SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

CONTRIBUIÇÕES DOS CÁLCULOS FINANCEI...
CONTRIBUIÇÕES DOS CÁLCULOS FINANCEIROS E DAS
INFORMAÇÕES CONTÁBEIS PARA TOMADA DE DECISÃO
NO CONTEXTO ORGANIZACIONAL E COM...
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO .............................................................. Erro! Indicador não definido.
2 CONTAB...
3

1 INTRODUÇÃO
Este trabalho tem como objetivo questionarmos e analisarmos a
importância dos conteúdos da contabilidade, ...
4

2 CONTABILIDADE
2.1 USUÁRIOS DA CONTABILIDADE
Os usuários são as pessoas (física ou jurídica) que se utilizam da
Contab...
5

2.2 OBJETIVO DA CONTABILIDADE EM RELAÇÃO À EMPRESA
Em Economia, foi proposto de a Contabilidade ser um sistema inserido...
6

objetivo maior e não mudou, devendo se apresentar como a função econômica
objetivo para todas as decisões empresariais,...
7

4. MATEMÁTICA FINANCEIRA
4.1 O QUE SÃO SISTEMAS DE AMORTIZAÇÕES DE DIVIDAS E OS PRINCIPAIS
UTILIZADOS NO BRASIL
A amort...
8

3 CONCLUSÃO
Como observamos, o principal objetivo da contabilidade dentro de
uma empresa é de fornecer informações deta...
9

REFERÊNCIAS

PRADO, Claudio R. do, "Princípios contábeis e sua aplicabilidade". Curitiba PR.
Editora Prado.
VENCESLAU, ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Contribuições dos cálculos financeiros e das informações contábeis para tomada de decisão no contexto organizacional e comportamental

989 views
858 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
989
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Contribuições dos cálculos financeiros e das informações contábeis para tomada de decisão no contexto organizacional e comportamental

  1. 1. SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS CONTRIBUIÇÕES DOS CÁLCULOS FINANCEIROS E DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS PARA TOMADA DE DECISÃO NO CONTEXTO ORGANIZACIONAL E COMPORTAMENTAL Porto Velho 2013
  2. 2. CONTRIBUIÇÕES DOS CÁLCULOS FINANCEIROS E DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS PARA TOMADA DE DECISÃO NO CONTEXTO ORGANIZACIONAL E COMPORTAMENTAL Trabalho de Tecnologia em Processos Gerenciais apresentado à Universidade Norte do Paraná UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral nas disciplinas de Matemática Financeira, Administração Financeira e Orçamentária, e Contabilidade e Finanças Empresariais. Orientador: Profª. Helenara Regina Sampaio, Prof. Edilson G. Moreira e Prof. Regis Garcia. Porto Velho 2013
  3. 3. SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO .............................................................. Erro! Indicador não definido. 2 CONTABILIDADE ......................................................... Erro! Indicador não definido. 2.1 USUÁRIOS DA CONTABILIDADE ......................... Erro! Indicador não definido. 2.2.OBJETIVO DA CONTABILIDADE EM RELAÇÃO À EMPRESA ... Erro! Indicador não definido. 3 GESTÃO FINANCEIRA ................................................ Erro! Indicador não definido. 3.1. CARACTERISTICAS DO GESTOR FINANCEIRO NO MERCADO CONTEMPORANEO .................................................... Erro! Indicador não definido. 3.2 A COMPETITIVIDADE AUMENTA A RESPONSABILIDADE DO GESTOR FINANCEIRO? ............................................................. Erro! Indicador não definido. 4 MATEMÁTICA FINANCEIRA ....................................... Erro! Indicador não definido. 4.1. O QUE SÃO SISTEMAS DE AMORTIZAÇÕES DE DÍVIDAS E OS PRINCIPAIS UTILIZADOS NO BRASIL ............................................ Erro! Indicador não definido. 4.2 CONTRIBUIÇÃO DO CONHECIMENTO MATEMÁTICO PARA A FORMAÇÃO PROFISSIONAL .......................................................... Erro! Indicador não definido. 4 CONCLUSÃO ............................................................... Erro! Indicador não definido. REFERÊNCIAS ................................................................ Erro! Indicador não definido.
  4. 4. 3 1 INTRODUÇÃO Este trabalho tem como objetivo questionarmos e analisarmos a importância dos conteúdos da contabilidade, da Gestão Financeira e da Matemática Financeira para a vida das pessoas no dia a dia, e principalmente a utilização dessas ferramentas na administração e gestão das empresas para a tomada das decisões em momentos críticos.
  5. 5. 4 2 CONTABILIDADE 2.1 USUÁRIOS DA CONTABILIDADE Os usuários são as pessoas (física ou jurídica) que se utilizam da Contabilidade, que se interessam pela situação da empresa e buscam nos instrumentos contábeis as suas respostas, podem ser divididos em usuários internos e usuários externos. Usuários internos: são todas as pessoas ou grupo de pessoas relacionadas com a empresa que tem facilidade de acesso às informações contábeis, tais como:  Gerentes ou Administradores: para tomada de decisões;  Funcionários: com interesse em pleitear melhorias;  Diretoria: para a execução de planejamentos organizacionais. Usuários Externos: são as pessoas ou grupo de pessoas sem facilidade de acesso direto às informações, mas que as recebem de publicações das demonstrações pela entidade, tais como:  Bancos: interessados nas demonstrações financeira a fim de analisar a concessão de financiamentos e medir a capacidade de retorno do capital emprestado;  Concorrentes: interessados em conhecer a situação da empresa para poder atuar no mercado;  Governo: necessita obter informações sobre as receitas e as despesas para poder atuar sobre o resultado operacional no que concerne a sua parcela de tributação e planejamento macroeconômico.  Fornecedores: interessados em conhecer a situação da entidade para poder continuar ou não as transações comerciais com a entidade, além de medir a garantia de recebimento futuro;  Clientes: interessados em medir a integridade da entidade e a garantia de que seu pedido será atendido nas suas especificações e no tempo acordado. O usuário interno principal da informação contábil na entidade moderna é a alta-administração que pela proximidade à Contabilidade, pode solicitar a elaboração de relatórios específicos para auxiliar na gestão do negócio.
  6. 6. 5 2.2 OBJETIVO DA CONTABILIDADE EM RELAÇÃO À EMPRESA Em Economia, foi proposto de a Contabilidade ser um sistema inserido dentro dos sistemas econômicos maiores, como o das Empresas (Microeconomia) e dos governos (Macroeconomia). Dessa forma passou a ser visto com naturalidade o uso da Matemática e da Estatística para obtenção e interpretação das informações contábeis. Em Administração, surgiu a proposta de um sistema baseado em princípios contábeis, capaz de organizar a atividade para fins de atender a padronização da informação contábil e de outras necessidades dos administradores. Para os administradores, o interesse nos dados contábeis atinge um grau de profundidade e analise, bem como de frequência, muito maior do que para os demais usuários. De fato, só eles os agentes responsáveis pelas tomadas de decisões dentro de cada organização a que pertencem. Note-se que as informações fornecidas pela Contabilidade não se limitam, como julgam muitos, ao Balanço Patrimonial e à Demonstração de Resultados. Além desses demonstrativos básicos e finais de um período contábil, a Contabilidade fornece aos administradores um fluxo continuo de informações sobre os mais variados aspectos da gestão financeira e econômica das empresas. O gestor que sabe usar a informação contábil, e que conhece suas limitações, dispõe de um poderoso instrumental de trabalho que lhe permite tomar decisões visando o futuro com maior segurança, bem como conhecendo a situação atual e o grau de acerto e impropriedade de suas decisões anteriores. 3. GESTÃO FINANCEIRA 3.1 CARACTERÍSTICAS DO GESTOR FINANCEIRO NO MERCADO CONTEMPORÂNEO. O objetivo do Gestor Financeiro, assim como de toda a gestão, é maximizar a riqueza do acionista a longo prazo, dado um nível de risco. Esse é o
  7. 7. 6 objetivo maior e não mudou, devendo se apresentar como a função econômica objetivo para todas as decisões empresariais, particularmente aquelas mais afeitas à responsabilidade do Gestor Financeiro: decisões de financiamento, decisões de investimento e decisões operacionais em seus aspectos econômicos. O que mudou foi à forma como o Gestor Financeiro e a área de Finanças busca atingir seus objetivos. Em qualquer época, a boa liderança, os custos baixos e o atendimento das necessidades do cliente (interno ou externo) sempre foram e serão o passaporte para a boa gestão. No departamento de Finanças isso não é diferente. Hoje, o Gestor Financeiro precisa liderar sua equipe para que todos “saiam” do silo funcional (departamento Finanças) e literalmente “entrem” nos negócios e se comprometam com os objetivos, adquirindo um entendimento detalhado das operações e, partir daí, aumente a competitividade do negócio. Melhorar os processos decisórios na empresa é condição imprescindível para a competitividade e essa função tornou–se a “menina dos olhos” do Gestor Financeiro. 3.2 A COMPETITIVIDADE AUMENTA A RESPONSABILIDADE DO GESTOR FINANCEIRO? Sim, aumenta. Diariamente surgem novas empresas aumentando a competitividade entre elas. Com o crescimento da competitividade aumenta também a responsabilidade dos gestores que são responsáveis pelas decisões financeiras das suas respectivas empresas. O sucesso ou declínio de uma empresa depende na maior parte das decisões de seus administradores. Escolhas erradas podem resultar em uma exclusão do mercado competitivo e também a falência. Por esse motivo as empresas buscam cada vez mais aperfeiçoarem suas gestões. Para tanto, utilizamse de ferramentas, dentre elas o fluxo de caixa.
  8. 8. 7 4. MATEMÁTICA FINANCEIRA 4.1 O QUE SÃO SISTEMAS DE AMORTIZAÇÕES DE DIVIDAS E OS PRINCIPAIS UTILIZADOS NO BRASIL A amortização é um processo financeiro pelo qual uma dívida ou obrigação é paga progressivamente por meio de parcelas de modo que ao término do prazo estipulado o débito seja liquidado. Essas parcelas ou prestações são a soma de duas partes: a amortização ou devolução do principal emprestado e os juros correspondentes aos saldos do empréstimo ainda não amortizado. Entre os principais e mais utilizados sistemas de amortização de empréstimos, temos o Sistema de Amortização Francês (conhecido também como Tabela Price), o Sistema de Amortizações Constantes (SAC), Sistema de Amortização Americano e o Sistema Misto, conhecido como Sistema de Amortizações Crescentes (Sacre). No Brasil os principais Sistemas de Amortizações utilizados são Sistema de Amortização Francês (Price) e Sistema de Amortizações Constantes (SAC). 4.2 CONTRIBUIÇÃO DO CONHECIMENTO MATEMÁTICO PARA A FORMAÇÃO PROFISSIONAL O mercado de trabalho exige profissionais atentos, criativos, polivalentes, portanto, a matemática tem como objetivo promover uma educação que coloque nos coloque em contato com desafios que possam desenvolver soluções com responsabilidade, compromisso, possibilitando a identificação de seus direitos e deveres.
  9. 9. 8 3 CONCLUSÃO Como observamos, o principal objetivo da contabilidade dentro de uma empresa é de fornecer informações detalhada da “saúde” econômica da empresa. Porém ela não trabalha sozinha temos também a Gestão Financeira. A Gestão Financeira é compreendida como um conjunto de ações e procedimentos administrativos, que envolve desde o planejamento e controle das atividades da empresa, visando maximizar os resultados esperados, tantos econômicos e financeiros que são decorrentes das atividades operacionais . Nos dias de hoje, se buscamos compreender o mundo a nossa volta é necessário que saibamos algo sobre a Matemática Financeira, pois ela estádiretamente ligada as nossas vidas, principalmente quando o assunto édinheiro.
  10. 10. 9 REFERÊNCIAS PRADO, Claudio R. do, "Princípios contábeis e sua aplicabilidade". Curitiba PR. Editora Prado. VENCESLAU, Fábio Ygor N. A importância do planejamento no processo de gestão. Belém, 2007, 22 f. Monografia (Especialização em Contabilidade e Controladoria) Faculdade de Estudos Avançados do Pará. Belém, 2007. MARQUES, Claudiomiro José, Introdução à Contabilidade. Claudiomiro José Marques, Luiz Fernando Soares da Silva, Marcelo Resquetti Tarifa. – São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009. BAZOLI, Thiago Nunes. Administração Financeira e Orçamentária. Thiago Nunes Bazoli, Joenice Leandro Diniz dos Santos. - São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2013. SAMANEZ, Carlos Patrício. Matemática Financeira – 4ª Ed. – São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. Disponível: http://www.fiap.com.br/2012/01/10/fiapx/artigos/o-novo-papel-do-gestorfinanceiro-nas-empresas/. Acessado em 09/10/2013.

×