Your SlideShare is downloading. ×
0
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Ajuda Publica ao Desenvolvimento

7,833

Published on

Published in: Education
1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
7,833
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
199
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Ajuda ao Desenvolvimento Docente: Nelson fontes Discente: Joana Melo
  • 2. “O subdesenvolvimento não é, como muitos pensam equivocadamente, insuficiência ou ausênciade desenvolvimento. O subdesenvolvimento é um produto ou um subproduto dodesenvolvimento, uma derivação inevitável da exploração económica colonial ou neocolonial, quecontinua se exercendo sobre diversas regiões do planeta.” Josué de Castro
  • 3. Ajuda ao Desenvolvimento Organização das Nações Unidas criaram o PNUD1945 (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). Objectivos: Melhorar o nível de vida das populações, aumentando o acesso á educação, à saúde e a uma melhor alimentação; Apoiar as populações afectadas por catástrofes naturais ou desastres causados pela acção do homem, como a desertificação; Reduzir a pobreza, aumentando o rendimento das populações mais pobres; Compensar as elevadas dividas externas
  • 4. Educação, saúde, população e saúde reprodutiva Outras infra-estruturas sociais Infra-estruturas sociais Apoio á produção Multi-sectorial Programa de assistência Perdão da divida externa Ajuda Humanitária Distribuição da APD por Despesas AdministrativasSectores de Actividade em 2007 Não especificada
  • 5. A Distribuição da AjudaDécadas de 60 e 70 A ajuda dirigia-se essencialmente para os países Asiáticos e o continente Africano só recebia “migalhas, em virtude da estratégia comercial dos países desenvolvidos.Actualmente: O continente africano recebe um terço do total da ajuda concedida a nível mundial, dado que, este continente apresenta os maiores valores de carência social, económica e política.
  • 6. Tipos de Ajuda ao Desenvolvimento 1970 Foi aprovado pela Assembleia-Geral da ONU, que os países ricos deveriam dar 0,7% do seu PIB para o Desenvolvimento Mundial.2000 A Declaração do Milénio adoptada por todos os países pertencentes á ONU, veio dar um enorme impulso ás questões de desenvolvimento. Foram aprovados os denominados Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, a serem atingidos num prazo de 25.
  • 7. Tipos de Ajuda ao Desenvolvimento (Cont…) O Comité de Ajuda ao Desenvolvimento veio distinguir dois tipos de ajuda: Ajuda Pública ao Ajuda Privada ao Desenvolvimento Desenvolvimento (PVD)
  • 8. Ajuda Pública ao DesenvolvimentoObjectivos da Ajuda Pública ao Desenvolvimento: Bem-estar social; Promoção da Solidariedade; Consolidação da Democracia. Procura da Paz/ Respeito pelos Direitos do Homem;
  • 9. Ajuda Pública ao DesenvolvimentoA Ajuda Pública ao Desenvolvimento Provêm: Comissão Europeia; Organizações internacionais ( FMI, BM); 22 países doadores membros do CAD e outros países;
  • 10. Ajuda Pública ao DesenvolvimentoFormas de Ajuda Pública ao desenvolvimento: Transferência de verbas; Programas ou projectos; Operação de alivio da divida; Fornecimento de bens e serviços.
  • 11. Ajuda Pública ao Desenvolvimento Canalização da Ajuda Pública ao Desenvolvimento Bilateral Multilateral
  • 12. Canalização Bilateral da Ajuda Pública ao DesenvolvimentoAjuda Bilateral Constituída pelas correntes de capitais públicos provenientes dos governos dos países desenvolvidos para os países em desenvolvimento. Pode tomar Forma de : Empréstimos Doações
  • 13. Canalização Bilateral da Ajuda Pública ao Desenvolvimento Canalização Bilateral: Empréstimos DoaçõesSão concedidos pelos Têm vindo a decrescerpróprios governos ou relativamente aosinstituições públicas. empréstimos. A ajuda bilateral constitui actualmente cerca de 75% do total mundial
  • 14. Canalização Multilateral da Ajuda Pública ao Desenvolvimento Quando é concedida a um Estado através Ajuda Multilateral de organismos internacionais tais como o Banco Mundial ou o FMI. Banco MundialConstitui o principal fornecedor de ajudapara com os países em desenvolvimento.Este possui um conjunto que organizaçõesespecíficas (BRID, AID…)
  • 15. Ajuda Pública ao Desenvolvimento Em Suma:É empregue mais capital com a APD Bilateral do que com a APD Multilateral.O continente que continua a carecer de mais ajuda continua a ser o continente Africano.
  • 16. Ajuda Privada ao DesenvolvimentoFontes de Financiamento da Ajuda Privada:  Financiamento de capitais em condições de mercado, tais como os créditos à exportação e empréstimos bancários;  Investimentos privados de empresas e bancos multinacionais;  Doações das ONG (Organizações Não governamentais).
  • 17. Ajuda Privada ao DesenvolvimentoInvestimentos Privados:São os investimentos directos que predominam, isto é, aqueles que sãoefectuados por grandes ETN’s dos países desenvolvidos, em função da suaestratégia comercial internacional.Não têm em conta as necessidades de desenvolvimento económico harmoniosodos países do Terceiro Mundo.
  • 18. Ajuda Privada ao DesenvolvimentoEmpréstimos Bancários:Estes têm vindo a revelar-se pouco favoráveis aos paísessubdesenvolvidos, dado que são concedidos a taxas de juros comerciaisdesvantajosas. Levando, assim : Ao agravamento da situação financeira e ao endividamento.
  • 19. Ajuda Privada ao DesenvolvimentoOrganizações Não Governamentais:Têm constituído uma das melhores formas de canalização daajuda devido a : Proximidade às populações locais São organizações independentes dos estados sem fins lucrativos
  • 20. Ajuda Privada ao DesenvolvimentoOrganizações Não Governamentais: As suas receitas advêm: Subvenções Participações Públicas Privadas
  • 21. Ajuda Privada ao Desenvolvimento Organizações Não Governamentais: As ONG assumem auxilio: Ajuda de emergência (alimentos, medicamentos, roupa); Assistência técnica através de cooperantes; Financiamento directo de projectos. Foram estas organizações que introduziram o conceito de “dever deassistência”, votado na ONU em 1988 e conhecido pelo termo “dever de ingerência”.
  • 22. Ajuda Privada ao Desenvolvimento Em Suma:Ajuda Privada ao Desenvolvimento tem vindo progressivamente aaumentar para os países em desenvolvimento ultrapassando a APDPodemos constatar que a ajuda por parte das ONG é sempredesinteressada, pois estas trabalham em prol de um desenvolvimentoGlobal.
  • 23. A Falência da Ajuda Ao longo das últimas décadas, a ajuda internacional tem-se saldado: Sucessos FracassosCertos casos os Redundaram num enormeobjectivos fixados fracasso, continuandoexcederam as milhares de pessoas a viverexpectativas. na pobreza e na privação.
  • 24. A Falência da AjudaSão vários os obstáculos que têm impedido a ajuda ao desenvolvimento de atingir os objectivos propostos, diminuindo assim a sua eficáciaObstáculos Externos Obstáculos Internos
  • 25. A Falência da Ajuda Responsabilidades dos países doadores: A ajuda tem sido insuficiente; A ajuda tem sido inconstante; A ajuda tem sido descoordenada; A ajuda não tem sido isenta.Os países doadores para inverterem esta situação terão de aumentar a quantidadeda ajuda, atribuindo-a de forma mais constante e previsível, bem como libertá-la doconjunto de condições que em geral impõem, como o caso da ajuda ligada.
  • 26. A Falência da Ajuda Responsabilidades dos países receptores: A ajuda tem sido mal aplicada pelos países receptores; A ajuda tem sido apropriada pelas elites do poder; A ajuda pode criar um clima de inércia; A ajuda tem provocado em alguns países a subida da inflação e taxas de câmbioOs países receptores para que consigam alcançar melhores índices dedesenvolvimento, terão de se comprometer a implementar um conjunto dereformas necessárias para assegurar a eficácia da ajuda.
  • 27. Em Conclusão : Ajuda ao Desenvolvimento é um investimento na segurança, nas suasdiversas dimensões e na prosperidade partilhada, como forma de evitar oualiviar a partilha da desgraça; A ajuda constitui um importante papel na transformação e nodesenvolvimento dos países do terceiro mundo; Para a comunidade global a ajuda representa um mecanismo para exprimir asolidariedade humana e para alargar as oportunidades.A Ajuda ao Desenvolvimento, tem cada vez mais vindo a concentrar esforçoscom o intuito de conseguir fazer com que os países do terceiro mundo alcancema integração na economia mundial O desenvolvimento dos países do terceiro mundo é de interesseinternacional, dado que estes países constituem grandes mercados potenciais.
  • 28. Obrigada pelaAtenção….. FIM

×