ESTUDO SOBRE A COMPOSIÇÃO DA RENDA E ALÓGICA DE FUNCIONAMENTO DOS SISTEMAS DE  PRODUÇÃO AGROPECUÁRIOS EM TUPÃ-SP          ...
Julianna Coracini Mochiuti  Graduanda em Administração, UNESP – Tupã-SP                                  Leonardo de Barro...
ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO         Introdução         Objetivos         Metodologia         Resultados         Consideraçõe...
INTRODUÇÃOCaracterísticas da Agricultura Familiar:                BENS            MDO                      GESTÃO         ...
INTRODUÇÃO5,2 milhões estabelecimentos rurais brasileiros                              (Adaptado de CENSO AGROPECUÁRIO, 20...
INTRODUÇÃOAgricultura familiar:     Diversificada     Ampliação da renda        ≠ formas de geração de renda     Pluriativ...
OBJETIVOSAnalisar composição da rendaCompreender o funcionamento     → tipoligia de produtores        (características sóc...
METODOLOGIA    Composição da Renda:                Constituição do perfil dos produtores rurais                           ...
METODOLOGIA Tipologia:          Diagnóstico dos Sistemas Agrários1ª Etapa: A constituição dos Sistemas Agrários: caminhopa...
RESULTADOSCorrelação linear de Pearson: assegurar a inexistência demulticolinearidade.                                (HIL...
RESULTADOSY = - 412.535,75X1 - 2.686,56X2 + 455.360,87X3 + 246,31X4 + 263.742,11X5Variáveis                    Nome       ...
RESULTADOSTipologia dos Produtores:Tipo 1 - Pecuarista altamente tecnificado: envolvido com a gestãodo estabelecimento rur...
RESULTADOSOs sistemas de produção:I) Pecuária de corte + Abóbora + Eucalipto: Concentração de   pastagens, abóbora (reform...
RESULTADOSII) Pecuária de corte + cana-de-açúcarPecuária de corte sem uma gestão efetiva, arrendamento para aprodução de c...
RESULTADOSIII) Pecuária leiteira12 hectares (apenas 6 ha explorados) e apensar da boa estruturaprodutiva possui > sensibil...
RESULTADOSIV) Pecuária de corte + amendoim + mandiocaÁrea explorada 110 ha (20 ha próprio), lógica empregada à geraçãode c...
CONSIDERAÇÕES FINAIS•   RNA não relevantes a composição da RBT;•   Forte presença da pecuária (pecuária de corte);•   ↓ oc...
REFERÊNCIASIBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário 2006.Disponível em:http://www.ibge.go...
OBRIGADA!                         jumochiuti@gmail.com          Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” –...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Estudo sobre a composição da renda e a lógica de funcionamento dos sistemas de produção agropecuários em Tupã-SP

331 views

Published on

Trabalho apresentado no V CICFAI, Congresso de Iniciação Científica das Faculdades Adamantinenses Integradas, recebendo prêmio de 2º melhor trabalho na área de Agrárias. Este trabalho analisou a composição da renda nos estabelecimentos rurais do município de Tupã-SP, a diversidade e a lógica de reprodução dos sistemas produtivos empregados.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
331
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Estudo sobre a composição da renda e a lógica de funcionamento dos sistemas de produção agropecuários em Tupã-SP

  1. 1. ESTUDO SOBRE A COMPOSIÇÃO DA RENDA E ALÓGICA DE FUNCIONAMENTO DOS SISTEMAS DE PRODUÇÃO AGROPECUÁRIOS EM TUPÃ-SP Julianna Coracini Mochiuti jumochiuti@gmail.com
  2. 2. Julianna Coracini Mochiuti Graduanda em Administração, UNESP – Tupã-SP Leonardo de Barros Pinto Sandra Cristina de Oliveira Marcelo Marques Magalhães Professores Doutores – UNESP – Tupã-SP Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Campus de TupãAv. Domingos da Costa Lopes, 780 Fone: (14) 3404-4200 CEP: 17.602-660 Tupã-SP
  3. 3. ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO Introdução Objetivos Metodologia Resultados Considerações Finais Referências
  4. 4. INTRODUÇÃOCaracterísticas da Agricultura Familiar: BENS MDO GESTÃO (ONU – FAO/INCRA, 1996)
  5. 5. INTRODUÇÃO5,2 milhões estabelecimentos rurais brasileiros (Adaptado de CENSO AGROPECUÁRIO, 2006)
  6. 6. INTRODUÇÃOAgricultura familiar: Diversificada Ampliação da renda ≠ formas de geração de renda Pluriatividade ATIVIDADES AGRÍCOLAS RENTABILIDADE ATIVIDADES NÃO AGRÍCOLAS
  7. 7. OBJETIVOSAnalisar composição da rendaCompreender o funcionamento → tipoligia de produtores (características sócio-econômicas e SDP encontrados)
  8. 8. METODOLOGIA Composição da Renda: Constituição do perfil dos produtores rurais + Estrutura da produção agropecuária + Composição da renda DEPENDENTE (RBT) COMPOSIÇÃO DAS VARIÁVEIS INDEPENDENTEAnálises estatísticas: Planilhas do Microsoft Excel e do Minitab Statistical Software.
  9. 9. METODOLOGIA Tipologia: Diagnóstico dos Sistemas Agrários1ª Etapa: A constituição dos Sistemas Agrários: caminhopara a tipificação dos Sistemas de Produção.2ª Etapa: Tipologia dos Sistemas de Produção
  10. 10. RESULTADOSCorrelação linear de Pearson: assegurar a inexistência demulticolinearidade. (HILL, 2003)Seleção das variáveis preditoras: teste “F”.Significância (limite de erro): teste “t” de Student – 5%.Coeficiente de determinação (significância) = 0,6624; omodelo ajustado pode explicar e prever a variável Y . (MARTINS, 2002)
  11. 11. RESULTADOSY = - 412.535,75X1 - 2.686,56X2 + 455.360,87X3 + 246,31X4 + 263.742,11X5Variáveis Nome Interf. Observação Movimenta-se em sentido contrário X1 Assistência técnica (gestão) - ao da RBT. Proporção entre a área destinada a cultura Movimenta-se em sentido contrário X2 - e a área total do estabelecimento rural ao da RBT. Proporção entre a área arrendada e, ou, Ligada às estratégias de reforma de X3 em parceria em relação à área do + pastagens, exploração ou estabelecimento rural ampliação da praticada. Número de animais ligados à Forte presença da pecuária no X4 + bovinocultura município. Ligada a estratégias de reforma de X5 Índice de diversificação + pastagens, exerce maior influência na RBT.
  12. 12. RESULTADOSTipologia dos Produtores:Tipo 1 - Pecuarista altamente tecnificado: envolvido com a gestãodo estabelecimento rural, renda exclusiva da atividade agropecuária;Tipo 2 - Pecuarista absenteísta: não necessariamente tecnificado,possui outras fontes de renda (arrendamento); Tipo 3 - Pecuarista de leite: com elevado grau de envolvimento dafamília na atividade; e,Tipo 4 - Produtor rural absenteísta: culturas temporárias, tomaárea em arrendamento, estratégias para manutenção da pecuária.Flexibilidade de entrada e saída da atividade, < risco devido a baixaintensidade de capital.
  13. 13. RESULTADOSOs sistemas de produção:I) Pecuária de corte + Abóbora + Eucalipto: Concentração de pastagens, abóbora (reforma de pastagem, inferior a 10% da área total), eucalipto (inferior a 3% da área total).
  14. 14. RESULTADOSII) Pecuária de corte + cana-de-açúcarPecuária de corte sem uma gestão efetiva, arrendamento para aprodução de cana-de-açúcar (214 ha de área total, 68% destinado aoarrendamento). Renda pecuária 3 vezes maior que a doarrendamento (não há infra-estrutura para expansão da atividade).
  15. 15. RESULTADOSIII) Pecuária leiteira12 hectares (apenas 6 ha explorados) e apensar da boa estruturaprodutiva possui > sensibilidade ao risco e encontra-se em processode descapitalização. Efetivação do sistema com ↑ do número deanimais e da utilização da área.
  16. 16. RESULTADOSIV) Pecuária de corte + amendoim + mandiocaÁrea explorada 110 ha (20 ha próprio), lógica empregada à geraçãode capital (com a agricultura alavancando a pecuária) ↓ o risco destesistema de produção.
  17. 17. CONSIDERAÇÕES FINAIS• RNA não relevantes a composição da RBT;• Forte presença da pecuária (pecuária de corte);• ↓ ocupação da mão-de-obra e de geração de emprego;• Compreensão da lógica dos produtores rurais;• Intensificação da exploração pecuária (melhorar os resultadoseconômicos), se dará pela pressão exercida da cultura canavieira;• Exploração → ausência da recomposição dos recursos naturais(degradação do solo).
  18. 18. REFERÊNCIASIBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário 2006.Disponível em:http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/agropecuaria/censoagro/2006/default.shtm. Data de acesso: 23 jun 2010.GIL, I. C. Nova Alta Paulista, 1930-2006 - Do desenvolvimento contido ao projetopolítico regional. 1ª. ed. São Paulo: Scortecci, 2008. v. 01. 182 p.HILL, R. C. Econometria. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2003. 471 p.MARTINS, G. A. Estatística Geral e Aplicada. 2a edição. São Paulo: Atlas, 2002.ONU- FAO/INCRA. Perfil da agricultura familiar no Brasil: dossiê estatístico.Brasilia: FAO/Incra, 1996.
  19. 19. OBRIGADA! jumochiuti@gmail.com Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Campus de TupãAv. Domingos da Costa Lopes, 780 Fone: (14) 3404-4200 CEP: 17.602-660 Tupã-SP

×