• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Interação entre PCP e Previsão de Demanda
 

Interação entre PCP e Previsão de Demanda

on

  • 8,945 views

Monograph presentation

Monograph presentation

Statistics

Views

Total Views
8,945
Views on SlideShare
8,932
Embed Views
13

Actions

Likes
0
Downloads
81
Comments
0

2 Embeds 13

http://www.linkedin.com 8
http://www.slideshare.net 5

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Interação entre PCP e Previsão de Demanda Interação entre PCP e Previsão de Demanda Presentation Transcript

    • CENTRO PAULA SOUZA
      FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TAQUARITINGA
      CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO
      INTERAÇÃO ENTRE O PCP E A PREVISÃO DE DEMANDA NO PROCESSO DE PRODUÇÃO POR PROJETO
      Discente: Jordana Valdastri Volante
      Orientador: Profº Dr. Carlos Roberto Regattieri
      Taquaritinga, SP
      2009
    • OBJETIVO
      O objetivo do trabalho consistiu em conhecer a influência da gestão da demanda no processo de planejamento e controle da produção em uma empresa de bens de capital de grande porte com seu processo de produção por projeto.
      2
    • METODOLOGIA
      Para o alcance do objetivo, inicialmente foi realizada uma pesquisa bibliográfica seguida por um estudo de caso em uma empresa de grande porte no ramo de bens de capital com seu processo de fabricação por projeto.
      3
    • ESTRUTURA DO TRABALHO
      No capítulo 1 foi feito um levantamento bibliográfico sobre o que é e como se estrutura o Planejamento e Controle da Produção e seus sistemas de apoio.
      No capítulo 2 foi feito o levantamento bibliográfico sobre Previsão de Demanda e os métodos utilizados para executá-la.
      O capítulo 3 apresenta um Estudo de Caso elaborado através de pesquisa e observações diárias em uma empresa do ramo de bens de capital com seu processo produtivo por projeto.
      4
    • PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO
      Planejamento e Controle da Produção (PCP) é a área da administração da produção com o objetivo de planejar e controlar os recursos e os processos produtivos com a finalidade de que produtos específicos sejam produzidos por métodos específicos para atender a um programa de vendas pré-estabelecido.
      (MARTINS E LAUGENI, 2007)
      5
    • GESTÃO DA DEMANDA
      Gestão da demanda é administrar a carteira de pedidos e a previsão de vendas, englobando um conjunto de processos que farão a interface entre a empresa e o mercado consumidor.
      (SLACK et al., 2007)
      6
    • ESTUDO DE CASO
      A empresa estudada trata-se de uma indústria metal-mecânica, fabricante de bens de capital sob encomenda, localizada na cidade de Araraquara, interior do estado de São Paulo.
      O parque industrial possui 145.000 m² de área construída e conta com um quadro de aproximadamente 2.500 colaboradores.
      Atende aos mercados de geração de energia, equipamentos de processo, metro-ferroviário, movimentação de materiais e serviços.
      7
    • A EMPRESA
      Estrutura do processo de produção:
      8
      Ilustração 1: As fases do desenvolvimento de projetos na empresa e áreas envolvidas.
      Fonte:Campanini, 2008
    • GESTÃO DA DEMANDA
      As oportunidades de negócio aparecem através de editais de licitações públicas e acompanhamento dos investimentos em empresas privadas.
      As previsões são baseadas em médias apresentadas no histórico de fornecimento para cada grupo de produto e de acordo com as previsões de investimento divulgadas pelo governo a cada ano.
      Os pedidos em carteira também devem ser considerados na previsão da demanda.
      9
    • DESENVOLVIMENTO DE NEGÓCIOS
      10
      Área comercial: recebe do cliente as especificações do equipamento desejado.
      Engenharia de Produto: pré-projeto para determinação e análise dos requisitos solicitados pelo cliente.
      Área de Orçamentos: custos do projeto.
      Área de Planejamento e Controle da Produção: verifica a capacidade na fábrica e qual o prazo necessário para execução e entrega.
      Coordenação de Contratos: responsável pelo acompanhamento da execução do contrato.
    • ENGENHARIA
      A área de Engenharia do Produto é responsável pela formatação dos dados, pois neste estágio da fabricação do equipamento serão analisadas as especificações técnicas e a aplicação do produto.
      A Engenharia Industrial será responsável pelo seqüenciamento das atividades e dos tempos previstos para execução de cada operação e pela preparação das máquinas, auxiliando o PCP na análise e execução das atividades.
      11
    • SUPRIMENTOS
      A função da área de Suprimentos é desenvolver, avaliar e qualificar os fornecedores para todos os materiais comprados e processados no sistema de produção.
      É responsável pela aquisição dos materiais no mercado de acordo com as solicitações das áreas envolvidas, informando características, aplicação, quantidade e prazo.
      12
    • FABRICAÇÃO
      Apesar da diversidade dos produtos, a grande maioria dos equipamentos fabricados passa pelos mesmos processos:
      Corte e Dobra;
      Caldeiraria (soldagem);
      Usinagem;
      Pintura e montagem.
      13
    • INTERAÇÃO ENTRE A DEMANDA E O PCP
      14
      Ilustração 2: Gráfico representativo da capacidade de fábrica.
      Fonte: Elaborado pelo autor.
    • CONCLUSÃO
      Em empresas por projeto, a relação harmoniosa entre a demanda e o Planejamento e Controle da Produção é de fundamental importância do ponto de vista estratégico e na gestão de produção frente à pluralidade de seu mix de produtos e a incerteza de sua demanda.
      A gestão harmoniosa entre demanda e controle do processo produtivo como parte da vantagem competitiva pode auxiliar as empresas a alcançarem a flexibilidade exigida pelo mercado atual e adaptáveis à dinâmica do mercado consumidor futuro.
      15