Apresentação câncer de pulmão

3,307 views
3,134 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,307
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
137
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação câncer de pulmão

  1. 1. Câncer de Pulmão
  2. 2. INTRODUÇÃO• Este câncer tem sua origem nas células dos pulmões, órgãosesponjosos localizados na região peitoral do corpo e responsáveispela absorção do ar inalado e pela liberação do dióxido de carbonoexalado pelo indivíduo.• O tumor de pulmão, assim como outras doenças cancerígenas,desenvolve-se por meio da multiplicação desordenada de célulasanormais, denominadas malignas.• Elas formam a lesão e destroem os tecidos adjacentes,podendo atingir a circulação e acometer outraspartes do organismo. Esse fenômeno éconhecido como metástase.
  3. 3. • De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer depulmão, cuja incidência mundial aumenta em 2% a cada ano, é omais comum de todos os tumores malignos.• A doença é classificada em pequenas células e não pequenascélulas. Esta última, composta por tipos variados de células, éresponsável por 75% dos casos, segundo dados do INCA.INTRODUÇÃO
  4. 4. CAUSAS• A principal causa do câncer de pulmão é o tabagismo, sendoresponsável por 90% dos casos, de acordo com levantamento feitopelo INCA• Para o pulmão se proteger das agressões da fumaça e dassubstâncias nocivas do cigarro, ocorre uma transformação damucosa causada por alterações celulares importantes.• Esse processo pode gerar células anormais (malignas) e, comisso, formar lesões locais e metastáticas.
  5. 5. CAUSASOutras causas menos comuns de câncer de pulmão (> 10% dos casos):Poluição atmosféricae a exposição aradiações ionizantesAsbesto e outrasfibras mineraisSílicaCromoNíquelFatores genéticosArsênico ehidrocarbonetospolicíclicos
  6. 6. SINTOMAS• Vale ressaltar que o câncer de pulmão é uma doença incomum emquem não fuma.• Em seu estágio inicial, o câncer de pulmão geralmente éassintomático;
  7. 7. SINTOMAS• Quando os primeiros sinais clínicos começam a se manifestar, écomum haver: Tosse; Expectoração com sangue; Falta de ar; Dor torácica; Sibilos (chiado no peito); Rouquidão ; Infecções freqüentes (pneumonia).• Também podem ocorrer sinais de cansaço (fadiga), perda deapetite e inchaço na face e no pescoço.
  8. 8. DIAGNÓSTICO• Como os sintomas são muito semelhantes aos já apresentadospelos fumantes de longa data, o diagnóstico acontece tardiamente namaioria dos casos. A forma mais eficaz de confirmar a doença é pormeio de raios X de tórax, complementados por tomografiacomputadorizada;• A endoscopia respiratória (broncoscopia), por sua vez, avalia aárvore traqueobrônquica e, em alguns casos, permite a biópsia;• Durante o procedimento, uma sonda com fibra ótica é introduzidapela cavidade nasal com a finalidade de visualizar o local e coletaramostras suspeitas;
  9. 9. DIAGNÓSTICO• Outro método comum para a realização da biópsia é a aspiraçãopor agulha na parede do tórax, em que é retirado o líquido pleurallocalizado na membrana que reveste os pulmões;• Com a confirmação da doença, torna-se necessário avaliar oestágio de evolução, ou seja, se está restrita ao pulmão ou se atingiutambém outros órgãos;• Nessa análise, denominada estadiamento, são realizados diversosexames de sangue (dosagem de enzimas) e imagem(ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonânciamagnética).
  10. 10. TRATAMENTO• Procurar um médico aos primeiros sinais da doença é fundamentalpara a indicação do melhor tratamento para cada caso;• Somente o especialista poderá orientar o paciente em relação aosprocedimentos adequados e ao uso de remédios.• O tratamento possui três alternativas:Cirurgia Radioterapia Quimioterapia
  11. 11. TRATAMENTO• Seja de forma combinada ou isolada, todas têm como objetivocombater as células cancerígenas;• A escolha da melhor estratégia dependerá do tamanho, dalocalização e da extensão do tumor;• De acordo com o INCA, os tumores restritos ao pulmão devem serremovidos por meio de procedimento cirúrgico;• Nos primeiros estágios da doença, as chances de cura são de75%. Em estágios mais avançados, a combinação de radioterapia equimioterapia obtém os melhores resultados, com 30% de chancede cura.
  12. 12. PREVENÇÃO• A forma mais importante e eficaz de prevenção é o combate aotabagismo;• Com essa medida, há redução significativa do índice de novoscasos e da taxa de mortalidade relacionada com o câncer de pulmão;• Também é fundamental diminuir a exposição passiva contínua àfumaça do tabaco (fumantes passivos), já estabelecida comoimportante causa de desenvolvimento de neoplasia pulmonar;
  13. 13. PREVENÇÃO• Para os indivíduos que trabalham expostos a outros agentesirritantes dos pulmões, é recomendado o uso de equipamentos deproteção individual.• Para aqueles que têm história familiar de câncer de pulmão, éessencial o acompanhamento regular com um especialista para arealização de exames periódicos.
  14. 14. Consulte sempre o seu médico.Fontes:INCA. Instituto Nacional de Câncer.http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=340.Mayo Clinic. http://www.mayoclinic.com.www.drauziovarella.com.br/.../755/cancer-de-pulmao.Editora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ)Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)

×