Your SlideShare is downloading. ×
0
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Mod. 1   ciência e química - objetivo ituverava
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Mod. 1 ciência e química - objetivo ituverava

440

Published on

Ciência e Química

Ciência e Química

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
440
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. Prof. Marcelo
  2. Não investir no ensino de Ciências equivale ainvestir na pobreza intelectual e material, e éum luxo que não podemos nos dar.A Ciência é uma arma carregada de futuro. GOLOMBEK, D. A. (2009)
  3. A palavra ciência vem do latimscientia, que significa“conhecimento”.Ciência é um conjunto organizado deconhecimentos relativos a umdeterminado objeto ou fenômeno,especialmente os obtidos mediante aobservação, a experiência e ummétodo próprio. Ciência é umaatividade humana envolvida naacumulação de conhecimentos sobreo universo.
  4. Tecnologia – é o uso do conhecimento científico para manipulara natureza, o que pode envolver a produção de novas drogas,automóveis mais seguros, melhorar plásticos, reatores nuclearesetc. Por exemplo, o cientista Wallace Carothers criou o náilon, em1935. O tecnólogo usa o náilon na fabricação de tapetes.
  5. A poliuretano como biomaterialO Grupo de Química Analítica e Tecnologia dePolímeros (GQATP – USP-São Carlos), desde 1984,desenvolve pesquisa pioneira com polímerospoliuretanos derivados do óleo de mamona comdestaque para a aplicação na área médica.
  6. A poliuretano como biomaterialBiomaterial: material que apresenta propriedadequímica e mecânica semelhante à existente noorganismo.
  7. A poliuretano como biomaterial2003 – o invento recebeu a aprovação da Food andDrug Administration (FDA)
  8. “Biodegradação dePoliuretano Derivado Estudo dado Óleo de Mamona” biodegradação da espuma PU obtida a partir do óleo de mamona quando em contato com microrganismos, utilizando os métodos: TG, IV e Espuma PU vegetal 100 x MEV
  9. POLÍMEROBIODEGRADÁVEL Desde 2000 a Usina da Pedra (Serrana-SP) vem fabricando PHB (polihidroxibutirato) diretamente a partir do açúcar. A planta piloto produz de 50 a 60 toneladas por ano de PHB, que já é exportado para o Japão, os EUA e a Europa.
  10. AÇÚCAR VIRA PLÁSTICO BIODEGRADÁVEL
  11. A produção mundial de bioplásticoseste ano será superior a um milhão de toneladas
  12. Embalixo sustentável é alternativaO BIC Ecolutions, primeiro barbeador ecológica em substituição às da BIC produzido com bioplástico sacolas plásticas
  13. Coca-Cola lança garrafa mais ecológicaA Coca Cola lançou a PlantBottle,uma garrafa PET que diminui em25% o CO2 emitido durante afabricação.O produto tem etanol provenienteda cana como substituto de partedo petróleo e, por ser 30% à basede planta, diminui a dependênciade recursos não renováveis.
  14. As transformações em que substâncias se transformam emoutras com propriedades muito diferentes daquelas iniciaissão chamadas de reações químicas. Tudo o que o serhumano toca, come deve-se à química: matérias plásticas,ligas metálicas, cerâmicas, componentes eletrônicos, papel,adubos, detergentes, vidro, filmes etc. No campo damedicina, químicos isolaram os antibióticos, sintetizaramdrogas para o trata mento da hipertensão, diabetes, artrite,problemas mentais.
  15. Imensaversatilidade em seobter materiaiscom diferentespropriedadesfísicas e químicas.
  16. A importância dospoliuretanos na vida moderna
  17. Consumo mundial de PU por segmento VILAR,W.D. (2004)
  18. Alfred Nobel Linus Pauling(1833 – 1896) (1901 – 1994)
  19. - Conhecimento espontâneo ousenso comum: não é metódico nemsistemático e baseia-se naexperiência das pessoas na vidacotidiana.- Conhecimento científico: exigeembasamento teórico eplanejamento rigoroso.
  20. 1) observação do fato (a madeiraqueima)2) experimentação (quando e comoa madeira queima?)3) reunião e organização de dados(quais as quantidades de madeira ear consumidas?)4) criação de leis e teorias (existealguma relação matemática entre asquantidades de madeira e de ar?)5) previsão de novos fenômenos emateriais (o que acontecerá se amadeira for queimada a 500°C?)
  21. As etapas do Método Científico
  22. Lei é uma generalização baseada em observações.Por exemplo: objetos de madeira queimam.Teoria é a explicação de uma lei.Assim a madeira queima porqueocorre uma combinação químicacom o oxigênio do ar atmosféricoformando gás carbônico e água.
  23. Quando a observação de um sistema é impossível (por exemplo:sistema atômico) ou quando ele não pode ser visualizado de umaforma direta (por exemplo: objeto dentro de uma caixa-preta), ateoria é denominada modelo, que nada mais é do que umaanalogia.
  24. Observação é a descrição de um fenômeno. Pode ser qualitativa(não envolve dados numéricos) ou quantitativa (apresenta dadosnuméricos e provém de medidas usando aparelhos).

×