Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano a – branco – 27.04.2014 (1)

411 views
231 views

Published on

ROTEIRO HOMILÉTICO DO 2.º DOMINGO DA PÁSCOA – ANO A – BRANCO – 27.04.2014
FONTE: http://www.buscandonovasaguas.com/
Domingo da Divina Misericórdia
Missa próprio da Oitava Pascal. Gl,/cr, Pf pascal I, na despedida ainda dois Aleluias.
Leituras: At 2,42-47 // Sl 117(118),2-4.13-15.22-24 (R/.1) // 1Pd 1,3-9 // Jo 20,19-31 (Tomé)
Recomenda-se as orações dos fiéis pela 52ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, a ser realizada em Aparecida, SP, dos dias 30 de Abril a 9 de Maio.

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
411
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
57
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Roteiro homilético do 2.º domingo da páscoa – ano a – branco – 27.04.2014 (1)

  1. 1. A Liturgia desse domingo, vivendo ainda a alegria pascal, apresenta a NOVA COMUNIDADE (a Igreja), que nasce da Cruz e Ressurreição com a missão de revelar aos homens a Vida Nova que brota da Ressurreição. As leituras ilustram essa realidade...
  2. 2. A 1ª Leitura descreve a Comunidade cristã de Jerusalém (At 2,42-47) "Comunidade de irmãos", perseverantes: - no Ensino dos Apóstolos:  CATEQUESE - na Partilha dos Bens:  CARIDADE. - nas Celebrações:  LITURGIA: - Orações no Templo e - Eucaristia nas casas: "fração do pão".
  3. 3. - Uma Comunidade que dá testemunho, provocando admiração e simpatia do povo e atraindo novos membros. Essa comunidade ideal, descrita por Lucas, quer recordar o essencial daquilo que toda comunidade deve ser: um Modelo à Igreja de Jerusalém e às igrejas de todas as épocas: Uma Comunidade de irmãos, reunida ao redor de Cristo, animada pelo Espírito, que tem a missão de testemunhar na história a Salvação.
  4. 4. A 2ª Leitura começa com um pequeno hino, que bendiz o Pai pela ressurreição de Jesus, que fez renascer a esperança. Deus nos fez renascer pela Ressurreição de Jesus Cristo. (1Pd 1,3-9) Salmo: "Porque eterna é a sua MISERICÓRDIA..." (Dom. da Misericórdia)
  5. 5. O Evangelho nos apresenta a Comunidade dos Apóstolos. Jesus vivo e ressuscitado é o CENTRO da Comunidade cristã. Ao redor dele, a Comunidade se estrutura e se anima a vencer o "medo" e a hostilidade do mundo. (Jo 20,19-31)
  6. 6. Os APÓSTOLOS estão trancados... apavorados... sem paz... Refletem as adversidades enfrentadas após a crucifixão de Jesus e na época em que o evangelho foi escrito. Mas CRISTO infunde confiança. rompe as barreiras e aparece no 1º dia da semana... OFERECE: - A PAZ... o PERDÃO ... torna-os Mensageiros do perdão... - O ESPÍRITO SANTO: "Sopra": lembra o sopro criador de Deus...
  7. 7. - Envia em missão: "Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio..." - Exige: FÉ: - Para Tomé que quer ver para crer: "Não sejas incrédulo, mas fiel... Felizes os que creem sem terem visto." + Portas Trancadas: Cristo abre as portas daquela Comunidade... e os envia ao Mundo... A presença de Jesus ressuscitado é fonte de coragem e de paz... E o Espírito Santo dará a força para cumprir sua missão.
  8. 8. + A PAZ: Jesus oferece três vezes a Paz: "Shallon" (= Paz total). - Dá a Paz aos apóstolos e depois os envia como mensageiros da paz. - Essa Paz, muitas vezes, só é possível pelo caminho do PERDÃO... + Por isso, Cristo oferece o Sacramento do Perdão: CONFISSÃO: "Aqueles a quem perdoardes os pecados..." * Pecadores, uma vez perdoados, são enviados a perdoar em nome de Deus.
  9. 9.  Você já fez a sua confissão Pascal? + Tomé: afastado da Comunidade, quer provas, segurança: "Ver para crer..." - Jesus: comprova sua "Divina Misericórdia", cujo dia hoje Celebramos: aceita o desafio e vai ao encontro do apóstolo incrédulo... - Tomé, voltando à Comunidade, encontra o Cristo Ressuscitado e faz sua profissão de fé: "Meu Senhor e meu Deus".
  10. 10. * É na COMUNIDADE que encontramos as provas que Jesus está vivo. Quem não participa da Comunidade não ouve a saudação de Paz, não prova a alegria da Páscoa do Senhor, nem recebe o dom do Espírito Santo. Quem não se encontra com a Comunidade não se encontra também com o Cristo Ressuscitado. - A Tomé e a todos nós, Cristo continua repetindo: "Felizes os que acreditam mesmo sem terem visto..."
  11. 11. + Tudo acontece no 1º Dia da Semana: É uma alusão ao DOMINGO, dia em que a Comunidade é convocada a celebrar a Eucaristia: é no encontro com o amor fraterno, com o perdão dos irmãos, com a Palavra proclamada, com o Pão de Jesus partilhado, que se descobre Jesus Ressuscitado. - Cada Domingo deve ser uma pequena Páscoa... em que renovamos o nosso Batismo, a caminho da vida Plena... * O "Nosso Domingo" é de fato "O Dia do Senhor?"
  12. 12. A Liturgia questiona: - A nossa Comunidade é o local do nosso encontro com o Ressuscitado? - Na Comunidade, somos unidos e perseverantes no estudo da Palavra de Deus, na partilha dos bens e nas celebrações? - Vivemos a alegria, a fraternidade, o perdão, a paz, que o Cristo ressuscitado veio trazer, ou trancados vivemos ainda o clima de medo? - Podemos, com sinceridade, dizer, que Jesus é nosso "Deus e Senhor"? Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS - 27.04.2014
  13. 13. MEU DOMINGO Com a Palavra de Deus Meditada por: Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS Ilustração: Nelso Geraldo Ferronatto Música: Tomé Maria Sardemberg CD: A sementinha - Paulinas COMEP Hoje: quarta-feira, 23 de abril de 2014 as 14:15:10 Você está convidado a visitar nosso site ou youtube e desfrutar de outras mensagens como estas Acesse o Endereço: http://www.buscandonovasaguas.com https://www.youtube.com/user/MeuDomingo/videos

×