Your SlideShare is downloading. ×
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
PROJETO SAÚDE NOTA 10
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

PROJETO SAÚDE NOTA 10

3,282

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,282
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
74
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PROINFO INTEGRADO NTE – NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL CURSO TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: EM SINANDO E APRENDENDO COM AS TICS (Tecnologia da Informação e Comunicação) SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO – SME - DONA INÊS/PB TURMA: 100 HORAS/2012.3 PERÍODO: 16/07/1012 à 05/11/2012. PROFISSIONAIS CURSISTAS: 1ª e 2ª FASES DO ENS. FUND.TUTORA/EMAIL: IZABEL CRISTINA COSTA DE ARAÚJO RODRIGUES/ Izabel.eproinfo@gmail.com ID DA TURMA: 29.096 e 29097 DATA: 27/09/2012 MÓDULO: 03 ATIVIDADE Nº: 3.3 PROJETO TECNOLOGIAS INTEGRADA AO CURRÍCULO ESCOLAR CURSISTAS: Jairo Alves Felipe José Renan de Melo Leonardo Macena de Fontes Marcelino Marcolino da Silva Mª Cristina Pereira Frazão Mª Luci Lima Santana Dona Inês/PB 2012
  • 2. Governo da Paraíba Secretária Estadual de Educação 2ª Gerência Regional de Ensino – GuarabiraEscola Estadual de Ens. Fund. Dr. José de Melo Saúde Nota 10 PROFESSORES EXECUTORES Alessandro Araújo da Silva Gilvanda Malaquias de Mélo Jairo Alves Felipe Maria da Glória Silva Esperidião Maria das Dores Silva Maria das Graças Geraldo da Silva Mª das Graças V. de Sousa Azevedo Maria Luci Lima Santana Maria Nilma Pereira Borges Dona Inês/PB 2012
  • 3. Saúde Nota 10 “Educação e Saúde, são aspectos diferentes duma só realidade”. Nazaré RibeiroAPRESENTAÇÃO A “Educação” e a “Saúde” sempre foram temas principais nas políticas públicas porserem amplamente reconhecidas como necessidades básicas e universais do ser humano. Atualmente a ideia de educar para uma vida saudável se ampliou bastante, pois éconsenso geral que as condições necessárias para que sujeitos e comunidades sejam maissaudáveis não dependem unicamente do individuo receber informações sobre cuidados com ocorpo e ter acesso a tratamento médico/odontológico. A escola precisa tratar a “Saúde” como um tema transversal e multidisciplinar, demodo que a abordagem dessa questão torne-se parte obrigatória de todas as disciplinas. Issofaz com que o educador seja o mediador entre aluno/família, renovando eincentivando o interesse em se praticar hábitos que contribuam para uma vida saudável. Dessa forma, baseando-se nessas questões o “Projeto Saúde Nota 10” foi formatadopara desenvolver ações voltadas para a conscientização e esclarecimento da comunidadeescolar, visando uma melhor qualidade de vida, por meio de ações de prevenção, promoção eatenção à saúde, as quais serão desenvolvidos ao longo deste ano.PÚBLICO ALVO O projeto tem como público-alvo os alunos da Escola Estadual Dr. José de Melo,juntamente toda a comunidade escolar (pais, professores e funcionários).
  • 4. OBJETIVO GERAL • Conscientizar os alunos para o direito à saúde, sensibilizando lhes para a busca permanente da compreensão de seus determinantes e capacita lhes para a utilização de medidas prática de promoção, proteção e recuperação da saúde.OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Enriquecer o currículo escolar com atividades práticas e teóricas sobre o tema Saúde; • Levar o aluno a perceber a necessidade de adquirir bons hábitos de higiene; • Discutir as formas de higiene corporal, bucal, alimentar, ambiental, etc.; • Incentivar a adoção de práticas de alimentação saudável e de atividades físicas; • Promover atividades que contribuam para o bom funcionamento do corpo e da mente; • Despertar nos alunos hábitos que contribuam para preservação do meio ambiente; • Identificar os tipos de doenças mais comuns em nosso município e como combatê-las; • Explicar o que são DSTs, suas causas, sintomas e consequências para nossa vida; • Apresentar os procedimentos de primeiros socorros em caso de acidentes domésticos; • Evidenciar as consequências provocadas pelo uso das drogas lícitas e ilícitas.
  • 5. JUSTIFICATIVA A Educação não pode ser pensada com a simples visão reducionista de ensinar a ler,escrever, que garante a formação profissional. A Escola precisa se comprometer com acidadania, formando seres humanos plenos e pensantes. De acordo com Salera Jr. (2011) a educação eficaz é aquela em favorece a formaçãode cidadãos críticos e bem informados, que tenham habilidades e competências diversas paraagir de forma eficiente em defesa da vida. Por isso, a Escola deve criar estratégias queviabilizem e envolva toda sociedade nas questões que tratam da promoção da saúde pública. O Projeto "Saúde Nota 10", é uma proposta que possibilita e garante umaaprendizagem efetiva e transformadora de atitudes e hábitos de vida, visto que o mesmopropõe aos educandos uma educação de qualidade que estimula o desenvolvimento depráticas de promoção de saúde que englobam conhecimentos, habilidades para a vida, tomadade decisões, atitudes saudáveis e construção de ambientes favoráveis à saúde. Ao educar para a saúde, contribuímos de forma decisiva para formação decidadãos capazes de atuar em favor da melhoria dos níveis de saúde pessoal eda coletividade. Assim, acreditamos que o projeto “Saúde Nota 10” irá contribuir para aprevenção, promoção e melhoria na qualidade de vida de nossas crianças e jovens.
  • 6. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS O “Saúde Nota 10” será desenvolvido pelos professores com a participação deprofissionais da área da saúde, do corpo de bombeiros e pessoas da própria comunidade emgeral, através de ações a serem desenvolvidas durante o período letivo de fevereiro adezembro de 2012, seguindo o Projeto Político-Pedagógico (PPP) da Escola. Estas ações têmcomo objetivo integrar as tecnologias ao processo educativo, visando assim odesenvolvimento de um ensino aprendizagem mais dinâmico e inovador.
  • 7. ATIVIDADES PROPOSTASSAÚDE BUCAL – Palestra com a dentista; Aplicação de flúor; Encaminhamento ao dentista;Distribuição de kits odontológicos; Apresentação de histórias em fantoches.HIGIENE PESSOAL – Orientação para tomar banho diário; Corte das unhas; Cuidados comos ouvidos; Tratamento de pediculose; Apresentação de receitas caseiras, que ajudam acombater piolhos e fungos; Orientações de como trata a tricotomia.DATAS COMEMORATIVAS DA SAÚDE – Trabalho em sala de aula através da produçãode textos, desenhos, pinturas, Confecção de cartazes, entrevistas;DOENÇAS COMUNS (Gripe, desidratação, verminoses, alergia, escabiose) - Exibição devídeos; Receitas de remédios naturais; Palestra com a enfermeira, distribuição de panfletos;CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL – Passeios ecológicos (Mata do Seró, AssentamentoTanques, Pedra da Boca, Cruzeiro de Roma, Santa Fé, Santa Rita de Cássia); Reciclagem;Produção de objetos com material reciclável; Orientações para preservação do meio ambiente.DROGAS LÍCITAS E ILÍCITAS – Palestras; Debate com os AA; Depoimentos de ex-viciados; Exibição de vídeos; Confecção de cartazes;ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA – Palestras com a nutricionista; Visitas à horta daescola; Exibição de vídeos; Elaboração de cartazes; Receitas de alimentos;PREVENÇÃO DE ACIDENTES – Palestra sobre primeiros socorros com os bombeiros;DSTs - Doenças Sexualmente Transmissíveis (AIDS, Sífilis, Gonorreia, Crista de Galo) –Palestra; Distribuição de preservativos; Exibição de vídeos; Distribuição de panfletos; Debate.
  • 8. RECURSOS DIDÁTICOS São vários os recursos didáticos existentes, entretanto, para executar o presente projetoserão utilizados os seguintes: • Recursos Materiais: Papéis variados, lápis de cor, pincel, tinta guache, isopor, tesoura, cartolina, TNT, cola branca, fita adesiva, tesoura, cola, etc.; • Recursos Eletrônicos: Aparelho de Data Show, computadores, equipamento de som, com caixas e microfone, aparelho de DVD e televisor tela plana, etc. • Recursos Tecnológicos: Vídeos, apresentações em slides, áudio, imagens, textos digitais, páginas da web, animações, jogos eletrônicos, blogs, etc.
  • 9. AVALIAÇÃO A avaliação será feita através de pequenos relatórios individuais de professoresenvolvidos no projeto, observando-se os seguintes aspectos: envolvimento individual;participação e interesse dos alunos; cumprimento das atividades propostas; criatividade ecoerência na elaboração e apresentação dos trabalhos.
  • 10. CRONOGRAMA MESES ATIVIDADES PROPOSTAS Fevereiro Formatação do Projeto Março Saúde bucal Abril Higiene pessoal Maio Data comemorativa Junho Doenças comuns Julho Conscientização ambiental Agosto Drogas licitas e ilícitas Setembro Alimentação equilibrada Outubro Prevenção de acidentes Novembro DSTs - Doenças Sexualmente Transmissíveis Dezembro Avaliação final do projeto
  • 11. REFERÊNCIASBUSS, Paulo Marchiori. Promoção e educação em saúde no âmbito da Escola de Governo emSaúde da Escola Nacional de Saúde Pública. Cad. Saúde Pública, 15(Sup. 2): 177-185, 1999.Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v15s2/1299.pdf Acesso em: 04/02/2012.CYRINO, E.G.; PEREIRA, M.L.T. Reflexões sobre uma proposta de integração saúde-escola: o projeto saúde e educação de Botucatu, SP. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 15(Sup. 2): 39-44, 1999. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v15s2/1286.pdf Acessoem: 05/02/2012.HAETINGER, DANIELA. 2005. Fatores relevantes à formação e manutenção decomunidades virtuais facilitadoras da aprendizagem. Novas Tecnologias na EducaçãoCINTED-UFRGS, 3 (1): 1-11. Disponível em:http://seer.ufrgs.br/renote/article/viewFile/13929/7830 Acesso em: 20/09/2012.LIBERAL, Edson Ferreira et. al. Projeto Saúde na Escola: Uma iniciativa bem sucedida deeducação em saúde nos Cieps do Estado Rio De Janeiro. Disponível em:http://www.prac.ufpb.br/anais/Icbeu_anais/anais/saude/cieps.pdf Acesso em: 05/02/2012MACIEL, E.L.N. et al. 2010. Projeto Aprendendo Saúde na Escola: a experiência derepercussões positivas na qualidade de vida e determinantes da saúde de membros de umacomunidade escolar em Vitória, Espírito Santo. Ciência & Saúde Coletiva, 15 (2): 389-396.Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v15n2/v15n2a14.pdf Acesso em: 07/02/2012.MINISTÉRIO DA SAÚDE. 2005. Diretrizes para implantação do projeto saúde e prevençãonas escolas - versão preliminar. Brasília: MS, MEC, UNESCO, UNICEF. 19p. Disponívelem: http://educampoparaense.org/site/media/biblioteca/pdf/arq_754_saude_prev_esc02.pdfacesso em: 06/02/2012.SALERA JÚNIOR, Giovanni. Projeto Saúde na Escola. Disponível em:http://www.recantodasletras.com.br/artigos/2923410 Acesso em: 04/02/2012.

×