Pneumonia<br />
INTRODUÇÃO<br /><ul><li>A pneumonia é uma doença infecciosa que provoca inflamação dos pulmões;
 Normalmente é causada por bactérias, vírus e, eventualmente, por fungos. A pneumonia bacteriana é a mais comum;
 A pneumonia afeta com maior freqüência e gravidade os idosos, pessoas com doenças crônicas ou que tenham imunidade baixa....
 A pneumonia é a principal causa de morte de crianças em todo o mundo.</li></li></ul><li>CAUSAS<br /><ul><li>A pneumonia é...
 Estes microrganismos ultrapassam as defesas naturais do corpo e invadem o pulmão, causando infecção e inflamação desse ór...
 Suor intenso ou calafrios;
 Tosse com catarro amarelado ou esverdeado (em alguns tipos de pneumonia, a tosse pode ser seca ou sem catarro),
 Dor no peito ou no tórax, que pode piorar com a respiração, e respiração rápida e curta;
 Náuseas e vômitos,
 Dores de cabeça,
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Pneumonia

19,840

Published on

Published in: Health & Medicine
1 Comment
15 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
19,840
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
15
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Pneumonia"

  1. 1. Pneumonia<br />
  2. 2. INTRODUÇÃO<br /><ul><li>A pneumonia é uma doença infecciosa que provoca inflamação dos pulmões;
  3. 3. Normalmente é causada por bactérias, vírus e, eventualmente, por fungos. A pneumonia bacteriana é a mais comum;
  4. 4. A pneumonia afeta com maior freqüência e gravidade os idosos, pessoas com doenças crônicas ou que tenham imunidade baixa. Mas pode afetar também crianças, jovens e adultos saudáveis;
  5. 5. A pneumonia é a principal causa de morte de crianças em todo o mundo.</li></li></ul><li>CAUSAS<br /><ul><li>A pneumonia é uma infecção grave causada por bactérias, vírus, fungos e outros parasitas que geralmente são transmitidos por via respiratória.
  6. 6. Estes microrganismos ultrapassam as defesas naturais do corpo e invadem o pulmão, causando infecção e inflamação desse órgão.</li></li></ul><li>SINTOMAS<br />Os sintomas mais comuns da pneumonia são:<br /><ul><li> Febre;
  7. 7. Suor intenso ou calafrios;
  8. 8. Tosse com catarro amarelado ou esverdeado (em alguns tipos de pneumonia, a tosse pode ser seca ou sem catarro),
  9. 9. Dor no peito ou no tórax, que pode piorar com a respiração, e respiração rápida e curta;
  10. 10. Náuseas e vômitos,
  11. 11. Dores de cabeça,
  12. 12. Diminuição do apetite,
  13. 13. Dores musculares,
  14. 14. Choro freqüente (no caso de crianças),
  15. 15. Fraqueza,
  16. 16. Cansaço e desânimo;</li></ul>Outros sintomas gerais são:<br />
  17. 17. SINTOMAS<br />Nos casos mais graves pode haver, ainda, falta de ar e maior dificuldade respiratória, cianose (coloração azulada ou arroxeada) de extremidades (dedos, nariz, lábios) por causa da baixa oxigenação sanguínea, confusão mental ou desorientação (observada principalmente em idosos), queda da pressão arterial, aceleração do pulso ou da freqüência cardíaca.<br />
  18. 18. SINTOMAS<br /><ul><li>Os sintomas da pneumonia geralmente aparecem de forma aguda ou rápida, mas podem se desenvolver também lentamente;
  19. 19. No início dos sintomas, a pneumonia pode ser confundida com uma gripe ou resfriado forte;
  20. 20. Muitas vezes a pneumonia bacteriana surge como complicação de uma gripe. Por isso, ao início de qualquer um dos sintomas listados a seguir, um médico deverá ser consultado;</li></li></ul><li>DIAGNÓSTICO<br /><ul><li> O diagnóstico inicialmente é feito com base apenas no exame físico alterado e na presença de sinais e sintomas compatíveis com a doença. Alguns exames complementares podem ser importantes para confirmar o diagnóstico e ajudar a definir o tratamento mais adequado para cada caso;
  21. 21. Geralmente o médico utiliza exames de imagem como raios X de tórax ou , quando necessário, tomografia computadorizada de tórax e também exames de sangue;
  22. 22. Para identificar o germe causador da pneumonia pode-se utilizar o exame do escarro. Assim, o médico poderá definir o antibiótico mais indicado para cada caso.</li></li></ul><li>TRATAMENTO<br /><ul><li> Procurar um médico aos primeiros sinais da doença é fundamental para a indicação do melhor tratamento para cada caso.
  23. 23. Somente o especialista poderá orientar o paciente em relação aos procedimentos adequados e ao uso de remédios.</li></li></ul><li>TRATAMENTO<br />Pneumonias bacteriana<br />Deverá sempre ser tratada com antibióticos. Cada caso é avaliado individualmente e o médico decidirá se o caso é de internação, inclusive em UTI, nos casos mais graves.<br />Pneumonias virais<br />O tratamento é só de suporte. O intuito é melhorar as condições do organismo para que este combata a infecção. Utilizam-se dieta apropriada, oxigênio (se for necessário) e medicações para dor ou febre.<br />Pneumonias por parasitas ou fungos<br />Medicamentos específicos sempre deverão ser utilizados.<br />
  24. 24. PREVENÇÃO<br /><ul><li> A melhor maneira de prevenir a pneumonia é manter uma rotina de vida saudável;
  25. 25. Pacientes com fatores de risco (idosos e portadores de doença pulmonar crônica ou deficiência imunológica) devem ser vacinados para Influenza e pneumonia bacteriana (pneumococo), não fumar, fazer uma dieta saudável, exercitar-se e repousar;
  26. 26. Esses bons hábitos preservam o sistema imunológico e impedem que o resfriado ou a gripe evoluam para um quadro de pneumonia.</li></li></ul><li>Consulte sempre o seu médico.<br />Fontes: <br />www.hospitalsiriolibanes.org.br/.../pneumonia_adquirida_criancas.pdf Jornal Brasileiro de Pneumologia - www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806...script.<br />www.drauziovarella.com.br/.../2600/pneumonia.<br /> <br />  <br />Editora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ) <br />Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)<br />

×