• Save
Estudo de aceitação de novo produto na linha de sabonetes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Estudo de aceitação de novo produto na linha de sabonetes

  • 1,840 views
Uploaded on

Trabalho desenvolvido durante o módulo de Pesquisa de Marketing do curso de Pós-graduação em Comunicação Integrada de Marketing da Católica SC. ...

Trabalho desenvolvido durante o módulo de Pesquisa de Marketing do curso de Pós-graduação em Comunicação Integrada de Marketing da Católica SC.
Trata-se de um estudo de aceitação de um novo produto na linha de sabonetes, onde realizou-se uma sessão de focus group sobre o assunto e objeto de estudo. O trabalho foi realizado no módulo lecionado pelo Professor Dr. Paulo Prado.

More in: Marketing
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,840
On Slideshare
1,839
From Embeds
1
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 1

http://www.linkedin.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Estudo de aceitação de novo produto/negócio na categoria de sabonetesMayara, Leila, Ligiane, Alexandra, Jeferson, Daiane Umetsu, Maria Margarete
  • 2. IntroduçãoPercebe-se que a categoria de produtos em questão é muitodiversificada, saturada e fragmentada. Conta com váriostipos de sabonetes, envolvendo diversas fragrâncias,formatos e embalagens.Com base nisso, a pesquisa teve a seguinte situação deoportunidade: um novo produto da marca Alma de Flores, com formato diferenciado e voltado ao público da geração Y, seria bem aceito no mercado?
  • 3. Objetivos* Analisar o potencial de mercado deuma nova linha de produtos da marcaAlma de Flores com foco na geração Y;* Verificar a aceitação de umaembalagem com três sabonetes.
  • 4. Metodologia Etapa População- Técnica amostral Método e alvo e amostra instrumento de coletaQualitativa 7 Não probabilística Focus group consumidores por conveniênciaQuantitativa 384 Probabilística Questionário - survey consumidores simples – aleatória estruturado 95% nível de confiança 5% erro amostral
  • 5. Instrumento de pesquisa - roteiro1. Qual é a primeira coisa que vem a sua mente quando você pensa em sabonetes?2. Qual é a característica mais importante na escolha de um sabonete? Por quê?3. Em sua opinião, as opções existentes no mercado satisfazem a sua necessidade?4. Conte como foi a última vez que você comprou um sabonete.5. Quanto você paga por um sabonete hoje?6. Você conhece o sabonete Alma de Flores?7. O que você gosta e o que não gosta nesta marca?
  • 6. Apresentação dos resultadosCaracterísticas• O cheiro é importante• Sabonete branco não suja o banheiro• Sabonetes grandes são ruins de segurar• Para o dia-a-dia deve ser sabonete maior. Principalmente para quem tem família• A hidratação é ligada com a marcaMomento da compra• Em promoções se compra mais• Pouca preocupação com informações técnicas• A embalagem de caixinha é mais bonita e fica mais organizada
  • 7. Apresentação dos resultadosAtributo mais importante• Sabonete = cuidado com a higieneMarca mais lembrada• Dove• Ligam a marca à hidrataçãoEmbalagem com três unidades• Natura tem sabonetes menores, mais práticos, para um banho só. Interessante porque não tem muito no supermercado. Bom para viagens. Sabonete é algo individual• A embalagem da Natura com mais sabonetes é interessante
  • 8. Conclusões – Alma de Flores• Melhor criar uma marca totalmente nova do que revitalizar uma antiga.• Posicionamento ruim (sabonete de avó, serve de cheirinho para guarda-roupa).• O nome Alma de Flores não combina.• Com o sabonete Alma de Flores você sabe se a sua avó está em casa.• Em 50 anos essa marca pode desaparecer no mercado se ela não mudar e se reposicionar totalmente.
  • 9. Conclusões e recomendações• Criação de um modelo de negócio que envolva vending machine de produtos de higiene pessoal, que, dispostos em aeroportos, possam oferecer praticidade para as pessoas que costumam viajar com muita frequência.• Verificar a aceitação desse modelo de negócio, por meio de um estudo quantitativo, realizado com o público-alvo em questão.• Testar um protótipo da vending machine em três aeroportos, com câmeras rodando 24 horas durante três semanas, para observar como seria a interação das pessoas com a máquina.