A gravidez na Adolescência X DNT X Ácido Fólico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

A gravidez na Adolescência X DNT X Ácido Fólico

on

  • 2,891 views

Conscientização de todas as pessoas, principalmente dos adolescentes, do uso de preservativos eda ingestão do ácido fólico em idade fértil para prevenir o DNT (Defeito do Tubo Neural).

Conscientização de todas as pessoas, principalmente dos adolescentes, do uso de preservativos eda ingestão do ácido fólico em idade fértil para prevenir o DNT (Defeito do Tubo Neural).

Statistics

Views

Total Views
2,891
Views on SlideShare
2,888
Embed Views
3

Actions

Likes
0
Downloads
10
Comments
0

1 Embed 3

http://www.slideshare.net 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

A gravidez na Adolescência X DNT X Ácido Fólico A gravidez na Adolescência X DNT X Ácido Fólico Presentation Transcript

  • CIEP 424 Pedro Amorim Gravidez na Adolescência
  • PROFESSORA RESPONSÁVEL: Josiane da Silva Martins de Almeida
  • ATO SEXUAL FEMININO Localizadas ao redor da abertura da vagina, existem massas de tecido erétil, iguais ao pênis masculino. A excitação da mulher (psíquica e física) causa impulsos parassimpáticos que passam da medula espinhal caudal a esse tecido, fazendo-o ingurgitar-se, o que origina uma abertura estreita, porém flexível do canal vaginal. Orgasmo Quando o grau de estimulação sexual (maior na área do clitóris) atinge intensidade suficiente, o útero e as tubas uterinas iniciam contrações peristálticas rítmicas, em direção à cavidade abdominal (orgasmo). Acredita-se que as contrações peristálticas impulsionem o sêmen para as tubas uterinas.
  • Virgindade
    • A princípio virgindade era um tabu, nada mais que um tabu que pregava que a mulher deveria se entregar imaculada ao marido, ou seja, casar sem nunca ter tido algum tipo de relação sexual. Entretanto, hoje em dia, para permanecer virgem, a mulher procura formas alternativas de sexo, tal como o sexo anal e o oral.
    • Percebemos, então, que a virgem, hoje, é aquela que mantém o hímen imaculado, intacto, inteiro.
    • É surpreendente constatar que uma película tão fina, com 3 milímetros de espessura, tenha tamanho peso simbólico. Na realidade, o hímen tem função muito mais importante do que atender a expectativas sociais. Localizado na entrada da vagina, tem o papel é protegê-la, uma vez que na infância a menina não produz hormônios suficientes para se defender de possíveis infecções.
  • Gravidez na adolescência. E agora?
    • A gravidez na adolescência é, quase sempre uma gravidez não planejada e, por isso, indesejada. Na maioria das vezes a gravidez na adolescência ocorre entre a primeira e a quinta relação sexual e elas procuram o serviço de saúde entre o terceiro e quarto mês de gravidez.
    • Quando a gravidez se dá antes dos dezesseis anos as complicações ocorrem com maior freqüência. A imaturidade física, funcional e emocional da jovem predispõe ao surgimento de complicações como o aborto espontâneo, parto prematuro, maior incidência de cesárea, ruptura dos tecidos da vagina durante o parto, dificuldades na amamentação e depressão. Por tudo isso, a maternidade deve ser encarada como um momento sério e que necessita de grande responsabilidade dos jovens.
    • E como explicar esse aumento de incidência de gravidez, numa época em que nossos adolescentes estão mais bem informados sobre o uso de camisinha na prevenção de DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e métodos anticoncepcionais? Provavelmente o não uso de camisinha deve-se a fatores, como: abuso de álcool; namoro firme; paixão; apelo erótico dos meios de comunicação: propaga-se o sexo como algo não planejado, e comum e, na maioria das vezes, ninguém se infecta, nem adoece.
    • Esse pensamento de que “só acontece com os outros” pode colocar qualquer um em uma grande encrenca, não acha?
    • Que tal incorporar a conscientização e praticar, usando camisinha?
  • Adolescente e grávida A adolescência é a fase da vida em que o indivíduo é criança em seus jogos, brincadeiras, e é adulto com seu corpo, com seus novos sentimentos e suas expectativas de futuro. E é nesse turbilhão de emoções que normalmente a adolescente começa a entrar em contato com sua sexualidade. Portanto, a gestação na adolescência ocorre por falta de informação, por desconhecer os métodos anticoncepcionais, por não acreditar que realmente pode ficar grávida, por necessidade de agredir a família, por carência afetiva, por ansiar ter algo somente seu ou como penitência (inconsciente) por ter mantido relações proibidas. Seu emocional é fortemente abalado, a gravidez é vivida como um momento de muitas perdas. É um corte em seu desenvolvimento, a perda da identidade, a interrupção nos estudos, a perda da confiabilidade da família, muitas vezes a perda do namorado que não quis assumir a gestação, perda de expectativa de futuro, e por fim, a perda da proteção familiar. O medo e a repressão social também fazem com que a adolescente esconda a gravidez e a barriga por causa desse medo, durante os primeiros três meses (os mais importantes da gestação) a adolescente não toma os cuidados básicos, o que pode ser um problema para ela e seu bebê. Ela não quer notar que seu corpo está diferente...toma chás, faz simpatias, promessas...e o tempo continua passando...
  • Cuidados básico x Problemas para o bebê Tipos de Problemas: Defeitos do Tubo Neural – DTN O que é Defeito do Tubo Neural ?   É uma malformação fetal que acontece entre o 24º e 28º dia de gestação. Nesses primeiros dias da gestação a placa neural se fecha, formando o tubo neural. O fechamento precoce incompleto resulta em encefaloceles e mielomeningoceles (espinha bífida) e o fechamento tardio resulta em anencefalia (ausência de cérebro), sendo esta última, incompatível com a vida. No Brasil a cada 800 nascimentos, uma criança apresenta DTN.
  • Espinha Bífida É uma malformação da coluna vertebral. Ela ocorre quando o tubo neural não se fecha corretamente. A palavra bífida , significa dividida. Existem 3 tipos de espinha bífida conhecidos. São eles, a Meningoceles , Mielomeningoceles e a Oculta. Meningoceles - Este é o tipo mais raro e de menor comprometimento das funções neurológicas, pois não compromete o sistema nervoso. As meninges se distendem e passam por entre as vértebras que estão abertas. Isso forma um cisto no local formado por tecidos da meninge e de líquido cefalorraquidiano.
  •  
  • Mielomeningoceles - Este é o tipo mais comum e de maior gravidade. Além das meninges o sistema nervoso fica exposto e o cisto formado, contém, além das meninges e do líquido cefalorraquidiano, partes da medula e nervos. As suas seqüelas irão depender do nível de comprometimento  apresentado. Quanto mais baixa a lesão medular será menor o comprometimento dos órgãos.Se as lesões forem mais altas, haverá maior comprometimento. As pessoas portadoras desse tipo de DTN podem apresentar problemas neurológicos, malformações ortopédicas (pés tortos, luxações de quadril, cifoses), dificuldades para controlar a bexiga e intestinos, incluindo-se a hidrocefalia. Para garantir melhor qualidade de vida, há necessidade de tratamento ininterrupto através de uma equipe multidisciplinar e a pessoa afetada necessitará de diversas cirurgias para amenizar as seqüelas. Hoje, no Brasil, a AACD atende inúmeros casos e é uma das principais responsáveis pela reabilitação desses pacientes.
  •  
  • Oculta - Esta é a forma mais branda da espinha bífida. Em geral apresentam lesões apenas nas vértebras. Muitas vezes as pessoas desconhecem que possuem esse tipo de DTN, e só são diagnosticadas após exames mais detalhados. Quando as lesões atingem mais de uma vértebra, o comprometimento poderá levar a desconforto. Uma indicação desse tipo de DTN é o aparecimento de pequenos tufos de cabelo, além de pequenos orifícios ou cavidades na pele, ao longo da coluna
  •  
  • Anencefalia A palavra Anencefalia significa "sem encéfalo" ou "sem cérebro". É o único Defeito do Tubo Neural totalmente incompatível com a vida. Em geral, as crianças acometidas dessa malformação  nascem sem o couro cabeludo, calota craniana e meninges. O que sustenta a sua vida é a sua ligação com a mãe. Muitas vezes morrem antes do parto. Quando chegam ao final da gestação, vivem por muito pouco tempo após o nascimento. Em geral, pouco minutos.
  •  
  •  
  • Possibilidades de uma pessoa ter um bebê com DNT
    • De cada 1 000 bebês, nascido nos Estados Unidos, um nasce com defeito de tubo neural.
    • As mulheres que já têm um filho afetado com defeito de tubo neural correm um risco 10 vezes maior de terem um outro filho com o mesmo problema.
  • Relação entre o ácido fólico e o DNT Vários fatores podem causar o DTN. Entre os já conhecidos estão a falta de ácido fólico durante a concepção. Durante a gravidez, o organismo feminino necessita de níveis adequados de folato, assim como de outras vitaminas, para garantir a formação perfeita da nova vida que se inicia. Por isso, é necessário que os níveis estejam satisfatórios antes da concepção. Uma vez instalado o DTN, não há reversão, mesmo que, durante o pré-natal haja a ingestão do ácido fólico. A OMS - Organização Mundial de Saúde, recomenda a ingestão  diária é de 0,4 mg. Isso vale para todas as mulheres em idade fértil. No entanto, para aquelas que já tiveram um filho com o problema, a dose indicada para evitar reincidências sobe para 4 miligramas diários. Além disso, o aconselhamento genético também é recomendado para que o médico possa avaliar as chances de um novo caso na família. A ingestão dessa vitamina reduz em até 70% a probabilidade de uma gestação com feto portador de DTN.
  • Fontes de ácido fólico O ácido fólico é uma vitamina B que se encontra em vegetais de folhas verdes, feijão, vagens, fava, brócolis e espinafre, gema de ovo, germe de trigo, carnes magras, fígado, peixe e em suco de frutas cítricas como a laranja e limão. Alguns cereais são fortificados com ácido fólico. Algumas vitaminas também contém a quantidade de 0,4 mg de ácido fólico. Estatísticas mostram que mais de 90% das mulheres não recebem essa quantidade de ácido fólico diariamente. As razões são muitas, inclusive o esquecimento, a falta de informação quanto à necessidade e importância do ácido fólico e razões financeiras contribuem para as estatísticas. O tubo neural se converte em medula espinhal e cérebro entre os dias 18 á 26 da gestação. Muitas mulheres, durante esse período ainda nem sabem que estão grávidas ou não tem certeza. Por isso é importante que a mulher fértil sempre tome o ácido fólico começando pelo menos um mês antes de engravidar.
  • Conscientização É de suma importância que as mulheres em idade reprodutiva tenham acesso a mais essa informação para que se conscientizem da importância que essa vitamina poderá ter sobre suas vidas. No Brasil, as farinhas de trigo e milho, além de alguns produtos como biscoitos e massas, já estão recebendo o adicionamento de 150 µg de ácido fólico, desde de junho de 2004, após aprovação da Resolução RDC 344 de 13.12.2002 da ANVISA. Segundo a AACD - Associação de Assistência à Criança Defeituosa, essa dosagem ainda é insuficiente para reduzir de forma satisfatória a ocorrência dos Defeitos do Tubo Neural, mas já é uma conquista. Existem pesquisas que apontam que o ácido fólico também pode atuar na prevenção dos casos de outras síndromes, inclusive a de DOWN e de Lábios Leporinos.
  • Conclusões É importante que as pessoas que lidam com adolescentes tenham sensibilidade para perceber o adolescente em sua totalidade física e psicológica, respeitando suas origens, seu preconceitos e tabus. É também de suma importância a conscientização do uso de preservativos e da ingestão de ácido fólico em idade reprodutiva. Uma vez grávidas, as adolescentes devem ser amparadas e cuidadas por todas as pessoas que as cercam (família, amigos, professores, médicos), e devem ser preparadas fisicamente e psicologicamente no pré-natal, tanto para o parto quanto para o puerpério e amamentação. É importante que a adolescente tenha a oportunidade de juntar seus pedaços e de retomar seu papel de mulher, de adolescente e de cidadã. Precisa experimentar seu papel de mãe, e de se permitir ou não ter outros relacionamentos. Planejar sua atividade sexual, repensar sua vida escolar e profissional e desenvolver sua auto-estima para poder viver plenamente.
  • BIBLIOGRAFIA
    • http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/gravidez/ato-sexoal-feminino . php
    • www.lookfordiagnosis.com/mesh_info . php ? term =Defeitos+Do+Tubo+Neural&lang=3
    • http://www.gabriel.org.br/index_arquivos/Page415.htm