CONCEITO DE HIPERTEXTO
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

CONCEITO DE HIPERTEXTO

on

  • 1,232 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,232
Views on SlideShare
1,232
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
9
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

CONCEITO DE HIPERTEXTO Document Transcript

  • 1. PROINFO INTEGRADO NTE – NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL CURSO TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: ENSINANDO E APRENDENDO COM AS TICS (Tecnologia da Informação e Comunicação) SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO – SME - DONA INÊS/PB TURMA: 100 HORAS/2012.3 PERÍODO: 16/07/1012 à 05/11/2012. PROFISSIONAIS CURSISTAS: 1ª e 2ª FASES DO ENS. FUND. TUTORA/EMAIL: IZABEL CRISTINA COSTA DE ARAÚJO RODRIGUES/ Izabel.eproinfo@gmail.com ID DA TURMA: 29.096 CURSISTAS: JAIRO ALVES FELIPE DATA: 19/08/2012 MÓDULO: 02 ATIVIDADE Nº: 2.3 Conceito de Hipertexto A ideia de hipertexto não nasce com a Internet. A primeira descrição formal dotermo nasceu com o americano Vanevar Bush, na década de 40, quando publica narevista Atlantic Monthly, o seu artigo intitulado “As we may think” (É assim quepensamos). Nele Bush propõe a criação de um dispositivo, a que dá o nome deMemex, para solucionar o problema de armazenamento da informação científica.Essa máquina permitiria um processo de acesso e gerenciamento de informaçõesnão linear, de maneira automática (FERNANDES, 2009). O cientista Theodore Nelson criou o termo "hipertexto" em 1965. Nelsontentou por em prática o sonho de Bush por meio de um sistema informáticodenominado Xanadu, lançado em 1967. Todas os sistemas pioneiros de hipertextoforam superados pela World Wide Web de Tim Barners-Lee. O hipertexto nasce de fato com a informática. Hoje existem vários conceitos arespeito do que é hipertexto, mas ainda são necessários muitos estudos sobre omeio e o texto eletrônico para se chegar a uma conceituação consensual.
  • 2. Para Levy (1999) apud SANTOS et al (2009, p. 06) hipertexto é um conjuntode nós ligados por conexões, cuja função é a organização de conhecimentos oudados, e a aquisição de informações. Os nós seriam palavras, imagens, animações,gráficos, sons. E os links seriam caminhos, que indicam a passagem de um nó, queao ser clicado, nos remetem a outras páginas onde se esclarece o link abordado. De acordo Fernandes (2009, p. 38 - 41) o hipertexto é um texto que tem comocaracterísticas: a Não-linearidade ou não-seqüencialidade, Volatilidade,Espacialidade topográfica, Fragmentariedade, Multissemiose, Ubiqüidade,Interatividade, Intertextualidade, Conectividade, Virtualidade. Com base nas leituras feitas conceituo Hipertexto como: um texto em formatodigital, que possibilita a livre escolha do caminho a ser percorrido pelo navegador,agregando-se outras informações na forma de textos, palavras, imagens ou sons,cujo acesso ocorre por meio de links (ligações que ligam um documento a outro), osquais aos serem clicados, nos remetem a outras páginas onde se esclarece o link. Dessa forma o hipertexto pode ser uma ferramenta muito útil a Educação,pois é uma boa ferramenta no processo de ensino aprendizagem, que pode facilitara compreensão do que está sendo pesquisado, já que chama a atenção e aguça acuriosidade do navegador que está pesquisando, possibilitando assim a participaçãoativa do aluno na busca e construção do seu próprio conhecimento.
  • 3. REFERÊNCIASVIDEOSVídeo "Hipertextualidad", de Alejandra Bertolaccini. http://www.youtube.com/watch?v=SRMG2aUowz4&feature=relatedSITESSites sobre a relação entre a cultura audiovisual e a educação:http://www.portacurtas.com.br/http://www.planetaeducacao.com.br/portal/coluna.asp?coluna=2Site do Portal do Professor.http://portaldoprofessor.gov.brExemplo de ferramenta de busca na internet: Google.http://google.com.brConheça alguns editores cooperativos:Google Docs e http://www.thinkfree.com/Página da Wikipédia em português.http://pt.wikipedia.orgcrie e edite um verbete da enciclopédia! Existe uma página para testes eaprendizado:http://pt.Wikipédia.org/wiki/Wikipédia:P%C3%A1gina_de_testesPágina inicial da Wikipédia:http://pt.Wikipédia.orgPágina inicial do Wikcionário:http://pt.wiktionary.org/Hipertextohttp://pt.wikipedia.org/wiki/HipertextoHipertexto e Internethttp://hipertexto.wikidot.com/hipertexto-e-internet
  • 4. TEXTOSTexto “Pedagogia da pesquisa ação”, de Maria Amélia Santoro Franco.http://www.scielo.br/pdf/%0D/ep/v31n3/a11v31n3.pdfArtigo "A lesson is like a swiftly flowing river", de professores e pesquisadores doJapão. http://www.lessonresearch.net/lesson.pdfBlog: diário (de aprendizagem) na rede. http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/blog-diario-423586.shtmlE-Proinfo - Ambiente colaborativo de aprendizagem. Módulo do Curso Tecnologiasna Educação: ensinando e aprendendo com as TIC. Unidade I: Tecnologias nasociedade, na vida e na escola. Disponível em:http://eproinfo.mec.gov.br/webfolio/Mod86886/unidade%202/pg1.html. Acesso em:16 de Agosto de 2012.FERNANDES, Adriana Almeida. A leitura de hipertexto: uma análise da práticapedagógica de um docente de Língua Inglesa em laboratório de multimídia em umaescola da cidade de Fortaleza. - Fortaleza, 2009. p. 121. Disponível em:http://www.uece.br/posla/dmdocuments/adrianaalmeidafernandes.pdf. Acesso em 17de Agosto de 2012.SANTOS, Aline Renée Benigno dos, et al. Hipertexto: uma ferramenta paraconstrução da aprendizagem na educação a distância. Disponível em:http://www.ufpe.br/nehte/simposio/anais/Anais-Hipertexto-2010/Aline-Renee-Benigno&Reginaldo-Amorim&Roziane-Keila-Grando&Sebastiao-Sales.pdf. Acessoem 17 de Agosto de 2012.FACHINETTO, Eliane Arbusti. O Hipertexto e as Práticas de Leitura. Disponível em:http://unisc.br/portal/images/stories/mestrado/letras/coloquios/ii/hipertexto_praticas.pdf. Acesso em 18 de Agosto de 2012.AQUINO, Maria Clara. Um resgate histórico do hipertexto: O desvio da escritahipertextual provocado pelo advento da Web e o retorno aos preceitos iniciaisatravés de novos suportes. UNIrevista - Vol. 1, n° 3 : (Julho 2006) Disponível em:http://www.bocc.ubi.pt/pag/aquino-maria-clara-resgate-historico-hipertexto.pdf.Acesso em 18 de Agosto de 2012.