Adaptação na educação infantil
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Adaptação na educação infantil

  • 11,549 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
11,549
On Slideshare
11,502
From Embeds
47
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
97
Comments
0
Likes
0

Embeds 47

http://profissaobrilhante.blogspot.com.br 26
http://www.profissaobrilhante.blogspot.com.br 20
http://profissaobrilhante.blogspot.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Adaptação naEducação Infantil
  • 2. A decisão dematricular o filho na Educação Infantil é movida por diferentes razões. Alguns precisamapenas de um lugar para deixá-lo, enquanto outrosentendem que esse é o ambiente mais apropriado para os pequenos.
  • 3. Nos dois casos, osprimeiros dias nacreche costumamnão ser fáceis. As mães (ou responsáveis) choramdiscretamente, sesentindo culpadaspela separação, ea criançada abre oberreiro ao ver os adultos saírem pela porta.
  • 4. Evitar cenas assim é possível quando os profissionaisescolares programam uma boa adaptaçãopara todos. Como, na maioria das vezes, essa é a primeira vivência de meninos e meninasnum espaço coletivo fora de casa, devemos fazer dessa experiência a grande e boa referência para as próximas relações.
  • 5. O ingresso naescola infantil é um marco na vida da criança, pois exige dela uma adaptação a um novo contexto.
  • 6. A criança redimensiona seus padrões de relação, seuscomportamentos, suas concepçõesde mundo, após a sua entrada na escola.
  • 7. Para a família, esse início de escolarização tambémrepresenta uma grandemudança, sendoum desafio quepais e mães têm de enfrentar.
  • 8. É um momento delicado e importante, jáque a família se sente ambivalente tanto para estimular a autonomia dacriança, quantopara confiar na Instituição.
  • 9. Aequipe e afamília
  • 10. A equipe de professores e demaisfuncionários dainstituição, tam bém mereceuma adaptação.
  • 11. "A rotina da instituição se alteracompletamente com a chegada de cada novo integrante, seja no início doano, seja agora".
  • 12. Nesse caso, a coordenadora deveorientar professores e demais funcionários sobre como se comportar: por exemplo, explicar ás cozinheiras que, se a criança rejeitar a comida, não é umproblema do trabalho dele.
  • 13. A adaptação é um período de aprendizagem.Família, escola e crianças descobrem sobre convívio, segurança, ritmos e exploração de novos caminhos.
  • 14. Todos os esforços e a atenção depais e professores durante esse período têm um objetivo em comum: querer que os alunos sentem-se seguros e felizes no ambiente escolar.
  • 15. EDUCAÇÃO INFANTIL - Crianças de 01 ano a 05 anosCOMO SÃO ESSAS CRIANÇAS?
  • 16. Queremdescobrir, conhecer, investigar o mundo que as rodeia; Tem os sentidosaguçados: tocam tudo o que vêem;
  • 17. Sentem, cheiram, são atentas aos ruídos, sons ritmados, movimentos, percebem e identificam as cores e as formas; Habilidosas para colherinformações, para buscar soluçõessimples e às vezes fantásticas para os problemas;
  • 18. Tem grande capacidade de preservar histórias na memória...Querem saber os por quês de tudo! Por que será?
  • 19. A imaginação e a fantasia ocupam grande parte de suas brincadeiras! Nos jogos dramáticos, exercitam ocomportamento de imitar ações, revelandoa sua criatividade e assim vão entendendo como as coisas são na realidade...
  • 20. APRENDE-SEMUITO BRINCANDO
  • 21. As brincadeiras são muito mais do que momentos dediversão descompromissados.Com o estímulo certo, ajudama criança a entender melhor o mundo.
  • 22. Entendemos que a recreação tem papel fundamental nodesenvolvimento infantil.
  • 23. Uma criança que se distrai empurrando umacaixa, acaba descobrindo a força de seu corpo eaprende noções de causa e efeito.
  • 24. Quando brinca, mesmo sozinha, ela ordena opensamento, estimula a criatividade e aperfeiçoa acapacidade de resolver problemas.
  • 25. As atividades lúdicas tambémajudam a criar e aconsolidar a auto- estima.
  • 26. CADA ATIVIDADE PROPORCIONA UMTIPO DE APRENDIZADO
  • 27. As histórias de faz-de- conta representam experiências da vidareal e acabam trazendo à tona os desejos, as preocupações e os medos infantis.
  • 28. Os jogos desenvolvem alinguagem e as habilidades sociais, pois levam as crianças a negociar com oscolegas as regras e a divisão de papéis.
  • 29. Em relação à formação de atitudes, desdecedo é possível ensinarregras de conduta que os acompanharão por toda a vida.
  • 30. Dar o exemplo, nesse caso, é tão importantequanto falar. As crianças adquirem atitudesadequadas imitando os adultos que tem como referência.
  • 31. A educação deve incluir não só o que se diz, mas sobretudo o que se faz.
  • 32. Formatação: Joize HirschTexto: Maria CândidoImagem: internet