• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
EMPREENDEDORISMO E GESTAO ESTRATEGICA DA MICRO E PEQUENA EMPRESA
 

EMPREENDEDORISMO E GESTAO ESTRATEGICA DA MICRO E PEQUENA EMPRESA

on

  • 2,733 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,733
Views on SlideShare
2,720
Embed Views
13

Actions

Likes
1
Downloads
48
Comments
0

4 Embeds 13

http://joroberto.blogspot.com.br 7
http://www.joroberto.blogspot.com.br 4
http://joroberto.blogspot.com 1
http://www.blogger.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    EMPREENDEDORISMO E GESTAO ESTRATEGICA DA MICRO E PEQUENA EMPRESA EMPREENDEDORISMO E GESTAO ESTRATEGICA DA MICRO E PEQUENA EMPRESA Presentation Transcript

    • EMPREENDEDORISMO E GESTÃO ESTRATÉGICA DA MICRO E PEQUENA EMPRESA
    • Prof. Jorge RobertoPerfil: Pós-Graduado em Planejamento e Gestão Estratégica: Fundação GetulioVargas – FGV/EBAPE/EPGE. Introdução ao Planejamento Estratégico – FGV/Cademp.Pensamento Estratégico – FGV Online. Inteligência Competitiva – FGV Online. Tutorialde Professores – FGV Online. Metodologia do Ensino Superior – Tutorial – FGV Online.Professor da Fundação Getulio Vargas – FGV/Cademp, no seguinte curso: ComoGerenciar em Pequenos e Médios Negócios (2012). Coordenador Acadêmico do Cursode Pós-Graduação (MBA Executive) de Direito Econômico e Empresarial – FGV/EPGE –ACEI, 1997/1998. Professor de Empreendedorismo e Estratégia Empresarial.Treinamento para Micro e Pequenas Empresas.Missão: ajudar as pessoas a encontrarem o seu próprio caminho no mundo dosnegócios, bem como colaborar no crescimento das micro e pequenas empresas nocenário turbulento da globalização. Site: www.jorobertocursoslivres.com.br Blog: www.joroberto.blogspot.com.br E-mail: joroberto2010@gmail.com
    • EMPREENDEDORISMO E GESTÃO ESTRATÉGICA DA MICRO E PEQUENA EMPRESAProgramaOrigem e evolução do empreendedorismo. O espírito empreendedor. Características e condutas do empreendedor.Visão e missão empreendedora. O processo empreendedor. Noção de plano de negócio. Estratégia empresarial eInteligência competitiva. Matriz SWOT. Vendas e pesquisa de mercado. Liderança organizacional. Gestão daqualidade e pessoas. Aspectos financeiros/contábeis/tributação. Reflexão sobre os conceitos: comprador, cliente econsumidor. Produtos: bens e serviços. Diferença entre conquistar e manter clientes. Como recuperar clientesinsatisfeitos. A visão da liderança. Motivação da Equipe. Rotinas de atendimento com qualidade. Criatividade noprograma de fidelização da clientela. Redes sociais..Público AlvoPessoas que desejam iniciar-se no empreendedorismo assegurando a viabilidade, a competitividade e asustentabilidade do respectivo negócio em uma época de constante transformação em face da globalização, bemcomo estudantes do ensino médio e superior que tem como objetivo estimular seu espírito empreendedorbuscando as competências necessárias para transformar ideias empreendedoras em um plano de negócio,definindo estratégias e focando vantagem competitiva no mercado escolhido.MetodologiaAulas expositivas em PowerPoint e exercícios, seguidas de debates inspirados na realidade da empresa atual e/oudo grupo participante se o curso for presencial. Curso via skype não tem tutoria.Carga Horária24 horas/aula para cursos presenciais ou via skype.
    • Vimos alguns ícones acima, mas as pessoas empreendedoraspodem encontrar-se “nas mais diversas situações”, tais como osque possuem uma boa ideia e não sabem como colocá-la naprática; como também aqueles empreendedores que pretendemultrapassar o estágio de Empreendedor Individual paraMicroempresário, ou mesmo de Pequeno ou Médio Empresário.Assim, sendo, no transcorrer da apresentação, entraremos emcontato com uma visão mais sistêmica e estratégica doempreendedorismo quando implementado; serão, então,abordados alguns elementos essenciais para compreensão doMarketing, bem como das Finanças, das Operações, dos RecursosHumanos, todavia sempre dando ênfase a estratégia para que oempreendedor não fique a deriva no cenário turbulento daconcorrência.” 4
    • “A concorrência representa apenas uma das forças no ambiente em que aempresa opera [...] o ambiente tarefa inclui os participantes imediatosenvolvidos na produção, distribuição e promoção da oferta. Os participantesprincipais são a empresa, os fornecedores, os distribuidores, os revendedores eos clientes-alvo [...] o ambiente geral é formado por seis componentes: oambiente demográfico, ambiente econômico, ambiente natural (meioambiente), ambiente tecnológico, ambiente político-legal e ambientesociocultural.”(KOTLER; Philip. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 4.ed. São Paulo: Atlas, 1998. KELLER, Kevin L. Administração de marketing. 12. ed. São Paulo, PearsonPrentice Hall, 2006, p. 24). 5
    • “A arte de vencer é a arte de ser ora audacioso, ora prudente.” Napoleão Bonaparte 6
    • Sun Tzu, também conhecido como Sun Zi ou Sun Wu, natural do estado de Chi, viveudurante o período histórico da China conhecido como o dos "Reinos Combatentes"(476-221 a.C.).Arte da Guerra:Obra inserida nos "clássicos marciais", A Arte da Guerra foi estudada por centenasde oficiais chineses e japoneses durante vários séculos, sendo os comentários dosgrandes generais acrescentados à cada nova versão, até ser considerada obra padrãopor volta do fim do século XVIII. 7
    • Cinco fatores fundamentais para fazer comparações entre diversas condições doscontentores com vistas ao resultado da guerra. Doutrina; Tempo; Terreno; Comando e Disciplina.Doutrina: o povo deve estar em harmonia com seu governante, de modo que o siga ondeesse for, sem temer por suas vidas, nem de correr qualquer perigo.Tempo: significa a noite e o dia, o frio e o calor, dias ensolarados ou chuvosos e a mudançadas estações.Terreno: são as distâncias, ou seja, se é fácil ou difícil deslocar-se, se é em campo abertoou lugares estreitos, objetivando a sobrevivência.Comando: possuir qualidades, tais como a sabedoria, bem como sinceridade,benevolência, coragem e disciplina.Disciplina: refere-se a organização do exército, as graduações e classes entre os oficiais, aregulação das rotas de mantimentos, bem como a provisão de material bélico. 8
    • ARTE DA GUERRA“Se conhecemos o inimigo (ambiente externo) e a nós mesmos (ambiente interno), não precisamos temer o resultado de uma centena de batalhas. Se nosconhecemos, mas não conhecemos o inimigo, para cada vitória sofreremos umaderrota. Se não nos conhecemos nem conhecemos o inimigo, sucumbiremos emtodas as batalhas.” 9
    • O mercado como um campo de batalhas“Muitos autores de planejamento estratégico defendem que o mercado nada mais é doque um mero campo de batalhas. Vivendo as empresas em uma permanente guerra decompetição, é comum nas organizações militares. A propósito, um bom comandante,mesmo diante de situações que podem escapar ao seu controle, e desejando assegurar-sede que todos os fatores do combate vão receber consideração lógica e ordenada, antes deplanejar e tomar as suas decisões, deve saber, a priori, onde está a tropa, de que meios eladispõe e para onde precisa levá-la. 10
    • Os comandantes militares, assim como os dirigentes das organizações, devemdeterminar, então, que suas equipes de Inteligência trabalhem para obter informaçõesqualificadas a respeito do inimigo (o concorrente) e do terreno (o ambiente externo, omercado) em que deverão combater. O esforço de reunir, processar e disseminarinformações no campo de batalhas caracteriza a essencia da atividade de InteligênciaMilitar, gênese do moderno tratamento de informações com objetivos corporativos,constituindo a Inteligência Competitiva.”* JUNIOR, Walter Felix Cardoso. Inteligência empresarial estratégica. Brasília: ABRAIC, 2007, p. 49. ATIVIDADE: Leitura em grupo e troca de ideias 11
    • MACROAMBIENTE Hoje a sociedade é dinâmica, instável e evolutiva No mundo atual tudo muda rapidamente em razão da globalização e do ciclo de vidacurto dos produtos. O período que vai desde a introdução do produto no mercado até o seu declínio duraseis meses na telefonia. Mercearia tinha ciclo de 20 anos. Hoje não chega a dois anos em face das grandesredes de supermercados. Produtos que há uns 50 anos durava 10 anos, hoje, dependendo do tipo de negócio,não chega a durar um ano. Solução: a busca de novas formas de gestão, com base estratégica. Entretanto, o focoserá na informação, pois o tempo dirá quem manterá ou melhorará a melhor posição. Entretanto, para que a estratégia seja produtiva, o objeto de ação da empresa devesempre ser a satisfação do cliente. Este exige preço, qualidade e prazo. 12
    • “Comparando o ambiente da empresa ao ambiente de um país em guerra podemosdizer que o “campo de batalha” é o mercado, as “armas” são os produtos, o “inimigo” éo concorrente e o “objetivo” a ser conquistado é a preferência do cliente.”Adminstração Empreendedora. Salim, Cesar Simões. Nasajon, Claudio. Slim, Helene. Mariano, Sandra.Rio de Janeiro: Campus, 2004, p. 20. 13
    • Ao comparar o mercado com uma situação de guerra podemos vislumbrar que > > “O papel da empresa no novo contexto mundial, onde o dinheiro está cada vez mais escasso, é orquestrar comercialmente todas as áreasda empresa. Orquestrar comercialmente é fazer com que cada colaborador seja e se sinta membro do time; e que esse time seja energizado de forma a que cada componente trabalhe para o sucesso do negócio. Que seja olhos e ouvidos da organização.” Antomar Marins e Silva. In Sonhar é para Estrategista 14
    • LUPOValquírio Cabral. Diretor comercial da Lupo.“Os riscos existem em qualquer época, independentemente da conjuntura econômica do país. Oempreendedor tem que conhecer bem o mercado e acima de tudo os concorrentes antes de selançar em um novo empreendimento.”“Investir em um produto porque está na moda pode ser fatal. Você tem de conhecer a fundo o seunegócio e estudar se o mercado que muda a toda hora ou se tem vida longa, se é internacional ounão, quem é o consumidor e qual o caminho a seguir.”In, Abra uma loja de sucesso. Ferreira, Orlando; Pivetti André; Araújo, Luisa. Bom Texto EditoraCapitulo XVI > O que as empresas de sucesso têm a dizer, p. 230. 15
    • ESTUDAR EMPREENDEDORISMO“Existe um crescente interesse nacional e internacional em estudar temas voltados aoempreendedorismo, uma vez que a geração de negócios está diretamente ligada àprosperidade das nações, e a ação empreendedora é o processo dinâmico pelo qualse pode gerar mais riquezas. Essa prosperidade é obtida por pessoas que assumemriscos, em termos de patrimônio ou comprometimento. Tais pessoas são chamadasempreendedores e podem ser encontradas em diversas situações.”FARAH, Osvaldo Elias. CAVALCANTI, Marly. DIAS, Elaine Aparecida. JUNQUEIRA, Carmen Rita Cardoso. Capítulo1 - O Empreendedor. Empreendedorismo estratégico: criação e gestão de pequenas empresas.FARAH, Osvaldo Elias. CAVALCANTI, Marly. MARCONDES, Luciana Passos (orgs.). São Paulo: Cengage Learning,2008, p. 1. 16
    • Sem dúvida que o objetivo de um empreendedor é conseguir lucro, pois nenhumhomem de negócios que assim se considere investirá capital e tempo onde osdemonstrativos não mostram um potencial definido de lucro. Andar na ‘cordabamba’ jamais será seu foco, mas isto não quer dizer que a turbulência domercado não provoque alguma instabilidade a ser superada.Portanto, a mente do empresário sempre funciona na busca da estabilidade,controle e bons resultados financeiros.Lucratividade e sustentabilidade são palavras de ordem no mercado! 17
    • AS DEZ CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDORBusca de oportunidade e iniciativa (se antecipar aos fatos e criar novas oportunidadesde negócios)Persistência (enfrentar os obstáculos decididamente)Correr riscos calculados (assumir desafios ou riscos moderados e responderpessoalmente por eles)Exigência de qualidade e eficiência (decisão de fazer sempre as expectativas de prazos epadrões de qualidade)Comprometimento (com o cliente e com o próprio empresário)Busca de informações (busca pessoalmente, consulta especialistas)Estabelecimento de metas (estabelece metas de longo e curto prazo mensuráveis)Planejamento e monitoramento sistemáticos (planeja e aprende a acompanhá-losistematicamente a fim de atingir as metas a que se propôs)Persuasão e rede de contatos (saber persuadir e utilizar sua rede de contatos atuandopara desenvolver e manter relações comerciais)Independência e autoconfiança (busca autonomia em relação a normas e procedimentospara alcançar o sucesso).http://empretec.sebrae.com.br/2010/05/05/as-dez-caracteristicas-do-empreendedor/ Acesso: 12.09.2012/19:40. 18
    • - Otimiza os recursos visando atingir metas - Estabelece as metas e os objetivos parapreestabelecidas depois conseguir recursos- Busca adaptar-se às mudanças - Busca iniciar mudanças- Trabalha dentro de uma estrutura existente Define tarefa e papéis que criam uma estrutura na organização- Busca conhecimentos gerenciais e técnicas - Apoia-se na autoconfiança, na sua própria visão e na capacidade de inovação e criação de valor- Padrão de trabalho implica análise racional - Padrão de trabalho implica imaginação e criatividade- Foca o trabalho em grupo - Foca a evolução individual e a comunicação do grupo- Trabalha centrado em processosque levam - Trabalha centrado no planejamento deem conta o meio em que eles se desenvolve m processos que resultam de uma visão diferenciada do meio- Apoia-se na cultura da afiliação - Apoia-se na cultura da liderança- Desenvolve padrões em busca de aplicações - Desenvolve padrões em busca de regrasconcretas e específicas gerais e abstratas- Enfatiza a adaptabilidade - Enfatiza a perseverança- Busca do conhecimento em gerenciamento de - Busca do conhecimento que elevam arecursos da própria especialização ocupação de espaço no mercado Fonte adaptada: Adminstração.com.br, 2009. 19
    • MOTIVAÇÕES EMPREENDEDORAS1. São as motivações pessoais:• Tradição familiar• Colocar conhecimentos adquiridos em prática• Necessidade de autorrealização profissional• Necessidade de reconhecimento (status)• Contribuir para o desenvolvimento social• Necessidade de ser seu próprio chefe2. E as motivações materiais• Ganhar dinheiro (Aumentar renda ou ficar rico)• Disponibilidade de recursos• Porque estava desempregado• Visualização de oportunidade inovadora• Existência de órgão de apoio e financiamento• Mercado aquecidoFonte: Adaptado da Unipem 20
    • KOPENHAGENRenata de Moraes Vichi, vice-presidente da empresa.“O empreendedor tem que estar sempre atento às mudanças de mercado, visandoinovar e ir ao encontro das preferências dos seus consumidores, com apreocupação de atender o interesse do investidor, motivar o colaborador egarantir a satisfação do público. Esta é a missão e a mensagem da Kopenhagenpara todos que, assim como nós, lutam por um Brasil melhor.”In, Abra uma loja para o sucesso. Ferreira, Orlando; Pivetti André; Araújo, Luisa.Bom Texto Editora. Capitulo XVI > O que as empresas de sucesso têm a dizer, p. 211. 21
    • VEJA A VANTAGEM DE SER EMPREENDEDOR:• Autonomia para tomar decisões• Desafio• Controle financeiroMAS,OBSERVE TAMBÉM AS DESVANTAGENS DO SEREMPREENDEDOR:• Grande sacrifício pessoal• Sobrecarga de responsabilidades• Pequena margem de erro em razão de não poder absorver impactos de decisões erradas.• ATIVIDADE: Leitura em grupo e troca de ideias 22
    • GUIA PARA O SUCESSO > Veja o que dispõe os estudos, A. Ibrahim e J. Goldwin, na publicaçãodo periódico American Journal of Sma:ll Business (1986), ao identificar fatores de sucesso das empresas:1. Em primeiro lugar, estão os valores associados à pessoa do empreendedor, ou seja, as virtudes que são características de quem quer iniciar seu próprio negócio.2. Em segundo lugar, estão as habilidades gerenciais, que incluem estratégias de nicho, gerenciamento dofluxo de caixa, um sistema orçamentário simples, mas eficiente, experiência anterior, educação e culturaorganizacional simples.3. Por fim, estão as habilidades pessoais, que incluem um bom relacionamento com um representante decrédito, boas relações com clientes e boas relações com os empregados.Ibid: MENDES, Jerônimo. Empreendedorismo para jovens: ferramentas, exemplos reais e exercícios para alinhar a sua vocação com o seuprojeto de vida. São Paulo: Atlas, 2012, p. 60. 23
    •  Inimigo maior que a concorrência é a postura de vendedor (ra) arrogante, comsentimento de autossuficiência; O vendedor deve conhecer os prazos de pagamento, bem como as condições parafechamento da venda e política de descontos.“Ética é a ciência da conduta humana, segundo o bem e o mal, com vistas à felicidade. É a ciênciaque estuda a vida do ser humano, sob o ponto de vista da qualidade da sua conduta.” Ética: deve haver sinergia na equipe, bem como a capacidade de relacionar-se bemcom os clientes;Portanto, podemos destacar: responsabilidade, sigilo, iniciativa, prudência, honestidade,perseverança, compreensão e imparcialidade.ALONSO, Félix Ruiz. LÓPES, Francisco Granizo. CASTRUCCI, Plínio de Lauro. Curso de ética em administraçãoempresarial e pública. 3ª ed. São Paulo: 2012, p. 3. 24
    •  Ética: deve haver sinergia na equipe, bem como a capacidade de relacionar-se bemcom os clientes; 25
    • Segundo Salomon (2002, p. 33):“Ética Comercial envolve regras de conduta que guiam ações no mercado– os padrões contra os quais a maioria das pessoas em uma cultura julga oque é certo e o que é errado, bom ou ruim. Esses valores universaisincluem honestidade, confiabilidade, imparcialidade, respeito, justiça,integridade, interesse pelos outros, responsabilidade e lealdade. Ética eresponsabilidade social das organizações são elementos que estão muitopróximos. Não dá para falar em ética nas empresas sem tocar no assuntode responsabilidade social empresarial”.Apud.: LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Excelência em atendimento ao cliente – atendimento e serviço aocliente como fator estratégico e diferencial competitivo. São Paulo: M. Books do Brasil Editora, 2012, p. 62.ATIVIDADE: Leitura em grupo e troca de ideias 26
    • CUIDADO COM AS PESSOAS NEGATIVAS, POIS PODERÃO LIQUIDAR COM SEUS SONHOS! “Foi estabelecido cientificamente que a mamangava não pode voar.Sua cabeça é grande demais e suas asas pequenas demais para sustentar o corpo. Segundo as leis da aerodinâmica, ela simplesmente não poderia voar. Mas ninguém disse isso a mamangava. E assim ela voa.” Autor desconhecido 27
    • “O sábio pergunta a si próprio a causa de seus fracassos. O insensato pergunta aos outros.” Confúcio 28
    • Dez mandamentos da criatividade 1. seja curioso; 2. faça perguntas; 3. seja analítico; 4. olhe o futuro; 5. seja persistente; 6. fuja do convencional; 7. seja inconformado com a rotina; 8. seja flexível; 9. tenha visão ampla; 10. crie clima propício. (Autor desconhecido) 29
    • “todo mundo sabia que era impossível de ser feito até que um dia veio alguém e fez.” Winston Churchill “E como ele não sabia que era impossível, foi lá e fez.” Jean Cocteau 30
    • TENHA DETERMINAÇÃO, POIS MUITAS OPORTUNIDADES TE ESPERAM NO MERCADO!Massa de renda (em bilhões de R$)Classe A 216, 1Classe B 329,5Classe C 427,6Classe D 381,2Classe E 25,0Fonte: IBGE, PNAD 2002 – 2008 (adaptada) 31Revista Meu Próprio Negócio – Editora Online
    • Segundo o Data Popular, o Brasil deverá ter cerca de 197 milhões de habitantes, assim distribuídos:Classe A : 3,3 %Classe B: 8,7 %Classe C: 58,3 %Classe D: 26,8 %Classe E: 2,9 % 32
    • CENÁRIO DO MERCADO ATUAL aumento considerável da concorrência; cliente mais exigente e com respaldo do Código do Consumidor; poder aquisitivo em baixa; entrada de produtos estrangeiros no país; alta carga de tributos; falta de profissionais qualificados; mudanças constantes nas motivações de consumo; outras situações turbulentas. 33
    • Nota-se que há muitas oportunidades no mercado, mas épreciso ter cautela e elaborar uma boa estratégia, pois nemtudo está às claras para o empreendedor. 34
    • ESTAMOS NA ERA DA CONVERGÊNCIA – “Tudo em Um” * Qual a melhor estratégia em relação a clientes, consumidor e fornecedores? Para ganhar o mercado precisa ser o melhor. A melhor empresa do mercado. Paradigma ligado a era da Revolução Industrial: eficácia operacional, qualidade total – sãorequisitos. São vantagens comparativas; não são vantagens competitivas. A vantagem competitiva da era atual: é ser percebido pelos seus clientes como único; ou seja,dar posicionamento de unicidade. Posicionamento: como somos percebidos pelo mercado em função dos nossos esforços demarketing? Mostrar aos nossos clientes, fornecedores e clientes: que somos diferentes/especiais/estamosa parte da competição. Se v. competir nos mesmo quesitos dará origem a um processo de comparação dos clientes eentrará num processo de competição por preço. Se v. for percebido como único: não significará estar sem concorrentes. Significa que v.encontrou uma essencia que fala muito mais alto do que a semelhança entre seus concorrentes. Posicionamento de unicidade: cativa e fideliza os clientes, bem como gera comprometimentodos colaboradores internos. Ele passa a viver como valor na empresa. Fornecedores: nasce relação de curto, médio e longo prazo. Vem a seguinte pergunta: como é que nós podemos crescer juntos no mercado?* Carlos Hilsdorf – escritor e palestrante. 35
    • FUNDAMENTOS DA TEORIA ECONÔMICA DA EXPERIÊNCIA É baseada nas emoções e nas sensações que nossos clientes sentem na relação negocial. Baseada no teatro, ou seja:“Todos os homens e mulheres são atores e atrizes em suas entradas e em suas saídas, no dramada comédia humana representando múltiplos papéis” . Willian Shakespeare. As pessoas não querem o produto pelo produto, nem o serviço pelo serviço. O vendedor não vende para o cliente, mas vende com o cliente (interatividade). Muita informação/muito stress, pouco conhecimento. O contato com a empresa poderá levar a 3 situações: decepções/sensação /encantamento. Causar prazer estético e sensorial: atacar os cinco sentidos – visão, audição, tato, paladar eolfato para criar uma experiência memorável. Liderança: inovação, competitividade, sustentabilidade e unicidade. é preciso entender que liderança tem relação com pessoas que fazem a diferença. É capital humano. Aprender com os erros dos concorrentes sem custo para a empresa. O líder de hoje desenvolve equipes de alta performance. Deve ser multidisciplinar/respostasespecializadas no mundo global pode ser temerário/melhorar/aprender. Legado: cultura de uma empresa totalmente orientada para o cliente, deixando no seu lugarnovos líderes preparados por ele para dar continuidade ao seu processo. 36 Carlos Hilsdorf – escritor e palestrante.
    • Planeje sempre antes de colocar a ideia em prática para não se perder no caminho Diálogo entre Alice e o Gato Cheshire em Alice no País das Maravilhas do Inglês Lewis Carroll “Pode dizer-me que caminho devo tomar?” - perguntou Alice. “Isso vai depender do lugar para onde quer ir” - respondeu o Gato. “Não tenho destino certo” - disse Alice. “Nesse caso, qualquer caminho serve” - disse o Gato. 37
    • Faz-se oportuno conhecermos alguns personagens importantespara o estudo e desenvolvimento sobre o temaempreendedorismo. 38
    •  Empreendedorismo: termo desconhecido na idade média. 1725: Richard Cantillon , investidor irlandês, denomina de entrepreneurship o individuo inovador, ou seja, aquela pessoa que assume riscos. 1800: o termo empreendedor – entrepreneur - foi cunhado e muito usado pelo economista francês Jean-Baptiste Say. Este considerava o desenvolvimento econômico como consequência da criação de novos empreendimentos. 39
    • O tema EMPREENDEDORISMO ganhou fama mundial após as pesquisas coordenadaspelo GEM – Global Entrepreneurship Monitor, em 1999. GEM: É pioneiro em pesquisa mundial sobre empreendedorismo. Pesquisa realizada em 2011 pelo GEM constatou que o Brasil possui a mais alta taxa de empreendedorismo entre o grupo das 20 maiores economias do mundo : G-20. Empreendedores formais ou informais: 68% abriram negócio por terem vislumbrado uma oportunidade de negócio, enquanto 32% abriram negócio por necessidade.> É executado no Brasil através do Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade –IBQP, desde 2000. 40
    • Assim disse SCHUMPETER, referindo-se ao personagem empreendedor:“O empreendedor é o responsável pelo processo de destruição criativa, sendo o impulsofundamental que aciona e mantém em marcha o motor capitalista, constantementecriando novos produtos, novos métodos de produção, novos mercados e,implacavelmente, sobrepondo-se aos antigos métodos eficientes e mais caro.”SCHUMPETER, J. “Managers and entrepreneurs: a useffill disction.” Administrative science quaterly. V. 42,p. 429-51, 1959. “Teoria do Desenvolvimento economico.” Joseph Alois Schumpeter (1883-1950). 41
    • Continuando, SCHUMPETER descreve cinco fatores que modificam o ambienteeconômico:1 – Criação de novo negócio;2 – Introdução de novo método de produção;3 – Introdução de novo bem (produto ou serviço);4 – Abertura de novos mercados;5 – Descoberta de novas fontes de matéria prima. 42
    • “Em tempos de mudanças drásticas , os aprendizes é que herdarão o futuro.Os instruídos estão equipados para viver em um mundo que não existe mais.” Eric Hoffer 43
    • • Considerado como o pai da gestão, transformando-a em disciplinaacadêmica;• Dividiu as atividades dos gestores nas seguintes tarefas: definir objetivos,organizar, comunicar, controlar, formar , bem como motivar pessoas;• Cunhou as seguintes ideias: privatização, cliente em primeiro lugar, o papeldo líder da descentralização, da era do conhecimento, e da gestão porobjetivos. 44
    • Para Peter Drucker,“empreendedorismo é um comportamento e não um traço de personalidade esuas bases são o conceito e a teoria, e não a intuição.”No pensamento de Peter Drucker, o empreendedorismo é um comportamento;não uma característica da personalidade do indivíduo. Tem como elementosbásico o conceito e a teoria, mas não a intuição. 45
    • Inovar“Inovação é o ato de atribuir novas capacidades e recursos (pessoas e processos)existentes na empresa para gerar riquezas.” Peter Drucker 46
    • EXEMPLO DE INVENÇÃO“Criatividade, frequentemente, consiste em girar em torno do que já existe. Você sabia que sapatos em formato diferente para os pés direito e esquerdo só foram inventados no fim do século XIX?” Bernice Fritz-Gibbon 47
    • Todavia, > “Para os medíocres, nada ameaça mais do que uma nova ideia.” Napoleão Bonaparte 48
    • REFLITA E RESPONDA1 – Discorra sobre a diferença entre om planejamento tático, de longo prazo, estratégico eadministração estratégica.2 – Discorra sobre a diferença entre objetivo, estratégia e meta.3 – Discorra sobre visão, missão e valores. 49
    • Obrigado a todos (as) e bons negócios! Prof. Jorge RobertoContato:Site: www.jorobertocursoslivres.com.brwww.joroberto.blogspot.com.brE-mail: joroberto2010@gmail.com 50