Eade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreição

2,134 views
1,872 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,134
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
82
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Eade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreição

  1. 1. GRUPO ESPÍRITA CHICO XAVIER F E B FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA EADE - ESTUDO APROFUNDADO DA DOUTRINA ESPÍRITA RELIGIÃO À LUZ DO ESPIRITISMO MÓDULO II - O CRISTIANISMO ROTEIRO 10 - O CALVÁRIO, A CRUCIFICAÇÃO E A RESSURREIÇÃO DE JESUS EXPOSITOR: JBMAIDA JUNHO-2013
  2. 2. OBJETIVO • RELATAR OS PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS OCORRIDOS NO CALVÁRIO, • NA CRUCIFICAÇÃO E • NA RESSURREIÇÃO DE JESUS, INTERPRETANDO- OS À LUZ DO ENTENDIMENTO ESPÍRITA
  3. 3. IDÉIAS PRINCIPAIS • MATEUS, 26: 57 - PRENDERAM JESUS E O CONDUZIRAM À CASA DO SUMO SACERDOTE CAIFÁS ... • MATEUS, 27: 11-12 - ACUSADO PELOS SACERDOTES E ANCIÃOS, APRESENTADO AO GOVERNADOR PARA SER INTERROGADO ... • MATEUS, 27: 22-25 – PILATOS NÃO VENDO CULPA, LAVOU SUAS MÃOS ... DISSE O POVO QUE SEU SANGUE CAIA SOBRE NÓS E NOSSOS FILHOS ... • MATEUS, 27: 28-34 - DESPINDO O CRISTO, COLOCARAM UMA MANTA, UMA COROA DE ESPINHOS E O LEVARAM PARA CRUCIFICAÇÃO ... • MATEUS, 27: 50-51 - JESUS ENTREGOU O SEU ESPÍRITO AO PAI ... • JOÃO, 20: 11-31 E 21: 1-20 - SEPULTAMENTO, CRISTO RESSUSCITA E APARECE
  4. 4. • 1 - O CALVÁRIO DE JESUS • QUANDO É QUE COMEÇA O CALVÁRIO DE JESUS? • QUANDO É APRISIONADO NO HORTO DAS OLIVEIRAS (GETSÊMANI) NO MOMENTO EM QUE ORAVA COM PEDRO, JOÃO E TIAGO (LUCAS, 22:39; MATEUS, 26:36 E JOÃO, 18:1-11)
  5. 5. • OS SOLDADOS ROMANOS, CHEGAM ACOMPANHADOS DE SACERDOTES E DO APÓSTOLO JUDAS ISCARIOTES. • ESTE APROXIMA-SE DO MESTRE, BEIJA-O NA FACE PARA SER IDENTIFICADO PELAS AUTORIDADES PRESENTES (LUCAS, 22:47-48)
  6. 6. • OS APÓSTOLOS FICAM APREENSIVOS, TEMENDO QUE ALGO RUIM PUDESSE ACONTECER AO MESTRE. • PEDRO QUANDO INQUIRIDO, NEGA CONHECER JESUS, POR TRES VEZES, CONFORME O MESTRE HAVIA PREVISTO (LUCAS, 22:54-62)
  7. 7. • EMMANUEL NO O CONSOLADOR, QUESTÃO 320 DIZ: • A NEGAÇÃO DE PEDRO SIGNIFICA A FRAGILIDADE DAS ALMAS HUMANAS, PERDIDAS NA INVIGILÂNCIA E NA DESPREOCUPAÇÃO DA REALIDADE ESPIRITUAL, DEIXANDO-SE CONDUZIR, INDIFERENTEMENTE, NO S MAIS TENEBROSOS TORVELINHOS DO SOFRIMENTO, SEM COGITAREM DE UM ESFORÇO LEGÍTIMO E SINCERO NA DEFINITIVA EDIFICAÇÃO DE SI MESMAS.
  8. 8. • NOTAMOS A GRANDE ELEVAÇÃO, A EXCELSITUDE DO ESPÍRITO DE JESUS, DURANTE O SEU CALVÁRIO E SUA CRUCIFICAÇÃO. • O AMOR E A RENÚNCIA, SÃO EXPRESSIVAMENTE DEMONSTRADOS, SOBRETUDO APÓS A TRAIÇÃO, A HUMILHAÇÃO E O ABANDONO A QUE FOI SUBMETIDO.
  9. 9. • HUMBERTO DE CAMPOS ATRAVÉS DE CHICO XAVIER, NO LIVRO BOA NOVA, NO CAP. 12, DIZ: • POUCOS DE NÓS, SABEMOS PARTIR, POR ALGUM TEMPO, DO LAR TRANQUILO, OU DOS BRAÇOS ADORADOS DE UMA AFEIÇÃO, POR AMOR AO REINO QUE É O TABERNÁCULO DA VIDA ETERNA! • POUCOS DE NÓS SABERÃO SUPORTAR A CALÚNIA, O APODO (ZOMBARIA), A INDIFERENÇA, POR DESEJAREM PERMANECER DENTRO DE SUAS CRIAÇÕES INDIVIDUAIS, CERRANDO OUVIDOS À ADVERTÊNCIA DO CÉU PARA QUE SE AFASTEM TRANQUILAMENTE.
  10. 10. • E CONCLUI HUMBERTO DE CAMPOS ... • OS DISCÍPULOS NECESSITAM APRENDER, A PARTIR E A ESPERAR ONDE AS DETERMINAÇÕES DE DEUS OS CONDUZAM, PORQUE ... • A EDIFICAÇÃO DO REINO DO CÉU NO CORAÇÃO DOS HOMENS DEVE CONSTITUIR A PREOCUPAÇÃO PRIMEIRA, A ASPIRAÇÃO MAIS NOBRE DA ALMA, AS ESPERANÇAS CENTRAIS DO ESPÍRITO!
  11. 11. A PRISÃO DO CRISTO
  12. 12. • HUMBERTO DE CAMPOS - BOA NOVA, CAP. 12 DIZ: • PRISÃO DE JESUS • JESUS APÓS SER APRISIONADO COMO UM CRIMINOSO VULGAR, TEVE SUAS MÃOS MANIETADAS, PELOS MENSAGEIROS DOS SACERDOTES. • E CONTINUA HUMBERTO DE CAMPOS – CAP 27 • DEPOIS DAS CENAS DESCRITAS COM FIDELIDADE NOS EVANGELHOS, OBSERVAMOS AS DISPOSIÇÕES PSICOLÓGICAS DOS DISCÍPULOS QUE O ACOMPANHAVAM. • PEDRO E JOÃO ...
  13. 13. • PEDRO E JOÃO, FORAM OS ÚLTIMOS A SE SEPARAREM DO MESTRE AMADO, DEPOIS DE TENTAREM FRACOS ESFORÇOS PARA A SUA LIBERTAÇÃO • OS MOVIMENTOS CRIMINOSOS DA TURBA ENFURECIDA NO DIA SEGUINTE, ARREFECERAM O ENTUSIASMO E O DEVOTAMENTO DOS COMPANHEIROS MAIS ENÉRGICOS E DECIDIDOS NA FÉ.
  14. 14. • AS PENAS IMPOSTAS A JESUS, FORAM EXCESSIVAMENTE SEVERAS, ASSUSTANDO A QUEM TENTASSE SEGUI-LO. • DA CORTE PROVINCIAL AO PALÁCIO DE ANTIPAS, JESUS FOI EXPOSTO AO INSULTO E À ZOMBARIA • COM EXCEÇÃO DE TIAGO MAIOR FILHO DE ZEBEDEU, QUE SE CONSERVOU AO LADO DE MARIA ATÉ O INSTANTE DERRADEIRO, TODOS OS APÓSTOLOS DEBANDARAM
  15. 15. • RECEOSOS DA PERSEGUIÇÃO, ALGUNS SE OCULTARAM NOS SÍTIOS PRÓXIMOS, • ENQUANTO OUTROS ... • TROCANDO AS TÚNICAS HABITUAIS, SEGUIAM, DE LONGE, O INESQUECÍVEL CORTEJO, VACILANDO ENTRE A DEDICAÇÃO E O TEMOR.
  16. 16. • E CONTINUA HUMBERTO DE CAMPOS ... • O MESSIAS CONCLUINDO A SUA OBRA COM O SACRIFÍCIO MÁXIMO, TOMOU A CRUZ SEM QUEIXA, DEIXANDO-SE IMOLAR, SEM QUALQUER REPROVAÇÃO AOS APÓSTOLOS QUE O HAVIAM ABANDONADO NA ÚLTIMA HORA. • CONHECENDO QUE CADA CRIATURA TEM O SEU INSTANTE DE TESTEMUNHO NO CAMINHO DA REDENÇÃO DA EXISTÊNCIA, DEIXOU ESTE FATO DE LADO, E, • OBSERVANDO AS MULHERES ...
  17. 17. • OBSERVANDO AS PIEDOSAS MULHERES QUE O CERCAVAM, BANHADAS EM LÁGRIMAS, DISSE JESUS: • FILHAS DE JERUSALEM, NÃO CHOREIS POR MIM; • CHORAI POR VÓS
  18. 18. • JESUS EXEMPLIFICANDO A SUA FIDELIDADE A DEUS, ACEITOU SERENAMENTE OS DESIGNÍOS DO ALTÍSSIMO, • SEM QUE UMA EXPRESSÃO MENOS BRANDA CONTRADISSESSE A SUA TAREFA PURIFICADORA.
  19. 19. • APESAR DA DEMONSTRAÇÃO DE HEROÍSMO E DO INEXCEDÍVEL AMOR QUE JESUS OFERECEU DO ALTO DA CRUZ, OS DISCÍPULOS CONTINUARAM SUBJUGADOS PELA DÚVIDA E PELO TEMOR, ATÉ QUE A RESSURREIÇÃO LHES TROUXESSE INCOMPARÁVEIS HINOS DE ALEGRIA.
  20. 20. O CALVÁRIO DE JESUS - LEVADO A PILATOS
  21. 21. • JESUS LEVADO A PILATOS • NA MANHÃ SEGUINTE À DA PRISÃO, JESUS É LEVADO A PILATOS - GOVERNADOR ROMANO DA GALILÉIA, PARA SER INTERROGADO • O EVANGELHO DE MARCOS, 15: 2- 15 DESCREVE ESTE ENCONTRO • E PILATOS LHE PERGUNTOU: • TU ÉS O REI DOS JUDEUS? • RESPONDEU JESUS: • TU O DIZES.
  22. 22. • OS SACERDOTES PRINCIPAIS O ACUSAVAM DE MUITAS COISAS, PORÉM, JESUS NADA RESPONDIA • PILATOS PERGUNTOU: • NADA RESPONDES? VÊ QUANTAS COISAS TESTIFICAM CONTRA TI. • JESUS NADA MAIS RESPONDEU • NO COSTUME JUDEU, NA PÁSCOA, SOLTAVAM UM PRESO QUALQUER QUE O POVO PEDISSE.
  23. 23. • A MULTIDÃO AOS GRITOS PEDIA A PILATOS QUE MANTIVESSE A TRADIÇÃO E SOLTASSE UM PRESO • PILATOS PERGUNTOU-LHES: QUEREIS QUE VOS SOLTE O REI DOS JUDEUS? • PILATOS SABIA QUE POR INVEJA OS PRINCIPAIS SACERDOTES HAVIAM ENTREGUES JESUS A ELE.
  24. 24. • HAVIA UM PRESO CHAMADO BARRABÁS, QUE NUM MOTIM HAVIA ASSASSINADO UMA PESSOA. • OS SACERDOTES INCITARAM A MULTIDÃO A PEDIR A SOLTURA DE BARRABÁS. • PILATOS AINDA INSISTIU: • QUE QUEREIS QUE FAÇA DAQUELE A QUEM CHAMAIS REI DOS JUDEUS?
  25. 25. • A MULTIDÃO CLAMOU: • CRUCIFICA-O! • PILATOS INSISTIU: • QUE MAL FEZ ELE? • A RESPOSTA FOI: CRUCIFICA- O, CRUCIFICA-O ... • PILATOS SOLTOU BARRABÁS, MANDOU AÇOITAR JESUS E O ENTREGOU PARA A CRUCIFICAÇÃO. (Mc, 15: 2- 15)
  26. 26. O CALVÁRIO DE JESUS - AÇOITE
  27. 27. O CALVÁRIO DE JESUS - ANTES DA CRUCIFICAÇÃO
  28. 28. • ANTES DA CRUCIFICAÇÃO • O EVANGELHO DE MARCOS, 15: 16-20 INFORMA • OS SOLDADOS CONDUZIRAM JESUS AO PRETÓRIO (PÁTIO - JARDIM) NO INTERIOR DO PALÁCIO GOVERNAMENTAL, E CONVOCARAM TODA A COORTE. • EM SEGUIDA VESTIRAM-NO DE PÚRPURA E TECENDO UMA COROA DE ESPINHOS, LHA IMPUSERAM.
  29. 29. • E CONTINUA MARCOS ... • E COMEÇARAM A SAUDÁ-LO: • SALVE O REI DOS JUDEUS! • BATIAM-LHE NA CABEÇA COM UM CANIÇO. • CUSPIAM NELE E, DE JOELHOS, O ADORAVAM • DEPOIS DE CAÇOAREM DELE, DESPIRAM-LHE O MANTO DE PÚRPURA E TORNARAM A VESTI-LO COM SUAS PRÓPRIAS VESTES.
  30. 30. O CALVÁRIO DE JESUS - CARREGANDO A CRUZ
  31. 31. • 2 - A CRUCIFICAÇÃO DE JESUS • PROSSEGUINDO NOS RELATOS DO EVANGELHO DE JOÃO, 19: 17-20, VIMOS QUE PILATOS ENTREGOU JESUS PARA SER CRUCIFICADO. • JESUS SAIU CARREGANDO SUA CRUZ E CHEGOU AO LOCAL CHAMADO LUGAR DA CAVEIRA (GÓLGOTA EM HEBRAICO), ONDE O CRUCIFICARAM
  32. 32. O CALVÁRIO DE JESUS
  33. 33. • E CONTINUA JOÃO ... • CRUCIFICARAM COM JESUS, DOIS OUTROS, UM DE CADA LADO. • PILATOS REDIGIU UM LETREIRO EM HEBRAICO, LATIM E GREGO E O FEZ COLOCAR NA CRUZ: JESUS NAZARENO, REI DOS JUDEUS
  34. 34. O CALVÁRIO DE JESUS - CRUCIFICAÇÃO
  35. 35. • DIZ O EVANGELHO DE MARCOS 15: 29 – 32 ... • OS TRANSEUNTES INJURIAVAM- NO, E, BALANÇANDO A CABEÇA DIZIAM: • AH! TU, QUE DESTRÓIS O TEMPLO E EM TRÊS DIA O REDIFICAS, SALVA-TE A TI MESMO, DESCENDO DA CRUZ! • ASSIM O CHEFE DOS SACERDOTES, CAÇOANDO DELE, DIZIA: • A OUTROS SALVOU, A SI MESMO NÃO PODE SALVAR!
  36. 36. • E CONTINUA MARCOS, 15: 29 – 32 ... • OH MESSIAS, OH REI DE ISRAEL ... QUE DESÇA AGORA DA CRUZ, PARA QUE VEJAMOS E CREIAMOS! • O EVANGELHO DE LUCAS 23: 39– 43 RELATA: • UM DOS MALFEITORES AO LADO, INSULTAVA A JESUS: • NÃO ÉS TU O CRISTO? • SALVA-TE A TI MESMO, E A NÓS.
  37. 37. • E CONTINUA LUCAS 23: 3 – 43 ... • MAS O OUTRO, O REPREENDEU: • NEM SEQUER TEMES A DEUS, ESTANDO NA MESMA CONDENAÇÃO? • QUANTO A NÓS, É DE JUSTIÇA, PAGARMOS POR NOSSOS ATOS, MAS ELE NÃO FEZ MAL NENHUM. • E PEDIU AO MESTRE: • JESUS LEMBRA-TE DE MIM, QUANDO VIERES COM TEU REINO. • EM VERDADE TE DIGO, QUE HOJE
  38. 38. O CALVÁRIO DE JESUS
  39. 39. • O EVANGELHO DE JOÃO, 19: 23-24 DIZ: • OS SOLDADOS REPARTIRAM ENTRE ELES AS VESTES E TÚNICA DE JESUS. • COMO ESTA ERA PEÇA INTEIRA, DISPUTARAM-NA NO SORTEIO. • E CONTINUA JOÃO, 19: 25-27: • PERTO DA CRUZ PERMANECIAM MARIA – SUA MÃE, A IRMÃ DE MARIA E MARIA MADALENA • JESUS DISSE A MARIA: MULHER EIS AI O TEU FILHO! • JESUS DISSE A JOÃO: EIS AI A TUA MÃE. E DESDE AQUELA HORA JOÃO A RECEBEU EM SUA CASA.
  40. 40. • APÓS A CRUCIFICAÇÃO, ALGUNS JUDEUS NÃO QUERENDO PERMANECER MAIS TEMPO POR ALI, PORQUE ERA O DIA DA PREPARAÇÃO DA PÁSCOA, PEDIRAM A PILATOS PARA AUTORIZAR QUEBRASSEM AS PERNAS DOS CRUCIFICADOS - JESUS E OS DOIS LADRÕES. • OS SOLDADOS TRANSPASSARAM UMA LANÇA NO CORPO DE JESUS, DE ONDE JORROU SANGUE E ÁGUA (JOÃO, 19: 31 – 34)
  41. 41. • A INGRATIDÃO RECEBIDA POR JESUS, APÓS OS INÚMEROS BENEFÍCIOS QUE NOS PROPORCIONOU, CONDUZ -NOS A PROFUNDAS REFLEXÕES. • PERCEBEMOS, DE IMEDIATO O SUBLIME AMOR POR TODOS NÓS.
  42. 42. • HUMBERTO DE CAMPOS, NO LIVRO BOA NOVA - CAP. 12 COMENTA: • O AMOR VERDADEIRO E SINCERO NUNCA ESPERA RECOMPENSAS. • A RENÚNCIA É O SEU PONTO DE APOIO, COMO O ATO DE DAR É A ESSÊNCIA DA VIDA.
  43. 43. • TODAVIA, QUANDO A LUZ DO ENTENDIMENTO TARDAR NO ESPÍRITO DAQUELES A QUEM AMAMOS, DEVEREMOS LEMBRAR-NOS DE QUE TEMOS A SAGRADA COMPREENSÃO DE DEUS, QUE NOS CONHECE OS PROPÓSITOS MAIS PUROS.
  44. 44. • TEMOS UMA OUTRA LIÇÃO VALIOSA QUE JESUS NOS LEGOU, QUANDO ENTREGA MARIA AOS CUIDADOS DE JOÃO, CONFORME CAP. 30 DO LIVRO BOA NOVA ... • ENSINAVA JESUS, QUE O AMOR UNIVERSAL ERA O SUBLIME COROAMENTO DE SUA OBRA.
  45. 45. • ENTENDEU QUE, NO FUTURO, A CLARIDADE DO REINO DE DEUS REVELARIA AOS HOMENS A NECESSIDADE DA CESSAÇÃO DE TODO EGOÍSMO, E QUE, NO SANTUÁRIO DE CADA CORAÇÃO, DEVERIA EXISTIR A MAIS ABUNDANTE COTA DE AMOR.
  46. 46. • ESTA COTA DE AMOR DEVERIA SER EM RELAÇÃO A UMA PESSOA, UM GRUPO DELA OU DA HUMANIDADE? • NÃO SÓ PARA O CÍRCULO FAMILIAR, SENÃO TAMBÉM PARA TODOS OS NECESSITADOS DO MUNDO, E
  47. 47. • QUE NO TEMPLO DE CADA HABITAÇÃO PERMANECERIA A FRATERNIDADE REAL, PARA QUE • A ASSISTÊNCIA RECÍPROCA SE PRATICASSE NA TERRA, SEM SEREM PRECISOS OS EDIFÍCIOS EXTERIORES, CONSAGRADOS A UMA SOLIDARIEDADE DEFICIENTE OU
  48. 48. • DIZ O EVANGELHO DE MARCOS, 15: 33, 37 – 39, • NO MOMENTO DA MORTE DE JESUS, NA HORA 6ª, SURGIRAM TREVAS SOBRE A TERRA QUE PERDURARAM ATÉ A 9ª HORA. • NESTE INSTANTE, JESUS DANDO UM GRITO EXPIROU.
  49. 49. • O VÉU DO SANTUÁRIO DO TEMPLO, SE RASGOU EM DUAS PARTES DE CIMA A BAIXO • O CENTURIÃO QUE ESTAVA BEM NA FRENTE DE JESUS, VENDO-O MORRER, DISSE: “VERDADEIRAMENTE, ESTE HOMEM ERA FILHO DE DEUS”
  50. 50. • VAMOS FALAR DO FENÔMENO DAS TREVAS, COM BASE EM KARDEC - A GÊNESE – CAP. 15 • NENHUM HISTORIADOR MENCIONA ESTE FATO, QUE TERIA OCORRIDO NUM DIA EM QUE TODA A ATENÇÃO ESTAVA VOLTADA PARA O SUPLICIO E MORTE DO
  51. 51. • PARECE IMPOSSÍVEL QUE UM TREMOR DE TERRA E O FICAR TODA TERRA ENVOLTA EM TREVAS DURANTE TRÊS HORAS, • NUM PAÍS ONDE O CÉU É SEMPRE DE PERFEITA LIMPIDEZ, TENHAM PASSADOS DESAPERCEBIDOS.
  52. 52. • O TEMPO DE OBSCURIDADE EQUIVALE QUASE DE UM ECLIPSE SOLAR. • ECLIPSE SOLAR SÓ OCORRE EM FASE DE LUA NOVA E A MORTE DE JESUS OCORREU EM FASE DE LUA CHEIA. • MANCHAS SOLARES? • SÓ ENFRAQUECERIAM A LUZ, NÃO A OBSCURECERIA.
  53. 53. • TALVEZ UM FRAGMENTO DE ROCHEDO TENHA SE DESTACADO NAQUELE MOMENTO E ENTÃO, • PESSOAS INCLINADAS AO MARAVILHOSO TENHAM VISTO NISTO UM PRODÍGIO E O AMPLIARAM PARA TODAS AS PEDRAS.
  54. 54. O CALVÁRIO DE JESUS • JESUS É GRANDE PELAS SUAS OBRAS E NÃO PELOS QUADROS FANTÁSTICOS CRIADOS EM TORNO DE SUA PESSOA .
  55. 55. • EM RELAÇÃO AO SOFRIMENTO DE JESUS, EMMANUEL - O CONSOLADOR - QUESTÃO 287 ACRESCENTA: • A DOR MATERIAL É UM FENÔMENO COMO O DOS FOGOS DE ARTIFÍCIO, EM FACE DOS LEGÍTIMOS VALORES ESPIRITUAIS. • HOMENS NO MUNDO QUE MORRERAM POR UMA IDÉIA, MUITAS VEZES NÃO CHEGARAM A EXPERIMENTAR A DOR FÍSICA, SENTINDO APENAS A AMARGURA DA INCOMPREENSÃO DO SEU IDEAL.
  56. 56. O CALVÁRIO DE JESUS • E CONCLUI EMMANUEL ... • IMAGINAI, POIS, O CRISTO, QUE SE SACRIFICOU PELA HUMANIDADE INTEIRA, E CHEGAREIS A CONTEMPLÁ-LO NA IMENSIDÃO DA SUA DOR ESPIRITUAL, AUGUSTA E INDEFINÍVEL PARA A NOSSA APRECIAÇÃO RESTRITA E SINGELA
  57. 57. O CALVÁRIO DE JESUS
  58. 58. • CARLOS IMBASSAHY NO LIVRO RELIGIÃO, VEM COMPLEMENTAR EMMANUEL ... • AINDA NA TORMENTA DOS SEUS ÚLTIMOS INSTANTES, SEU ÂNIMO ERA DE PACIÊNCIA, DE BENIGNIDADE E DE COMPAIXÃO. • JÁ PREGADO NA CRUZ, TENDO O CORPO E ALMA LANCEADOS, COM OS PREGOS A LHE DILACERAREM AS CARNES, E OS ACÚLEOS (ESPINHOS) DA INGRATIDÃO A LHE FERIREM O ESPÍRITO ...
  59. 59. • VENDO A SEUS PÉS, INDIFERENTES OU RAIVOSOS, AQUELES A QUEM ABENÇOARA, PROTEGERA, INSINARA E CURARA, MESMO ASSIM ... • PEDIA AO PAI QUE LHES PERDOASSE, PORQUE ELES NÃO SABIAM O QUE ESTAVAM FAZENDO. • ESTE HOMEM, ESTE HERÓI, ESTE MÁRTIR, ESTE SANTO, ESTE ESPÍRITO EXCELSO FOI QUEM REGOU COM SUAS LÁGRIMAS E SEU SANGUE A ÁRVORE HOJE BENDITA DO CRISTIANISMO.
  60. 60. O CALVÁRIO DE JESUS
  61. 61. • 3 - A RESSURREIÇÃO DE JESUS • OS EXEMPLOS DE JESUS, SÃO ROTEIROS QUE NOS ENSINAM A AGIR PERANTE AS PROVAS. • EVANGELHO DE MARCOS, 16: 1 - 7 • NO SÁBADO, MARIA DE MAGDALA E MARIA, A MÃE DE TIAGO E SALOMÉ, COMPRARAM AROMAS PARA IREM UNGIR O CORPO DE JESUS. • DE MADRUGADA, NO PRIMEIRO DIA DA SEMANA (DOMINGO), ELAS FORAM AO TÚMULO DE JESUS, AO NASCER DO SOL.
  62. 62. • NO TRAJETO, COMENTAVAM ENTRE SI: “QUEM ROLARÁ A PEDRA DA ENTRADA DO TÚMULO PARA NÓS?” • AO CHEGAREM, PERCEBER AM QUE ...
  63. 63. A RESSURREIÇÃO DE JESUS
  64. 64. • AO ENTRAR NO TÚMULO, VIRAM UM JOVEM SENTADO À DIREITA, VESTIDO COM UMA TÚNICA BRANCA E ELAS FICARAM ESPANTADAS. • O JOVEM POREM, LHES DISSE: • NÃO VOS ESPANTEIS! • PROCURAIS JESUS DE NAZARÉ, O CRUCIFICADO? • ELE RESSUSCITOU, NÃO ESTÁ MAIS AQUI. • VEDE O LUGAR ONDE O PUSERAM. • IDE DIZER AOS SEUS DISCÍPULOS E A PEDRO QUE ELE VOS PRECEDE NA GALILÉIA. • LÁ O VEREIS, COMO VOS TINHA DITO.
  65. 65. • VAMOS VER A VERSÃO DO MESMO FATO ATRAVÉS DO EVANGELHO DE JOÃO,20:11-18 • ESTAVA MARIA MADALENA JUNTO AO SEPULCRO, CHORANDO. • ENQUANTO CHORAVA, INCLINOU-SE PARA O INTERIOR DO SEPULCRO E VIU DOIS ANJOS VESTIDOS DE BRANCO, SENTADOS NO LUGAR ONDE O CORPO DE JESUS FORA COLOCADO, UM NA CABECEIRA E OUTRO NOS PÉS. • OS ANJOS DISSERAM-LHE: • MULHER, POR QUE CHORAS? • PORQUE LEVARAM MEU SENHOR E NÃO SEI ONDE O PUSERAM, DISSE MARIA!
  66. 66. A RESSURREIÇÃO DE JESUS
  67. 67. • VOLTOU-SE E VIU JESUS DE PÉ, MAS NÃO SABIA QUE ERA JESUS. • JESUS LHE DIZ: • MULHER, POR QUE CHORAS? • A QUEM PROCURAS? • PENSANDO SER O JARDINEIRO, RESPONDE: • SE FOSTE TU QUE LEVASTE O CORPO DE MEU FILHO, DIZE-ME ONDE O PUSESTE E EU O IREI BUSCAR! • DIZ-LHE JESUS: • MARIA! E ELA VOLTA-SE PARA ELE E JESUS DIZ EM HEBRAICO: • RABBONI! (QUER DIZER MESTRE)
  68. 68. • E CONCLUI O EVANGELHO DE JOÃO, 20: 11 – 18 • NÃO ME TOQUES, POIS AINDA NÃO SUBI AO PAI. • VAI PORÉM, A MEUS IRMÃOS E DIZE-LHES: • SUBO A MEU PAI E VOSSO PAI, A MEU DEUS E VOSSO DEUS. • MARIA MADALENA FOI ANUNCIAR AOS DISCÍPULOS: • VI O SENHOR E AS COISAS QUE ELE LHE DISSE.
  69. 69. • ALLAN KARDEC - A GÊNESE - CAP. 15 • TODOS OS EVANGELISTAS NARRAM AS APARIÇÕES DE JESUS, APÓS A SUA MORTE, COM PORMENORES, QUE NÃO PERMITAM SE DUVIDE DA REALIDADE DO FATO. • ELAS SE EXPLICAM PELAS LEIS FLUÍDICAS E PELAS PROPRIEDADES DO PERISPÍRITO E NADA DE ANORMAL APRESENTAM EM FACE DOS FENÔNEMOS DO MESMO GÊNERO, OS QUAIS A HISTÓRIA, ANTIGA E CONTEMPORÂNEA, OFERECE NUMEROSOS EXEMPLOS, SEM LHES FALTAR SEQUER A TANGIBILIDADE.
  70. 70. • PROPRIEDADES DO PERISPÍRITO • PLASTICIDADE • DENSIDADE • PONDERABILIDADE • LUMINOSIDADE • PENETRABILIDADE • VISIBILIDADE • TANGIBILIDADE • PERISPÍRITO - ZALMINO ZIMMERMANN • PROPRIEDADES DO PERISPÍRITO • SENSIBILIDADE GLOBAL • SENSIBILIDADE MAGNÉTICA • EXPANSIBILIDAD E • CAPACIDADE REFLETORA • ODOR • TEMPERATURA
  71. 71. • E CONCLUI KARDEC ... • SE NOTARMOS AS CIRCUNSTÂNCIAS EM QUE SE DERAM AS SUAS DIVERSAS APARIÇÕES, NELE RECONHECEREMOS, EM TAIS OCASIÕES, TODOS OS CARACTERES DE UM SER FLUÍDICO.
  72. 72. • COMO DIZ LEON DENIS NO LIVRO CRISTIANISMO E ESPIRITISMO, A RESSURREIÇÃO DO CRISTO NOS OFERECE OPORTUNAS LIÇÕES. • ESTA ALMA PODEROSA, QUE EM NENHUM TÚMULO PODERIA SER APRISIONADA, REAPARECE PARA AQUELES QUE NA TERRA HAVIA DEIXADO TRISTES, DESANIMADOS E ABATIDOS. • VEM DIZER A ELES QUE A MORTE NADA É.
  73. 73. A RESSURREIÇÃO DE JESUS
  74. 74. • CONTINUA LEON DENIS ... • JESUS, COM A SUA PRESENÇA LHES RESTITUI A ENERGIA, A FORÇA MORAL NECESSÁRIA PARA CRUMPRIREM A MISSÃO QUE LHES FORA CONFIADA • AS APARIÇÕES DO CRISTO SÃO CONHECIDAS E TIVERAM NUMEROSOS TESTEMUNHOS. • ESTAS APARIÇÕES APRESENTAM FLAGRANTES ANALOGIAS, EM DIVERSOS GRAUS, COM AS QUE SÃO OBSERVADAS EM NOSSOS DIAS.
  75. 75. • CONCLUI LEON DENIS ... • A FORMA ETÉREA, SEM CONSISTÊNCIA, COM QUE APARECEU À MARIA MADALENA, A QUAL NÃO SUPORTARIA O MÍNIMO CONTACTO, OU • A DA COMPLETA MATERIALIZAÇÃO, TAL COMO A PÔDE VERIFICAR TOMÉ, QUE TOCOU COM A PRÓPRIA MÃO AS CHAGAS DO CRISTO.
  76. 76. O CALVÁRIO DE JESUS
  77. 77. O CALVÁRIO DE JESUS - Caravaggio
  78. 78. • O EVANGELHO DE JOÃO, 20: 19- 29, DIZ QUE APÓS A APARIÇÃO A MARIA MADALENA, JESUS REENCONTRA OS SEUS DISCÍPULOS: • POR MEDO DOS JUDEUS, OS DISCÍPULOS, FECHARAM AS PORTAS DO LOCAL ONDE ESTAVAM. • JESUS, APARECENDO NO MEIO DELES, DISSE: • A PAZ ESTEJA CONVOSCO! • TENDO DITO ISTO, MOSTROU AS MÃOS E O LADO DO CORPO ONDE FOI FERIDO PELA LANÇA.
  79. 79. • E CONTINUA JOÃO, 20: 19-29 • OS DISCÍPULOS FICARAM CONTENTES POR VER JESUS. • JESUS DISSE NOVAMENTE: • A PAZ ESTEJA CONVOSCO! COMO O PAI ME ENVIOU, EU TAMBÉM VOS ENVIO. • DIZENDO ISSO, SOPROU SOBRE ELES E LHES DISSE: • RECEBEI O ESPÍRITO SANTO. • AQUELES A QUEM PERDOARDES OS PECADOS SER-LHES-ÃO PERDOADOS, E AQUELES AOS QUAIS RETIVERDES SER-LHES-Ã0 RETIDOS.
  80. 80. • E CONTINUA JOÃO, 20: 19-29 • OITO DIAS DEPOIS, ACHAVAM-SE OS DISCÍPULOS, NOVAMENTE DENTRO DE CASA, E TOMÉ QUE DUVIDARA DA APARIÇÃO ANTERIOR, AGORA ESTAVA COM ELES. • MESMO ESTANDO AS PORTAS FECHADAS, JESUS, PÔS-SE NO MEIO DELES E DISSE: • A PAZ ESTEJA CONVOSCO! • VOLTANDO-SE PARA TOMÉ DISSE: • PÕE O TEU DEDO AQUI E VÊ MINHAS MÃOS!
  81. 81. A RESSURREIÇÃO DE JESUS - Caravaggio
  82. 82. • E CONCLUI JOÃO, 20: 19-29 • ESTENDE A TUA MÃO E PÕE- NA NO MEU LADO E NÃO SEJAS INCRÉDULO, MAS CRÊ! • RESPONDEU-LHE TOMÉ: • MEU SENHOR E MEU DEUS! • JESUS DISSE: • PORQUE VISTE, CRESTE. FELIZES AQUELES QUE NÃO VIRAM E CRERAM!
  83. 83. • LEON DENIS - CRISTIANISMO E ESPIRITISMO - CAP. 5 VEM AJUDAR-NOS A MELHOR COMPREENDER ESTE EVANGELHO • JESUS APARECE E DESAPARECE INSTANTANEAMENTE • PENETRA NUMA CASA COM AS PORTAS FECHADAS. • EM EMAÚS CONVERSA COM DOIS DISCÍPULOS QUE NÃO O RECONHECEM E DESAPARECE REPENTINAMENTE.
  84. 84. O CALVÁRIO DE JESUS
  85. 85. • JESUS ACHA-SE DE POSSE DESSE CORPO FLUÍDICO (ECTOPLASMÁTICO), ETÉREO, QUE EXISTE EM TODOS NÓS, • ESTE CORPO SUTIL QUE É O INVÓLUCRO INSEPARÁVEL DE TODA ALMA E QUE ... • UM ALTO ESPÍRITO COMO O SEU SABE DIRIGIR, MODIFICAR, CONDENSAR E RAREFAZER À SUA VONTADE. • E A TAL PONTO O CONDENSA, QUE SE TORNA VISÍVEL E TANGÍVEL AOS QUE ESTÃO JUNTO A SI
  86. 86. • AS PROVAS DE QUE JESUS RESSURGIU, SÃO INCONTESTÁVEIS. NÃO DEIXAM DÚVIDAS. • CAIRBAR SCHUTEL, NO LIVRO PARÁBOLAS E ENSINOS DE JESUS, NO CAPÍTULO DA RESSURREIÇÃO: • AS APARIÇÕES DIÁRIAS DE JESUS PARA AQUELA GENTE QUE DEVERIA SECUNDÁ-LO NO MINISTÉRIO DA DIVINA LEI, HAVIAM ABRASADO SEUS CORAÇÕES; E ...
  87. 87. • OS SUAVES E EDIFICANTES ENSINAMENTOS DE JESUS, REPLETOS DE MANSIDÃO E HUMILDADE, TINHAM EXALTADO AQUELAS ALMAS, ... • ELEVANDO-AS ÀS CULMINÂNCIAS DA ESPIRITUALIDADE ... • OS ENSINAMENTOS DE JESUS, SANEOU-LHES A MENTE E OS PREPAROU, COMO VASOS SAGRADOS, PARA RECEBER OS ESPÍRITOS SANTIFICADOS PELA PALAVRA, COMO ANTES JESUS HAVIA PROMETIDO.
  88. 88. • E CONTINUA CAIRBAR SCHUTEL ... • AVIZINHAVA-SE O MOMENTO DA PARTIDA DE JESUS, QUE VOLTARIA À PÁTRIA ESPIRITUAL, MAS COM AMPLA LIBERDADE DE AÇÃO, POIS • SEMPRE QUE LHE APROUVESSE VIRIA OBSERVAR O MOVIMENTO QUE SE TERIA DE REALIZAR ENTRE AS “OVELHAS DESGARRADAS DE ISRAEL”, AS QUAIS JESUS QUERIA RECONDUZIR AO “SAGRADO REDIL”.
  89. 89. • CONCLUI CAIRBAR SCHUTEL ... • DEVERIAM OS DISCÍPULOS IDENTIFICAR- SE COM O ESPÍRITO E CONHECER O ESPÍRITO DE VERDADE, PARA, COM JUSTOS MOTIVOS, ANUNCIAR ÀS PESSOAS, A NOVA DA SALVAÇÃO QUE LIBERTÁ-
  90. 90. O CALVÁRIO DE JESUS
  91. 91. • CONCLUSÕES: 1 - TODOS ESSES ACONTECIMENTOS, RELATADOS PELOS EVANGELISTAS DEPOIS DA CRUCIFICAÇÃO DE JESUS, SERVEM DE BASE PARA O CONHECIMENTO HISTÓRICO DO CRISTIANISMO. 2 - ESTA FOI A RAZÃO PARA PAULO TER AFIRMADO: “SE O CRISTO NÃO RESSUSCITOU É VÃ A VOSSA FÉ.” (ENTENDER RESSURREIÇÃO COMO O RESSURGIMENTO DO CRISTO NO CORAÇÃO)
  92. 92. • CONCLUSÕES: • LEON DENIS - CRISTIANISMO E ESPIRITISMO • 3 - O CRISTIANISMO NÃO É UMA ESPERANÇA, É UM FATO NATURAL, UM FATO APOIADO NO TESTEMUNHO DOS SENTIDOS. • 4 - OS APÓSTOLOS NÃO ACREDITAVAM SOMENTE NA RESSURREIÇÃO (RENASCIMENTO NO MUNDO ESPIRITUAL), MAS ESTAVAM DELA CONVENCIDOS.
  93. 93. • CONCLUSÕES: • 5 - O CRISTO AO LHES APARECER APÓS A SUA MORTE FÍSICA, TORNOU-SE-LHES A FÉ TÃO PROFUNDA QUE, PARA CONFESSAR ESTA FÉ, SUPORTARAM TODOS OS SUPLÍCIOS. • 6 - AS APARIÇÕES DE JESUS DEPOIS DA SUA MORTE, SERVIRAM DE BASE PARA ASSEGURAR A IDÉIA CRISTÃ, DE FORMA PERSISTENTE, SÓLIDA E SEGURA NO TRANSCURSO DO TEMPO AQUI NA MATÉRIA FÍSICA.
  94. 94. GRUPO ESPÍRITA CHICO XAVIER EADE – FEB - TOMO I EXPOSITOR - JBMAIDA - JUNHO-2013 F I M
  95. 95. • EM GRUPOS DISCUTIR: • QUAIS OS VERDADEIROS ENSINAMENTOS QUE O CRISTO NOS LEGOU SUBMETENDO-SE A TAMANHA ATROCIDADE QUE CULMINOU COM A MORTE DO SEU CORPO FÍSICO?

×