• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Convento de Mafra
 

Convento de Mafra

on

  • 991 views

 

Statistics

Views

Total Views
991
Views on SlideShare
966
Embed Views
25

Actions

Likes
3
Downloads
17
Comments
0

3 Embeds 25

http://diasluiz.blogspot.com.br 20
http://diasluiz.blogspot.pt 4
http://diasluiz.blogspot.nl 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

CC Attribution-ShareAlike LicenseCC Attribution-ShareAlike License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Convento de Mafra Convento de Mafra Presentation Transcript

    • Convento de Mafra
    • D. João V, rei de Portugal, havia prometido construir uma basílica se a sua esposa, D. Maria Ana Josefa de Áustria, lhe desse descendência. O nascimento da princesa D. Maria Bárbara foi interpretado por este monarca como uma graça divina, pelo que, não olhando a despesas, mandou construir, em Mafra, um enorme edifício composto por uma basílica, um palácio real e um convento com uma das mais belas bibliotecas europeias
    • Às 7 horas da manhã de 22 de Outubro de 1730, dia em que o rei fazia 41 anos de idade, iniciou-se a festa de consagração da basílica, que se prolongaria até às 7 da manhã do dia seguinte. Foi servido, na ocasião, um banquete popular a 9.000 pessoas. As festas acabariam por se estender por mais 7 dias, ao som das melodias dos dois enormes carrilhões mandados vir expressamente de Antuérpia.
    • O Convento Mandado edificar por D. João V em 1711, é o mais sumptuoso convento e monumento barroco português. O projecto original é de João Frederico Ludovice, também autor da basílica da Estrela, em Lisboa. O convento foi ocupado por Franciscanos e Dominicanos.
    • D. Maria Pia, visitava frequentemente o Palácio de Mafra, tendo mandado construir um elevador com acesso do résdo-chão ao terceiro piso. Considerado o primeiro em Portugal, podia transportar até dez pessoas e ao qual comummente se apelidava de “ caranguejola”. A existência de morcegos na Biblioteca chama a atenção dos visitantes, tanto mais que estes contribuem para a conservação dos livros. Os Carrilhões dos sinos têm em conjunto 92 sinos e pesam cerca de 217 toneladas. Foram encomendados por D. João V e são considerados entre os melhores do mundo. Tocam valsas e contradanças. A forte ligação do palácio à música mantém-se até hoje.
    • Surpresa, é o primeiro sentimento que invade quem chega a Mafra. A dimensão do Convento espanta qualquer um: é visto ao longe, de qualquer ponto da cidade.
    • Os aposentos do rei foram construídos numa extremidade e os da rainha na outra, a 232m de distância. Ao centro, a basílica coberta por uma cúpula e rodeada por duas imponentes torres.
    • O último rei português - D. Manuel II - dormiu no Palácio-Convento de Mafra na última noite que passou em Portugal, antes de partir para o exílio a 5 de Outubro de 1910 (Dia da implementação da República).
    • A caça era uma das actividades eleitas pela família real, de tal modo que tinham uma sala do Palácio decorada só com elementos relacionados com caça. Os terrenos que circundavam o Convento permitiam estas grandes caçadas por serem ricos em fauna e flora.
    • Hoje, nessa mesma tapada decorre um projecto para a preservação dos lobos ibéricos.
    • Além da sala de caça também no Palácio existe uma sala de jogos e uma sala da música/sala amarela que mostram a ostentação da família real.
    • Sala de jogos Sala da música
    • Basílica Se o exterior já impressiona, o interior ainda nos espanta mais. É forrado a mármore, tem seis órgãos do princípio do século XIX que voltaram a tocar em 2010 após 11 anos em recuperação ("Um espectáculo memorável", como descreve António Barata), possui 11 capelas com 450 esculturas de mármore, 45 tribunas e é servida por 18 portas. Os carrilhões que pesam cerca de 217 toneladas são considerados os melhores do mundo e tocam valsas e contradanças
    • A Catedral, contígua ao Convento e ao Palácio, é também imponente.
    • Biblioteca O que mais impressiona em todo o Convento de Mafra é a sua biblioteca. Com cerca de 40 000 livros com encadernações em couro gravadas em ouro, inclui uma segunda edição de "Os Lusíadas" de Luís de Camões.
    • A conservação das obras literárias é feita por morcegos. Estes mamíferos alimentam-se das larvas que "tentam" destruir os livros, impedindo, assim, que isto aconteça.
    • Quarto dos monges franciscanos Ainda nos dias de hoje o Mosteiro reflecte o estilo de vida dos monges franciscanos - completamente diferente do estilo de vida da família real. Humilde, apenas com o essencial, possui uma cozinha, uma botica, um hospital - com 16 cubículos privados de onde os pacientes podiam ver e ouvir missa na capela sem saírem das suas camas - celas dos monges e artefactos de autopunição para reprimir o pecado.
    • Claustro do Convento de Mafra
    • Basílica do Palácio
    • Convento de Mafra, 1972.
    • Antiga Nota de 50 Escudos com o Convento de Mafra
    • D. João V, Monarca português, vigésimo quarto rei de Portugal, o seu reinado, que durou de 1707 até à sua morte em 1750, foi um dos mais longos da História portuguesa. Nasceu a 22 de Outubro de 1689, filho de D. Pedro II e de D. Maria Sofia de Neuburgo, e foi aclamado rei a 1 de Janeiro de 1707. Casou a 9 de Julho de 1708 com D. Maria Ana da Áustria, irmã do imperador austríaco Carlos III.
    • O alemão Frederic Ludwig, foi o autor do projecto do Convento de Mafra.
    • FIM Texto e imagens da: Internet (Google) Música: STRAUSS – Valsa dos Bosques de Viena Composição: Linito