TCC:: Arte poética

  • 127 views
Uploaded on

TCC apresentado na UNIESP-FIT, como requisito parcial para obtenção do grau de Licenciatura em Letras, Inglês/Português e suas respectivas literaturas.

TCC apresentado na UNIESP-FIT, como requisito parcial para obtenção do grau de Licenciatura em Letras, Inglês/Português e suas respectivas literaturas.

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
127
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Arte Poética: um estudo biográfico entre eminentes poetas brasileiros do romantismo ao modernismo unindo reflexões sobre a linguagem Koguen Gouveia LETRAS 2013
  • 2. A sabedoria bú dica nunca foi uma á rvore O espelho da mente não está em parte alguma Se, desde o princí pio, nada existe Onde irá se acumular o pó ?   Huineng
  • 3. JUSTIFICATIVA   1. REFLEXÃO: as possíveis associações entre o potencial da linguagem e o meio-ambiente do poeta . 2. OBSERVAÇÃO: alguns poetas eram precoces, enquanto outros afloravam em idade avançada .
  • 4. METODOLOGIA BIOGRÁFICA BIBLIOGRÁFICA PALAVRAS-CHAVE A R T E P O E S I A L I N G U A G E M
  • 5. PROBLEM Á TICA •  Há alguma característica preponderante, ou em comum, entre os poetas brasileiros que obtiveram prestígio nacional ou internacional? •  Até que ponto a aceitação e convencimento de uma nova ideia por um grupo social significa que este também não seja um novo conceito? • A linguagem, sobretudo a poética, poderá desvendar as origens do incompreensível?
  • 6. OBJETIVO   Aferir características em comum de renomados poetas/poetisas brasileiros , do romantismo ao modernismo, trazendo reflexões sobre a linguagem .
  • 7. PERGUNTAS A DETERMINAR AS VARIÁVEIS, QUESTIONAMOS: I. Com quais pessoas os renomados poetas conviviam? II. Sofreram influências de outras culturas? III. O nascimento em dada classe social foi a força motriz desses poetas?
  • 8. HIPÓTESES 1 . Outro dom artístico 2 . Obras artísticas, ou prestaram apoio à arte 3 . Alto letramento 4 . Habilidade em outro idioma não vernáculo 5 . Evolvem-se com causas políticas 6 . Ampla perspectiva multicultural 7 . Inclinam-se às causas ecológicas
  • 9. PENSAMENTOS NORTEADORES : I. Guy Claxton II . Gary Snyder III . C. G. Jung
  • 10. ESTATÍSTICAS : PRIMEIRO GRUPO Jabuti Poesia ........................................... 63 Camões ................................................... 23 Século XIX ............................................... 45 Século XX ................................................ 40 SEGUNDO GRUPO Rio de Janeiro ........................................... 212 São Paulo ..................................................189 Biografias Incompletas (RJ e SP) .............. 87 Escritores (22) + Lusófonos ....................... 31 TOTAL ......................................................... 688
  • 11. 0,6% dos CASOS
  • 12. 2% dos CASOS SÉ CULO XIX Ascenso Ferreira (~1965): não se formou Casimiro de Abreu (~1860): instrução primária Cora Coralina (~1985): cursou primeiras quatro séries Lima Barreto (~1922): escola politécnica Luíz Gama (~1882): alfabetizou-se com 17 / Direito (SP) Lúcio de Mendonça (~1909): recorte jornais; idealizou ABL Orestes Barbosa (~1966): leitura cabeçalhos de jornais Machado de Assis (~1908): baixa frequência escolar SÉ CULO XX Adalgisa Nery (~1980): instrução Fundamental 1 Érico Veríssimo (~1975): Fundamental 1, em seminário Nelson Rodrigues (~1975): abandonou o Ensino Médio
  • 13. 1% dos CASOS PREENCHEM 5 REQUISITOS Aluísio Azevedo Antonio Miranda Clarice Lispector Gilberto Freyre Herman Lima Jorge de Lima Pascoal Carlos Magno
  • 14. CONSIDERAÇÕES FINAIS Quem não conhece nenhuma língua estrangeira não conhece integralmente a sua própria língua. Goethe (in: VYGOTSKY, 2001, p.354) O domínio de IDIOMAS sobrepõe, porém, ISOLADAMENTE, não determina o sucesso lírico. É uma capacidade RELATIVA a outras variáveis. Pois “a linguagem não é faculdade cognitiva autônoma”. Croft & Cruse (2004, in: FIT, 2010, p. 78)
  • 15. EPÍLOGO Uma escrita é uma escuta feita voz mar de mármore ou de papel lançado a esmo . . . A. C. Secchin