Bibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-Ambulante

2,218 views
2,167 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,218
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,611
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Bibliomovel Proença-a-Nova, Nuno Marçal, Bibliotecário-Ambulante

  1. 1. Nuno Marçal Bibliotecário- AmbulanteProença-a-Nova
  2. 2. Nota BiográficaNuno MarçalNasceu em Castelo Branco a 20 de Setembro de 1974.É bibliotecário, por paixão, na Biblioteca Municipal de Proença-a-Nova desde 2003.Desde 2006 exerce funções de bibliotecário-ambulante, onde tentaconciliar a Razão e a Paixão ao volante da Bibliomóvel, projetoitinerante de biblioteca, que se desloca pelas povoações das seisfreguesias do concelho de Proença-a-Nova com o intuito dedivulgar o livro a leitura e algo mais...Editor do blogue: http://opapalagui.blogspot.com/ onde retrata erelata as andanças da Bibliomóvel por terras e gentes de Proença -a- Nova.
  3. 3. O Poder dos SonhosEra uma vez um menino de dez anos que adoravalivros, um dia o professor ofereceu-lhe um livro, quandoele acabou a 4º classe. Também foi importante olivreiro que existia no meio da avenida onde os paistinham um negócio, eram tardes e tardes passadas nalivraria a ler e cheirar livros.
  4. 4. O Poder dos SonhosAos 13 anos ao ir para o Liceu deparou-se com umacarrinha forrada com prateleiras e livros e nem imaginouque daí a uns anos seria ele a conduzir uma carrinha acalcorrear terras e gentes diferentes todos osdias, transportando livros paraobservar, tocar, cheirar, ouvir e ler…O Papalagui, foi o livro que lhe foi oferecido.
  5. 5. Projeto de VidaNuno Marçal é Bibliotecário desde 2002, iniciou funções naBiblioteca Municipal de Proença-a-Nova em fevereiro de2002. Em 2006 assumiu a responsabilidade da Bibliomóvelde Proença-a-Nova.Após a aquisição e transformação do veículo, a constituição,organização e tratamento do acervo inicial, a Bibliomóvelestava pronta para o início das suas andanças por terras egentes de Proença-a-Nova.
  6. 6. Projeto de VidaA viagem inaugural deu-se no dia 26 de Junho de2006, com um percurso inicial de 22 aldeias, 3 escolasprimárias e 3 jardim-de-infância. De acordo com osinteresses das populações ou devido ao encerramentorecente de estabelecimentos de ensino os percursos daBibliomóvel foram sendo moldados, consoante arealidade quotidiana, até chegarmos ao atual percurso.
  7. 7. Percurso 12ª Feira - Cimadas Cimeiras / Montinho das Cimadas / Cimadas Fundeiras / Vergão
  8. 8. Percurso 13ªFeira - Alvito da Beira / Sobrainho dos Gaios
  9. 9. Percurso 14ªFeira - Vale das Balsas / Catraia Cimeira / Póvoa
  10. 10. Percurso 15ª Feira - Cunqueiros / Fórneas / Pedras Brancas
  11. 11. Percurso 16ª Feira - Pedra do Altar / Peral / Vale da Mua
  12. 12. Percurso 23ª Feira – Rabacinas / Sobral / Fernando / Maxiais / Giesteiras
  13. 13. Percurso 24ª Feira – Corgas / Malhadal
  14. 14. Percurso 25ª Feira – Padrão / Lameira de Ordem / Palhota / Monte Fundeiro
  15. 15. Percurso 26ª Feira – Pergulho / Vale de Água / Serimogão / Moitas
  16. 16. Percurso Institucional Centro de Dia de Montes da Senhora (3ª Feira – 11.30h) Santa Casa de Misericórdia de Proença-a-Nova e Sobreira Formosa. (5ªFeira – 11.30h – alternada) Jardim-de-Infância de Moitas (4ª feira de manhã)
  17. 17. Números Nº leitores:  220 cartões de utilizador Acervo documental  157 DVD  1150 Livros (Literatura Portuguesa, Estrangeira, História, Ciências Sociais, Gastronomia, Agricultura, Ciências Médicas, Literatura Infanto-Juvenil, Banda Desenhada)  2 Jornais diários (desportivo e generalista), 1 jornal regional.  5 Revistas mensais (caça, pesca, culinária, apicultura, música, bordados).
  18. 18. Recursos Humanos 1 Bibliotecário…
  19. 19. Serviços -”Antídotos contra a solidão e o Isolamento” Empréstimo Domiciliário (livros, revistas, CD e DVD)
  20. 20. Serviços -”Antídotos contra a solidão e o Isolamento “Pergunte a Bibliomóvel responde!” - Serviço de Referência Bibliográfica
  21. 21. Serviços -”Antídotos contra a solidão e o Isolamento A Maletras – Mala das Letras – Serviço de Apoio Bibliotecário aos Centros de Dia.
  22. 22. Serviços -”Antídotos contra a solidão e o Isolamento Fotocópias
  23. 23. Serviços -”Antídotos contra a solidão e o Isolamento Internet / Wireless
  24. 24. Serviços -”Antídotos contra a solidão e o Isolamento Posto Móvel de Atendimento do Município
  25. 25. Animação “Ciência na Aldeia” – parceria Centro Ciência Viva da Floresta
  26. 26. Animação Animação de Verão (acordeonistas)
  27. 27. 6 anosAo longo destes 6 anos de andanças por terras e gentes deProença-a-Nova, a Bibliomóvel e os seus recursoshumanos, bibliográficos e sentimentais foram-seentranhando na paisagem e no quotidiano dos seusutilizadores / visitantes / Amigos, apostando e baseando osseus serviços em valores como a Proximidade, aPeriodicidade, a Cumplicidade e a Amizade, que constituema imagem de marca não só da Bibliomóvel de Proença-a-Nova, mas de todos os serviços itinerantes de biblioteca.
  28. 28. 6 anosEsta busca incessante de novos utilizadores fora dasameias, por vezes demasiado altas das bibliotecascomuns, são um desafio cada vez maior numa sociedadeem constante movimento e com utilizadores cada vezmais voláteis, importa não esquecer em épocas decrise, precisamente aqueles que estão ou foram ficandopara trás no acesso a informação e na promoção edivulgação do Livro e da Leitura.
  29. 29. 6 anosAs Bibliotecas Itinerantes jogaram um importantepapel, no esbater das desigualdades de acesso aoLivro e a Leitura, fruto do isolamento social egeográfico de algumas populações. Hoje, e comcerteza no futuro, irão continuar o seu importantepapel de aproximação e disponibilização de recursosbibliográficos, humanos e sentimentais, indo aoencontro dos seus utilizadores, visitantes e Amigos.
  30. 30. QuestõesO que fez para ser bibliotecário?Em Portugal existem diversos cursos (pós graduações,mestrados, especializações, licenciaturas) que noshabilitam a ser bibliotecários. Depois de concluída alicenciatura em sociologia, inscrevi-me no curso deespecialização de Ciências Documentais (variante deBibliotecas), da Universidade Lusófona.No final desse curso de especialização de 2 anos,estamos "encartados" para exercer a profissão deBibliotecário.
  31. 31. QuestõesSe foi algum projeto seu ou se alguém lhe sugeriu?As Bibliotecas Itinerantes têm uma tradição em Portugalmuito forte. Houve um certo desligar dessa tradição,mas desde 2006 existiu um enorme investimento dediversas autarquias nacionais, proveniente de fundoscomunitários e as BIP (bibliotecas itinerantes dePortugal) ressurgiram novamente. Em Proença-a-Novafoi assim que aconteceu.
  32. 32. QuestõesQuais as características da carrinha?A Bibliomóvel de Proença-a-Nova, a semelhança dequase 90% das 73 que circulam por Portugal trata-se de uma carrinha/van com limite de carga, creiode 2800kg para permitir que seja conduzida porum condutor de ligeiros.Essa carrinha foi modificada por uma empresaespecializada, que a transformou numabiblioteca, com prateleiras, balcão deatendimento, posto para computador, etc.
  33. 33. QuestõesQual a sensação de levar os livros?No caso de Proença-a-Nova a questão dos livros é um poucosecundária, uma vez que estamos a falar de uma populaçãobastante envelhecida, muita dela sem saber ler e escrever.Por isso temos outra dimensão para além da promoção do livroe da leitura e o livre acesso ainformação/conhecimento, procuramos ter uma dimensão deapoio social de combate a solidão e ao isolamento. Essecombate é feito pela nossa presença junto daspopulações, escutá-las, ouvi-las, conversar, contar, masessencialmente estar com elas.Inauguramos recentemente uma nova função, que ainda nãoestá a funcionar em pleno que se trata do Balcão Móvel doMunicípio, onde os munícipes podem tratar de diversosassuntos burocráticos sem terem que se deslocar a sede deconcelho e a autarquia.
  34. 34. DistinçõesUNESCO distingue biblioteca ambulantebeirãO responsável NunoMarçal senta-serepetidamente frentea crianças e idosospara ler poemas daliteraturapopular, emprestarlivros e trazer acultura mesmo aoslocais mais isolados.
  35. 35. ApoiosPara a elaboração desta apresentação, contámos: - Com o apoio do Bibliotecário-Ambulante, Nuno MarçalCom a consulta de documentos digitais, nomeadamente: Blogue do Nuno Marçal - opapalagui.blogspot.pt Facebook do Nuno Marçal - http://www.facebook.com/opapalagui?fref=ts Diretório das Bibliotecas Itinerantes Portuguesas - http://anavevoadora.wetpaint.com/page/Bibliomovel_d e_Proenca-a-Nova

×