Jessé de Oliveira   Aluno do Curso de Computação na UEPBProgramador da Rede Paraíba de Comunicação
PHP (Hypertext Processor) é uma linguagem para criação de sites Webdinâmicos, possibilitando uma interação com o usuarios....
O PHP é Software Livre, distribuído sob uma licença na qual os usuáriosnão são obrigados a publicar seu código.A portabili...
Segundo o tiobe, o PHP é utilizado em um a cada três sites na Internet. Ouseja, mais de 20 milhões de domínios. 35% da Int...
Ranking Geral
O PHP usa duas sintaxes. Uma é procedural e a outra é orientada aobjetos.O PHP é utilizado por mais de 4.500.000 desenvolv...
http://php.net/manual/pt_BR/http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=19610http://www.phpclasses.org/http://www.phpbrasil...
O nome de uma variável começa com uma letra ou sublinhado, seguido porqualquer número de letras, números ou sublinhados.Pa...
Constantes são “variáveis fixas”, capazes de armazenar um valor (dequase todos os tipos) mas que não podem ser redefinidos...
Aritméticos:
Atribuição e comparação:
Lógicos:
Incremento e decremento
If => seElse => senão, do contrárioElse if => ousese(condiçao_satisfeita){    executo bloco de codigo...}ou se(condiçao_sa...
switch case => casoswitch (variavel){        caso 10:                     mostre “ var = 10”;                     pausa;  ...
for => paraPara(inicia_variavel, condição, incremento){    executo bloco de codigo....}
while => enquantoinicia_variavel;enquanto(condição_satisfeita){    executo bloco de codigo....Incrementa variavel;}
do while => fazer enquantoInicia_variavel;fazer{         mostra variavel;         incrementa variavel;} enquanto(var < 30);
Segundo o manual do phpUm array no PHP é atualmente um mapa ordenado. Um mapa é umtipo que relaciona valores para chaves. ...
Text                       Text Area            listaCheckboxRadio Hidden                              file        Botão s...
Text                       Text Area       lista                          Checkbox                             Radio      ...
GET: É o método mais simples e mais limitado para se usar. Neste caso osvalores e seus respectivos identificadores são tra...
include: Include tenta incluir uma página. Caso falhe, o script retorna umwarning (aviso) e prossegue com a execução do sc...
Concatenação é feita com um ponto entre duas variáveis ou entre umavariável e uma string.Ex.:
Funções serve para executar um determinado bloco de código que estadentro do seu escopo. As funções pode ser chamada em qu...
Sintaxe de uma função:         Chamando uma função:function nome_da_function(){   function nome_da_function(){         esc...
Exemplo:
Faça um programa que leia 4 notas DADAS e retorne a media.Por exemplo:Nota 1 = 10Nota 2 = 5Nota 3 = 7Nota 4 = 8Media = 7.5...
Desenvolva um CONTADOR utilizando function, onde você informa ovalor inicial e final da contagem.OBS. os números da contag...
MD5O MD5 (Message-Digest algorithm 5) é um algoritmo de hash de 128 bitsunidirecional.                            String d...
MD5     A chance de colisão é de 1 em     3,4028236692093846346337460743177e+38 ou 2 elevado a 128.Sintaxe: Variavel = md5...
SHA-1 (Secure Hash Algorithm-1)É considerado o sucessor do MD5. Os algoritmos SHA foram desenhadospela National Security A...
SHA-1Sintaxe: Variavel = sha1(“string_que_desaja_criptografar”);
BASE64_ENCODE, BASE64_DECODEbase64_encode é um método para codificação dos dados paratransferência na Internet. Ela é uma ...
01) Isset           16) date02) Empty           17) mail03) Exit04) Substr05) Explode06) Implode07) Substr08) str_replace0...
Banco de dados (ou base de dados), é um conjunto de registros dispostos emestrutura regular que possibilita a reorganizaçã...
O MySQL é um banco de dados que utiliza a linguagem SQL (Linguagem deConsulta Estruturada, do inglês Structured Query Lang...
phpMyAdminphpMyAdmin é um programa de computador desenvolvido em PHP paraadministração do MySQL pela Internet. A partir de...
Documentação do SQL                    Documentação do phpMyAdmin                    Prompt de consulta SQL               ...
Nome do servidor(endereço)                  Usuário do Bando de dados                  Criar Novo Banco de dadosVersão do ...
Nome da TabelaQuantidade de Campos que TeráApós colocar o nome e a quantidade de campos, clique em “executar”
Nome dos  campos da tabelaTipo de dados de cadacampo, pode ser dotipo, varchar, int, date, float, text,             Mecani...
Define se o campo será                                          chave primaria, indice ou Define se o campo será auto incr...
Visualiza todos os registros da tabela                                                     Visualiza estrutura da tabela  ...
Edita os dados do registroDeleta o RegistroCampos da tabela com dados  Primeiro registro da tabela
Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL, é uma linguagem depesquisa declarativa para banco ...
Comando         Tradução      DescriçãoSELECT          Selecionar    Inicia a instrução de selecionar dados* (asterisco)  ...
Comando   Tradução           DescriçãoDELETE    Delete             Inicia a instrução de deletar dadosUPDATE    Atualizar ...
Comando    Tradução   DescriçãoDISTINCT   Distinto   Seleciona um dado distintoMAX        Maximo     Seleciona o maior dad...
Exemplo:SELECT * FROM cp_muralSELECT * FROM cp_mural WHERE id=3SELECT * FROM cp_mural WHERE LIKE „%teste%‟ ORDER BY id DES...
Funcões PHP / MySQL:mysql_connect(); // inicia a conexao com o banco de dados ativo no servidor.Sintaxe: mysql_connect(“en...
Funcões PHP / MySQL:mysql_fetch_array(); // gera um array associativoSintaxe: mysql_fetch_assoc(var_da_consulta);mysql_num...
Exemplos
Sistema de CriptografiaDesenvolver um sistema que gera uma chave criptografada em MD5, SHA-1 ou BASE64.Utilize um form com...
Programação Orientada a Objetos1. O que é um Objeto?2. O que é POO?
Respostas1 Tudo é um objeto, um caderno, uma caneta, pessoas, carros, casas,etc... e como todo objeto do mundo real, na PO...
POO em PHP Quando falamos em orientação a objetos (OO), estamosfalando basicamente de classes, métodos e propriedades.
ClassesClasse nada mais é do que uma estrutura, um molde, uma forma quedefine os tipos de dados (propriedades e métodos). ...
Propriedades e MétodosPropriedades nada mais é do que as variáveis internas de umaclasse, ou seja, são variáveis que você ...
Os 4 Pilares da POO
Os 4 Pilares da POO1. PolimorfismoPolimorfismo significa muitas formas. Na programação é o mesmo quedizer que várias class...
Os 4 Pilares da POO2. HerançaHerança é a capacidade de um filho herdar algo do pai. Na programaçãoorientada a objetos é a ...
Os 4 Pilares da POO3. Abstração Abstrair significa separar mentalmente, considerarisoladamente, simplificar. É separar de ...
Os 4 Pilares da POO3. Abstração       3.2. Métodos abstratosAssim como classes, os métodos abstratos também são criados ap...
Os 4 Pilares da POO4. EncapsulamentoO encapsulamento é um dos recursos mais interessantes da programaçãoorientada a objeto...
Os 4 Pilares da POO4. Encapsulamento4.1 VisibilidadeÉ possível utilizar do encapsulamento para dar permissões de acessos a...
Os 4 Pilares da POO4. Encapsulamento4.1.2. PrivateJá a palavra chave private informa que a propriedade ou método só podems...
OBSEm POO as function() passam a ser chamado de Métodos e as variáveisde Propriedades.Muda-se a forma de referenciar as va...
Exemplo<?phpclass exemplo{        // declaro as variáveis que vou usar        public $nome = „teste‟;        // métodos   ...
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Slides do cuso_php
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Slides do cuso_php

576 views
488 views

Published on

Conteúdo

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
576
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
35
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Slides do cuso_php

  1. 1. Jessé de Oliveira Aluno do Curso de Computação na UEPBProgramador da Rede Paraíba de Comunicação
  2. 2. PHP (Hypertext Processor) é uma linguagem para criação de sites Webdinâmicos, possibilitando uma interação com o usuarios.O PHP é composto portipos, váriaveis, constantes, expressões, operadores, estruturas decontrole, funções, classes e objetos.Quando uma página PHP é requisitada ao Web server, o mesmo processa talpágina e retorna ao cliente apenas o código HTML. Isso se deve ao fato de oPHP ser uma linguagem Web do tipo server-side.Desta maneira é possível interagir com bancos de dados e aplicaçõesexistentes no servidor, com a vantagem de não expor o código fonte para ocliente, o que é útil quando o programa lida com senhas ou outro tipo deinformação confidencial. No PHP, o código PHP fica embutido no próprioHTML.
  3. 3. O PHP é Software Livre, distribuído sob uma licença na qual os usuáriosnão são obrigados a publicar seu código.A portabilidade é uma das maiores vantagens do PHP, possibilitando suainstalação em vários Sistemas Operacionais como:Windows, Linux, Unix, IBM iSeries, SGI IRIX, RISC OS, NetwareNovell, Mac OS etc.
  4. 4. Segundo o tiobe, o PHP é utilizado em um a cada três sites na Internet. Ouseja, mais de 20 milhões de domínios. 35% da Internet roda PHPAlgumas das maiores plataformas do mundo como oYahoo, Facebook, Wikipédia, que recebem milhões de acessos diários, éfeita em PHP
  5. 5. Ranking Geral
  6. 6. O PHP usa duas sintaxes. Uma é procedural e a outra é orientada aobjetos.O PHP é utilizado por mais de 4.500.000 desenvolvedores nomundo, fazendo com que sua comunidade seja extremamente forte eatuante. O PHP tem uma grande performance e estabilidade. A combinação Linux/Apache/PHP é muito forte.
  7. 7. http://php.net/manual/pt_BR/http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=19610http://www.phpclasses.org/http://www.phpbrasil.infohttp://forum.phpbrasil.infohttp://planeta.phpbrasil.info
  8. 8. O nome de uma variável começa com uma letra ou sublinhado, seguido porqualquer número de letras, números ou sublinhados.Para criar uma variável, basta colocar o símbolo “$” seguido do nome eatribuir um valor.Ex.: OBS.: Variáveis devem ter uma string apos o símbolo $
  9. 9. Constantes são “variáveis fixas”, capazes de armazenar um valor (dequase todos os tipos) mas que não podem ser redefinidos, modificados ouremovidos… Eles são constantes e permanecem como são até o final daexecução do script.
  10. 10. Aritméticos:
  11. 11. Atribuição e comparação:
  12. 12. Lógicos:
  13. 13. Incremento e decremento
  14. 14. If => seElse => senão, do contrárioElse if => ousese(condiçao_satisfeita){ executo bloco de codigo...}ou se(condiçao_satisfeita){ executo outro bloco de codigo...}do contrario{ executo outro bloco de codigo....}
  15. 15. switch case => casoswitch (variavel){ caso 10: mostre “ var = 10”; pausa; caso 20: mostre “var = 20”; pausa; caso 30: mostre “var = 30”; pausa; caso 40: mostre “var = 40”; pausa; default: mostre “var = 50”; pausa;}
  16. 16. for => paraPara(inicia_variavel, condição, incremento){ executo bloco de codigo....}
  17. 17. while => enquantoinicia_variavel;enquanto(condição_satisfeita){ executo bloco de codigo....Incrementa variavel;}
  18. 18. do while => fazer enquantoInicia_variavel;fazer{ mostra variavel; incrementa variavel;} enquanto(var < 30);
  19. 19. Segundo o manual do phpUm array no PHP é atualmente um mapa ordenado. Um mapa é umtipo que relaciona valores para chaves. Este tipo é otimizado devárias maneiras, então você pode usá-lo como um array real, ou umalista (vetor).
  20. 20. Text Text Area listaCheckboxRadio Hidden file Botão submit
  21. 21. Text Text Area lista Checkbox Radio Hiddenfile Botao submit
  22. 22. GET: É o método mais simples e mais limitado para se usar. Neste caso osvalores e seus respectivos identificadores são transmitidos pela URL.tipo como de URL:http://www.meusite.com/pagina.php?id=32&descricao=testePOST: representa uma alternativa ao método GET para as questões decapacidade e segurança. Nesse método uma conexão paralela é aberta e osdados são passados por ela. Não há restrição referente ao tamanho e osdados não são visíveis ao usuário. Há única condição é que se use umformulário para os dados. Na tag form , temos um atributo action. Nesseatributo é que setaremos a página que receberá nossas informações. Quandoo botão submit for acionado todos os dados desse formulário serão passadospara a página definida no action.
  23. 23. include: Include tenta incluir uma página. Caso falhe, o script retorna umwarning (aviso) e prossegue com a execução do script.require: Require tenta incluir uma página. Caso falhe, o script retorna umfatal error (erro fatal) e aborta a execução do script.include_once e require_once: Se o arquivo referenciado já foi incluso napágina anteriormente, a função retorna false e o arquivo não é incluído.
  24. 24. Concatenação é feita com um ponto entre duas variáveis ou entre umavariável e uma string.Ex.:
  25. 25. Funções serve para executar um determinado bloco de código que estadentro do seu escopo. As funções pode ser chamada em qualquer parte doscript, sem a necessidade de recriá-las.Para que uma variável que esta fora do escopo da função seja acessadadentro da função, é necessário passar essa variável pelo cabeçalho dafunção.Existe dois tipos de funções. As funções que executa uma ação mas nãoretorna nada e as funções que executa uma ação e retorna um valor.
  26. 26. Sintaxe de uma função: Chamando uma função:function nome_da_function(){ function nome_da_function(){ escopo escopo} }function nome_da_function(){ nome_da_function(); escopo return(dado);}
  27. 27. Exemplo:
  28. 28. Faça um programa que leia 4 notas DADAS e retorne a media.Por exemplo:Nota 1 = 10Nota 2 = 5Nota 3 = 7Nota 4 = 8Media = 7.5OBS.: use function
  29. 29. Desenvolva um CONTADOR utilizando function, onde você informa ovalor inicial e final da contagem.OBS. os números da contagem devem ser impressos um seguido dooutro separados por um espaço vazio, por exemplo:0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 ...
  30. 30. MD5O MD5 (Message-Digest algorithm 5) é um algoritmo de hash de 128 bitsunidirecional. String de 32 caracteres alfa-numéricosum algoritmo unidirecional, um hash md5, não pode ser transformadonovamente no texto que lhe deu origem. O método de verificação é, então, feitopela comparação das duas hash (uma da mensagem original confiável e outrada mensagem recebida).Um hash é uma seqüência de bits geradas por um algoritmo de dispersão, emgeral representada em base hexadecimal, que permite a visualização em letrase números (0 a 9 e A a F). O conceito teórico diz que "hash é a transformaçãode uma grande quantidade de informações em uma pequena quantidade deinformações".
  31. 31. MD5 A chance de colisão é de 1 em 3,4028236692093846346337460743177e+38 ou 2 elevado a 128.Sintaxe: Variavel = md5(“string_que_desaja_criptografar”);
  32. 32. SHA-1 (Secure Hash Algorithm-1)É considerado o sucessor do MD5. Os algoritmos SHA foram desenhadospela National Security Agency (NSA) e publicados como um padrão dogoverno Norte-Americano.Ele é praticamente idêntico ao md5, só que tem 160 bits, o que acabacriando uma string maior. String de 40 caracteres alfa-numéricos
  33. 33. SHA-1Sintaxe: Variavel = sha1(“string_que_desaja_criptografar”);
  34. 34. BASE64_ENCODE, BASE64_DECODEbase64_encode é um método para codificação dos dados paratransferência na Internet. Ela é uma codificação de mão dupla, usando asegunda função (base64_decode) você pode descobrir a string originalde uma string codificada.Exemplo:
  35. 35. 01) Isset 16) date02) Empty 17) mail03) Exit04) Substr05) Explode06) Implode07) Substr08) str_replace09) number_format10) Ceil11) Floor12) Round13) Ucwords14) Strtolower15) Session
  36. 36. Banco de dados (ou base de dados), é um conjunto de registros dispostos emestrutura regular que possibilita a reorganização dos mesmos e produção deinformação.Um banco de dados é usualmente mantido e acessado por meio de um softwareconhecido como Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD). Muitas vezeso termo banco de dados é usado, de forma errônea, como sinônimo de SGDB.O modelo de dados mais adotado hoje em dia é o modelo relacional, onde asestruturas têm a forma de tabelas, compostas por linhas e colunas.
  37. 37. O MySQL é um banco de dados que utiliza a linguagem SQL (Linguagem deConsulta Estruturada, do inglês Structured Query Language). É atualmente umdos bancos de dados mais populares mundo, com mais de 10 milhões deinstalações.Entre os usuários do banco de dados MySQL estão: NASA, BancoBradesco, HP, Nokia, Sony, Google e outros.
  38. 38. phpMyAdminphpMyAdmin é um programa de computador desenvolvido em PHP paraadministração do MySQL pela Internet. A partir deste sistema é possívelcriar, remover e alterar tabelas, inserir, remover e editar campos, executar códigosSQL e manipular campos chaves.
  39. 39. Documentação do SQL Documentação do phpMyAdmin Prompt de consulta SQL HomeLista de Banco dedados Existentes
  40. 40. Nome do servidor(endereço) Usuário do Bando de dados Criar Novo Banco de dadosVersão do SGBDVersão do MySQLLinguagem
  41. 41. Nome da TabelaQuantidade de Campos que TeráApós colocar o nome e a quantidade de campos, clique em “executar”
  42. 42. Nome dos campos da tabelaTipo de dados de cadacampo, pode ser dotipo, varchar, int, date, float, text, Mecanismo de armazenamentoetc. Define o tamanho do campo. OBS.: se for do tipo text ou float, não precisa informar o tamanho
  43. 43. Define se o campo será chave primaria, indice ou Define se o campo será auto incremente únicoSalva as configurações
  44. 44. Visualiza todos os registros da tabela Visualiza estrutura da tabela Prompt de consulta SQL Insere dados manualmenteExporta tabela ou base de dados completaImporta base de dados ou tabelasAltera as configurações gerais da tabela, como porexemplo, auto incremente, nome da tabela, etcApaga todos os dados da tabelaDeleta a tabela
  45. 45. Edita os dados do registroDeleta o RegistroCampos da tabela com dados Primeiro registro da tabela
  46. 46. Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL, é uma linguagem depesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional).O SQL foi desenvolvido originalmente no início dos anos 70 nos laboratórios da IBM em San Jose.em inglês, é comumente pronunciada "síquel" ao invés de "és-kiú-él", letra a letra. No entanto, emportuguês, a pronúncia mais corrente é a letra a letra: "ésse-quê-éle".A linguagem SQL é um grande padrão de banco de dados. Isto decorre da sua simplicidade e facilidadede uso.Embora o SQL tenha sido originalmente criado pela IBM, rapidamente surgiram vários "dialectos"desenvolvidos por outros produtores. Essa expansão levou à necessidade de ser criado e adaptado umpadrão para a linguagem. Esta tarefa foi realizada pela American National Standards Institute (ANSI)em 1986 e ISO em 1987.Embora o SQL tenha padronizado pela ANSI e ISO, possui muitas variações e extensões produzidospelos diferentes fabricantes de sistemas gerenciadores de bases de dados.
  47. 47. Comando Tradução DescriçãoSELECT Selecionar Inicia a instrução de selecionar dados* (asterisco) Todos Todos os campos da tabelaFROM De De onde deve selecionar, de qual tabelaWHERE Onde Condição a ser satisfeitaORDER BY Ordenar por Ordem que os dados devem aparecerGROUP BY Agrupar por Campos que serão agrupadosINSERT INTO Inserir em Inicia a instrução de inserção de dadosDELETE Delete Inicia a instrução de deletar dados
  48. 48. Comando Tradução DescriçãoDELETE Delete Inicia a instrução de deletar dadosUPDATE Atualizar Inicia a instrução de atualizar dadosLIMIT Limite Limite de registro que devem aparecerLIKE Parecido/similar Busca dados parecidos com o informadoSUM Soma Soma dados (inteiro ou float)COUNT Contar Conta dadosDESC Decrescente Ordena os dados de forma decrescenteASC Ascendente Ordena os dados de forma crescente
  49. 49. Comando Tradução DescriçãoDISTINCT Distinto Seleciona um dado distintoMAX Maximo Seleciona o maior dado de um campoMIN Mínimo Seleciona o menor dado de um campoCASE Caso Estrutura condicional (if), usada com ou sem o elseLEFT Esquerda Usado junto com o join para relacionar dadosRIGHT Direita Usado junto com o join para relacionar dadosINNER Interno Usado junto com o join para relacionar dadosJOIN Juntar Usado para relacionar dados de uma ou mais tabela
  50. 50. Exemplo:SELECT * FROM cp_muralSELECT * FROM cp_mural WHERE id=3SELECT * FROM cp_mural WHERE LIKE „%teste%‟ ORDER BY id DESCSELECT nome, msg FROM cp_mural ORDER BY id DESCTradução:selecione todos de cp_muralselecione todos de cp_mural onde id for igual a 3selecione todos de cp_mural onde nome for parecido com „teste‟ ordenado por iddescrescenteselecione nome, msg de cp_mural ordenado por id decrescente
  51. 51. Funcões PHP / MySQL:mysql_connect(); // inicia a conexao com o banco de dados ativo no servidor.Sintaxe: mysql_connect(“endereco_servidor”, ”usuario”, ”senha”);mysql_select_db(); // seleciona o banco de dados que esta no servidor.Sintaxe : mysql_select_db(“nome_do_db”, link_identificador);mysql_query(); // envia consultas para o banco de dados ativo no servidor.Sintaxe : mysql_query(“codigo sql”);mysql_result(); // retorna o resultado de uma consulta.Sintaxe : mysql_result(var_consulta, linha, nome_do_campo);mysql_fetch_array(); // gera um array com os dados da consulta.Sintaxe: mysql_fetch_array(var_da_consulta);
  52. 52. Funcões PHP / MySQL:mysql_fetch_array(); // gera um array associativoSintaxe: mysql_fetch_assoc(var_da_consulta);mysql_num_rows(); // retorna o numero de linha da consulta.Sintaxe : mysql_num_rows(var_consulta);
  53. 53. Exemplos
  54. 54. Sistema de CriptografiaDesenvolver um sistema que gera uma chave criptografada em MD5, SHA-1 ou BASE64.Utilize um form com um input do tipo text, um select list e um botão. OBS.: ao gerar a chave, os campos devem continuar preenchidos com os dados fornecido.
  55. 55. Programação Orientada a Objetos1. O que é um Objeto?2. O que é POO?
  56. 56. Respostas1 Tudo é um objeto, um caderno, uma caneta, pessoas, carros, casas,etc... e como todo objeto do mundo real, na POO os objetos possuemcaracterísticas e comportamentos/funções • Características: são as propriedades do objeto • Comportamentos/funções: são os métodos do objeto2 Programação Orientado a Objetos é abstrair problemas da realidadepara que sejam modelados de forma computacional.
  57. 57. POO em PHP Quando falamos em orientação a objetos (OO), estamosfalando basicamente de classes, métodos e propriedades.
  58. 58. ClassesClasse nada mais é do que uma estrutura, um molde, uma forma quedefine os tipos de dados (propriedades e métodos). Exemplo: Uma classe “pessoa” poderia ter as propriedades: Nome, Endereço e Cidade. Como métodos poderíamos ter: Andar, Envelhecer e Crescer.Uma classe define todas propriedades e comportamentos (métodos)comuns compartilhados por um mesmo tipo de objeto. Podem ser porexemplo, Pessoa, Carro, Clientes, etc.
  59. 59. Propriedades e MétodosPropriedades nada mais é do que as variáveis internas de umaclasse, ou seja, são variáveis que você coloca dentro das chaves {} daclasse.Já os métodos são as funções internas das classes, ou seja, as funçõesque você coloca entre as chaves {} da classe
  60. 60. Os 4 Pilares da POO
  61. 61. Os 4 Pilares da POO1. PolimorfismoPolimorfismo significa muitas formas. Na programação é o mesmo quedizer que várias classes podem possuir a mesma estrutura ecomportamentos diferentes.Ao utilizar herança não apenas podemos reutilizar métodos da classepai, como também podemos sobrescrever os métodos da classepai, fazendo assim com que algumas características sejam modificadas.
  62. 62. Os 4 Pilares da POO2. HerançaHerança é a capacidade de um filho herdar algo do pai. Na programaçãoorientada a objetos é a mesma coisa.Então, herança nada mais é do que uma classe filha herdar propriedades emétodos de uma classe pai.Esta herança é caracterizada pela palavra chave extends.
  63. 63. Os 4 Pilares da POO3. Abstração Abstrair significa separar mentalmente, considerarisoladamente, simplificar. É separar de forma lógica o sistema com oobjetivo de simplificar. 3.1. Classes abstratasElas são responsáveis por manter uma estrutura padrão para seusfilhos, indepentende do seu número. Ou seja, essas classes nunca serãoinstanciadas, pois somente seus filhos serão usados.
  64. 64. Os 4 Pilares da POO3. Abstração 3.2. Métodos abstratosAssim como classes, os métodos abstratos também são criados apenaspara estruturação das classes filhas. Às vezes queremos que as classesderivadas de uma classe pai tenham obrigatoriamente um métodoespecífico, para garantir que não haja conflito em outros métodos quedependem desse primeiro.
  65. 65. Os 4 Pilares da POO4. EncapsulamentoO encapsulamento é um dos recursos mais interessantes da programaçãoorientada a objetos. Encapsular significa, na programação, esconder osdados contidos nas propriedades de uma classe. Qualquer classe écompletamente responsável pelos dados que ela transporta e necessitaque os mesmos se mantenham íntegros, ou seja, sem alterações nãoprevistas durante a execução.
  66. 66. Os 4 Pilares da POO4. Encapsulamento4.1 VisibilidadeÉ possível utilizar do encapsulamento para dar permissões de acessos aosatributos das classes. Assim podemos dizer quem pode acessar seusatributos diretamente ou não. São eles:4.1.1. PublicA palavra chave public informa que a propriedade ou o método sãopúblicos, ou seja, qualquer um pode acessar (desde subclasses comooutras classes que estão a instanciando).
  67. 67. Os 4 Pilares da POO4. Encapsulamento4.1.2. PrivateJá a palavra chave private informa que a propriedade ou método só podemser acessados internamente na classe. Nem seus filhos podem acessá-lo.4.1.3. ProtectedEnquanto isso protected indica que subclasses podem acessar, mas outrasclasses ou funções não têm essa permissão
  68. 68. OBSEm POO as function() passam a ser chamado de Métodos e as variáveisde Propriedades.Muda-se a forma de referenciar as variáveis, ao invés de $var, temos queusar o $this (este, esta), ficando $this->var.Para criar uma classe, basta colocar a palavra chave “class” seguido donome da classe (é de bom costume colocar a primeira letra no nome daclasse em minúscula) depois abre e fecha chaves formando o escopo daclasse
  69. 69. Exemplo<?phpclass exemplo{ // declaro as variáveis que vou usar public $nome = „teste‟; // métodos public function setNome(){ echo $this->nome; }}$ex = new exemplo();$ex -> setNome();?>

×