RCAAP (full): OA week 2011

458 views
356 views

Published on

RCAAP - Repositório Científico de Acesso Aberto: Uma ferramenta ao serviço da Ciência Portuguesa

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
458
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Este PPT exibe as institiuçõesmembroRCAAP:19 Universidades 7 Politécnicos 3 Laboratórios 4 Hospitais
  • Mas afinal oqueatingimosnospróximostrêsanos? Ondeestamos?
  • IR is the main service and is delivered in an innovative way.This means that a IR can be up and running in a two months period.
  • O memorandocobretrêspontos:2 serviçoselectrónicos ( IC)1 conferência annual conjuntaO primeiro …O segundopretende agregar num só local a lista e principais características dos repositórios e das revistas em ambos os paísesO ponto 3 dispensamaisinformações, emseguidaireiabordarosdoisprimeiros
  • Desenvolvidoemparceria com FCT/UNL, é projectoBlimunda:- SHERPA-ROMEO contémpolíticas auto-depósitoem RI relativas a revistas e editorescientíficos- ProjectoBlimundaconsisitiuemfazerlevantamentoparaeditoresportuguesesTradução de siteTradução de políticas- Se conhecemalgum editor de revistaportuguesaquedesejaregistar a suapolíticaentãocontactem-nos.Agroforum Escola Superior AgráriaConvergências OK Escola Superior de Artes AplicadasEducareEducere Escola Superior de EducaçãoGestin Escola Superior de Gestão
  • Sabemosque a adopção do movimento Open Access requer um mudança de mentalidade e paratalapostamosfortementeemactividades de diseminação, comunicação e formação. Nessesentidoproduzidosmateriais Material tradicional de merchandizingFerramentas Web 2.0 Plano de comunicaçãopara as instituiçõesPorta-chavesTapete de RatoEsferográficasPen’s USBCartazDesdobrávelBanners para website Ciência HojeFlyer A4
  • Gostaria de aproveitarparavosmostaralgumasnovidadescomeçando das menosrecentespara as maisrecentes.
  • Barra FCCNMenu institucionalMenu de acçõesZona de destaques, notícias e eventosLigaçãoàsferramentas de web 2.0Sobre o RCAAP (identidade)Pesquisardocumentos (Ferramentas de pesquisa)Auto-arquivardocumentos (Direitos de autor, Vantagens do auto-arquivo)Criar um repositórioGerir um repositório (?, ferramentas)Recursos de apoio (tutoriais, formação, documentos de apoio, FAQ’s)
  • 4 – Auto-arquivo5 – Osdireitos de autor
  • Os repositórios estão preparados para cumprirem a obrigação imposta pela CE de depositarem, dependendo da área, a produção científica em regime de acesso abertoSessão de esclarecimento no dia 24 de Outubro, às 11:00.
  • Expandimos a nossa actividade para a área dos repositórios científicos passando a cobrir, não apenas a produção científica em si, mas também os dados que lhes deram origem.O repositório de dados científicos conta com a participação de 3 instituições e está disponível em dados.rcaap.pt
  • O Serviço mais recente do RCAAP é o SARC – Serviço de Alojamento de Revistas Científicas.Este serviço permite, não apenas a disponibilização das revistas em acesso aberto, como cobre o ciclo de vida editorial.Neste momento estão em preparação as primeiras 10 revistas seleccionadas da primeira CALL à qual se candidataram 45 revistas.
  • A última novidade é uma ferramenta de análise de indicadores de utilização do RCAAP.Esta ferramenta destina-se não apenas a Dirigentes e Gestores a nível nacional ou local como pode ainda ser usada pelos investigadores.
  • Mas afinal oqueatingimosnospróximostrêsanos? Ondeestamos?
  • A dinâmica e massa crítica do RCAAP pode ser vista à luz de vários indicadoresQuer em termos do número de documentos agregados pelo portalReparem que o número, em quase três anos, subiu de 13000 para 70000
  • Documentos depositados nos repositórios alojados pelo RCAAPDe notar que nos primeiros 9 meses do ano o número de depósitos era quase idêntico ao total de documentos depositados no ano passado.
  • Quer através do número de consultas e downloads
  • Numa altura em que em que se diz que o nosso único remédio parece ser as exportações é interessante observar que 2/3 da ciência que produzidos é consumida por países externos
  • Por fim, a evolução do RCAAP regista um crescimento assinalável das políticas e mandados. Na era pré-RCAAP foram registadas 3 políticas ou mandados. Na era RCAAP foram registadas 7.
  • Dependendo das restrições financeiras é nossa intenção:
  • Serviços montados, equipas de gestão mobilizadasDisseminação e consciencializar a comunidade, em particular a de autores, para os benefícios do Open Access, repositórios institucionais e projecto RCAAP;Fomentar e apoiar a definição e implementação de mandatos de Open Access nas instituições de Ensino e Investigação;Fomentar e apoiar a definição e implementação de mandatos de Open Access nas agências financiadoras da ciência (públicas e privadas), incluindo a possibilidade de financiar publicações em regime de GoldOpen Access;Internacionalização – integrar Portugal no leque de países com iniciativas reconhecidas neste domínio.
  • Congratular a equipa da UniversidadeAbertapeloexcelentetrabalhodesenvolvidoemprol do OA
  • RCAAP (full): OA week 2011

    1. 1. RCAAP: Uma ferramenta ao serviço da ciência Semana do Open Access Centro Hospitalar de Lisboa Central Outubro de 2011 João Mendes Moreira Gestor projecto RCAAP jmm@fccn.pt
    2. 2. 1. Enquadramento2. Serviços3. Novidades4. Indicadores5. Trabalho futuro6. Desafios
    3. 3. Projecto RCAAP • Aumentar a visibilidade e difusão dos resultados de investigação Objectivos • Facilitar o acesso à informação sobre a produção científica nacional • Integrar Portugal num conjunto de iniciativas internacionais • UMIC (Política/Financiamento)Governance • FCCN (Coordenação geral e infra-estruturas) • UM (Coordenação científica e técnica) • Serviços electrónicos (Portal, Directório, Repositórios Institucionais, Repositórios de Dados e Revistas) • Comunicação, disseminação e formaçãoActividades • Apoio e suporte • Advocacy e Networking
    4. 4. Instituições membro ESSE Frassineti UAçoresUTAD UAveiro IPLisboa e UFPessoa: em processo de agregação
    5. 5. ACTIVIDADES
    6. 6. SARI – Serviço de Alojamento de Repositório Institucional Características Responsabilidades Direitos da Principais da equipa Instituição• Ensino e • Housing (Datacenter) • 1 TB Investigação • Gestão Infraestruturas • Preserva• Gratuíto • Gestão de Software Identidade• Regulado • Formação • Indexação contrato • Helpdesk e suporte • Portal RCAAP• Baseado modelo SaaS27-10-2011 7 RCAAP
    7. 7. Portal IR 1 SARI IR 2 Oai-pmh 2 SARI N IR N Oai-pmh SARI – Repositórios alojados pelo RCAAP IR – Repositórios alojados pela Instituição RCAAP
    8. 8. Directório Luso Brasileiro
    9. 9. Políticas Auto-arquivo em RI Blimunda Actividades 1. Compilar políticas de auto-arquivo (das editoras e revistas científicas nacionais) 2. SHERPA/ROMEO 3. Traduzir SHERPA/ROMEO MoU FCCN / SHERPA-ROMEOhttp://sites.google.com/site/projectoblimunda/http://www.sherpa.ac.uk/romeo/index.php?la=pt&id=&fIDnum=|&mode=simple&type=&search=&prule=&jrule= 27-10-2011 RCAAP 12
    10. 10. Serviços - Disseminação Blog http://blog.rcaap.pt Twitter www.twitter.com/rcaap Facebook www.facebook.com/rcaap27-10-2011 RCAAP 13
    11. 11. Documentos relevantes● State of the Art Report on Open Access in Portugal (Dec 2009)● Kit de Políticas Open Access● Os Repositórios de dados Científicos: Estado da Arte19-Out-10 RCAAP 14
    12. 12. NOVIDADES
    13. 13. 27-10-2011 16 RCAAP - Repositório Cientifico de Acesso
    14. 14. 27-10-2011 RCAAP - Repositório Cientifico de 17 Acesso Aberto de Portugal
    15. 15. OpenAIRE e o cumprimento do Projeto-piloto Open Access do 7º Programa Quadro e Orientações do Conselho Europeu de InvestigaçãoArtigo final do autorREPOSITÓRIO Repositórios compliant agregados (pelo menos uma vez por semana) 27-10-2011 RCAAP - Repositório Cientifico de 18 Acesso Aberto de Portugal
    16. 16. Depósitos Downloads TipoDocumento CHLC Top10 Autores CHLC
    17. 17. INDICADORES
    18. 18. Evolução Repositórios 35 30 25 20 15 10 5 0 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011RI (locais) 1 1 1 4 10 13 12 11 12SARIs 5 14 20 21Total Agregados 18 26 31 33
    19. 19. Evolução documentos no Portal RCAAPFonte: Portal RCAAPData: 29 Setembro 2011
    20. 20. Evolução documentos SARIs (data depósito) Data Todos 2008 538 2009 2495 2010 9989 2011 8840 Fonte: SCEUR Data: 29 Setembro 2011
    21. 21. Evolução consultas e downloads docs SARIS Data Todos 2009 578797 2010 3134253 2011 4422572 Fonte: SCEUR Data: 29 Setembro 2011
    22. 22. Evolução consultas e downloads paísesPaís Valor PT 2989935 (36.75%) US 2333563 (28.68%) BR 1186056 (14.58%) -- 459027 (5.64%) RU 196419 (2.41%) GB 119425 (1.47%) DE 88799 (1.09%) CN 60838 (0.75%) CZ 60743 (0.75%) UA 58328 (0.72%) Fonte: SCEUR Data: 29 Setembro 2011
    23. 23. Políticas e mandados OA em Portugal Instituição Ano Universidade do Minho 2005 ISCTE 2007 Universidade do Porto 2008 Universidade Aberta 2010 Instituto Politécnico de Bragança 2010 Universidade de Coimbra 2010 Universidade de Lisboa 2010 Hospitais Universitários de Coimbra 2011 Instituto Politécnico de Leiria 2011 Universidade de Trás os
    24. 24. TRABALHO FUTURO27-10-2011 RCAAP 29
    25. 25. Trabalho futuro• Serviço de alojamento de revistas científicas portuguesas• Repositórios de Dados Científicos• Serviço de preservação digital• Estudos – Avaliação do impacto do RCAAP – Ferramentas/Serviços para a comunidade (investigador, gestor, dirigente) – Base de dados de autoridade de autores27-10-2011 RCAAP 30
    26. 26. DESAFIOS27-10-2011 RCAAP 31
    27. 27. Desafios• Disseminação e consciencialização da comunidade, em particular a de autores• Mandados nas instituições de Ensino e Investigação• Mandados nas agências financiadoras da ciência (públicas e privadas)• Prosseguir esforços de internacionalização27-10-2011 RCAAP 32
    28. 28. OBRIGADO http://www.acessolivre.pt/20-Out-10 RCAAP 33

    ×