O computador invisível
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

O computador invisível

on

  • 1,864 views

Apresentação sobre a computação invisível (computação ubíqua), que foi realizada dia 22 de maio de 2009, da matéria de Informática e Sociedade, curso de Sistemas de Informação, da ...

Apresentação sobre a computação invisível (computação ubíqua), que foi realizada dia 22 de maio de 2009, da matéria de Informática e Sociedade, curso de Sistemas de Informação, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri.

Statistics

Views

Total Views
1,864
Slideshare-icon Views on SlideShare
1,839
Embed Views
25

Actions

Likes
0
Downloads
69
Comments
0

2 Embeds 25

http://www.arteminas.net 15
http://www.slideshare.net 10

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    O computador invisível O computador invisível Presentation Transcript

    • Tom Cruise, ator principal de “Minority Report”, uma das maiores referências cinematográficas em computação ubíqua.
    •  Relacionado à computação ubíqua;  Mark Weiser, O Computador do Século XXI;  Interação entre humano e máquina se torna invisível;  As pessoas não irão perceber que estão utilizando um computador.
    • 1. 1ª onda: Mainframes  Um computador para vários usuários 2. 2ª onda: Computação pessoal  Um computador para cada usuário  Em vigência, atualmente 3. 3ª onda: Computação ubíqua  Várias máquinas para cada usuário  Pesquisas sendo desenvolvidas e testadas
    •  Tecnologias sem fio:  Internet sem fio;  Bluetooth;  Redes de celulares.  Miniaturização dos computadores e dispositivos com poder computacional:  Celulares/smartphones;  Players portáteis.
    • “Pra começar, os fios e cabos vão acabar”. Marcos Pinedo, da Microsoft Brasil
    •  O termo foi utilizado, primeiramente, para designar pequenos receptores e transmissores de rádio;  Hoje, refere-se também à tecnologia utilizada em PC’s e outros dispositivos, para transmitir sinais;
    •  A maior contribuição para alcançar efetivamente a computação invisível;  Permitirá a interconexão dos dispositivos e sensores necessários à sua total funcionalidade.  Possibilidades que se abrem  Comunicação com lojas, museus, cinemas ou outros lugares, como parques de diversão;  Informações sobre serviços ou atrações do local, compras pelo smartphone ou handheld.
    • Iniciar vídeo “Minority_Report_Mall_Scene”.avi
    •  Conceito criado pelo brasileiro Claudio Pinhanez, que trabalha na IBM Research;  Desenvolvimento de sistemas que transformem qualquer superfície em uma tela touch screen, sem utilizar fios;  Ao contrário da Realidade Virtual, não há necessidade de óculos especiais ou contato com dispositivos de entrada;  Como isso é possível?
    • Câmera de vídeo câmera móvel Espelho móvel Computador espelho Projetor LCD Ao lado, os equipamentos utilizados no ED. Acima, o diagrama do projetor ED, que é controlado por projetor um computador.
    •  Um projetor LCD projeta determinada imagem num espelho;  O espelho gira, e “joga” projetor cone de projeção a imagem no local desejado;  A câmera monitora o local projetado, para detectar movimento corporal e toques das superfícies mãos;  Mas e as distorções, quando se projeta na diagonal?
    • Projeto Everywhere Displays
    • BlueSpace O espaço de trabalho do futuro  Livre de contexto  Reconhece mais de uma pessoa, e permite vários tipos de atividade  Vários sensores  Entrega notificações silenciosas  Emails não lidos  Pessoas disponíveis
    •  Realidade Aumentada  Sem necessidade de óculos  Sem necessidade de contato para interação  Instruções projetadas nos objetos a serem utilizados;  Exemplo: montagem colaborativa
    • Iniciar vídeo “Everywhere Display.mov”
    • A computação invisível implica um diálogo muito forte com a sociedade, pois trata de tecnologias com um impacto direto nas nossas vidas.
    • • Acordar pela manhã; • Sair de carro, para trabalhar; • Chegar no trabalho; • Voltar para casa.
    • • Máquinas sabendo onde • A sociedade poderia se você está, o que faz ou tornar: sente. • Pontual? • Até onde vai a divulgação • Menos mentirosa? de informações a seu • Mais preguiçosa? respeito? • Menos livre? • Até onde irá o controle destas informações? • Terá o usuário capacidade e poder para programar em quais níveis suas informações pessoais serão distribuídas?