• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Significado da Pascoa
 

Significado da Pascoa

on

  • 1,546 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,546
Views on SlideShare
1,546
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
24
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Significado da Pascoa Significado da Pascoa Document Transcript

    • ESCOLA BÍBLICA QUADRANGULAR Rosa Elze – São Cristovão/SE PÁSCOAO que ela significa para VOCÊ 2012 1
    • SUMÁRIOSUMÁRIO ................................................................................................................ 2INTRODUÇÃO......................................................................................................... 3A PÁSCOA .............................................................................................................. 3ORIGEM DA PÁSCOA ............................................................................................ 4PÁSCOA OU SANTA CEIA ..................................................................................... 5QUEM PODE PARTICIPAR DA CEIA?................................................................... 6CONCLUSÃO .......................................................................................................... 8ANOTAÇÕES .......................................................................................................... 8 2
    • INTRODUÇÃO Qual é o sentido da Páscoa? Algum tempo atrás eu fiz esta mesma pergunta paravários filhos (entre 4 e 10 anos) de evangélicos. Fiquei surpreso, pois 80% relacionaram Páscoacom coelhinhos e chocolate, mas de quem é o erro? De nós mesmos. Quem nunca deu um "ovo de páscoa" para o seu filho? Como? O coelho nem ao mesmo (menos) coloca ovos! Nas escolas, as professorasfazem uma festinha explicando o sentido da Páscoa, dizendo que é por causa de Jesus que nósa comemoramos ou vestem as crianças de coelhinho e distribuem ovos de chocolate. Outro meio que serve para massificar a ideia do "coelhinho da Páscoa" na mente dascrianças é a TV, as propagandas que falam sobre os ovos de páscoa e usam a imagem de umcoelhinho "fabricando os ovos", realizado de forma inconsciente, para não dizer inocente. É preciso se ter consciência que o real significado da Páscoa é a morte e ressurreiçãode Cristo1, que é a única forma do ser humano receber a vida eterna. Por isso, podemos dizerque a verdadeira páscoa do cristão é a celebração da Ceia do Senhor, que nos remete àconsciência daquilo que o Senhor fez por nós, através de seu sacrifício substitutivo na cruz doCalvário há cerca de dois mil anos atrás.A PÁSCOA Desde o último século temos visto um crescimento na ênfase dada à páscoa,destacando e alimentando o aspecto comercial, modificando o seu sentido original edesfigurando o real sentido da festa, tanto para judeus como para cristãos. Mas, o que a páscoa tem haver com judeus? E com cristãos? Muitos poderiam argumentar que a páscoa é uma festa desenvolvida pela igreja católicaapostólica romana, e como tal deve seguir os padrões exigidos pela mesma, que promoveabstinência de alimentos, um dia dedicado às esmolas e jejum, a malhação do Judas etc. Bem, o real sentido da páscoa pode ser encontrado nas páginas do Antigo Testamento,no livro de Êxodo, e diz respeito, originalmente, ao povo hebreu. Tal festa, não possui nenhuma relação com abstinência de alimentos, a proibição de secomer carne, com esmolas e jejum, que são atos pessoais e particulares ensinados pela Bíblia eque não são impostos a ninguém porque têm de ser voluntários e secretos. Ainda, nos deparamos com o coelhinho da páscoa, ovos de páscoa e uma gama deindumentárias adotadas pela nossa sociedade, que nem ao menos demonstra o mínimo deinteresse para saber o seu real significado e origem. A nossa posição não é demolir a páscoa da sociedade, mas instruir para que se saiba oseu real significado, e para que se comemore a celebração bíblica de forma adequada esegundo os padrões estabelecidos pela Bíblia. Por que pela Bíblia? Porque é na Bíblia que encontramos a instituição de tal festa e, portanto, é Nela quedevemos buscar as orientações para que a mesma seja celebrada da forma correta. Ao afirmarmos que o coelhinho simboliza a vida, estaremos substituindo Jesus pelocoelho.1 Jesus Cristo instituiu a Ceia do Senhor, no mesmo dia em que os judeus comemoravam a Páscoa (Mateus 26:17-19; Marcos 14:12-16; Lucas 22:7-13), e não foi pela Sua ressurreição que ele a instituiu, e sim, em memorial a Ele, eanunciando a Sua morte, até que Ele venha a nos buscar (1 Coríntios 11:26). 3
    • Ao afirmarmos que o ovo simboliza a perpetuação da vida e eternidade, estaremossubstituindo a ressurreição de Cristo por um ovo. Respondeu-lhe Jesus: “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” Jo 14:6 “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto?” Jo 11:25-26 “E, tomando um pão, tendo dado graças, o partiu e lhes deu, dizendo: Isto é o meu corpo oferecido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós.” Lc 22:19-20ORIGEM DA PÁSCOA Não tem nada a ver com ovos nem coelhos. Sua origem remonta os tempos do VelhoTestamento, por ocasião do êxodo do povo de Israel da terra do Egito. A Bíblia relata oacontecimento no capítulo 12 do livro do Êxodo, onde diz o seguinte: "Naquela mesma noite passarei pelo Egito e matarei todos os primogênitos, tanto dos homens como dos animais, e executarei juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o Senhor!Tem-se ai portando, o motivo da páscoa: A morte dos primogênitos dos egípcios, e a execuçãodo juízo de Deus sobre todos os deuses egípcios. Abaixo segue outras passagens bíblica quereforça o sentido da Páscoa: “Quando entrarem na terra que o Senhor prometeu lhes dar, celebrem essa cerimônia. Quando os seus filhos lhes perguntarem: O que significa esta cerimônia? respondam- lhes: É o sacrifício da Páscoa ao Senhor, que passou sobre as casas dos israelitas no Egito e poupou nossas casas quando matou os egípcios". “Então o povo curvou-se em adoração.” Êxodo 12:25-27O significado da páscoa também é a libertação do jugo dos egípicios. “Esta noite se guardará ao SENHOR, porque nela os tirou da terra do Egito; esta é a noite do SENHOR, que devem guardar todos os filhos de Israel nas suas gerações.” Êxodo 12:42 Faraó, o rei do Egito, não queria deixar o povo de Israel sair, então muitas pragasvieram sobre ele e seu povo. A décima praga, porém, foi fatal: a matança dos primogênitos - ofilho mais velho seria morto. Segundo as instruções Divinas, cada família hebreia, no dia 14 de Nisã, deveriasacrificar um cordeiro e espargir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era osinal, para que o mensageiro de Deus, não atingisse esta casa com a décima praga. A carne docordeiro deveria ser comida juntamente com pão não fermentado e ervam amargas, preparandoo povo para a saída do Egito. Segundo a narrativa Bíblica, à meia-noite todos os primogênitos egípcios, inclusive oprimogênito do Faraó foram mortos. Então Faraó, permitiu que o povo de Israel fosse embora,com medo de que todos os egípcios fossem mortos. Em comemoração a este livramento extraordinário, cada família hebreia deveriaobservar anualmente a festa da Páscoa2, palavra hebraica (pessach) que significa "passagem"2 É importante ressaltar que a Páscoa judaica já há muito tempo deixou de ser bíblica visto que não tem maiseficácia, pois, a verdadeira páscoa - o Senhor Jesus - já foi consumada lá na cruz. Por esse motivo é que Deuspermitiu a destruição do Templo de Salomão, cerca de 70 d.C., para que fosse impedido a comemoração da páscoa 4
    • "passar por cima". Esta festa deveria lembrar não só a libertação da escravidão egípcia, mastambém a libertação da escravidão do pecado, pois o sangue do cordeiro apontava para osacrifício de Cristo, o Cordeiro que tira o pecado do mundo. A chamada páscoa cristã (A atual comemoração da Páscoa, conforme os rituais daigreja católica romana,) foi estabelecida no Concílio de Nicéia, no ano de 325 de nossa era. Ao adotar a Páscoa como uma de suas festas, a Igreja Católica Romana, inspirou-seprimeiramente em motivos judaicos: a passagem pelo mar Vermelho, a viagem pelo desertorumo a terra prometida, (... pequena frase suprimida) e muitos outros ritos, que aos poucos vãodesaparecendo.PÁSCOA OU SANTA CEIA “e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha. Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice; pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si. Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem.” 1 Co 11:24-30 O próprio Senhor Jesus Cristo, quando instituiu a Ceia do Senhor, se deu no dia dapáscoa (Mateus 26: 17-19), Marcos 14:12-16, Lucas 22: 7-13) porque, a verdadeira páscoa eraEle (I Coríntios 5:7) Ele realizou algumas mudanças e “adaptações” da tradicional festa. Elecumpriu o significado da páscoa em Si mesmo. Ai eu pergunto a você, por que Jesus não terminou o seu ministério em outra festajudaica (Festas das primícias ou pentecoste, Festas dos Tabernáculo...), Jesus escolheu a Festada Páscoa para deixar escrito que ainda não terminou o que veio fazer, e que ao celebrarmos aCeia do Senhor da maneira que Ele, Jesus nos ensinou estaríamos proclamando que Ele vaivoltar para terminar o que ainda não foi terminado, não por que Ele não pode ou foi impedido,mas sim por que Ele decidiu para que eu, você e outros se salvassem. Algumas expressões e figuras utilizadas no Antigo Testamento apontavam para apessoa de Cristo e Seu sacrifício. Por exemplo: Enquanto as ervas amargas, na páscoa, simbolizavam a amargura da escravidão, naCeia, simbolizam a amargura da traição (Jo 13:18; Sl 41:9); enquanto o pão asmo, na páscoa,simbolizava a dureza do Egito e saída as pressas (Dt 16:3), na Ceia simboliza o corpo de Cristo(Mt 26:26; 1 Co 11:24); enquanto, na páscoa, o sangue simbolizava a segurança contra a morte(Ex 11:6,7, 12:7), na Ceia simboliza a remissão de pecados representado pelo vinho (Mt26:27,28; 1 Co 11:25); enquanto, na páscoa, o cordeiro simboliza a remissão de pecados trazidaatravés do sacrifício de um ser inocente, macho, sem mácula, sem nenhum osso quebrado (Ex12:5,6,46), na Ceia simboliza o próprio Jesus Cristo que foi entregue à morte por nossa causa(Jo 1:29), sendo homem, sem mácula e sem que nenhum de Seus ossos fossem quebrados. Na verdade, a real páscoa cristã não possui o mesmo significado da páscoa judaica,mas é uma festa bíblica que teve seu significado cumprido em Cristo e que deve sercomemorada pela Igreja em comemoração a salvação oferecida unicamente em Cristo, na suamorte na cruz por isso que foi chamado de Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (João1:29), porque Ele e o cordeiro a ser sacrificado, a páscoa, para derramar o Seu sangue pelosjudáica. Pois, tal comemoração, juntamente com outros preceitos, prenderiam os judeus à Lei, ao antigo pacto, e quedeixou de ser válido quando Jesus disse: “Tudo está consumado...”. Além disso, os sacrifícios de holocausto (quefazem parte da Lei), só poderiam ser realizados no Templo, e não em outro lugar. 5
    • nossos pecados. Pois, sem tal sacrifício, nenhum homem poderia aproximar de Deus, e entrarem comunhão com Ele, ganhando assim a vida eterna. Razão pelo qual, uma vez feito tal sacrifício, o único verdadeiro e perfeito, deixaria deter sentido a páscoa, uma vez que o antigo pacto foi consumado. Foi por essa razão que oSenhor Jesus se reuniu com os seus discípulos, para realizar a ultima páscoa – a valida – eestabelecer o novo pacto, mais abrangente, e debaixo da graça: Ceia do Senhor.QUEM PODE PARTICIPAR DA CEIA? Muitos se perguntam o por que daqueles que não são cristãos evangélicos (crentes)não poderem participar da Ceia, e por que aqueles que não são batizados da forma bíblicatambém não o poderem. No livro de Êxodo 12:48 Deus afirma que só os circuncidados poderiam participar daPáscoa, pois a circuncisão era o sinal, na carne, da aliança entre Deus e os homens. Pois bem, como já sabemos, Jesus Cristo cumpriu o sentido da páscoa em si mesmo eadaptou a celebração para que a Igreja a comemorasse, ao que chamamos de Ceia do Senhor,Mesa do Senhor, e Santa Ceia. “Nele também fostes circuncidados, não por intermédio de mãos, mas no despojamento do corpo da carne, que é a circuncisão de Cristo; tendo sido sepultados juntamente com ele no batismo, no qual igualmente fostes ressuscitados mediante a fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos” Cl 2:11-12 Como a Ceia é a “adaptação” da páscoa judaica que Cristo proporciona para a Igreja, ecomo na páscoa só poderiam participar aqueles que eram circuncidados, consequentemente naCeia só podem participar aqueles que são nascidos de novo e que já obedeceram a Cristoatravés do batismo. “Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque que com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa a respeito da salvação.” Rm 10:9-10 Então, no contexto neotestamentário, a circuncisão foi o corpo de Cristo doado emnosso favor, e passa a ter validade a partir do momento que o reconhecemos tal verdade nosentregando a ela, surgindo, assim, a necessidade de testemunharmos essa verdadepublicamente através do batismo. “Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado” Mc 16:16 Ora, o batismo não salva, porque Mc 16:16 nos diz que a condenação vem para quemnão crer, apenas. Não está escrito que a condenação vem para quem não crer e não é batizado.Está escrito que “quem, porém, não crer será condenado”. Depois, Romanos 10:9-10 nos dizque a salvação é oferecida para quem crer. É importante lembrar que o ladrão na cruz não foibatizado, e foi salvo (Lc 23:43). Por último, está escrito em Efésios 2:8-9 que a salvação éconcedida pela Graça de Deus, e não pelas nossas próprias ações ou esforços, o que poderiaincluir o batismo. Então para que serve o batismo? O batismo é um sinal de obediência diante da ordemde Cristo: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28:19). Por isso, só pode ser batizado quem já é discípulo. O batismo é um testemunho público que se dá acerca da nossa morte para esse mundoe da velha natureza, e posterior ressurreição, nos identificando com Cristo. 6
    • Diante de tudo isso, podemos concluir que para participar da Ceia deve-se ter nascidode novo, e ter sido batizado, para assim cumprir as exigências bíblicas e podermos realizar ocerimonial da Ceia de forma correta e proveitosa. As igrejas evangélicas comemora a morte e a ressurreição de Cristo através daCerimônia da Santa Ceia. Na antiga Páscoa judaica, as famílias removiam de suas casas, todo ofermento e todo o pecado, antes da festa dos pães asmos. Da mesma forma, devem os cristãosconfessar os seus pecados e deles arrepender-se, tirando o orgulho, a vaidade, inveja,rivalidades, ressentimentos, com a cerimônia do lava-pés, assim como Jesus fez com osdiscípulos. Jesus instituiu uma cerimônia memorial, a ceia, em substituição à comemoraçãofestiva da páscoa. Em I Coríntios 11:24 a 26 relata o seguinte: Jesus tomou o pão, "e tendo dado graças o partiu e disse: Isto é o meu corpo que á dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no Meu sangue, fazei isto todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do senhor, até que ele venha." Vários símbolos nesta ceia merecem nossa atenção. O ato de partir o pão, indicava ossofrimentos pelos quais Cristo havia de passar em nosso favor. Alguns pensam, que aexpressão "isso é o meu corpo" signifique o pão e o vinho se transformassem realmente nocorpo e no sangue de Cristo. Lembremo-nos portanto, que muitas vezes Cristo se referiu a sipróprio dizendo "Eu Sou a porta" (João 10:7), "Eu sou o caminho" (João 14:6) e outrosexemplos mais que a Bíblia apresenta. Isto esclarece que o pão e o vinho não fermentado, sãosímbolos e representam o sacrifício de Cristo. Ao cristão participar da cerimônia da ceia, ele estáproclamando ao mundo sua fé no sacrifício expiatório de Cristo e em sua segunda vinda. Jesusdeclarou: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino de Meu Pai." ( Mateus 26:29) Portanto, a cerimônia da Santa-Ceia, que Jesus instituiu, que veio a substituir acerimônia da Páscoa, traz muitos significados em os quais dois mencionados abaixo:1 - O Lava-Pés – significa a humilhação de Cristo. Mostra a necessidade de purificar a nossavida. Não é a purificação dos pés, mas de todo o ser, todo o nosso coração. Reconciliação comdeus, com o nosso próximo e conosco mesmo - união - não somos mais do que ninguém. Omaior é aquele que serve...2 - A Ceia – significa a libertação do Pecado através do sacrifício de Cristo. Significa tambémestar em comunhão com ele. E, sobretudo, é um antegozo dos salvos, pois Jesus disse: "Nãobeberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino domeu Pai. (Mateus 26:29) 7
    • CONCLUSÃO Advertindo a cada cristão, que tome cuidado com os costumes pagãos que tentamsempre driblar os princípios bíblicos. Não é de hoje, que se nota como os princípios bíblicos sãoalterados por costumes e filosofias humanas. Adoração a ídolos, o coelho e o chocolate, sãoapenas alguns exemplos das astúcias do inimigo. A Bíblia, e a Bíblia somente, deve ser únicaregra de nossa fé, para nos orientar, esclarecer e mostrar qual o caminho certo que nos leva aDeus e que nos apresenta os fundamentos de nossa esperança maior que é viver com Cristo eos remidos, num novo céu e numa nova terra. Devemos tomar cuidado com as crendices,tradições, fábulas, e mudanças humanas disfarçadas. Jesus foi claro "Fazei isto em memória de mim." Ele exemplificou tudo o que deve serfeito. E se queremos ser salvos, precisamos seguir o que Jesus ensina e não outras tradições ouensinamentos. Mateus 15:9 adverte: "Em vão me adoram, ensinando doutrinas que sãopreceitos dos homens." A verdadeira páscoa foi consumada quando o nosso Mestre e Senhor foi crucificado nacruz. Portanto, não tem mais sentido para nós a sua comemoração, visto que não representasequer o ressurreição de Jesus, e sim, a revitalização de uma festa milenar e pagã de fertilidade. O nosso alvo é a importância da morte do Senhor Jesus, e devemos nos lembrar disso,até a volta dEle, para nos buscar; isto é, devemos lembrar da Sua morte na Ceia do Senhor.ANOTAÇÕES__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 8