protistas (pirrófitas) de cor avermelhada e produtoras
de substâncias altamente tóxicas a...
ESCLAVAGISMO OU SINFILIA
 Uma das espécies se beneficia das atividades ou do “trabalho”
de outra espécie
 Pássaros que b...
 Adaptações evolutivas
 Dificultar a captura pelos predadores
MIMETISMO  padrão imitativo em relação a outros seres viv...
Erythrolamprus aesculapii
Coral falsa
Micrurus brasiliensis
Coral verdadeira
CAMUFLAGEM  padrão imitativo em relação ao ambiente
MÚSICA: RELAÇÕES HARMÔNICAS E DESARMÔNICAS
PROF. PAULO ALEXANDRE
AS RELAÇÕES PODEM SER
PRA GANHAR OU ENTÃO PRA PERDER
EXIS...
Interações ecológicas
Interações ecológicas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Interações ecológicas

1,623

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,623
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Interações ecológicas

  1. 1. Apostila: Cap. 4 Página 85 a 92
  2. 2.  Em uma comunidade, nenhuma espécie vive isolada  Há uma contínua interação entre as espécies  Interação: Maior força estabilizadora dentro das comunidades  Mecanismos naturais de controle das densidades populacionais
  3. 3. INTERAÇÕES (RELAÇÕES , ASSOCIAÇÕES)  INTRAESPECÍFICAS: indivíduos da mesma espécie  INTERESPECÍFICAS: indivíduos de espécies diferentes  HARMÔNICAS (+/+ ou +/0): benefícios para um ou ambos os associados  DESARMÔNICAS (+/-): prejuízos para pelo menos um dos associados
  4. 4. RELAÇÕES INTRAESPECÍFICAS HARMÔNICAS COLÔNIA  Indivíduos ligados fisicamente entre si  Profundo grau de interdependência  Pode ou não ocorrer divisão do trabalho  Pode ser móvel ou fixa Ex.: corais, esponjas, fungos, bactérias, algas
  5. 5. Caravelas : colônias móveis, heteromorfas, ocorre especialização de funções Flutuação; Alimentação; Defesa.
  6. 6. SOCIEDADE  Indivíduos independentes fisicamente  Organização cooperativa  Divisão do trabalho  Separação em castas sociais Ex.: abelhas, cupins, formigas ZangãoRainha Operária
  7. 7. Abelhas A rainha é a única fêmea fértil (2n), responsável pela reprodução e postura de ovos As operárias são fêmeas diplóides (2n) e estéreis. Encarregadas de defenderem a colméia, obter alimento, produzir a cera e o mel Os zangões são machos férteis haplóides (n) e sua principal função é fecundar a rainha
  8. 8. GREGARISMO  Indivíduos vivem juntos  Sem organização social  Proteção Ex.: peixes que vivem em cardumes, manadas de animais
  9. 9. RELAÇÕES INTRAESPECÍFICAS DESARMÔNICAS COMPETIÇÃO INTRAESPECÍFICA  Indivíduos competem por recursos do meio  Recursos não suficientes para todos
  10. 10. CANIBALISMO  “Predatismo intraespecífico”  O indivíduo canibal se alimenta de outro da mesma espécie  Pode ocorrer quando espaço e alimento são limitados Ex.: escorpiões, peixes, aranhas, planárias etc.
  11. 11. RELAÇÕES INTERESPECÍFICAS HARMÔNICAS PROTOCOOPERAÇÃO  Indivíduos se beneficiam mutuamente  Associação NÃO É OBRIGATÓRIA
  12. 12. PROTOCOOPERAÇÃO Caranguejo eremita e anêmonas do mar
  13. 13. MUTUALISMO OU SIMBIOSE  Indivíduos se beneficiam mutuamente  Associação é OBRIGATÓRIA  Dependência entre os indivíduos Liquens = (algas + fungos) Algas • Fotossíntese • Produção de compostos orgânicos usados pelo fungo Fungos • Absorção de água e sais minerais para as algas
  14. 14. Micorrizas = (raízes de plantas + fungos) Plantas • Pinheiros, tomateiros, orquídeas • Fotossíntese • Produção de compostos orgânicos usados pelo fungo Fungos • Absorção de água e sais minerais para a planta
  15. 15. Bactérias Rhizobium e raízes de leguminosas • Fixação biológica no nitrogênio
  16. 16. Microrganismos que vivem no intestino de cupins e animais ruminantes e digerem a celulose ingerida por eles
  17. 17. COMENSALISMO  Uma espécie é beneficiada e a outra é indiferente Benefício pode ser: 1. Restos de alimentos 2.Transporte (Forésia) 3. Moradia (Inquilinismo/ Epifitismo)
  18. 18. INQUILINISMO EPIFITISMO Obs: NÃO HÁ PARASITISMO!!
  19. 19. PLANTAS EPÍFITAS São tipos de vegetais que não enraízam no solo, fixam-se em outras árvores. Têm porte discreto, se fixam nos tecidos superficiais dos troncos e galhos para receber luz solar e umidade com mais facilidade do que diretamente no solo. Dispõem de sistemas específicos para absorver umidade do ar e extrair sua alimentação mineral da poeira que recai sobre si; necessitam de grande quantidade de umidade e de luz. As epífitas jamais buscam alimento nos organismos hospedeiros. Suas raízes superficiais não absorvem a seiva da planta hospedeira, não há qualquer relação de parasitismo. Ou seja, a presença de epífitas não prejudica a árvore ou arbusto onde elas vegetam. No caso das bromélias, existem as epífitas e as não epífitas, todas têm seu cálice em forma de rosa no ponto onde as folhas se juntam, chamada de disposição rosácea; este mecanismo faz com que recebam água da chuva, poeira e pequenos insetos mortos, que decompostos pela água e misturados à poeira serão aproveitados em sua nutrição. As orquídeas têm as raízes revestidas com uma espécie de velame, este é um tecido formado por células mortas que atuam como uma esponja absorvendo a umidade e nutrientes.
  20. 20. RELAÇÕES INTERESPECÍFICAS DESARMÔNICAS COMPETIÇÃO INTERESPECÍFICA  Ocorre superposição de nichos ecológicos  Espécies competem por recursos do meio  Corujas, cobras e gaviões são predadores que competem entre si pelas mesmas espécies de presas (ratos, preás, coelhos etc...)  Árvores de diferentes espécies crescendo umas muito próximas das outras competem entre si pelo espaço para as copas das árvores se desenvolverem e assim obterem mais luz solar para realizarem a fotossíntese  Períodos de estiagem ou seca prolongada: animais de diversas espécies passam a competir pela água que ainda resta em pequenas poças d´água
  21. 21. RELAÇÕES INTERESPECÍFICAS DESARMÔNICAS PREDAÇÃO (PREDATISMO)  Animais carnívoros matam e devoram animais de outras espécies  Relação Predador/ Presa: controle populacional
  22. 22. HERBIVORIA  Animais herbívoros  Prejuízos ou benefícios???
  23. 23. PARASITISMO  Um indivíduo vive às custas de outro, causando-lhe prejuízos  O parasita não necessariamente provoca a morte de seu hospedeiro  Coadaptação: equilíbrio das relações parasita/hospedeiro Ectoparasitas Endoparasitas
  24. 24. AMENSALISMO OU ANTIBIOSE  Um dos indivíduos é capaz de produzir substâncias que podem inibir o desenvolvimento do outro ou mesmo causar sua morte  A substância produzida pela espécie inibidora pode não ter efeito letal sobre a espécie amensal (espécie cujo desenvolvimento é inibido)  Fungos e bactérias produzem substâncias – os antibióticos – que interrompem o crescimento de populações de outros microrganismos  Fungo Penicilium notatum é o responsável pela produção do mais antigo antibiótico: a penicilina.
  25. 25. AMENSALISMO OU ANTIBIOSE  Algas protistas (pirrófitas) de cor avermelhada e produtoras de substâncias altamente tóxicas apresentam intensa proliferação, formando enormes manchas vermelhas no oceano. Com isso, a concentração dessas substâncias tóxicas aumenta, provocando um fenômeno conhecido como “maré vermelha”.
  26. 26. ESCLAVAGISMO OU SINFILIA  Uma das espécies se beneficia das atividades ou do “trabalho” de outra espécie  Pássaros que botam seus ovos no ninho de outras espécies, que os chocam como se fossem seus. “O chupim - bota ovos muito parecidos com os do tico-tico, e dentro do ninho do tico-tico; a fêmea do tico-tico - vai chocando os ovos de chupim junto com os dela própria. Não bastasse essa situação "desleal", os filhotes de chupim nascem em prazo menor do que os de tico-tico, e vão logo tomando conta do pedaço: chegam a jogar fora os ovos de tico-tico, matando-os - ou, então, bem mais fortes, jogam para baixo os próprios tico-tiquinhos que tenham nascido; e a mãe adotiva ainda os alimenta com todo desvelo. Quando ficarem adultos, esses mesmos chupinzinhos chegarão a uns 23cm e serão imponentes - os machos, negros e brilhantes, com reflexos avermelhados; as fêmeas, de um castanho bem escuro, quase preto.” Fonte: Revista Meu Sítio - Guia Rural - Editora Abril
  27. 27.  Adaptações evolutivas  Dificultar a captura pelos predadores MIMETISMO  padrão imitativo em relação a outros seres vivos Monarca impalatável Vice-rei palatável
  28. 28. Erythrolamprus aesculapii Coral falsa Micrurus brasiliensis Coral verdadeira
  29. 29. CAMUFLAGEM  padrão imitativo em relação ao ambiente
  30. 30. MÚSICA: RELAÇÕES HARMÔNICAS E DESARMÔNICAS PROF. PAULO ALEXANDRE AS RELAÇÕES PODEM SER PRA GANHAR OU ENTÃO PRA PERDER EXISTINDO OU NÃO HARMONIA ISSO É O QUE DEVEMOS SABER. (REFRÃO) ELA TERÁ HARMONIA SE NÃO HOUVER PREJUÍZO E SE ALGUMA DAS PARTES TIVER ALGUM BENEFICIO. COLÔNIA TEM INDIVÍDUOS, PODEM TER CORPOS LIGADOS. SÃO BACTÉRIAS, CORAIS OU ALGUNS PROTOZOÁRIOS. SOCIEDADE É MARCANTE OS CORPOS SÃO SEPARADOS. ORGANIZADOS EM FUNÇÕES COMO AS ABELHAS JÁ SÃO. O CROCODILO E O PALITO NA PROTOCOOPERAÇÃO. AJUDA NÃO OBRIGATÓRIA FALTANDO NÃO MORRERÃO. PORÉM NO MUTUALISMO A UNIÃO É VITAL. ALGAS E FUNGOS SÃO LÍQUENS PROTOZOÁRIO E CUPIM. COMENSALISMO, UM GANHA OUTRO NÃO TÁ NEM AÍ O LEÃO DEIXA PRA HIENA E ELA MORRE DE RIR. INQUILINISMO EM ORQUÍDEAS QUE APOIADAS CRESCERÃO PEIXE ENTROU NO HOLOTÚRIA QUE SERVIU DE PROTEÇÃO. FINALIZANDO HARMONIA CABRA, PRESTE BEM ATENÇÃO SE VOCÊ NÃO SE LIGAR.. É BOMBA OU RECUPERAÇÃO (REFRÃO) MAS SE HOUVER PREJUÍZO DESARMONIA JÁ É UM GANHA E O OUTRO SE FERRA E ASSIM NÃO VAI DAR PÉ. COMPETIÇÃO É DANADA O RECURSO FALTARÁ DISPUTA É SEMPRE ACIRRADA E O MAIS FORTE VENCERÁ. NO AMENSALISMO, PRODUTOS E FATORES INIBIRÃO QUE A ESPÉCIE AMENSAL CRESÇA ANTIBIOSES SERÃO. O PREDATISMO APRESENTA A PRESA E O PREDADOR O VEADINHO DEU MOLE E O LEÃO ABOCANHOU. CANIBALISMO APARECE DENTRO DA MESMA ESPÉCIE MATOU E TEVE MOTIVO EM PEIXES ISSO ACONTECE. PARASITISMO FAMOSO VIVENDO ÀS CUSTAS ALHEIA É O PARASITA NA BOA E O HOSPEDEIRO ESPERNEIA PRA ACABAR COM A DESARMONIA CABRA, PRESTE BEM ATENÇÃO SE VOCÊ NÃO SE LIGAR “CÊ” VAI TOMAR.. NO PREJUÍZO.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×