Atividade 05 - Pesquisa Tecnológica Educacional
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,650
On Slideshare
1,650
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
14
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Atividade 05 - Pesquisa Atividade do Curso Mídias na Educação Karine Domingues Santos
  • 2. Introdução
  • 3.
    • Foi utilizado um questionário com questões abertas e fechadas, que tem por objetivo: levantar o perfil dos professores e alunos. Verificar os recursos tecnológicos utilizados na escola e demandos dos alunos quanto ao uso das tecnologias. Além disso, através das questões abertas procurou- -se verificar as percepções dos entrevistados quanto à utilização de novas tecnologias em sala de aula e seu impacto na relação professor-aluno.
  • 4.
    • A pesquisa teve uma abrangência muito pequena levando em conta o número de escolas da cidade de Itabira, foram pesquisadas apenas 2 (duas) escolas particulares – Fundação Itabirana Difusora do Ensino e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae-MG) e 2 (duas) escolas públicas – Colégio Municipal Professora Didi Andrade e Escola Estadual Professora Palmira de Morais. Os dados analisados foram apurados de uma forma geral.
  • 5. Análise dos dados e estatísticas
  • 6. Tipos de ensino
    • Tipo de ensino
    Tabela 1:Tipo de ensino Gráfico 1: Tipo de ensino
  • 7.
    • Conforme a primeira questão, o resultado apurou que as escolas analisadas foram de ensino médio e fundamental, com maior percentual para o ensino médio.
    Tipos de ensino
  • 8. Qual a sua profissão? Tabela 2: Profissão Gráfico 2: Profissão
  • 9. Qual a sua profissão?
    • Foram questionadas 120 pessoas, obtendo resposta apenas de 95, sendo 93% estudantes, 6% professores e 1% pedagoga. A pesquisa deveria abranger maior número possível de profissionais envolvidos na área de educação, mas a resistência quanto à tecnologia ainda é muito grande. Muitos tentam evitar a abordagem, outros alegam falta de tempo para responder o questionário.
  • 10. Recursos de informática disponibilizados na escola para prática docente Tabela 3: Recursos de Informática disponibilizados para prática docente Gráfico 3: Recursos de Informática disponibilizados para prática docente
  • 11.
    • Os dados apurados demonstram que a tecnologia ainda está muito longe de tornar-se uma realidade nas escolas públicas. Os equipamentos tais como notebook, data show e palm top pode-se observar que é uma novidade para muitos dos alunos e professores. Na Escola Estadual Professora Palmira Morais o pouco recurso apresentado é de uso exclusivo da secretaria.
    Recursos de informática disponibilizados na escola para prática docente
  • 12. Recursos mais Utilizados Tabela 4: Recursos mais utilizados Gráfico 4: Recursos mais utilizados
  • 13. Atualizações dos recursos Tabela 5: Existe atualização dos recursos Gráfico 5: Existe atualização dos recursos
  • 14.
    • Os recursos são atualizados em um percentual de 45%, mas o maior número de equipamentos de informática estão presentes na rede particular, pode-se concluir que na rede pública o processo quase não acontece.
    Atualizações dos recursos
  • 15. Periodicidade da Atualização Gráfico 6: Periodicidade da atualização Tabela 6: Periodicidade da atualização
  • 16. Periodicidade da Atualização
    • Devido a abrangências da pesquisa ter sido em grande número de alunos, o percentual de desconheço ficou em 50%, outros opinaram em nunca por não conhecer as tecnologias, e demais respostas foram por dedução, ou seja, os usuários pouco sabem sobre os recursos disponíveis.
  • 17. Normas para utilização das tecnologias
    • Todas as escolas pesquisadas utilizam regulamento para uso das tecnologias presentes, em uma delas, apenas a secretaria pode utilizar. No Colégio Municipal Professora Didi Andrade apenas a professora de informática pode fazer uso, isto por decisão própria. Nas escolas particulares as regras limitam-se ao acesso à Internet, dias da semana, entre outras.
  • 18. Existência de laboratório de Informática Tabela 7: Existência de laboratório Gráfico 7: Existência de laboratório
  • 19. Utilidade do laboratório de Informática Tabela 8: Utilidade do laboratório Gráfico 8: Utilidade do laboratório
  • 20. Existência e Utilidade do laboratório de Informática
    • Das escolas pesquisadas, apenas a Escola Estadual Professora Palmira Morais não possui um laboratório de informática. Nas demais escolas a utilização se dá para ensino-aprendizagem atingindo 58%, material didático 18%, ficando o percentual restante para uso de Internet em alguns lugares com restrição e outros com utilização livre.
  • 21. Capacitação para utilização dos recursos Tabela 9: Capacitação para uso dos recursos Gráfico 9: Capacitação para uso dos Recursos
  • 22. Capacitação para utilização dos recursos
    • Para o uso dos equipamentos, exige-se capacitação ou a escola a promove, para 47% dos entrevistados a escola não exige, 36% a escola promove e o restante (17%) exige-se.
  • 23. Frequência da utilização dos recursos Tabela 10: Freqüência da utilização Gráfico 10: Freqüência da utilização
  • 24. Frequência da utilização dos recursos
    • Nas escolas onde possui laboratório a maioria os alunos utilizam os recursos 1(uma) vez por semana com um percentual de 42%, 23% tem liberdade de utilizá-lo todos os dias, outros 23% uma vez por mês, 3% quinzenalmente, 2% quatro vezes por semana, outros 2% três vezes por semana, os demais duas vezes por semana.
  • 25. Disciplinas que utilizam os recursos Tabela 11: Disciplinas que utilizam o recurso Gráfico 11: Disciplinas que utilizam o recurso
  • 26. Disciplinas que utilizam os recursos
    • O uso do laboratório fica 30% sobre o uso da disciplina informática, a qual possui a maior freqüência de uso. Deve-se ressaltar mais uma vez que no Colégio Municipal Professora Didi Andrade as demais disciplinas não utilizam o laboratório por restrição da professora de informática. Nas escolas particulares por possuir diversos softwares de diferentes disciplinas outros professores além do de informática fazem uso do laboratório, porém com uma freqüência menor.
    • Não se pode deixar de ressaltar que apesar da Escola Estadual Professora Palmira Morais não possuir computadores à disposição, as professoras de matemática e biologia levaram os alunos até a secretaria, fizeram uso de um software sobre a matéria e demonstraram aos alunos o funcionamento do mesmo. Apesar do pequeno espaço e desconforto dos alunos, estes ficaram maravilhados.
  • 27. Mudanças nos alunos Tabela 12: Indícios de mudança no aluno Gráfico 12: Indícios de mudança no aluno
  • 28. Mudanças nos alunos
    • Há indícios de mudanças de comportamento no aluno quando há oportunidade para o uso da informática na escola. Pode-se perceber para 53% dos entrevistados há mudança no comportamento, para 33% não há mudança de comportamento e para 14% a escola não observa o comportamento dos alunos.
  • 29. Tipos de Comportamento dos alunos Tabela 13: Tipo de comportamento no aluno Gráfico 13: Tipo de comportamento no aluno
  • 30. Tipos de Comportamento dos alunos
    • Ao deparar com a tecnologia 33% dos alunos demonstram interesse de aprender, 29% têm curiosidade, 23% sentem mais estimulo pela disciplina, os demais não demonstraram nenhum tipo de reação.
  • 31. Mudanças no Professor Tabela 14: Indícios de mudança no professor Gráfico 14: Indícios de mudança no professor
  • 32. Mudanças no Professor
    • Como na questão nº 12 a questão nº 14 serviu para verificar se há indícios de mudanças de comportamento só que no professor quando há oportunidade para o uso da informática na escola. Pode-se perceber que para 41% dos entrevistados há mudança no comportamento, para 37% não há mudança de comportamento e para 22% a escola não observa o comportamento dos professor.
  • 33. Tipos de Comportamento dos Professores Tabela 15: Tipo de comportamento no professor Gráfico 15: Tipo de comportamento no professor
  • 34. Tipos de Comportamento dos Professores
    • O professor quando tem oportunidade de utilizar recursos de informática, na sua maioria sentem a necessidade de aprender 38%, 13% curiosidade, 32% estímulo e os demais não demonstram nenhum tipo de interesse.
  • 35. Análise dos resultados
  • 36.
    • Vivemos numa sociedade em contínuas e constantes transformações. Novas Tecnologias de Informação e Comunicação emergem em todos os segmentos dessa sociedade. As instituições de ensino responsáveis pela qualificação de novos profissionais para esta realidade, têm no professor a base de todo trabalho educacional de qualidade. Assim, é fundamental que as instituições procurem conhecer a situação concreta de cada professor no que tange ao seu conhecimento de tecnologias aplicadas ao processo educativo.
    • O contexto atual apresenta o que talvez seja um dos maiores desafios enfrentados pela humanidade: uma era de constantes inovações e descobertas científicas e tecnológicas. Examinar, caracterizar essas mudanças e analisar seus impactos no processo de ensinar e aprender é fundamental para utilizar os recursos tecnológicos para criar ambientes de aprendizagem. A função dos educadores deve ser repensada e novas estratégias na formação desses profissionais devem ser previstas. Deve-se criar nas escolas ambiente para a formação de sujeitos críticos, dotados de autonomia de aprendizagem.
  • 37.
    • Utilizando-se o questionário como base e as informações das aulas assistidas, pode-se verificar algumas vantagens e desvantagens do uso de tecnologia em sala de aula:
    • Vantagens:
    • Enriquecimento/Ampliação/Diversificação: quando se refere ao uso de novas tecnologias para enriquecer as aulas, possibilitar uma diversificação na metodologia.
    • Aprendizagem: quando faz referência à aprendizagem do aluno, professor e aluno construindo conhecimento, aluno participando do processo.
    • Atualização: respostas que se referem ao fato de que as novas tecnologias dão maiores possibilidades de acesso a informações, contato com notícias recentes, etc.
    • Facilidade/rapidez: engloba respostas que se referem às facilidades do uso de novas tecnologias, citando a rapidez, a praticidade, etc.
    • Motivação: quando se refere ao uso de novas tecnologias como uma forma de motivar mais o aluno para as aulas ou até mesmo para o professor despertar o interesse.
  • 38.
    • Desvantagens:
    • Falta de Tempo: quando refere que o uso de novas tecnologias exige muito tempo, necessita de tempo para preparar as aulas, tempo para aprender a usar, etc..
    • Falta de Suporte: referem-se à falta de estrutura física e de apoio para comportar a utilização de novas tecnologias, necessidade de investimentos na estrutura e em equipamentos.
    • Uso Inadequado: quando faz referência ao uso de novas tecnologias de forma inadequada, utilizada como "enfeite", sem haver critérios de seleção das informações.
    • Altera a Relação Professor/Aluno: quando faz referência a tecnologia provocando uma distância entre professor aluno, que a tecnologia substitui o professor.
    • Falta de Treinamento: quando se refere ao fato de não saber usar as tecnologias, não ter preparo ou treinamento para o uso de novas tecnologias.
    • Passividade e Desinteresse dos Alunos: quando se refere que a tecnologia leva o aluno a uma maior passividade, que o aluno recebe tudo pronto.
  • 39.
    • Observou-se que nas escolas públicas professores e alunos de ensino fundamental e médio nunca ou poucas vezes têm contato com a Internet. Isto caracteriza que a exclusão digital atinge com maior intensidade professores de escolas públicas e, por conseqüência, seus alunos. Apesar do inegável esforço de muitos programas, está muito distante da meta necessária o acesso massivo, para a população escolar, às tecnologias de informação e comunicação.
    • Os professores estão mais desmotivados para o uso de novas tecnologias em sala de aula. O desinteresse se deve à evolução desenfreada da tecnologia, a falta de equipamentos e de softwares adequados, a ausência de suporte técnico e a falta de política de utilização que leve em consideração as necessidades da classe.
  • 40.
    • Não adianta encher uma escola de computadores e softwares de última geração sem levar em conta fatores básicos como currículo, treinamento e motivação dos professores que são um bom começo para um grande desperdício. A informatização do ensino requer antes de qualquer coisa planejamento e dimensionamento de modo que leve em conta a opinião de especialistas, pedagogos e principalmente os docentes que irão usar estas novas ferramentas para transmitir conhecimento.
    • Quanto ao impacto da utilização de novas tecnologias na relação professor-aluno, embora tenham sido citadas algumas alterações negativas, pode-se observar que grande parte dos professores acredita que a tecnologia é uma forma de aproximar aluno e professor e de gerar conhecimento. Outros acreditam que depende da forma como a tecnologia é utilizada. Pode-se concluir que para a maioria dos professores, a repercussão do uso de novas tecnologias na relação professor-aluno é positiva e traz benefícios para o processo de ensino-aprendizagem.
  • 41.
    • Espera-se que o governo coloque em prática o seu projeto de inclusão digital, dando possibilidade aos alunos da rede pública de conhecerem e utilizarem as novas tecnologias, não esquecendo de preparar os seus professores para essa situação. Daí, a importância de se instituir políticas públicas que democratizem a formação de professores, evidenciem o olhar crítico sobre as tecnologias e multiplicarem essa consciência em sala de aula.