Discipulado
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Discipulado

on

  • 4,276 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,276
Views on SlideShare
4,270
Embed Views
6

Actions

Likes
4
Downloads
226
Comments
0

1 Embed 6

http://sflibvr.wordpress.com 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Discipulado Discipulado Document Transcript

  • 1 Discipulado Lição 01 A Fé: A definição de palavra Fé implica em disposição da alma para confiar em outra pessoa. A fé tem confiança em algo verdadeiro, ainda que muitas vezes transcenda a nossa razão. Fé Natural: Todo homem nasce com uma fé que é inerente a sua natureza. Exemplo: o filho crer no seu pai, o homem crer no seu time, no se emprego, na sua capacidade; esse tipo de Fé é alimentada pelo que o homem ver, ou seja, pelo o racional. A Fé Religiosa: É uma tão forte confiança em uma determinada pessoa ou princípio estabelecido, que produz influência na atividade mental e espiritual dos homens, devendo normalmente dirigir a sua vida. Ex: Alguém que é católico e é devoto de Padre Cícero, ele crer nesse “Santo” que foi uma pessoa, defende-o, acredita que pode ser curado e cria um estilo de vida dentro dos seus princípios religiosos. A Fé Cristã: É uma completa confiança em Cristo, pela qual se realiza a união com seu Espírito, havendo a vontade de viver a vida que Ele aprovaria; não é uma aceitação cega, ou uma lavagem cerebral, mas é um sentimento baseado nos fatos da sua vida, da sua obra, do seu poder, e da sua palavra. O texto bíblico que define a Fé Cristã encontra-se em Hb 11:1 “Ora, a Fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem”. Algumas definições objetivas: Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 2  A Fé significa que temos confiança das coisas que esperamos, e convicção daquilo que nós não vemos.  A Fé é dar substância as coisas em que esperamos.  A Fé é a certidão de garantia, das coisas em que esperamos até serem concluídas.  A Fé é agarrar as irrealidades da esperança e trazê-las a dimensão da realidade. Lição 02 Como Obtermos a Fé? Conforme a palavra de Deus em Hb 11:6 “Sem fé é impossível agradar a Deus”, portanto, todo aquele que queira agradar a Deus faz necessário possuir uma Fé nele. Como observamos no texto acima, há uma exigência de Deus para todo aquele que queira agradá-lo tem que ter Fé, porém, entendemos que é impossível o homem gerar este tipo de Fé por si só. Como Deus é a própria justiça, Ele não ia fazeruma exigência ao homem. Lembre-se que Deus já providenciou os meios para todos terem Fé, se não tem a falha não é de Deus. Vejamos abaixo os tipos de Fé e os meios de adquiri- las: A Fé para Salvação: Baseado no texto de Ef 2:8-9 o Apóstolo Paulo afirma que somos salvos pela graça, por meios da Fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem de obras para que ninguém se glorie. Se a Salvação vem por meio da Fé, vejamos, no texto de Rm 10:8-10, 13, 14, 17, como essa Fé é gerada dentro do homem: 8. Porém que se diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração: isto é, a palavra da Fé que pregamos. 9. Se com tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. 10. Porque com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa a respeito da salvação. 13. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. 14. Como, porém invocarão aquele em que não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? 17. De sorte que a Fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus. O texto acima descreve três passos que o homem deve dar para receber a salvação:  Confessar: Não adianta simplesmente declarar “eu creio em Jesus e em Deus”, só isso não adianta, esse confessar que o texto está falando está ligado, a confessar a Jesus como único salvador, diante dos homens não somente cm a boca, porém, muito mais com procedimento. Lc 12:8- 9  Crer: O texto fala em crer no coração, ou seja, é algo de dentro para fora, é uma manifestação interior que se exterioriza em nosso: falar, vestir, proceder, andar e em todo nosso viver. Estamos manifestando o Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 3 que deus colocou dentro de nós. Lembre-se que para ser salvo temos que crer que Jesus ressuscitou dentre os mortos, temos que declarar este acontecimento com tanta convicção como nós estivéssemos visto Jesus ressuscitar.  Aceitar: Aceitar o que? Jesus como salvador; Jesus como dominador da sua vida (não vivo eu, mas Cristo que vive em mim); aceitar que a palavra de Deus é viva e eficaz; é padrão e regras para minha vida; aceitar que devo viver uma vida santa e irrepreensível. A Fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus No texto de Rm 10:17 afirma que a fé vem pelo ouvir e ouvir a palavra de Deus eno versículo 14 diz: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?”. Esse texto deixa claro que a Fé da salvação só é gerada na vida do homem através da palavra; eis ai a nossa responsabilidade de meditar na lei do Senhor dia e noite e não cessar de falar desse evangelho que é poder de Deus para transformar esse mundo. Analisando o texto de At 11:13-14: 13. E ele nos contou como Cornélio vira o anjo em pé em sua casa, e que lhe dissera: envia a Jope e manda chamar Simão, por sobrenome Pedro. 14. O qual te dirá palavra mediante as quais serás salvo, tu e toda a tua casa. Analisando o texto acima concluímos o seguinte:  Cornélio tinha que ouvir o evangelho para ser salvo, pois a fé vem pelo ouvir a palavra de Deus.  O anjo se apresentou a Cornélio e mandou que ele chamasse Pedro; o anjo não poderia evangelizar a Cornélio.  Deus confiou aos homens a responsabilidade de falar do plano da salvação. O Evangelho é Poder de Deus: O evangelho pregado, que é o poder de Deus, ele não traz só salvação mas também cura física, cura espiritual e libertação, ou seja, esse evangelho tem que ser completo na vida do homem. Analisando os textos de Atos 14:6-10 e 8:5-8 observamos que não foi a Fé, a posição de apostolo ou poder de Paulo que curou o homem; no entanto, foi a Fé do próprio homem que o curou. Veja qual foi a sequência para que a fé brotasse dentro do homem e lhe trouxesse a cura:  Paulo pregou o evangelho.  O homem ouviu o que Paulo falava (o evangelho).  A fé foi gerada dentro do homem através do ouvir o evangelho.  Paulo olhou e percebeu que o homem tinha Fé para ser curado.  Paulo ordenou o homem levantar-se e andar. Podemos observar que os grandes milagres da igreja primitiva todos aconteceram como resultado da pregação do evangelho (Atos 8:5-8). A Fé em Ação: Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 4 Há uma facilidade em falarmos sobre fé em declararmos que temos Fé, porém, há uma grande dificuldade em colocarmos essa Fé em ação. No texto de Tg 5:14-15 nos instrui para orarmos e ungirmos os doentes, e a oração da Fé salvará o enfermo. Percebemos que a cura não depende só da oração ou da unção, porém, muito da Fé do doente. Todos os textos abaixo vêem Jesus afirmar “ a tua Fé te curou”.  A mulher com hemorragia. Mc 5:34  A cura do servo do centurião. Lc 7:1-10  A cura de um cego. Mt 9:27-34  Liberta a filha da mulher Cananéia. Mt 15:21-28 O que devemos fazer para ter uma Fé ativa? Analisemos o texto de Mc 9:14-32:  Um homem tinha um filho jovem que sofria com um espírito mudo desde a infância, e toda vez que o espírito se apodera lança-o por terra e ele espuma, range os dentes, vai se secando, e muitas vezes têm lançado no fogo e na água para matar. Vs 17,18,21-21.  Os discípulos não puderam expulsar. Jesus acusa-os de geração incrédula, ou seja, sem Fé. Vs 18-19  Jesus desafia o homem e diz: Você pode libertar o seu filho, porque tudo isso é possível ao que crer. Vs 23  O homem reconhece que tem dificuldade em ter uma fé que supere o tamanho do seu problema e declara para Jesus: eu creio; ajuda-me a vencer a minha falta de fé. Vs 24 Precisamos alimentar a nossa Fé com a leitura da Palavra aprendendo como Jesus instruía os discípulos a terem Fé; reconhecer em algumas situações difícil que a nossa Fé é abalada e pedir socorro ao Pai da Fé (ajuda-me a vencer a minha falta de Fé). Texto para memorizar: “De sorte que a Fé é pelo ouvir, e ouvir a Palavra de Deus” Rm 10:17. “E sede cumpridores da Palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” Tg 1:22 A Fé na cabeça X a Fé no coração A grande dificuldade de muitos cristãos em desenvolver uma Fé genuína é querer crer com a razão; muitos lêem a palavra de Deus e concordam que é a verdade, porém, essa concordância é apenas com a mente; a verdadeira Fé é acreditar com o coração, é crer que já REM antes de receber. Podemos observar isto no texto de Mc 11:23-24. Como vencer as dificuldades da Fé: Sabemos que a Palavra de Deus é a verdade, e que Ele nos prometeu a cura e o Espírito Santo, mas, por alguma razão, não consigo e não compreendo por que não vivemos a plenitude do que Deus prometeu e já nos deu. Vejamos algumas atitudes que devemos tomar para vivermos uma Fé genuína:  Devo acreditar que tudo o que a palavra de Deus afirmar é verdade, e não tem meio termo. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 5  Se a Palavra afirmar que o Senhor levou sobre si as minhas enfermidades então, eu já tenho a cura, eu já a possuo, embora não posso vê-la, mas já estou curado, não preciso que as dores passem para eu crer na sua cura, isso não é Fé; precisamos acreditar antes de receber.  O que pedimos em orações temos que crê que já recebemos, é assim que o texto de Mc 11:24 fala “... tudo quanto pedirdes em oração, credes que recebestes, e será assim convosco”.  Declare e creia no coração que a Fé é a convicção de fatos que não se vêem. A Fé de Tomé Conforme a passagem bíblica em Jo 20:24-29 “... e logo disse a Tomé: põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; chega também a tua mão e põe-na no meu lado; não sejas incrédulo, mas crente... Disse-lhe Jesus: Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram, e creram”. As características da Fé de Tomé:  Ter a necessidade de alimentar a mente através da visão (vendo) para depois crer.  A Fé é alicerçada no visível, no palpável; ele poderia até querer crer, porém a sua mente lembrava dos cravos, da coroa, o corpo transpassado, e o corpo na sepultura.  A Fé está literalmente depositada ou gerada na mente, enquanto. Deveria está sendo gerada no coração.  A mente (razão) fala mais alto do que o espírito; o natural respaldo do que sobrenatural.  A mente é mais alimentada do que o espírito. Ele declara no versículo 25 “... Se eu não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o meu dedo, e não puser a minha mão no seu lado, de modo algum acreditarei”. A Fé de Abraão A Fé de Abraão é o oposto da Fé de Tomé, vejamos o texto de Rm 4:17-21. As Características da Fé de Abraão:  Não olha para os sentimentos, sintomas, fragilidade, e limitações físicas e humanas.  A única base da sua Fé é a Palavra de Deus; a idade era contrária, a condição de Sara (estéril) era contrária, ou seja, nada contribuía para o firmamento da sua Fé, mas a sua Fé estava respaldado na Palavra de Deus “...é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem”.  O impossível torna-se possível; o sobrenatural é tão real como o natural. Precisamos aprender a alimentarmos o espiritual para que o sobrenatural seja tão real e visível, tão quanto, o natural. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 6 Precisamos dar mais credibilidade o que diz a Palavra de Deus, para que as situações, as dores, as decepções, as necessidades, as enfermidades; não vinha anular o poder da Palavra. As escrituras dizem a respeito da cura que: Ele mesmo tomou sobre si as nossas enfermidades; porém há uma dificuldade em aceitarmos a cura, porque os sintomas, as dores, falam mais alto do que diz a Palavra. Na questão da cura, não queremos negar há existência das dores ou dos sintomas, pois os mesmos são reais e estão presentes como nosso corpo, porém, o que precisamos é andar pela Fé, e não pela vista; não devemos olhar para os sintomas e sim olhar para as promessas. A verdadeira Fé, crer simplesmente o que diz a Palavra a respeito de nós mesmos: Se Deus diz que é assim, logo, é assim. Se Ele diz.  Pelas pisaduras fostes sarados, (estou sarado).  Meu Deus suprirá todas as vossas necessidades, (Ele o fará).  O Senhor é a força da minha vida, ( Ele o é). Memorizar: „Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem”. Hb 11:1 EXERCÍCIO 1) Defina: Fé, Fé religiosa, Fé cristã. 2) Como obtermos a Fé em Deus mencione textos bíblicos? 3) Explique o que é Fé para salvação, use texto bíblico? 4) Baseado em At 11:13-14, de quem é a responsabilidade de pregar o evangelho e explique com suas palavras o valor dessa missão? 5) Explique com suas palavras a diferença de crermos com a mente e crermos com o coração. 6) Explique quais são as diferenças da Fé de Tomé e da Fé de Abrão; e cite qual é a característica principal da Fé do dois. 7) Se você já teve uma experiência de Fé, conte-a. Lição 03 A Fé X Esperança Diferença entra a Fé e a Esperança. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 7 Precisamos deixar bem definida em nossa mente o que é Fé e Esperança; muitos têm confundido Fé com Esperança, e tem colocado uma no lugar da outra, e por este motivo tem deixado de usufruir muitas bênçãos que a Fé nos proporciona. No texto de I Coríntios 13:13 diz: Agora, pois, permanecem a Fé, a Esperança, e o Amor, estes três, mas o maior destes é o Amor. O que devemos aprender que neste texto, o Amor não é mais importante do que a Fé e a Esperança, porém, cada um deles tem seu valor e sua importância, ou seja, o Amor não substitui a Fé, a Esperança não substitui o Amor. FÉ ESPERANÇA Olha para o presente (agora) já Olha para o futuro. Um dia eu possuo, já tenho, recebo a minha cura receberei a minha cura (um tempo agora. indefinido). Nota 1: Se você está doente e sofrendo com enfermidade, você não quer se curado no futuro, você quer a cura agora. Se você está buscando o batismo no Espírito Santo, você quer recebê-lo agora, e não em algum tempo indefinido. Nos casos acima você não precisa usar a Esperança, e sim uma Fé positiva que te garanta um êxito no presente. Nota 2: Os textos de Marcos 11:24 e Mateus 21:22 dizem”...tudo quanto em oração pedirdes, CREDE que recebestes, e será assim convosco”. “E tudo quanto pedirdes em oração, CRENDO, recebereis”. Conforme esses textos e outros, afirmam que nenhum cristão receberá algo de Deus pela Esperança, ou seja, receberei tudo quanto eu pedir em oração CRENDO e não esperando. Como devemos usar a Esperança. A Esperança é bíblica, útil e abençoada, porém, deve ser usada corretamente para que não confunda com a Fé. Baseados na palavra de Deus: temos a Esperança que é:  A vinda do nosso Senhor Jesus Cristo.  A ressurreição dos mortos.  O arrebatamento dos santos vivos.  Vamos morar eternamente nos céus. Os acontecimentos das afirmações acima, todas irão acontecer, porém, em um tempo futuro, e nenhuma delas dependem de termos Fé ou não. A Fé neste caso não afetará esses eventos. Memorizar: I coríntios 13:13 “Agora, pois, permanecem a Fé, a Esperança, e o Amor, estes três, porém o maior deles é o Amor”. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 8 Lição 04 A Fé vê a Resposta Aprendemos que a Fé é gerada pela palavra de Deus, e que a verdadeira Fé ela não espera por uma resposta no futuro, mas crer em uma resposta agora, ou seja, a Fé vê a resposta imediata. Vejamos o que à palavra de Deus nos orienta para termos uma Fé que vê a resposta no presente. Provérbios 4:20-22 20. Filho meu, atenta para minhas palavras; aos meus ensinamentos inclina o teu ouvido. 21. Não deixes aparta-se dos teus olhos; guarda-os no mais íntimo do teu coração. 22. Porque é vida para quem os acha, e saúde para o seu corpo.  Não deixe que a palavra se aparte de seus olhos. Precisamos ler a bíblia para que a nossa Fé seja fortificada, há muitos cristãos doentes porque não se alimenta no que diz a palavra em Mateus 8:17 “Jesus mesmo tomou sobre si as nossas enfermidades e carregou as nossas doenças”.  O versículo 22 afirma que a palavra é vida para quem os acham, e saúde para o seu corpo; a palavra saúde neste texto tem o mesmo significado de “remédio” para o nosso corpo.  Os versículos 20 e 21 nos mostram quais instruções para tomar esse remédio que são: “Atentar para” ou estudar a palavra de Deus, guardá- las no, mais íntimo do teu coração ou obedecer a essa palavra. Muitos cristãos ficam orando mais e mais, mas nunca se deparam as respostas. Apenas vêem tudo ficando pior. Continuam olhando para as coisas erradas, para os sintomas, para as condições que o cercam. Na realidade vive uma vida de incredulidades e destroem os efeitos das suas orações. Precisamos renovar as nossas mentes com uma Fé positiva crendo que já recebemos. O crer tem que vir antes do receber. (Marcos 11:24). Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 9 A Fé contradiz as Circunstâncias. Hb 13:5-6; Fp 4:8. A resposta da Fé nunca concordará com as circunstâncias. Podemos afirmar que não existe Fé sem circunstâncias, como, não existem circunstâncias maiores que o nosso Deus. Se o nosso Deus é maior, porque que tantos cristãos fracassam? O fracasso de muitos cristãos está no fato de eles olharem mais para as circunstâncias do que para a RESPOSTA (Jesus). O que devemos fazer para que a Fé seja maior do que as circunstâncias:  Devo deixar de falar coisas erradas, e alimentar a minha mente afirmando que Jesus é: o meu auxílio é o que me sara, levou as minhas enfermidades, carregou as minhas doenças.  Pensar, crer e falar de modo correto, ou seja, inibir todo pensamento contrário a palavra, crer que já sou vitorioso em Cristo Jesus e falar palavra de vida que edifique. A Fé responde A resposta da nossa oração não está baseada naquilo que eu vejo, ou na minha limitação, mas, estar alicerçada na minha Fé que tem a palavra de Deus como base. Se a palavra de Deus diz:  Por suas chagas fostes sarados (I Pe.2:24), somos sarados.  E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir em Cristo Jesus cada uma de vossas necessidades (Fp 4:19), Ele assim o fará.  O Senhor é a fortaleza da minha vida (Sl.27:1), é isso que Ele é. Nota 1: A genuína Fé em Deus afirma aquilo que a palavra de Deus diz ao nosso respeito que somos. Possuímos aquilo que a palavra diz que possuímos. Somos aquilo que a palavra de Deus que somos. Se ele diz que estamos curados, nós estamos curados. Se Ele diz que se importa comigo, Ele se importa mesmo. Nota 2: No texto de Marcos 11:23 diz:”...qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar; e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito”. Conforme o texto, a Fé só terá êxito se abrir á boca e ordenar ou confessar aquilo que a palavra me respalda. A Fé conservada somente em seu coração nunca trará cura ao seu corpo. Devemos gerar a Fé dentro do coração e exteriorizá-la liberando-a através de nossos Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 10 lábios (fala para o monte lança-te ao mar; e não duvidares em teu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que lhe disser lhe será feito). Exercício 1) Explique as diferenças entre a Fé e a Esperança. 2) Explique biblicamente qual a importância da Esperança. 3) O que devo fazer para ver a resposta antes de sua chegada? 4) O que devo fazer para que as circunstâncias não abalar a minha Fé? 5) Mostre biblicamente como devemos agir para receber a cura das nossas enfermidades. Lição 05 A Fé em Ação Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 11 Se observarmos a palavra de Deus de Gêneses a Apocalipse, vemos exemplo de como o povo de Deus conseguiu realizar grandes milagres usando o instrumento “Fé”. Percebemos que esses homens que colocaram sua Fé em ação eram pessoas humildes que simplesmente praticavam a palavra de Deus, com uma Fé simples e confiante. A Fé em ação no Antigo Testamento Josué 6:2-5,16,20. v.2. Então disse o Senhor a Josué: olha, entreguei na tua mão a Jericó, ao seu Rei e aos valentes. v.3. Vós, pois, todos os homens de guerra, rodearão a cidade, cercando-a uma vez: assim farei por seis dias. v.4. Sete sacerdotes levarão sete trombetas de chifres de carneiros adiante da arca; no sétimo dia rodeareis a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocarão a trombetas. v.5. E será que, tocando-se longamente a trombeta de carneiro, ouvindo vós o sonido dela, todo o povo gritará com grande grito: o muro da cidade cairá abaixo, e o povo subirá nele, cada qual em frente de si. v.16. E sucedeu que, na sétima vez, quando os sacerdotes tocavam as trombetas, disse Josué ao povo: gritai; porque o Senhor vos entregou a cidade. v.20. Gritou, pois, o povo e os sacerdotes tocavam as trombetas. Tendo ouvindo o povo o sonido da trombeta e levantado grande grito, ruíram as muralhas, e o povo subiu á cidade, cada qual em frente de si e a tomaram. Analisaremos o texto acima e vejamos qual o processo para que a Fé entre em ação: À parte de Deus: v.2 – Antes de Deus dar a Josué dar a Josué a estratégia de guerra, Ele primeiro garante dar a vitória, ou seja, eu entreguei nas tuas mãos, porém a vitória garantida não dispensa a luta e não dava a Josué o direito de ficar acomodado esperando que a cidade viesse para as suas mãos. Deus lhes deu instruções explícitas quanto a tomarem posse da terra; deveriam marcharem em derredor dos murros da cidade sete vezes, tocar as trombetas e gritarem. À parte de Josué: Teria que crer que a cidade já era sua (entreguei, o verbo está no passado); a vitória vem antes da luta; a batalha confirma a Fé. Obedecer às instruções de Deus (praticar a palavra). Josué não podia olhar para as dificuldades da luta, nem tão pouco, comparar as instruções recebidas com as dificuldades de conquistar a cidade. A palavra recebida deveria ser obedecida na integra, para Deus não existe meia verdade ou receber em parte. A prática da palavra de Deus é a Fé em ação. A Fé em ação no Novo Testamento Lucas 5:18-20,24,25. 18. Vieram então uns homens trazendo em um leito um paralítico; e procuravam introduzi-lo e pô-lo diante de Jesus. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 12 19. E não achando por onde introduzi-lo por causa da multidão, subindo ao eirado desceram o leito, por entre os ladrilhos, para o meio, diante de Jesus. 20. Vendo-lhes a Fé, Jesus disse ao paralítico: homem está perdoado os teus pecados. 24. ...Eu te ordeno: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para casa. 25. Imediatamente levanto-se no meio deles e, tomando o leito em que permanecera deitado, voltou para casa, glorificando a Deus. Essa passagem também mostra uma Fé sobrenatural, porém, em circunstâncias diferentes. Podemos afirmar que a Fé só tem base na palavra de Deus. Vejamos: Á parte de Deus: V.20,24 – Jesus vendo a Fé deles olhou para o paralítico e disse: Teus pecados estão perdoados. Eu te ordeno: Levante-te toma o teu leito, e vai para casa. Á parte do Homem: Os homens já vieram ao encontro de Jesus com a Fé gerada no seu coração, pois, os mesmos já tinham ouvido falar das maravilhas que Jesus vinha operado. V.18-19 – Os homens não desistiram no primeiro obstáculo; a Fé nos impulsiona a vencer os obstáculos. Os homens teem uma estratégia inédita; a Fé nos dar estratégia para romper as dificuldades. Todos que estavam envolvidos na missão da Fé, inclusive o paralítico (v.20, vendo-lhes); os incrédulos são armas poderosas para esfriar a nossa Fé. O paralítico foi usado, assim, como Josué. Deixou-se ser levado por cima do telhado, a sua Fé foi maior que o seu medo, do que a sua deficiência, do que seus traumas e limitações. Não dúbio em obedecer a Jesus quando lhe ordenou “Levanta-te, toma o teu leito, e vai para casa”. O que podemos afirmar é que a Fé só terá êxito quando o homem age e crer;Há muitos cristãos acomodados, esperando que algo aconteça automaticamente independente do seu agir. Josué e o paralítico para serem vitoriosos primeiro creram e obedeceram, depois receberam a vitória. Memorizar: Tg.1:22 “Tornai-vos, pois, praticantes da palavra, e não ouvintes”. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 13 Lição 06 A Fé para o recebimento do Espírito Santo A Fé é indispensável na vida do cristão, como vimos anteriormente, é através dela que obtemos a salvação, a cura, os milagres, as conquistas, e também, o batismo (revestimento) do Espírito Santo. Ao observarmos o livro de Atos 19:1-6, notamos que desde a descida do Espírito Santo no dia de pentecostes, os discípulos quando ministravam, sempre perguntavam: vocês receberam o Espírito Santo? Note que eles não perguntam: Deus lhes deu o Espírito Santo? Deus não vai dar a crente o Espírito Santo, Ele já nos deu, depende única e exclusivamente de cada crente querer receber. Precisamos entender que as coisas espirituais são tão reais como as coisas materiais. Vejamos o exemplo abaixo: Imagine uma pessoa pedindo a você um livro, e que esse livro esteja em suas mãos, e de imediato você concorda em lhe dar; mas, de repente essa pessoa começa a lhe implorar com lagrimas e gritos dizendo: por favor, por misericórdia me dê esse livro! Quem estivesse assistindo essa sena, deduziria de imediato que essa pessoa não era normal; porque simplesmente ele não estenderia para pega-lo. Assim como é no reino material, também é o reino espiritual; Deus nos ofereceu o Espírito Santo como dádiva; não precisamos chorar e implorar a Deus para ser revestido do Espírito Santo. Para sermos revestidos do Espírito Santo precisamos simplesmente ser nascido de novo. Leia os textos: Atos 2:4; 10:44-46; 19:6. Algumas Expressões e Atitudes Erradas: Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 14 Alguém disse: Fiquei 15 anos a espera do Batismo do Espírito Santo. Essa pessoa aprendeu a ESPERAR, mas, nunca aprendeu a RECEBER. Há uma diferença muito grande entre as duas coisas. Faz 19 anos que estou buscando o Espírito Santo. Muitos estão fazendo hora na igreja, ocupando mais um lugar no templo, e estão deduzindo que estão buscando o Espírito Santo conforme Mateus 7:7 diz: Buscais e Achareis. O Batismo no Espírito Santo: O nosso corpo é a casa do nosso próprio espírito; quando nascemos de novo o Espírito Santo passa a habitar em nós; tornando-nos templo do Espírito Santo. Esse batismo é subseqüente ao novo nascimento, ou seja, ninguém pode ser batizado no Espírito Santo antes receber o novo nascimento (João 14:16-17). A grande dificuldade de muitos cristãos não conseguirem receber o batismo no Espírito Santo é a falta de Fé e querer racionalizar essa experiência; essa experiência é exclusivamente espiritual (I Coríntios 14:14). Nunca iremos entrar em contato com Deus através da nossa mente, porque Deus não é um ser físico (Números 23:19); conforme João 4:24 Ele é “um Espírito”. O nosso corpo e a nossa mente simplesmente expressa a manifestação do meu espírito. Memorizar: Atos 19:16 “...Veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto falavam em línguas como profetizavam”. Lição 07 O Que Significa Crer de Coração Em Romanos 10:10 fala a respeito de Crer com o Coração. “Visto que com o coração se crer para a justiça, e com a boca se faz a confissão para salvação” A palavra “Coração” neste texto, como outros, não se referem ao órgão físico que bombeia o sangue pelo nosso corpo e nos mantém com vida. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 15 Seria o caso, então, de crermos com o corpo. E não é possível crer em Deus com o coração físico, assim como não podemos crer n‟Ele com nossa mão ou dedo físico. A palavra “coração” é empregada aqui para transmitir uma idéia. Quando Deus fala a respeito do coração humano, fala da parte principal do homem, do próprio âmago (essência) do ser, ou seja, o espírito humano. Crer com o coração significa crer independentemente daquilo que o nosso corpo físico diz, ou que nossos sentidos indicam. É porque o homem físico crer naquilo que ver com os físicos, ou no que sente através dos seus sentidos. Mas o espírito crer na palavra independentemente de ver, ouvir ou sentir. O Homem é um Espírito Sabemos que o homem é um espírito, porque é feito a imagem e semelhança de Deus, e Jesus disse: “Deus é Espírito” (João 4:24). O homem é um espírito, mas possui uma alma e habita num corpo.Depois que Deus criou o homem, Ele pegou algo de si mesmo e colocou dentro do homem, soprou o hálito da vida. A palavra traduzida por “Hálito” ou “Fôlego”, é Ruach em hebraico, e é traduzida por Espírito Santo. Sendo Deus um espírito, quando ele soprou dentro do homem, ele passou a ser alma vivente. Tendo agora autoconsciência, pois sem o espírito, o corpo estava morto. O homem verdadeiro é espírito, e com seu espírito entra em contato com a dimensão espiritual. Com sua alma você entra com a dimensão intelectual, e com seu corpo entra em contato com a dimensão física. Não podemos entrar em contato com Deus com a nossa mente e nosso corpo. Tem que ser com o nosso espírito. I Coríntios 14:14 – “Porque, se eu orar em outra língua, o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera”. A Paz – Resultado da Fé no Coração Se quisermos andar pela Fé, a palavra precisa ser suprema, acima de todas as outras coisas. Á medida que confiamos de todo nosso coração, a calmaria e a paz, vem ao nosso espírito. Nós, porém, que cremos entramos em descanso (Hb. 4:3; Fl. 4:7). Fl.4:7 – “e a paz de deus, que excede Toto o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo”. Sabemos em nosso espírito que tudo quanto necessitamos será suprido. Se estivermos preocupados, não estamos crendo. Nosso coração anima-se á medida que lemos a palavra, porque ela é o alimento do nosso espírito, tornando-o forte. Com nossa mente não compreendemos a palavra. Ela é compreendida espiritualmente. “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhes são loucura; e não podem entende-las, porque elas se discernem espiritualmente”. (I Coríntios 2:14). Crer em Deus de todo o nosso coração significa crer á parte do nosso corpo. A razão porque muitos crentes são derrotados é porque aceitam a derrota. Mas a palavra diz, em I João 4:4 – “Filhinhos, vós sois de Deus, e tendes vencidos os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo”. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 16 O Espírito Santo surge dentro de nós, e sabemos que não podemos ser vencidos, sabemos, porque cremos. Memorizar: Pv. 3:5”Confie no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento”. Lição 08 Confissão: A Chave para Destravar a Fé Poucos cristãos dão conta da importância que a confissão ocupa nos planos divino das coisas. E é penoso que, cada vez que usamos a palavra “Confissão”, as pessoas pensam invariavelmente em confessar pecados, falhas e fraquezas. Esse é o lado negativo da confissão. Há um lado positivo, e a Bíblia tem mais para dizer a respeito dos aspectos positivos da confissão do que a respeito dos negativos. Confessar significar “reconhecer ou admitir, declarar Fé em...” Confessar também significa fazer confissão das nossas falhas, mas também da nossa Fé. Há quatro tipos de confissão que são faladas no Novo Testamento:  A confissão dos pecados dos judeus.  A confissão do pecador hoje. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 17  A confissão que o crente faz dos seus pecados quando está fora da comunhão com Deus.  A confissão da nossa Fé na palavra de Deus. A Confissão dos pecados dos judeus É importante fazer a distinção entre os pecados dos judeus segundo a primeira aliança, aos quais Jesus e João Batista falavam nas escrituras, e os pecados dos descrentes hoje, que nunca conheceu a Cristo. Mt. 3:5-6 “Então saíam a ter com ele toda Jerusalém, toda a Judéia e toda a circunvizinhança do Jordão, e eram por ela batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados. Aqui vemos o quadro do povo de Deus, segundo a aliança confessando os seus pecados e sendo batizado por João. Não se trata do batismo cristão. Jesus ainda não tinha morrido e ressuscitado. João não batizava em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Batizava somente em nome do Pai. Essas pessoas eram judias, estavam debaixo da lei. Elas não tinham passado pelo novo nascimento. A confissão do pecador hoje “Mas eu vos digo a verdade: convém-nos que eu vá, porque se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém, eu for, eu vo-lo enviarei. Quando ele vier convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Do pecado porque não creem em mim. Da justiça, porque vou para o Pai, e não me vereis mais. Do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado” (João 16:7-11). No verso 9 Jesus mostra que o pecador será convencido pelo Espírito Santo de um só pecado, que é este: porque não crêem em mim. Quantas vezes temos insistido que o pecador confesse todos os seus pecados que já cometeu, afim de ser salvo. Ele não poderia, porém, confessar todos os pecados que já cometeu. Nem se quer poderia lembrar-se de tudo quanto já fez! A confissão principal que o pecador deve fazer é do senhorio de Jesus. Em Atos 19:18 lemos: muitos dos que creram vieram confessando e declarando publicamente as suas próprias obras. Estes eram gentios, não está registrado aquilo que confessaram, mas entendemos pelo versículo que se segue que estavam confessando as artes mágicas que tinham praticado. Também muitos que haviam praticado artes mágicas, reunindo os seus livros, os que queimaram diante de todos (verso 19). Eles não estavam confessando essas coisas a fim de serem salvos. Pois já eram salvos. Abandonaram a magia porque eram salvos. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 18 Muitas vezes trocamos a ordem do evangelho de Deus, e dizemos aos não-salvos: Você vai ter que largar de fazer isso, ou vai ter que abrir mão daquilo, antes de poder ser salvo. Mas o assunto principal é que ele aceite a Jesus como Senhor primeiro e depois essas outras coisas cuidarão de si mesmas. A Confissão em Público Mateus 10: 32-33 32 – Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também Eu o confessarei diante do meu Pai que está nos céus; 33 – Mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus. Note que nesses versículos Jesus declara que a nossa confissão deve ser pública. Essa confissão pública é na verdade, um rompimento com o mundo e define nossa condição. Demonstra que passamos a ter um Senhor diferente. A confissão que Jesus é o nosso Senhor nos coloca imediatamente debaixo da sua supervisão, cuidado e proteção. Antes disso, satanás era nosso senhor, mas agora Jesus é o nosso Senhor se tão somente confessarmos isso a nós mesmos e ao mundo, como também o confessarmos diante do diabo. Dessa maneira, vencemos seu domínio de sobre nós e temos a vitória em Jesus. Memorizar: Rm. 10:10 “Porque com o coração se crer para justiça, e com a boca se confessa a respeito da salvação”. Exercício 1. Diga como devemos crer em Deus, mostre biblicamente. 2. Qual a essência do homem e onde essa essência habita? 3. Através de que o homem entra em contato com Deus, e quando deve fazer esse contato? 4. Leia I João 4:4 e diga por que existem crentes que vivem derrotados. 5. O que significa confessar? 6. Quais as confissões que fala no Novo Testamento? 7. Fale sobre o que você entende sobre a confissão dos judeus. 8. O que Jesus nos mostra em I João 16:9? 9. Qual a confissão principal que o pecador deve fazer? 10. Fale o que você entendeu sobre a confissão em público. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 19 Lição 09 A Confissão Restaura a Comunhão Rompida: Veremos agora a confissão do crente que está fora da comunhão com Deus. (Sl. 137:1-4). 1. Ás margens dos rios de Babilônia nós assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião. 2. Nos salgueiros que lá havia pendurávamos as nossas harpas, 3. Pois aqueles que nos levaram cativos nos pediam canções, dizendo: Entoai-nos algum dos cânticos de Sião. 4. Como, porém, haveríamos de entoar o canto do Senhor em terra estranha? Veja que nesses versículos os judeus lamentavam o seu cativeiro. O povo de Deus se lembra de Sião, estavam tristes, e suas harpas estavam penduradas nos salgueiros. Não podiam entoar um cântico do senhor em terras estranhas. A Fé não tem cântico quando a comunicação é rompida. Perdemos o nosso testemunho no momento em que pecamos. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 20 O pecado sempre apaga a luz. A fé fica tremula nas trevas da comunhão rompida. A Confissão traz o Perdão: I João 1:3-10 Muitas pessoas pensam que esses versículos são para os não salvos, mas é justamente o contrário, foram escritos para os cristãos que confessaram a Jesus como Senhor, mas estão fora da comunhão com Deus por causa do pecado em sua vida. Observe que a palavra “comunhão” é mencionada quatro vezes nesses versículos, e foram escritos aos crentes e não aos pecadores; Primeiramente, como advertência contra a quebra de comunhão, e segundo lugar, para mostrar o caminho de volta á comunhão com o Senhor. Veja o v. 6, em outras palavras se estamos fora da comunhão e declaramos que tudo está bem, não estamos falando a verdade. Mas se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. No momento em que você faz alguma coisa errada, algo dentro de você lhe contará esse fato. O Espírito Santo, que habita dentro do crente, imediatamente deixará você saber que cometeu pecado. Se você pecou, não importa qual foi o pecado. Não fique esperando, pare no mesmo instante e peça perdão ao Senhor. Ele o perdoará e você poderá continuar andando n comunhão com Ele. O Perdão Restaura a Comunhão Quando o cristão confessa o seu pecado, Deus perdoa no mesmo momento. E ele fica na sua presença como se nunca tivesse pecado. Não é necessário continuar confessando, esses mesmos pecados repetidas vezes, porque isso cria fraquezas, dúvidas, e auto condenação dentro do espírito. (Isaías 43:25; Jeremias 31:34). Se Deus não guarda nenhuma lembrança do pecado que rompe a comunhão entre você e Ele, por que você vai lembrar-se? Não se trata do Espírito Santo convencendo você. Trata-se de satanás procurando roubar sua comunhão com Deus. (João 10:10). Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 21 Lição 10 A Confissão da Palavra de Deus Edifica a Fé: É sempre possível perceber se uma pessoa está crendo corretamente ao ouvir aquilo que ela diz. Se a sua confissão estiver errada, a sua crença está errada. Se a sua crença está errada, seus pensamentos estão errados porque a sua mente não foi renovada com a palavra de Deus. Todas as três ações: Crer, Pensar, e Falar andam juntos.Deus nos tem dado a sua palavra para endireitar os nossos pensamentos. O Crer, pensar e falar tem de ter harmonia como a Santa Trindade anda.Em nossos estudos sobre o assunto da confissão, já tratamos de três dos quatro tipos de confissão, restando “a confissão a palavra de Deus”. Conforme falamos na lição anterior, sempre que é usada a palavra “Confissão”, pensamos instintivamente no pecado e no fracasso. Mas aquele é o lado negativo. Não há dúvida que é importante, no seu devido lugar, mas há um lado positivo, e a Bíblia tem mais para dizer a respeito do positivo do que a respeito do negativo. A confissão é afirmar alguma coisa que queremos. É testificar de alguma coisa que sabemos. É dar testemunho de uma verdade que aceitamos. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 22 As cinco partes da confissão: 1. Aquilo que somos para Deus Pai em Cristo Jesus. (Rm. 8:17). 2. Aquilo que Deus em Cristo, tem realizado em nosso favor do seu plano de redenção. (Rm. 3:24; Ef. 14:16). 3. Aquilo que Deus mediante a palavra e o Espírito Santo, tem operado em nós no novo nascimento e na plenitude do Espírito Santo. (João 5:24; João 14:16). 4. Aquilo que Jesus está fazendo por nós, agora á destra do Pai, onde ele vive para sempre, fazendo intercessão por nós. 5. Aquilo que Deus pode fazer através de nós ou aquilo que a sua palavra pode fazer através dos nossos lábios. (Tg. 5:14-15; Mt.18:18). A Confissão em Operação (Pregando a Palavra) Mt. 16:15-20 v.15 - E disse-lhe: ide por todo o mundo e pregue o evangelho a toda criatura. v.16 - Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado. v.17 -Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome expelirão demônios; falaram novas línguas; v.18 - Pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre os enfermos, eles ficarão curados. v.19 - De fato o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se á destra Deus. v.20 - E eles, tendo partido, pregaram em toda parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra por meio de sinais, que se seguiam. Deus opera através de nós por meio de sua palavra falada pó nossos lábios. Jesus disse: “ide por todo o mundo e, pregai o evangelho a toda criatura”. É desta maneira que Deus opera em nós. Levamos a palavra aos perdidos. Se não levarmos a palavra ao mundo perdemos o nosso tempo pedindo que Deus faça alguma coisa. Em outras palavras, seria inútil orar por alguém que está perdido, se não levarmos a ele o evangelho da salvação. Se pudéssemos simplesmente orar e assim levar as pessoas á salvação, não precisaríamos pregar a palavra, mas o Espírito Santo, no entanto, opera somente em conjunto com a palavra. Obedecendo ao mandamento de Cristo, no sentido de ir para todo o mundo para pregar, os discípulos saíram pregando a palavra em todos os lugares, e o Senhor cooperava com eles, confirmando a palavra por meio de sinais, que se seguiam. Deus não fez antes de os discípulos pregarem a palavra. Depois, seguiram-se os sinais. Os sinais não seguem o indivíduo; segue a palavra. Anuncie a palavra e os sinais cuidarão de si mesmos. Não vamos atrás dos sinais. Os sinais seguem a palavra. Deus atua somente em harmonia com a sua palavra. Ele engrandeceu a sua palavra acima do seu nome. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 23 E não podemos esperar que recebamos ajuda da parte de Deus se, tomarmos contra a sua palavra, embora essa atitude seja inconsciente da nossa parte. Devemos tratar a palavra de Deus com a mesma reverencia que mostraríamos a Jesus de Ele estivesse fisicamente presente. A Confissão Dissipa o Medo “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te sustento com a minha destra fiel”. (Is. 41:10). Você já notou, ao ler a Bíblia, quantas vezes, Deus disse ao seu povo: “não temas?” Quando Jairo foi até Jesus para pedir a cura de sua filha, o Senhor lhe disse: não temas, Lucas 8:50; Quando Jesus estava ensinando aos seus discípulos, disse: não temas, Lucas 12:23; Quando o Senhor apareceu a Isaque, renovando a aliança que fizera a Abraão, Ele disse: não temas. Gêneses: 26:24. Se Deus tivesse dito apenas: “não temas”, e tivéssemos ficado sós nisso, poderíamos responder: “mas não consigo deixar de ter medo”. Ele, porém, não disse somente “não temas”, Ele disse, também: “Eu sou contigo”. Podemos crer realmente que Ele está conosco, e ainda ter medo? Não, se continuarmos com medo, é por causa de estarmos duvidando d‟Ele. É verdade que nós pessoalmente podemos ficar fracos e desamparados, sobrecarregados de ansiedades e problemas. Na nossa fraqueza, porém, confiamos na sua palavra para nos dar forças. Temos de confessar sempre: I João 4:4; Romanos 8:31. É possível que esteja enfrentando algum problema que parece impossível. Em vez de falar a respeito dessa impossibilidade, confie n‟ Aquele que está dentro de você e diga: “Deus está em mim agora”. Você verá que sua confissão de fé fará com que Ele opere em seu favor. O Senhor da Criação está dentro de você! Você pode enfrentar destemidamente a vida, porque você sabe que maior é aquele que está dentro de você, do que quaisquer forças que possam estar dirigidas contra você. Essa deve ser a sua confissão contínua. A Confissão Aumenta a Fé. Não há Fé sem confissão. A confissão é o modo da Fé expressar-se. A Fé, assim como o amor, é do coração, do espírito. E sabemos que não existe amor sem palavras e nem ação. Não podemos colocar amor dentro das pessoas, mediante o raciocínio, e nem podemos tirá-lo de dentro delas, mediante o raciocínio. É do coração. Visto também que a Fé também é do espírito, ou do coração, podemos dizer com segurança que não “há Fé sem confissão”. A Fé cresce com a confissão. A confissão do crente faz várias coisas em favor dele: primeiro localiza-o, isto é, ele fica sabendo quem ele é perante Deus e sua palavra. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 24 Segunda, fixa as balizas da sua vida, demarca fisicamente a sua conquista. Ele nunca receberá mais do que aquilo que confessa. (Fl. 4:13). Se dissermos que não conseguimos fazer alguma coisa, é lógico que não poderemos. Tudo será feito para nós quanto dissemos ou confessamos, seja por Fé ou incredulidade; sucesso ou fracasso; enfermidade ou saúde. A razão porque a maioria dos cristãos, embora sinceros, são fracos, é porque nunca ousaram fazer uma declaração de quem e que são de Cristo. Precisam descobrir o conceito que Deus tem deles, e então confessar esse fato. Esses privilégios se acham principalmente nas epístolas do N.T, porque estas foram escritas às igrejas. Quando você descobrir tudo quanto Deus quer dar a você, confesse com ousadia aquilo que a palavra declara que você é em Cristo. Á medida que faz assim a sua Fé abundará. Declare: “eu sou mais que vencedor em Cristo Jesus”, “Posso tudo naquele que me fortalece”, “maior é o que está em mim, do que o que está no mundo”. A razão porque a Fé é mantida no cativeiro é porque você nunca ousou confessar aquilo que você é. Lembre-se: a Fé nunca cresce além da confissão que o crente faz dela, ou seja, sua confissão diária daquilo que Deus é pra você, do que Jesus está fazendo por você á destra do Pai, e o que seu Espírito Santo está fazendo dentro de você, edificará uma vida sólida e positiva de Fé. Declare sempre: Rm. 8:37. Lição 11 A Confissão dos Privilégios do Crente em Cristo. Descobrindo nossos Privilégios em Cristo: Conforme já dissemos, a confissão é dar testemunho de alguma coisa que sabemos. É impossível darmos testemunho de alguma coisa que não sabemos. E o que conta é aquilo que sabemos pessoalmente a respeito do Senhor Jesus, e aquilo que somos n‟Ele. É de importância fundamental ser nascido de novo. Mas só porque alguém nasceu de novo não significa necessariamente que é um cristão bem-sucedido. Precisa, além disso, saber o que ele é em Cristo Jesus, quando sabemos o que somos n‟Ele, pense em harmonia com isso, creia nisso e confesse-o, e não haverá fracasso para nós. Para descobrir o que somos em Cristo, devemos Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 25 conferir a palavra de Deus. Observe nas epístolas escritas á Igreja as expressões “n’Ele”, “em Cristo”, ou “em quem”; no momento em que achar, comece a confessar que é isso que você é em Cristo e o que você tem em Cristo. Se você fizer assim, você verá sua vida mudar com essa confissão. II Co. 5:17 “E assim, se alguém esta em Cristo, é nova criatura, as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”. Note a expressão: “em Cristo”. Que coisa revolucionária para nós crentes crerem e confessarem! Somos novas criaturas em Cristo Jesus. Não somos meramente pecadores perdoados. Não somos membros pobres e fracos da Igreja, não estamos cambaleando, pecando, quase nos afogando. Não se esqueçam: somos novas criaturas, tendo dentro de nós a vida de Deus, a natureza de Deus, e a capacidade de Deus! Redenção da Maldição da Lei: “No qual temos a redenção, pelo seu sangue, e remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça”, que Deus derramou abundantemente sobre nós em toda sabedoria e prudência. Ef. 1;7-8. Note as palavras: em que temos a redenção... Podemos sentir-nos muito gratos porque não estamos tentando obtê-la; já a temos. Não é que vamos tê- la algum dia; nós já o temos agora. O domínio de satanás já foi rompido. Ele perdeu seu domínio sobre nossa vida no momento em que nos tornamos novas criaturas. Recebemos um novo Senhor. Jesus Cristo reina sobre nós, satanás era o nosso Senhor, mas agora Jesus é nosso Senhor, (Mt. 10:9). O domínio de satanás acabou-se, e o domínio de Jesus começou no momento em que o aceitamos como Senhor e nascemos de novo. De quem e de que devemos ser redimidos? A resposta exata, encontramos em: Gl. 3:13 – “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar, porque está escrito: maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” somos redimidos da maldição da lei. Para descobrir exatamente qual a maldição da lei, devemos voltar aos cinco primeiros livros da Bíblia. Ali, vemos que a maldição, ou o castigo pela quebra da Lei de Deus, é tríplice: a pobreza, a doença e a segunda morte. Libertação do Poder de Satanás: Examinemos ainda, dois trechos bíblicos que, embora não contenha as palavras “n’Ele”, “em quem” ou “em Cristo”, não deixam de transmitir algo da mesma mensagem daquilo que temos n‟Ele. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 26 Cl. 1:13-14 “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do amor, no qual temos redenção, a remissão dos pecados”. Esse versículo diz que somos libertos da autoridade das trevas, do poder de satanás. I Jo.4:4 “Filhinhos, vós sóis de Deus, e tende vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo”. Graças a Deus porque está em nós. Essa é a maior certeza de não termos medo. Precisamos colocar nossos pensamentos em harmonia com a palavra de Deus, e então a nossa crença está certa. Quando nossa crença for certa, poderemos confessar, dizer , afirmar, testemunhar, testificar aquilo que a palavra de Deus diz que somos. Então teremos sucesso. Lição 12 A Confissão Certa e a Errada A Bíblia é a palavra de Deus e contém os pensamentos de Deus. E, logicamente os pensamentos de deus são diferentes dos pensamentos dos homens. (Is. 55:8-9). v.8 – Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor, Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 27 v.9 – Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos q eu os vossos pensamentos. Na lição a respeito da confissão, ficamos sabendo que se a nossa confissão for errada, a crença e o pensar estarão também errados, e a nossa mente não foi renovada pela palavra de Deus. Ás vezes os ensinos da palavra de Deus não parecem razoável para o homem natural, mas isso é porque a sua mente não foi renovada pela palavra. Em Mc. 11:22-24 Diz: “... Tendo Fé em Deus porque em verdade vos afirmo...e não duvidar no seu coração, mas crer que se fará o que diz, assim será com ele. Por isso vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, credes que recebestes, e será assim convosco”. As coisas mais maravilhosas que poderão acontecer ao cristão acontecerão quando ele avançar para a dimensão espiritual. Seu intelecto e seus sentidos físicos lutarão contra ele, em todo passo do caminho, para impedi-lo de entrar naquela dimensão, porque se a mente natural não for renovada pela palavra de Deus, ela desejará mantê-lo na dimensão natural. Mas existe uma dimensão espiritual, e esta realmente é a dimensão do cristão. A confissão errada é uma confissão de derrota, de fracasso, e da supremacia de satanás. Falar a respeito de como o diabo está impedindo você de ser bem sucedido, mantendo você na escuridão, ou deixando você doente, é uma confissão de derrota. E semelhante confissão simplesmente glorifica o diabo. Você, portanto, com a sua boca, dá ou a Deus, ou ao diabo o domínio sobre você. A confissão certa, saída dos seus lábios derrotará totalmente o diabo em cada combate. Mesmo como cristão damos ao diabo permissão para ele nos dominar, através da nossa confissão errada, mesmo sendo uma permissão de ignorância ou consentimento ficamos cheios de fraqueza e de medo. Vencendo o Medo e a Dúvida II Tm. 1:7 – “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação”. Embora tenhamos, ás vezes, medo segundo o homem natural, nunca devemos confessar o medo. O medo não provém de Deus, leia novamente o texto acima. O medo não é algo que vem de Deus, leia novamente o texto acima. O medo não é algo que vem de dentro de você. É algo que vem de fora, procurando obter o domínio sobre você; vem do inimigo. Não devemos confessar o medo; pelo contrário, devemos confessar o poder, o amor, e moderação (mente sadia). A mesma coisa pode ser dita a respeito da dúvida. Não confesse as suas dúvidas, isso não quer dizer que você não deva reconhecer que tem dúvidas, se a tiver. Mas não diga nada a respeito; a dúvida é do diabo. Muitas pessoas acham que estão sendo honestas quando Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 28 confessam que têm dúvidas. Você pode ter sido tentado a duvidar, mas você pode afugentar o diabo ao resisti-lo. Tg. 4:7 “Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”. Recuse-se a duvidar, em nome de Jesus Cristo, e a dúvida fugirá de você. Em vez de confessar dúvidas e temores, confesse aquilo que a palavra diz de quem somos em Cristo. Cesse de falar a linguagem do diabo, seja de dúvida ou de medo. Comece a falar a linguagem de Deus, que é a linguagem da Fé. Deus é o Deus da Fé; nós somos filhos pela Fé, de um Deus de Fé. Lembre-se que a confissão do medo dá o domínio sobre você. Seus temores ficam cada vez mais fortes, e você cai mais profundamente na escravidão do inimigo. Mas se você confessar os cuidados do seu Pai, confessar a sua proteção, confessar a sua palavra, confessar com ousadia que aquele que está em você é maior do que o que está no mundo, você se elevará acima da influência satânica sobre você todas ás vezes. Lição 13 A Fé para a Prosperidade Como crentes nascidos de novo, somos redimidos da maldição da lei e somos herdeiros da benção de Abraão e das promessas divinas da prosperidade. Alguém pode dizer: “A Bíblia diz que o dinheiro é a raiz de todo mal”. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 29 Na realidade, porém, não é isso que a Bíblia diz: Tm. 6:10 “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da Fé, e a si mesmos se atormentaram com muitas dores”. Uma pessoa pode estar enquadrada nesse pecado sem possuir um tostão! Tem pessoas que dizem: pois bem, acho que sou mais outro Jó. Algumas pessoas pensam que o coitadinho do Jó passou toda vida na pobreza, enfermidades e aflições. A verdade é que os acontecimentos registrados no livro de Jó ocorreram no período de noves, e o capítulo final diz que Deus mudou a situação de Jó, e que o Senhor deu a ele o dobro de tudo o que antes possuirá. (Jó 42:10). Quando os bandidos invadiram e roubaram os bens de Jó, quando o fogo caiu e queimou as colheitas dele, quando veio a tempestade e derrubou a casa em cima dos seus filhos que morreram, ele estava no cativeiro de satanás, mas Deus voltou o cativeiro de Jó. Se você pensa que é outro Jó, isso significa que você vai ser uma das pessoas mais ricas das redondezas! Você terá o dobro de bens que já teve antes. Se você for outro Jó, prosperará. A Benção de Abraão Assim como vimos que maldição é tríplice na natureza, assim também era a benção de Abraão: 1. Era uma benção material e financeira. 2. Era uma benção física; 3. Era uma benção espiritual. Em III Jo 1:2, concorda que Deus quer que tenhamos prosperidade material, física e espiritual. “Amado, acima de tudo faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como prospera a tua alma”. Essas promessas são para os judeus como para os gentios, é só tomarmos posse da promessa! Memorizar:Tg. 1:22 “Sedes pós-praticantes da palavra e, não somente ouvintes”. Exercícios 1. O que devemos fazer para descobrir o que somos em Cristo? 2. Comente sobre a redenção da maldição da lei, usando texto bíblico. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 30 3. Fale sobre a confissão certa e errada. 4. Por que o crente não deve confessar ter medo, use textos bíblicos. O dinheiro é a razão de todos os males? Essa afirmação está certa ou Lição 14 Sete Passos ao Tipo Supremo da Fé Passo 1: A Integridade da Palavra de Deus. A primeira coisa que você precisa saber é que a palavra de Deus realmente é aquilo que ela declara ser. É uma revelação de Deus para nós. É Deus a nós agora. Este livro é uma mensagem respirada por Deus, habitada por Deus, e inspirada por Deus. Hb.4:12 – “Porque a Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração”. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 31 A palavra de Deus só se tornará viva para você, à medida que você aceita e põe em prática. Vemos, portanto, que o primeiro passo em direção ao tipo mais sublime de Fé e aceitar e entender a integridade da palavra de Deus. A palavra é de importância primária. Algumas pessoas pensam que Deus não lhes falou a não ser que tenham recebido uma mensagem em línguas ou profecia. Mas a palavra de Deus JÁ É Deus falando conosco. Os dons da profecia, das línguas, e da interpretação das línguas não substituem a palavra. A palavra tem a primazia. Além disso, há aqueles que procuram ler além do que está escrito na palavra, porque querem que ele diga aquilo que eles crêem. Então procurando adaptar a palavra às suas crenças, em vez de adaptar as suas crenças à palavra. Algumas pessoas procuram evitar ler certos trechos, ou diluí-los com explicações falsas. Você precisa, no entanto, aceitar a palavra conforme realmente é, e andar na luz dela. Você precisa crer naquilo que a palavra diz, e não naquilo que você pensa que ela diz. Passo 2: A Nossa Redenção em Cristo. A segunda coisa que precisamos saber é a realidade da nossa redenção em Cristo; não como algum tipo de doutrina, filosofia ou credo, mas uma redenção real da autoridade de satanás. Pelo novo nascimento, fomos transportados para o reino do Seu Filho. O reino de Deus, em outras palavras, nascemos na própria família de Deus. Cl.1:12-14. v.12 – Dando graças ao Pai que vos fez idôneos à parte que vos cabe da herança dos santos na luz. v.13 – Ele nos libertou do império da trevas e nos transportou para o reino do seu amor. v.14 – No qual temos a redenção, a remissão dos pecados. Como é maravilhoso que possamos entrar em nossa herança em Cristo. Deus nos capacitou a participar dessa herança, conforme acabamos de ler no v.13. A palavra grega que aqui é traduzida por “império” significa “autoridade”. Ele nos libertou da autoridade das trevas, refere-se ao reino de satanás. Observe também, que as Escrituras não dizem que Ele vai nos libertar. Diz: Ele nos libertou. O v.14, nos conta o preço da liberdade, no qual temos redenção (pelo seu sangue). Em ligação com esse texto, olhemos Ap.12:11 – “Eles pois venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram... O sangue de Jesus é a nossa vitória. Mas precisamos acrescentar a isso o nosso testemunho, a nossa confissão, precisamos manter posição firme diante do inimigo. Porque satanás é o deus deste mundo, ele tentará obter autoridade sobre você. Mas ele não precisa vencer, porque você foi liberto pelo sangue de Jesus Cristo do poder das trevas; da autoridade de satanás. Em virtude do Novo Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 32 Nascimento, você foi transportado para o reino do seu filho amado. Em todas as lutas contra satanás, você pode vencer, seja qual for à provação, porque você tem a redenção mediante o sangue do Cordeiro e por causa das palavras do seu testemunho. Há poder no Sangue! O domínio de satanás sobre nós terminou, pois agora somos novas criaturas em Cristo. Jesus é o Senhor e o cabeça deste novo corpo. Ele é referido nas Escrituras como o Cabeça da Igreja. A Igreja consiste em todos os crentes nascidos de novo, é chamado o Corpo de Cristo. Satanás não tem direito de dominar o Corpo de Cristo. Cristo é a cabeça do corpo, é Ele quem deve dominar e reinar sobre o corpo. Vejamos um exemplo de confissão errada de cristão: Dizem que não tem sucesso porque não é da vontade de Deus para elas; falam o nosso espírito pertence ao Senhor, mas o nosso corpo ainda não foi redimido. Por isso, devemos sofrer enfermidades e doenças na dimensão física agora. A resposta a essa confissão está em I Co.6:19-20. v.19 – Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? v.20 – Porque fostes comprados por bom preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus. Precisamos compreender com clareza esse fato, e precisamos aprender a tomar posição firme contra o diabo quando ele atacar nosso corpo; assim como fazemos quando ele ataca nosso espírito. Passo 3: A Realidade da Nova Criação. II Co.5:17. “E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura: as coisas velhas já são passadas; eis que se fizeram novas. Para alcançar o tipo supremo da Fé, é necessário conhecermos a realidade da nova criação. Precisamos saber que na mente de Deus fomos criados em Cristo Jesus depois d‟Ele ter sido feito pecado como nosso substituto. Devemos saber que no momento em que aceitamos Cristo como Salvador e o confessamos como Senhor, fomos criados de novo. É então que o aspecto legal se tornou uma realidade em nossa vida. Hoje, temos em nosso espírito a própria vida e natureza de Deus, não se trata de uma experiência, nem de uma religião, nem de se afiliar a uma Igreja. É o verdadeiro nascimento do espírito. Observamos os seguintes textos: I Jo.3:14; Jo.17:23; Cl.1:18; I Pe.1:23. Fomos gerados por Deus. Somos nascidos de Deus. Somos filhos de Deus, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Quando falamos assim, não estamos engrandecendo a nós mesmos; estamos engrandecendo a Deus e aquilo que Ele tem feito por nós no Senhor Jesus. Não nos fizemos novas Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 33 criaturas; Ele nos fez novas criaturas. Ele é o Autor e Consumador da nossa Fé. Ef.2:10. Passo 4: A Realidade da Nossa comunhão com o Pai. A própria razão fundamental da redenção é a comunhão. I Co.1:9. “Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Cristo nosso Senhor. I Jo.1:3. A honraria mais sublime que p Pai nos conferiu é aquele de termos comunhão com Ele, com seu filho, e com o Espírito Santo na realização do seu sonho para a Redenção da raça humana. O relacionamento sem a comunhão à uma coisa insípida (sem sabor). É como o casamento sem amor nem companheirismo. Se mantiver comunhão com Ele e andarmos na luz, assim como Ele está na luz, a oração se torna um dos privilégios mais doces e mais grandiosos que possuímos. O problema com pessoas que tem tamanha dificuldade na oração é que, em vez de deixarem que o Espírito Santo ajude e ore através delas, procuram fazer tudo por conta própria, na sua própria capacidade, naturalmente, assim ficaram esgotadas. Deus quer que cheguemos a ponto de repousar nEle. Is.28:11-12. v.11 – Pelo que por lábios gaguejantes e por língua estranha falará o senhor a este povo, v.12 – Ao qual disse: este é o descanso, dai descanso ao cansado; e este é o refrigério; mas não quiserem ouvir. Passo 5: A Realidade da Autoridade do Nome de Jesus. Jo.14:13-14. v.13 – E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. v.14 – Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei. Suponhamos que homem rico lhe desse uma declaração assinada, dizendo que você tinha o direito de usar o seu nome e, assim, receber tudo quanto você necessitasse a fim de viver em conforto. Suponhamos, ainda, que se tratasse de um documento jurídico, assinado na presença de testemunhas, segundo o qual cada uma das necessidades seria suprida durante o resto da sua vida. Isso soa bom demais para ser verdade! O que há de maravilhoso nisso é que É a verdade! Deus nos deu a procuração para usar o Nome de Jesus a fim de satisfazer todas as nossas necessidades: espirituais, físicas ou financeiras. Ele nos deu poder sobre as forças satânicas. Ele nos disse que nos daria, “Tudo quanto pedirdes em Meu Nome”. Temos aquela autoridade de usar o seu Nome. O fato de muitos de nós não o fazermos não é questão de falta de Fé, mas de não conhecermos nossos direitos legais em Cristo. É questão de assumirmos o devido lugar de filho de Deus, e aproveitamos os direitos de filho. É questão de saber aquilo que nos pertence, e de praticar o que a Palavra de Deus diz. Passo 6: A Realidade da nossa Justiça. II Co.6:14-16. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 34 v.14 – Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto, que sociedade pode haver entra a justiça e a iniqüidade? v.15 – Que harmonia há entre Cristo e o maligno? Ou que união há do crente com o incrédulo? v.16 – Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nós somos santuários do Deus vivente, como ele próprio disse: habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Muitas pessoas vêem no texto acima somente um ensino a separação do mundo, e imediatamente praticam a segregação (por de lado, expelir) imaginando que é a separação. Acham que não podem ter nada haver com o mundo, nem com as pessoas do mundo. Até mesmo se segregam de outros cristãos que não concordam totalmente com elas. Jesus, no entanto, disse: Vós sois o sal da terra... Vós sois a luz do mundo... Devemos permanecer no mundo, realizando as tarefas para o Senhor. Nunca se esqueçam: ESTAMOS NO MUNDO, MAS NÃO SOMOS DO MUNDO. Note outro aspecto igualmente importante desse texto: Os crentes são chamados “crentes”, e os descrentes são chamados “incrédulos”. Os crentes são chamados “justiça”, e os descrentes são chamados “iniqüidade”. Os crentes são chamados “luz” e os incrédulos, “trevas”. A idéia de chamar “justiça” parece egoísmo, mas as pessoas não têm objeção contra se chamarem de crentes, ou de luz. O texto acima emprega todas essas três expressões para se referir aos crentes. Rm.3:23-26. O que Deus está nos ensinando nesse texto? Que Deus declarou em Jesus a sua justiça. Que o próprio é justo, e que Deus é a minha justiça; ele é “a justiça daquele que tem fé em Jesus”. Uma Aliança Melhor Sl. 32:1-2 > Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniqüidade, e em cujo espírito não há dolo. Segundo a antiga aliança, o sangue de animais inocentes cobria o pecado. Deus não imputava a justiça. Se Deus fez assim favor de seus filhos, segundo a Lei, quanto mais Ele o fará por nós! Segundo a graça, temos melhor aliança, firmada em melhores promessas. O sangue de Jesus Cristo não somente cobre os pecados; purifica- nos “de toda iniqüidade”. Ap.1:5, aquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados. Observe o texto I Jo.1:9, se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. (Esse texto não foi escrito aos pecadores, mas aos crentes). Isso significa que eu me tornei a justiça de Deus em Cristo quando nasci de novo. Passo 7: A realidade do Espírito que em nós habita. Nos tempos do Antigo Testamento, a habitação terrestre de Deus era o tabernáculo, ou o templo. Mas, posto que Cristo morreu na cruz, ressuscitou, e voltou ao céu, e enviou o Espírito Santo aos crentes no Dia de Pentecostes. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 35 Ele já não habita no Santo do Santos feitos por mãos humanas, nosso corpo se tornou o seu templo! ICo.6:19-20; IICo.6:16. Em toda crise, devemos dizer instintivamente: “Sou vencedor, sou mais que vencedor, porque o Criador habita em mim. Aquele que é Maior habita em mim. Ele pode me dar à vitória. Ele pode me dar sucesso, não poderia fracassar”. Não se trata de você se vangloriar; trata-se de gloriar-se Naquele que está em você. Com excessiva, freqüência, no entanto, os crentes cheios do Espírito Santo encolhem-se diante das provações da vida, e permitem que o diabo os derrote desnecessariamente. Correm por aí, para chorar nos ombros uns dos outros, proferindo oraçõezinhas tristes e fracas, e não compreendendo por que a vitória não vem. Mas, durante todo esse tempo, a ajuda está presente, porque o Espírito Santo está dentro deles, pronto para socorrê-los! O revestimento de poder na igreja primitiva. Na igreja no Novo Testamento, era a exceção, e não a regra, haver crentes que não tinham recebido a plenitude do Espírito Santo com o sinal sobrenatural de falar em outras línguas. Os apóstolos reconheceram a necessidade de Espírito do Deus habitando neles, e ressaltavam esse fato nos seus ensinamentos aos novos convertidos. Atos 8:14-15; Atos 19:1-2. Naqueles tempos, exigia-se de todo judeu homem que se apresentasse diante do Senhor pelo menos uma vez por ano em Jerusalém. Os homens tinham que viajar para Jerusalém, porque a presença de Deus se achava exclusivamente no Santo dos Santos. Ninguém, a não ser o sumo sacerdote, ousava aproximar-se da presença sagrada e, mesmo ele, somente com grandes precauções. Qualquer outra pessoa que entrasse no lugar santo caía morta imediatamente. Agora tudo isso foi abolido, e somos convidados: Hb. 4:16. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna. Imediatamente antes de morrer, Jesus disse: “está consumado”. Não estava falando a respeito de estar terminando o Plano da Redenção, pois ainda não tinha sido completado quando Ele morreu. Ele precisava ressuscitar dentre os mortos e subir para o Santo dos Santos no céu, com seu próprio sangue como um sacrifício para obter por nós a redenção eterna. Depois Ele tinha que subir às alturas para assentar-se á destra do Pai e começar sua intercessão mediadora; para ser o mediador entre Deus e os homens. Antes disso a Nova Aliança não entrou em vigor não, quando Jesus disse na cruz: “está consumado”, referia-se ao Antigo Testamento que foi consumado! Quando assim aconteceu, o véu, ou cortina, que fazia separação entre o Santo dos Santos e o resto do Templo, foi rasgado em duas partes, de cima para baixo. Mt.27:51. Isso significa que foi Deus, e não o homem, que rasgou a cortina, a barreira que fazia entre o homem e Deus! A presença de Deus avançou para fora daquele Santo dos Santos, feito pelos homens, e nunca mais habitou ali. Agora, a sua presença divina habita em nós. Quantos de nós realmente temos plena consciência dessa verdade maravilhosa? Quantos, entre nós, reconhecemos o fato de que é dentro de Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 36 nós, pronto para o uso. Se começarmos a crer naquilo que a Bíblia diz, a confessar aquilo que a Palavra de Deus diz sobre o Espírito Santo sobressair dentro de nós e dará iluminação à nossa mente. Ele dará orientação ao nosso espírito, saúde ao nosso corpo, e nos ajudará em todos os aspectos da nossa vida. Podemos estar conscientes a cada momento da sua presença que habita em nós. Lição 15 Seis Inimigos da Fé Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 37 Nossa lição hoje considera o bom combate de fé do cristão, conforme é mencionado em ITm.6:12 – Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, e de que fizeste a boa confissão, perante muitas testemunhas. A única luta que o crente é conclamado a travar é o bom combate da fé. O fato de existir semelhante combate dá a entender que deve haver inimigos da fé, ou impedimentos à fé (pois se não houvesse inimigos da fé, não haveria nenhuma luta envolvida). INIMIGO Nº 1 – Falta de compreender o que significa ser nova criatura em Cristo: A falta de compreender o que significa ser uma nova criatura frustra nossa vida de Fé. Muitas pessoas não se dão conta de que realmente são novas criaturas. Acham que quando foram salvas, Deus simplesmente perdoou os seus pecados. Isso seria de pouco proveito se fosse somente isso que o crente tivesse recebido, pois seria um filho do diabo e ainda iria ao inferno. Precisa nascer de novo; precisa se tornar nova criatura, e despojar-se dos seus velhos modos pecaminosos. Não somos apenas pecadores perdoados, somos novas criaturas, criadas por Deus em Cristo Jesus com a própria vida e natureza de Deus em nosso espírito. Somos filhos de Deus, herdeiros de Deus, e co-herdeiros com Cristo Jesus. INIMIGO Nº 2 – Falta de compreender a nossa situação: Os cristãos devem ler principalmente o Novo Testamento para saberem o que eles são em Cristo Jesus, tomarem posse do que Jesus conquistou para eles. Também declara o que a Palavra diz o que são. Quando não sabemos o que somos em cristo, isso nos impede de usarmos nossa fé. INIMIGOS Nº 3 – Falta de compreender a nossa justiça: II Co. 5:21 – Aquele que não conheceu pecado. Ele o fez pecado por nós; para que nele fossemos feitos justiça de Deus. O sangue de Jesus nos purifica de todo o pecado, logo pelo Novo Nascimento, ficamos sendo novas criaturas justas, sabemos que Deus não criou novas criaturas iníquas (injusto). Fomos criados por Deus em Cristo Jesus, e ele nos fez novas criaturas justas. Somos filhos e filhas de Deus, como se nunca tivéssemos pecado. Podemos ficar na sua presença sem nenhuma consciência de pecado; sem sentimento de culpa nem de vergonha. Podemos entrar na presença de Deus porque é o lugar certo para nós. Quando nascemos de novo, nossos pecados foram perdoados, porque a nossa vida pregressa cessou de existir. Deus disse que Ele não se lembraria das nossas transgressões, Jr.31:34. E se Ele não se lembra delas, por que nós nos lembraríamos? Alguns podem perguntar: “mas cometi pecado depois de torna-me cristão”. Como posso ser justo? A resposta a essa pergunta acha-se em IJo.1:9 – “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. INIMIGO Nº 4 – Falta de compreender Nosso Direito de usar o nome de Jesus: Jo.16:23-24 – “Se pedirdes alguma coisa ao Pai, ele vo-la Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 38 concederá em meu nome. Até agora nada tendes pedido em meu nome; pedi, e recebereis, para que a vossa alegria seja completa”. Quando temos plena consciência do poder do Nome de Jesus; quando compreendemos o que aquele Nome fará, poderemos derrotar a satanás e desfrutar da vitória. Mc.16:17-18, “Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome expelirão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem às mãos sobre enfermos, eles ficarão curados”. Esses sinais seguirão AQUELES QUE CREÊM no Evangelho, não somente a Igreja Primitiva, não somente os apóstolos, não somente os pregadores. Todos os crentes DEVEM expulsar demônios em Seu Nome. Todos os crentes têm autoridade sobre os espíritos malignos em Nome de Jesus. Em Seu Nome falarão novas línguas. Em Seu Nome imporão as mãos sobre os enfermos, e estes sararão. INIMIGO Nº 5 – Falta de por em prática a Palavra: Se soubermos que a Palavra de Deus é a verdade ela se torna realidade em nossa vida. Pv.3:5 – “Confia no Senhor de todo o teu coração se crê para a justiça, e com a boca se confessa a respeito da salvação”. Pessoas perguntam a si mesma porque não são curadas; citam as Escrituras, mas não agem de acordo com o que a Palavra diz. INIMIGO Nº 6 – Falta de manter firme nossa confissão de fé: Rm.10:10 – Porque com o coração se crer para justiça, e com a boca se confessa a respeito da salvação”. A fé medida por nossa confissão. Nossa utilidade no Senhor é medida pela nossa confissão finalmente, acabamos sendo aquilo que confessamos, seja bom, seja ruim. Há uma confissão do nosso coração e uma confissão dos nossos lábios, e quando essas se harmonizam entre si, ficamos sendo poderosos em nossa vida de oração. Ações que correspondem com a Fé Um dos maiores erros que os crentes cometem é, ao confessar a sua Fé na Palavra de Deus, contradizer simultaneamente a sua confissão através das ações errôneas. Dizemos que estamos confiando em Deus para prover as nossas necessidades financeiras. Mas, ao mesmo tempo, ficamos ansiosos com as contas que precisamos pagar. Em determinado momento, confessamos que a Palavra de Deus é verdade, e no momento seguinte, pelas nossas ações erradas, repudiamos tudo quanto temos dito. Nossas ações precisam corresponder com aquilo que cremos se é para recebermos da parte de Deus. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 39 Lição 16 A Fé do Tipo de Deus Duas coisas devem ser notadas no que se refere à fé do tipo de Deus. Primeiramente, o homem crê no seu coração, em segundo lugar, ele crê com as suas palavras. Não basta simplesmente crer no coração, você deve crer também com suas palavras, ou seja, você deve crer quando proferir as palavras. Mc.11:12-14, 20-22. v.12 – No dia seguinte, quando saíram de Betânia, teve fome. v.13 – E, vendo de longe uma figueira com folhas, foi ver se nela, porventura, acharia alguma coisa. Aproximando-se dela nada achou senão folhas; porque não era tempo de figos. v.14 – Então lhe disse Jesus: nunca, jamais coma alguém fruto de ti. E seus discípulos ouviram isto... v.20 – E, passando ele pela manhã, viram que a figueira secara desde a raiz. v.21 – Então Pedro, lembrando-se, falou: Mestre, eis que a figueira, que amaldiçoastes, secou. v.22 – Ao que Jesus lhes disse: Tendo fé em Deus. Jesus demonstrou que ele tinha a “Fé do tipo de Deus” de longe, ele viu que a figueira tinha folhas, aproximando-se dela, procurando frutos. Alguns têm questionado porque Jesus procurou figos nessa árvore, quando ainda não era tempo de figos maduros. No entanto, naquele país, as figueiras, ao terem folhas usualmente tinham figos também. Mas Jesus não achando frutos na árvore, falou a ela e disse: nunca, jamais coma alguém fruto de ti. Nos vs. 20- 21, os discípulos se admiraram que a árvore estivesse totalmente seca, e Jesus responde no v.22, que seus discípulos tenham Fé do tipo de Deus. E explicou-lhes que esse é o tipo de fé que o mundo veio a existir! Muitos professam a Cristo e declaram que crêem na Bíblia desde Gênesis até Apocalipse, mas não são praticantes da Palavra. São falantes a respeito da Palavra. A diferença entre eles é grande. Os falantes deram assentimento mental à veracidade da Palavra de Deus, mas isso não lhes é de nenhum proveito, porque não a acolhem para si mesmos. Não estão reivindicando as suas promessas. “Confiar no Senhor é confiar na sua Palavra”. Lição 17 Como preencher seu próprio cheque com Cristo Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 40 Os quatros passos para fé escritos nesta lição são tão simples, que parecem tolice. Mas, no ministério de Jesus na terra, ele falava em termos que até os incultos (leigos) conseguiam compreender. Falava a respeito de vinhas e pomares, de currais e pastores. Ilustrava verdades espirituais de modo tão simples que o povo comum conseguia compreende-las. Sua mensagem era tão clara e suscita, e nunca complicada. Passo 1: Diga-o, Mc.5:25-34. Qual foi a primeira coisa que essa mulher fez? O v.28 diz: Se eu apenas tocar as vestes, ficarei curada. Alguém tinha contado a essa mulher a respeito de Jesus. Ela sabia que Ele estava curando pessoas. Possuindo essa informação, qual foi o primeiro passo dela para receber a cura? A primeira coisa que ela fez foi dizê-lo. Há um lado divino e um lado humano em toda batalha, toda vitória, e tudo mais que recebemos da parte de Deus temos nossa parte para realizar, há algo que devemos fazer. Deus não falhará. Se houver algum fracasso, será da nossa parte. Se, cumprirmos o papel que nos é reservado, podemos ter certeza de que haverá uma resposta e uma vitória. Essa mulher poderia ter feito uma confissão negativa, e a resposta que receberia também teria sido negativa. Ela poderia ter dito que não valia a pena; que tinha sofrido tanto tempo e consultado tantos médicos. Poderia ter dito que talvez fosse melhor ela morrer. Ela, porém, não falou de modo negativo, mas de modo positivo. Disse: “Se eu apenas tocar as vestes, ficarei curada”. E assim aconteceu, porque podemos receber aquilo que dizemos. Logo, o primeiro passo para escrever nosso próprio cheque com Deus é: Diga-o. Se somos derrotados, somos derrotados com nossos próprios lábios. Pv. 6:2 – “Estás enredado com o que dizem os teus lábios, estás preso com as palavras da tua boca”. Passo 2: Faça-o. Essa mulher não teria tirado o mínimo proveito se tivesse dito: “Se eu apenas lhe tocar as vestes, ficarei curada”, sem também por suas palavras em prática. Nossas ações ou nos derrotam, ou nos dão a vitória. Segundo nossas ações, ou recebemos ou somos impedidos de receber. A mulher tanto falou, como tocou nEle. Passo 3: Receba-o. Primeiro, a mulher disse- o, confessou a sua fé. Depois, agiu à altura daquela fé ao estender a mão e tocar no Mestre. Passo três: ela recebeu a sua cura. Sentiu no corpo estar curada de sua enfermidade. Note que a sensação e a cura seguiram o dizer e o fazer. A maioria das pessoas quer a sensação e a cura primeiro; pensam que depois poderão falar e fazer. Mas não é assim que Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 41 funciona, precisamos falar e fazer em primeiro lugar. Depois, teremos a sensação e a cura. Passo 4: Faça-o. O v.33 nos conta que a mulher que sofria de uma hemorragia confessou aquilo que fizera. Ela...Declarou-lhe toda a verdade. Jesus quer que contemos a fim de que outras pessoas possam receber. O primeiro passo para preencher nosso próprio cheque é: Diga-o. O quarto passo é: Conte-o. Há uma diferença. De início a mulher disse aquilo em que acreditava. Depois, ela conta contou o que acontecera. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 42 Lição 18 A Dúvida, A Ladra Das Melhores Bênçãos de Deus FÉ PARA ANDAR POR SOBRE A ÁGUA. Mt.14:22-31. Nesta história, Jesus mandou seus discípulos atravessarem o mar enquanto ele subiu sozinho a um monte, a fim de orar. Na quarta vigília da noite, os discípulos viram Jesus andar em direção a eles, por sobre a água. Pensando estarem vendo um fantasma, gritaram de medo. Jesus para reanimá-los: “Sou Eu: não tenham medo”. Pedro, impetuoso, gritou: - Se és tu, Senhor, manda- me ir ter contigo, por sobre as águas. Jesus respondeu com uma só palavra: vem! Pedro começou pela fé, e enquanto mantinha seus olhos fixados em Jesus, foi caminhando bem. Quando, porém, tirou seus olhos de Jesus e olhou para as circunstâncias que o cercava, o vento açoitando o mar ao seu redor, ficou com medo e começou a submergir. Gritou: - Salva-me, Senhor! Jesus tomou a mão de Pedro e o conduziu de volta ao barco, repreendendo-o com palavras: “Homem de pequena fé, por que duvidaste?” A fé é por em prática a Palavra de Deus. Enquanto Pedro punha em prática a Palavra de Jesus para ele, tudo lhe ia bem. Mas quando começou a duvidar, quando ficou com medo e cessou de por em prática as palavras de Jesus, começou afundar. A dúvida roubou de Pedro essa bênção. A dúvida e o medo vão de mãos dadas, mas a fé e o amor também: I Jo.4:18 – O perfeito amor lança fora o medo. Fé para expulsar demônios No texto acima, como Jesus explicou o fracasso dos discípulos quando tentaram curar o menino endemoninhado? Foi por causa da dúvida ou descrença, v.20. Mas os discípulos realmente tinham poder para expulsar o demônio? Sim, de conformidade com Mt.10:1. Às vezes ouvimos cristãos dizer que precisam mais poder para fazer mais em favor de Deus. Seu problema, porém, não é bem esse! Se eles têm o Espírito Santo, eles têm o poder. Pensam que se possuíssem mais poder, este funcionaria automaticamente; mais funciona pela fé. O problema é uma falta de fé, e não uma falta de poder! É a dúvida que está furtando das pessoas o melhor que Deus tem para elas. Jesus não disse aos discípulos que a sua incapacidade de expulsar o demônio devia-se a não possuírem o poder. Ele disse que era por causa da incredulidade deles. Quanta fé é necessária para expulsar demônios? Jesus disse no texto acima que uma quantidade de fé não maior que um grão de mostarda moveria uma montanha inteira. Fé para acalmar uma tempestade – Mc.4:35-40. Á medida que os ventos uivantes se tornaram mais fortes, e o barco ia se enchendo de água, os discípulos acordaram Jesus, cheios de temores. Tinham Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 43 se esquecido das palavras de Jesus faladas antes de começarem a sua viagem. v. 35. Jesus se levantou, repreendeu o vento, e acalmou a tempestade. O mar da Galiléia voltou a ser calmo e quieto. Então, Ele se voltou aos discípulos, e os repreendeu: Por que duvidaram de mim? Por que estão tão cheios de medo? Onde está a sua fé? Eu não lhes disse no início da viagem que atravessaríamos até a outra margem? Porque não creram em mim? Os discípulos tinham permitido que a dúvida e o medo entrassem no seu coração, expulsando sua fé na promessa de Jesus no sentido de chegarem com segurança à outra margem. Mais uma vez, um ladrão chamado dúvida tinha triunfado. Nos três casos Jesus repreendeu os discípulos por causa da sua incredulidade. Mt.14:31; Mt. 17:20; Mc.4:40, e em cada uma Ele resolveu o problema que os discípulos, pela sua falta de fé, tinham deixado de solucionar. Em todos os três casos, os discípulos possuíam o poder para lidar com as circunstâncias em cada caso, o ladrão. Que é a dúvida, impediu os discípulos de exercerem sua autoridade, já dada por Cristo. Se nós utilizamos o poder que está dentro de nós e pusermos em prática a Palavra de Deus, conseguiremos as bênçãos que Deus tem planejado para nossa vida. Um relatório de medo – Nm.13:17-18, 25, 27 – 28, 30-32. Dos doze espias que entraram em Canãa para espiar a terra, somente dois dias, Calebe e Josué, eram homens de fé e de visão. Disseram: “Subamos, e possuímos a terra, porque certamente prevaleceremos contra ela”. Os dez voltaram com um relatório negativo e medroso, dos gigantes da terra. A Bíblia diz no v.32, que “Infamaram” a terra no seu relatório. Porque foi um relatório de dúvida e medo. Os dez espias estavam na maioria, e os filhos de Israel aceitaram o relatório da maioria. Ao fazer assim, estavam dizendo que não podiam conquistar a terra. E receberam exatamente o que disseram. Prometida. Acreditaram que não poderia tomá-la, e não conquistaram mesmo ficaram peregrinando no deserto até morrerem. Aquilo que disseram realizou-se! Um relatório de Fé – Nm.14:6-9 Note o bom relatório de Josué de Calebe. Confiavam no Senhor, e seu coração estava cheio de fé para Deus introduzi-los na terra prometida aos antepassados deles. Duas vezes no v.9, exortaram o povo a não temer. E qual foi o resultado do seu relatório de fé? Foram os dois únicos da sua geração a entrarem na terra prometida! Recebemos aquilo que dizemos. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 44 Lição 19 Como treinar o espírito humano Assim como a mente humana pode ser treinada intelectualmente, assim também o espírito humano pode ser treinado espiritualmente. Pode ser desenvolvido na sua força da mesma maneira que nosso corpo. Nesta lição veremos quatro métodos para realizar isso: 1. Meditação na Palavra de Deus. 2. Praticando a Palavra de Deus. 3. Dando à Palavra de Deus a primazia. 4. Obedecendo imediatamente à voz do nosso espírito. Aplicando esses quatro princípios á nossa vida diária, poderemos ficar conhecendo a vontade de Deus até mesmo nos mínimos detalhes da vida. Deus se comunica com o nosso espírito, e não com nossas faculdades de raciocínio. Ao obedecermos instantaneamente ao nosso espírito, descobriremos que estamos obedecendo ao Espírito Santo. Deus disse na sua Palavra: O espírito do homem é a lâmpada do Senhor, a qual esquadrinha todo o mais intimo do corpo, Pv.20:27. Isto significa que Deus vai usar nosso próprio espírito para nos guiar. O espírito do homem a lâmpada do Senhor. 1. Meditando na Palavra de Deus. Js.1:8 - “Não cesses de falar deste livro da lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo a tudo quanto nele está escrito; então farás prosperar o teu caminho e serás bem sucedido”. Quando Deus ungiu Josué para ser o líder dos filhos de Israel depois da morte de Moisés, falou-lhe desde o início a respeito da importância de meditar sobre a Palavra. Não é possível desenvolver a sabedoria espiritual sem a meditação na Palavra de Deus. O cristão só terá êxito (sucesso) quando ele passar a ter um momento de meditação na Palavra de Deus. 2. Praticando a Palavra de Deus. Tg.1:22 – “Tornai-vos, pois praticantes da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos”. Também em Fl.4:6, Paulo fala aos crentes como ser praticantes da Palavra. Se seguirmos o conselho de Paulo, poderemos crer que Deus cumprirá a promessa do versículo seguinte, Fl.4:7. Muitas pessoas desejam aquilo que é referido no v.7, mas não querem fazer o que o v.6 manda fazer a fim de obtê- lo. Mas, para receber essa “paz de Deus, que excede todo entendimento”, precisamos por em prática e v.6. Você não pode receber os resultados e ter paz sem ser praticante da Palavra. 3. Dando à Palavra a Primazia. Pv.4:20-22. v.20 – Filho meu, atenta para as minhas palavras; aos meus ensinamentos inclina o teu ouvido. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 45 v.21 – Não o deixes apartar-se dos teus olhos; guarda-os no mais intimo do teu coração. v.22 – Porque são vida para quem os acha, e saúde para o seu corpo. Como tantas vozes diferentes em nosso redor, é difícil fazer uma pausa para estudar a Palavra de Deus. Familiares e amigos sempre estão bem dispostos a nos dar suas opiniões e seus conselhos. Mas uma parte importante do treinamento do homem espiritual é aprender a escutar aquilo que a Palavra de Deus tem pra nos dizer. É dar à Palavra a primazia em nossa vida. Nos versículos citados acima, Deus nos manda fazer três coisas com sua Palavra: 1. Escutá-la – 2. Lê-la e 3. Memorizá-la. No v.20, lemos: Aos meus ensinamentos inclina o teu ouvido. Ex: Em todas as ocasiões em que a Bíblia está sendo lida em voz alta; na igreja, no culto doméstico, num programa evangélico, no rádio ou na TV, preste muita atenção às palavras. No v.21, diz: Não os deixes apartar-se dos teus olhos. Em outras palavras, passe tempo a só lendo a Palavra de Deus. Deixe-a penetrar profundamente nos seus pensamentos e no seu coração. Memorize-a conforme nos diz o v.21: Guarda-os no mais íntimo do teu coração. Se fizermos essas três coisas, descobriremos que as Palavras de Deus são vida para quem as acha, e saúde para o seu corpo, v.22. Entraremos, então, na vida abundante em Cristo Jesus. Acharemos cura física para o nosso corpo. Tudo quanto precisamos fazer é dar à Palavra de Deus a primazia em nossa vida. 4. Obedecendo imediatamente à Voz do nosso Espírito. O espírito humano tem uma voz. Chamamos essa voz de “consciência”. Às vezes chamam de “intuição”, uma “voz interior de orientação”. Trata-se de nosso espírito falando conosco. O espírito de cada pessoa salva ou não, tem uma voz. O novo nascimento, porém, é um renascimento do espírito humano. Nosso espírito obtém informações à medida que meditamos sobre a Palavra. Aprenda a obedecer ao seu espírito. Nosso espírito tem em si a vida e a natureza de Deus, porque o Espírito santo habita dentro de nós. O diabo não poderá nos estar dando informações, porque ele não está dentro de nós; ele está no lado de fora de você. Deus tem que se comunicar conosco através de nosso espírito, porque é ali que Ele está. Ele não está em nossa cabeça, e nem em nossas faculdades de raciocínio, Ele está em nosso espírito. Nosso espírito obtém através dEle as informações. A consciência é um guia seguro no crente cheio do Espírito Santo, porque Deus habita naquele crente. A consciência do crente, a voz do espírito, fica sendo a voz de Deus. Deus usa nosso espírito para nos orientar. Ele o usa para nos iluminar. À medida que nosso espírito medita sobre a Palavra e se alimenta com ela, fica sendo um guia seguro, está treinado na Palavra. O Espírito Santo realmente fala de modo um pouco diferente àquelas entre nós que possuem certos dons ministeriais. Como regra geral na vida dos crentes, a voz interior é a voz do espírito humano fanando, e não o Espírito Santo. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com
  • 46 Á medida que aprendemos a obedecer à voz do nosso espírito, chegaremos a ponto de sabermos o que devemos fazer em todas as fases da vida. O Senhor Jesus nos guiará. “Reconhece-o em todos os teus caminhos, ele endireitará as tuas veredas” – Pv.3:6. Texto para memorizar: Pv.1:22 – “O espírito do homem é a lâmpada do Senhor, a qual esquadrinha todo o mais íntimo do corpo”. Av. vale dos rios, 111 – Recife –Pernambuco, Brasil 33389200 sflibvr.wordpress.com