Your SlideShare is downloading. ×
Diversidade nas plantas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Diversidade nas plantas

2,289
views

Published on


0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,289
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
61
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. DIVERSIDADE NAS PLANTAS Apesar de existirem milhares de espécies diferentes de plantas, podemos agrupá-las em dois grandes grupos: as plantas com flor e as plantas sem flor. PLANTAS COM FLOR As plantas com flor são constituídas por raiz, caule e folhas, apresentando em certas épocas do ano as flores e depois os frutos. Raiz – Órgão geralmente subterrâneo. Caule – Órgão geralmente aéreo e ramificado. Folha – Órgão geralmente de cor verde e formas muito variadas. Flor – Órgão de cores e formas muito variadas. Fruto – Órgão seco ou carnudo que possui sementes que permitem a reprodução da planta.
  • 2. RAIZ FUNÇÕES DA RAIZ A raiz é o órgão da planta que tem como funções: Fixar a planta no meio onde vive. Absorver do solo a água com sais minerais dissolvidos (seiva bruta). Acumular substâncias de reserva (cenoura, nabo…). CONSTITUIÇÃO DA RAIZ Colo – Zona que liga a raiz ao caule. Zona de ramificação – Zona onde se situam as raízes secundárias. Zona pilosa – Região onde se encontram uns pêlos muito finos – pêlos absorventes – que absorvem a seiva bruta. Zona de crescimento – Local por onde se dá o crescimento da raiz. Coifa – Zona terminal da raiz que protege e facilita a sua penetração no solo. TIPOS DE RAIZES As raízes podem variar quanto à localização e forma. LOCALIZAÇÃO 1 – Subterrânea – Aquelas que se localizam no solo. salsa
  • 3. 2- Aquática – As que se localizam em água. lentilha d’água hera 3- Aéreas – As que se encontram suspensas. FORMA As raízes podem ser classificadas de acordo com a sua forma. A – Raiz aprumada – Tem uma raiz principal mais desenvolvida e dela saem raízes mais finas (secundárias). (Ex. goiveiro – papoila – feijoeiro…) B – Raiz fasciculada – Não se distingue a raiz principal, todas as raízes têm igual desenvolvimento, formam uma espécie de feixe. (Ex. milho – trigo – alho…) C – Raiz aprumada tuberculosa – Tem uma raiz principal carnuda porque armazenam grande quantidade de substâncias de reserva. (Ex. cenoura – nabo…) D – Raiz fasciculada tuberculosa – Tem um feixe de raízes carnudas que guardam substâncias de reserva. (Ex. dália - batata doce…)
  • 4. CAULE O caule é a parte da planta que faz a ligação da raiz com as folhas e tem como principais funções:  Suportar a parte aérea da planta (folhas, flores, frutos).  Transportar a água com os sais minerais dissolvidos desde da raiz até às folhas.  Armazenar substâncias de reserva. 1 – Caules Subterrâneos Há vários tipos de caules 2 – Caules Aéreos 3 – Caules Aquáticos 1 – CAULES SUBTERRÂNEOS RIZOMA – Caule alongado que cresce na posição horizontal, com escamas e com raízes laterais. Ex. lírio e violeta ... Lírio BOLBO – Caule curto, de forma mais ou menos arredondada e protegido por escamas carnudas. Ex. cebola... Cebola TUBÉRCULO – Caule arredondado, com substâncias de reserva, sem escamas e sem raízes. Ex. batata... Batata
  • 5. 2 – CAULES AÉREOS ESPIQUE – Caule cilíndrico e sem ramificações. Só apresenta um feixe de folhas na parte superior. Ex. palmeira... Palmeira TRONCO – Caule geralmente mais grosso em baixo e ramificado a partir de certa altura. Ex. oliveira, castanheiro, oliveira... Sobreiro COLMO – Caule cilíndrico, oco ou com medula e com nós salientes. Ex. cana, milho... Cana 3 – CAULES AQUÁTICOS Ex. Agrião, nenúfar Agrião
  • 6. CONSTITUIÇÃO DE UM CAULE AÉREO Os caules aéreos são geralmente constituídos por:  Nós – Saliências de onde partem os ramos ou as folhas.  Entrenós – Espaços entre os nós.  Gemas ou gomos – Originam novas folhas ou flores. FOLHAS As folhas desenvolvem-se a partir dos gomos do caule. Tem, normalmente cor verde devido à presença de uma substância chamada clorofila. FUNÇÕES DAS FOLHAS As folhas desempenham diversas funções:  Produção de alimentos – É nelas que se transforma a seiva bruta em seiva elaborada que depois lhe vai servir de alimento.  Trocas gasosas – É através delas que se realiza a troca do oxigénio pelo dióxido de carbono.  Transpiração – É por elas que as plantas libertam a água.  Reserva e Proteção – Acumulam alimentos e protegem.
  • 7. TIPOS DE FOLHAS Tal como nas raízes e nos caules existem folhas: 1. Subterrâneas – Cebolas 2. Aquáticas – Nenúfar, sagitária... 3. Aéreas – Urze, videira... NOTA Na maioria das árvores, quando chega o Outono as suas folhas caem, são árvores de folhas caducas. Ex. pereira, choupo... Existem outras onde as suas folhas permanecem durante todo o ano são árvores de folha persistente. Ex. oliveira, pinheiro, sobreiro... CONSTITUIÇÃO DA FOLHA 1 – COMPLETA – Constituída por todas as partes. Bainha – Parte que envolve o caule. Pecíolo – Parte que liga o limbo ao caule. É o “pé da folha”. Limbo – Parte espalmada e laminar. Tem a página superior (virada para cima) e a página inferior (virada para baixo). Nervuras – Canais por onde circula a seiva. Margem – É a linha que limita o limbo. 2 – INCOMPLETA – Sempre que falta alguma das partes
  • 8. AS FOLHAS PODEM AGRUPAR-SE TENDO EM ATENÇÃO:  A divisão  O recorte  A nervação
  • 9.  A forma FLOR As flores são a parte mais vistosa e bonita da planta e podem apresentar as mais variadas formas, tamanhos cores e perfumes. COMPLETAS – São constituídas por HÁ FLORES pedúnculo, recetáculo, cálice, corola, androceu e gineceu. INCOMPLETAS – São flores que lhe faltam uma ou mais peças CONSTITUIÇÃO DA FLOR A flor é constituída por várias partes que desempenham funções de:  SUPORTE  PROTEÇÃO  REPRODUÇÃO
  • 10. 1 - ORGÃOS DE SUPORTE - Suportam o peso da flor. 2 – ORGÃOS DE PROTEÇÃO – Protegem os órgãos de reprodução. 3 – ORGÃOS REPRODUÇÃO – Permitem a continuação da espécie. 1 – ORGÃOS DE SUPORTE –  Pedúnculo – Pé que sustenta a flor.  Recetáculo – Alargamento do pedúnculo. 2 – ORGÃOS DE PROTEÇÃO –  Pétalas – Peças florais de cores variadas – O seu conjunto forma a Corola.  Sépalas – Peças florais, geralmente de cor verde – O seu conjunto forma o Cálice. 3 – ORGÃOS REPRODUÇÃO CARPELO – Órgão feminino da flor. O seu conjunto forma o Gineceu  Estigma – Parte terminal que recebe o pólen  Estilete – Tubo que liga o estigma ao ovário.  Ovário – Local onde se produzem os óvulos. ESTAMES - Órgão masculino da flor. O seu conjunto forma o Androceu  Filete – Haste fina que suporta a antera.  Antera – Parte dilatada onde se forma o pólen.
  • 11. PLANTAS SEM FLOR Existem plantas que nunca dão flor ao longo da sua vida, são elas: 1 – FETOS 2 – MUSGOS 3 - ALGAS São plantas que se encontram em sítios húmidos e sombrios. Resistem ao calor do Verão. São constituídos por: 1-rizóides, 2-caulóides, 3-filóides. São plantas que se encontram em locais húmidos e sombrios. São constituídos por raiz, caule e folhas. musgo Rizóides - São órgãos semelhantes às raízes. Caulóides – Semelhantes aos caules e onde estão agarradas pequenas folhas. Filóides – Semelhantes às feto folhas. NOTA – O caule do feto é subterrâneo (rizoma).
  • 12. 3 - ALGAS São plantas aquáticas, que tanto se encontram em locais de água doce ou salgada. São plantas simples, sem raiz caule e folhas. Têm uma única estrutura que é o talo. algas PLANTAS E O MEIO As plantas, tal como os animais, desenvolverem, de certas condições. necessitam, para se São elas 1 – Temperatura 2 – Luz 3 – Humidade Assim temos: 1 – Quanto à TEMPERATURA A – Plantas de folha caduca - São plantas que perdem a folha durante as estações frias. Ex. Macieira, pereira... B – Plantas de folha persistente – São plantas que conservam sempre o seu aspecto durante todo o ano. Ex. Sobreiro, pinheiro... 2 – Quanto à LUZ
  • 13. C - Plantas Esquiófilas – D - Plantas Heliófilas – São plantas que vivem em locais de fraca iluminação. Ex. Musgos, fetos, cavalinha... São plantas que se encontram em locais bem iluminados. Ex. Girassol, milho... NOTA – A luz pode provocar movimentos de certos órgãos das plantas – FOTOTROPISMO. Pode ser NEGATIVO – movimento se contrário da luz. Se faz POSITIVO – Se o movimento é a favor da luz. 3 – Quanto à HUMIDADE E - Plantas hidrófitas ou aquáticas São plantas que vivem na água, estão sempre a precisar dela. Golfão branco o ao
  • 14. F - Plantas higrófitas – São plantas que necessitam de viver em locais húmidos. Possuem raízes pequenas e grandes limbos. G Feto - Plantas mesófitas–São plantas que precisam moderadamente de água. Pereira H - Plantas xerófitas – São plantas que vivem em locais secos. Têm raízes largas, caules carnudos e folhas protegidas por pêlos. Cacto