Your SlideShare is downloading. ×
0
A Disponibilidade e  suas Interfaces             Acadêmicos:               Laís Camargo               Mara Grazielly      ...
Roteiro da ApresentaçãoConceitos e InterfacesAplicações PráticasConclusão
DisponibilidadeO que é?Qual a sua importância?Como garantir?
A Disponibilidade e suas Interfaces                    LEGISLAÇÃO  PRODUTIVIDADE   DISPONIBILIDADE   MANUTENÇÃO           ...
A Disponibilidade e suas Interfaces               LEGISLAÇÃO             DISPONIBILIDADE
LegislaçãoNBR 5462 - 1994ConceitosMétodos de Cálculo
A Disponibilidade e suas Interfaces             DISPONIBILIDADE   MANUTENÇÃO
ManutençãoManter e melhorar a confiabilidadeInfluência dos tipos de manutençãoFases antecessoras à intervençõesda manutenção
Estudo de Caso – Disponibilidade Alcançada porEquipamentos da Logística de Movimentação Interna da              Empresa Vi...
Equipamentos      • Empilhadeiras combustão e elétrica     de           • Paleteiras elétricasMovimentação      • Still, Y...
Horas                   Horas         Horas        HorasIdentificação                                            Preventiv...
Taxa de Aderência ao Planejamento deManutenções Preventivas, que teve como          resultado 93,65%.
• Manutenções Preventivas = 592,61 horas• Manutenções Corretivas = 350,06 horas• Diferença = 242,55 horas
A Disponibilidade e suas Interfaces             DISPONIBILIDADE                QUALIDADE
QualidadeQual a importância?O que pode comprometer?Como garantir?
A Disponibilidade e suas Interfaces  PRODUTIVIDADE   DISPONIBILIDADE
ProdutividadeGarantir a competitividadeGarantir custos adequadosDepende da disponibilidade derecursos
(OEE) Índice de Eficiência Global do           Equipamento   O que é?   Por quê implementar?   Aplicação Prática
OEE (%) = Índice (Disponibilidade X Performance XQualidade)                Desejável: OEE (%) ≥ 85   Índice de         Índ...
Aplicação Prática•   Título: Utilização do índice de eficiência    global de equipamentos na gestão e    melhoria contínua...
Tratativa dos Dados              • Ok!Se OEE ≥ 90              • Não é necessário                novas análises.          ...
Tratativa dos Dados            • OK!Se OEE ≥ 90 • Não é              necessário              novas análises.            • ...
Etapa 1             Apuração do                                índice OEEEtapa 2    Apuração do          Apuração do      ...
Premissas:• Treinar e orientar todas os colabores envolvidos, desde operadores a alta direção.• Definir tempo padrão de ci...
Índice de Eficiência Global(OEE)       OEE < 85%           TRATATIVA             E        INDIVIDUAL DOS           ÍNDICES...
Índice de Performance       Performance < 95%        Quais são os          Queda na velocidade            do equipamento....
Índice de Disponibilidade         Disponibilidade <               90%         Quais são os           Análise de          f...
Pareto - Principais perdas queafetam o Índice deDisponibilidade: Paradas não programadas:     Troca de Ferramentas:  Entra...
Índice de Qualidade         Qualidade < 99%          Quais são os             Análise de           fatores que            ...
Pareto - Principais defeitos queafetaram o Índice de Qualidade:          Como tratar e   Capabilidade do processo...     ...
Plano de Ação: Troca de mandril e rolos, para evitar  paradas não programadas. Ajuste da régua prismática para  eliminar...
Melhorias observadas                   ANTES         DEPOIS     Observa-se que os 70%       Deve-se continuar repetindo o ...
Considerações Finais
Considerações Finais   Não se gerencia o que não se mede...    Não se mede o que não se define...    Não se define o que n...
Apresentação de Falhas em Componentes
Apresentação de Falhas em Componentes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apresentação de Falhas em Componentes

710

Published on

Falhas em Componentes:
A Disponibilidade e suas Interfaces,
OEE

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
710
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Apresentação de Falhas em Componentes"

  1. 1. A Disponibilidade e suas Interfaces Acadêmicos: Laís Camargo Mara Grazielly Rafael Marocco Raquel Oliveira Thaísa Lopes
  2. 2. Roteiro da ApresentaçãoConceitos e InterfacesAplicações PráticasConclusão
  3. 3. DisponibilidadeO que é?Qual a sua importância?Como garantir?
  4. 4. A Disponibilidade e suas Interfaces LEGISLAÇÃO PRODUTIVIDADE DISPONIBILIDADE MANUTENÇÃO QUALIDADE
  5. 5. A Disponibilidade e suas Interfaces LEGISLAÇÃO DISPONIBILIDADE
  6. 6. LegislaçãoNBR 5462 - 1994ConceitosMétodos de Cálculo
  7. 7. A Disponibilidade e suas Interfaces DISPONIBILIDADE MANUTENÇÃO
  8. 8. ManutençãoManter e melhorar a confiabilidadeInfluência dos tipos de manutençãoFases antecessoras à intervençõesda manutenção
  9. 9. Estudo de Caso – Disponibilidade Alcançada porEquipamentos da Logística de Movimentação Interna da Empresa Vilma AlimentosManutenção • Prevenir indisponibilidade • Evitar falhas não previstasPreventiva • Redução de custos com manutenções corretivas • Planejamento baseado em manuais e práticas PCM • Controle de indicadores e processos e horas • Programação de intervenções previstas • Alta confiabilidade e disponibilidade Objetivos • Preservar características intrínsecas • Alta produtividade e performance
  10. 10. Equipamentos • Empilhadeiras combustão e elétrica de • Paleteiras elétricasMovimentação • Still, Yale, Paletras • 51 equipamentosCaracterísticas • Atuantes em 5 áreas • Movimentam paletes • Indicador disponibilidade – feedback Função • Otimização do processoManutenção • Especificação dos recursos
  11. 11. Horas Horas Horas HorasIdentificação Preventivas + Trabalhadas Preventivas Corretivas Corretivas EMP 01 2584 23,95 14,15 38,10 EMP 02 3446 21,83 14,58 36,41 EMP 03 745 4,17 0,00 4,17 EMP 04 3115 20,33 6,43 26,76 EMP 05 3171 19,98 8,25 28,23 EMP 06 3600 22,00 3,50 25,50 EMP 07 3626 32,00 36,17 68,17 EMP 21 705 1,83 10,42 12,25 EMP 08 3577 11,87 11,95 23,82 EMP 09 3791 15,32 12,33 27,65 EMP 10 1729 6,12 1,33 7,45 EMP 11 2530 14,00 0,67 14,67 EMP 12 2597 11,08 7,68 18,76 EMP 13 2696 12,50 12,53 25,03 EMP 14 2857 14,77 1,80 16,57 EMP 15 750 8,58 3,58 12,16 EMP 16 1171 7,62 0,00 7,62
  12. 12. Taxa de Aderência ao Planejamento deManutenções Preventivas, que teve como resultado 93,65%.
  13. 13. • Manutenções Preventivas = 592,61 horas• Manutenções Corretivas = 350,06 horas• Diferença = 242,55 horas
  14. 14. A Disponibilidade e suas Interfaces DISPONIBILIDADE QUALIDADE
  15. 15. QualidadeQual a importância?O que pode comprometer?Como garantir?
  16. 16. A Disponibilidade e suas Interfaces PRODUTIVIDADE DISPONIBILIDADE
  17. 17. ProdutividadeGarantir a competitividadeGarantir custos adequadosDepende da disponibilidade derecursos
  18. 18. (OEE) Índice de Eficiência Global do Equipamento O que é? Por quê implementar? Aplicação Prática
  19. 19. OEE (%) = Índice (Disponibilidade X Performance XQualidade) Desejável: OEE (%) ≥ 85 Índice de Índice de Índice deDisponibilidade Performance QualidadeDesejável: ≥ 90 Desejável: ≥ 95 Desejável: ≥ 99 Ociosidade Problemas Quebra ou ou pequenas de qualidade falha paradas ou retrabalho Queda de Set up´s ou Velocidade rendimento ajustes reduzida (startap)
  20. 20. Aplicação Prática• Título: Utilização do índice de eficiência global de equipamentos na gestão e melhoria contínua do laminador em uma empresa fabricante de cilindros de alta pressão.• Autores: Gláucia Rozatto Alves Inácio e Ilton Curty Leal Junior.• Metodologia: Incentiva a busca continua pela melhoria continua do processo em geral.
  21. 21. Tratativa dos Dados • Ok!Se OEE ≥ 90 • Não é necessário novas análises. • Não Ok!Se OEE ≤ 90 • É preciso atuar para melhorar o Índice.
  22. 22. Tratativa dos Dados • OK!Se OEE ≥ 90 • Não é necessário novas análises. • Não Ok!Se OEE ≤ 90 • É preciso atuar para melhorar o Índice. Apuração OEE Desejável: ≥ 90 OEE Possível = 100 Análise do Análise do Análise do Índice de Índice de Índice de Disponibilidad Performance Qualidade e Desejável: ≥ 90 Desejável: ≥ 99 Desejável: ≥ 95 Tratativa Individual dos índices
  23. 23. Etapa 1 Apuração do índice OEEEtapa 2 Apuração do Apuração do Apuração do Índice de Índice de Índice de Qualidade disponibilidade Performance Pareto das Capabilidade FMEA perdas do Processo Estratificação das perdas Etapa 3 Elaboração do Plano de Ação plano de ação Análise e comparação dos índices após Etapa 4 aplicação das ações
  24. 24. Premissas:• Treinar e orientar todas os colabores envolvidos, desde operadores a alta direção.• Definir tempo padrão de ciclo.• Definir padrão de qualidade e possíveis defeitos.• Definir tipologia de perdas e classifica- la em programada e não programada.
  25. 25. Índice de Eficiência Global(OEE) OEE < 85% TRATATIVA E INDIVIDUAL DOS ÍNDICES!!! AGORA??? 62%
  26. 26. Índice de Performance Performance < 95%  Quais são os Queda na velocidade do equipamento. fatores que  Pequenas paradas. comprometem este índice??? 78%
  27. 27. Índice de Disponibilidade Disponibilidade < 90% Quais são os Análise de fatores que PARETO... comprometeram este índice??? 81%
  28. 28. Pareto - Principais perdas queafetam o Índice deDisponibilidade: Paradas não programadas: Troca de Ferramentas: Entrada de ar na Defeito nos rolos e 29 bomba e ajustes de % mandril processo. 13 %
  29. 29. Índice de Qualidade Qualidade < 99% Quais são os Análise de fatores que PARETO... comprometeram este índice??? 97%
  30. 30. Pareto - Principais defeitos queafetaram o Índice de Qualidade: Como tratar e  Capabilidade do processo... eliminar a ocorrência de  Diagrama de Causa e Efeito...  29 defeitos??? FEMEA... % 29 %
  31. 31. Plano de Ação: Troca de mandril e rolos, para evitar paradas não programadas. Ajuste da régua prismática para eliminar a ondulação. Controle da espessura através da instalação de ultrassom. Automatização do processo de troca de ferramentas. Outros ajustes de processos.
  32. 32. Melhorias observadas ANTES DEPOIS Observa-se que os 70% Deve-se continuar repetindo o OEE 51% índices melhoraram, ciclo de análise para se porém ainda estão alcançar e manter resultados abaixo da meta 78% Performancesuperiores a meta 81% estabelecida... estabelecida...Disponibilidade 81% 86% Qualidade 98% 100%
  33. 33. Considerações Finais
  34. 34. Considerações Finais Não se gerencia o que não se mede... Não se mede o que não se define... Não se define o que não entende... Não há sucesso no que não se gerencia. (Edward Deming)
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×