Your SlideShare is downloading. ×
Potencial de Inovação de Portfólio
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Potencial de Inovação de Portfólio

2,453
views

Published on

Análise do Portfólio de Projetos e o Potencial de Inovação para as Organizações …

Análise do Portfólio de Projetos e o Potencial de Inovação para as Organizações

Inovação e portfólio de projetos são temas abrangentes e complexos, que envolvem inúmeras variáveis e elementos a serem considerados. Entretanto, por mais complexas que sejam as dificuldades e os desafios de uma empresa para obter inovações, sem a existência de projetos as inovações provavelmente não irão acontecer e, nesse contexto, o portfólio de projetos desempenha um importante papel na implementação das estratégias corporativas. Esta palestra tem por objetivo apresentar um método para a análise do portfólio de projetos e o seu potencial de inovação para as organizações, avaliando as características de inovação das ações empreendidas, considerando-se a abrangência da novidade das inovações para a própria empresa. O método descreve o portfólio de acordo com a perspectiva de tipos de inovações (produto, processo, negócio e organizacional) e a de dimensão da mudança (incremental, semi-radical e radical). A análise tem como foco o potencial de inovação do portfólio de projetos, porque se pressupõe que a transformação de uma ideia em inovação é viável a partir da elaboração e execução de um projeto. Assim, observa-se que o portfólio de projetos é uma das medidas mais efetivas para a avaliação do potencial de inovação de uma organização.

Published in: Business

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,453
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
68
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ANÁLISE DO PORTFÓLIO DE PROJETOS E OPotencial de Inovação PARA AS ORGANIZAÇÕES José Ignácio JAEGER Neto, MSc, PMP jaeger@via-rs.net | twitter.com/JaegerNeto VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 2. IMPORTÂNCIADO TEMA VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 3. INOVAÇÃOA inovação é essencial para a competitividade e para odesenvolvimento econômico (PORTER; STERN, 2001). PROJETOSPara realizar melhorias contínuas e radicais, torna-se necessáriogerenciar, ao longo do tempo, um grande número de projetosdos mais variados tipos (KERZNER, 2002). PORTFÓLIOAs empresas buscam atingir suas estratégias através dodesenvolvimento de inúmeros projetos (PMI, 2008), mas é atravésdo portfólio de projetos que uma empresa expressa a suacapacidade de inovar. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 4. INOVAÇÃO PROJETOS PORTFÓLIOA inovação deve estar integrada à estratégia daorganização e adicionar valor ao negócio.Para a sua realização é necessária uma estruturaorganizacional flexível e colaborativa, com recursoshumanos, materiais e financeiros – e práticas degerenciamento de projetos e gestão deportfólio. EDUARDO GUARAGNA Diretor do PGQP VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 5. INOVAÇÃOÉ UM TEMA COMPLEXO Inovação é um tema complexo e abrangente, que envolve diferentes perspectivas, cuja compreensão depende do ponto de vista do interessado. ADAMS, BESSANT e PHELPS (2006) Existem diversas variáveis e situações passíveis de estudos na área de inovação. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 6. DEPENDE DE ... Localização Mercado Concorrência Fornecedores Capital Mão de Obra Incentivos Legislação Investimentos Orçamento P&D Pesquisadores Ideias Geradas Patentes Novos produtos Estratégia Liderança Gestão do Cultura Processos Outros... Conhecimento Todas essas variáveis e situações são passíveis de estudos na área de inovação. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 7. ENTRETANTO, UM FATOR É ESSENCIAL ... Para que uma inovação aconteça: ela tem que passar por um processo deCONCEPÇÃO, DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO, o que caracteriza um projeto. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 8. PORTFÓLIO VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 9. O QUE É UMPORTFÓLIO Um portfólio é uma coleção de projetos, deprogramas e de outros trabalhos relacionados que sãoagrupados para facilitar uma gestão eficaz para cumprir os objetivos estratégicos das empresas (PMI, 2008). É a PONTE, que liga as estratégias organizacionais com as iniciativas dos projetos. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 10. GESTÃO DE PROJETOSQuanto maior a necessidade de orientação estratégica de umaorganização, maior a importância da implementação deINICIATIVAS ESTRATÉGICAS. A Gestão de Projetos é o instrumento de maior impacto na implementação efetiva de ESTRATÉGIAS. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 11. INICIATIVAS ESTRATÉGICASPara maximizar a implementação da estratégia é necessárioobter o manejo efetivo de um PORTFÓLIO DE PROJETOS. As iniciativas estratégicas são o conjunto de ações de impacto direto no POSICIONAMENTO COMPETITIVO da organização. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 12. CENÁRIO ATUAL DOS PORTFÓLIOSNAS ORGANIZAÇÕES Muitos projetos ativos Geralmente o dobro do que a organização deveria ter Projetos errados Projetos que não agregam valor à organização Projetos não alinhados Não estão ligados aos objetivos estratégicos Projeto importantes sem recursos Recursos prioritários não estão alocados aos projetos prioritários Portfólio não balanceado Muitos projetos de melhorias, poucos de inovação Muitos projetos de desenvolvimento, poucos de pesquisa VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 13. CENÁRIO ATUAL DOS PORTFÓLIOSNAS ORGANIZAÇÕESMuitas organizações têm projetos em andamento que não foramaprovados por um gerenciamento executivo.Mesmo que todos os projetos em andamento tivessem sidoaprovados, eles encontrariam as artérias da organizaçãoobstruídas pelo EXCESSO DE INICIATIVAS. Os projetos são forçados a competir por recursos. Os resultados são as longas durações dos projetos. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 14. COMO RESOLVER ESTES PROBLEMAS?Organizações que implementaram Gestão de Portfólio relatam uma REDUÇÃO SIGNIFICATIVA no número de projetos em andamento. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 15. UTILIZAÇÃO DE RECURSOSUm portfólio representa o conjunto de aplicações que envolvema UTILIZAÇÃO DE RECURSOS de uma organização. Toda organização tem um portfólio, mesmo que não o reconheça formalmente – e mesmo que não faça agestão adequada desse portfólio, ele ainda assim continua existindo. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 16. GESTÃO DE PORTFÓLIOGestão de Portfólio possui a mesma lógica da Teoria de Portfóliode Harry Markowitz, publicada em 1952 no Journal of Finance,versando sobre SELEÇÃO DE PORTFÓLIO FINANCEIRO. A Gestão de Portfólio analisa as possibilidades de SUCESSO de projetos da empresa, bem como os RISCOS associados ao seu desenvolvimento. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 17. GERAÇÃO DE NOVOS NEGÓCIOSA geração de novos negócios tem levado a uma maiordependência da capacidade das áreas de realizar e entregarPROJETOS. As decisões de negócios sobre quais projetos selecionar e em que ordem são influenciadas pelas limitações e restrições para a entrada de novos projetos, bem como pela QUANTIDADE DE PROJETOS em andamento. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 18. A PRESSÃO POR NOVOS PROJETOSExecutivos de negócios, pressionados pelo atingimento de metase objetivos de negócios, pressionam também as suas áreas paraincluir NOVOS PROJETOS. O resultado é previsível, embora não seja intuitivo – quanto maior o número de projetos iniciados com recursos insuficientes, menor será a quantidade de projetos concluídos, e maior será a duração de cada projeto individualmente (KENDALL; ROLLINS, 2003). VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 19. ESTES SÃO OS NOSSOS PROJETOS E AGORA?NRO NOME DURAÇÃO CUSTO QTD HORAS DIRETORIA VAR. YP01 Implantação Sistema de ERP 18 meses 1.200.000 20.000 A ...P02 Migração para Plataforma X 9 meses 900.000 30.000 B ...P03 Arrecadação On-line 12 meses 3.000.000 40.000 C ...P04 Reestruturação Organizacional 6 meses 80.000 1.000 A ...P05 Certificação Digital 8 meses 450.000 5.000 C ...P06 Atualização Servidores 4 meses 180.000 2.000 B ...P07 Inclusão Digital 22 meses 300.000 1.500 C ...P08 Workflow 14 meses 700.000 6.000 C ...P08 Geoprocessamento 32 meses 250.000 4.000 B ...P09 Compras Eletrônicas 9 meses 1.500.000 12.000 A ...P99 ... ... ... ... ... ... VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 20. QUAL A MELHOR ESCOLHA?OPÇÃO 1: Fazer certo o projeto errado?OPÇÃO 2: Fazer errado o projeto certo? "Certamente não há nada tão inútil quanto fazer com grande eficiência algo que nunca deveria ser feito". PETER DRUCKER VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 21. GESTÃO DO PORTFÓLIO DE PROJETOS VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 22. PORTFÓLIO EQUILIBRADOCriar uma carteira de projetos EQUILIBRADA, entremelhorias incrementais e inovações radicais, é omelhor caminho para o SUCESSO. NO ENTANTO, AS EMPRESAS ENFRENTAM UM DILEMA: Concentrar-se em pequenas melhorias nos produtos, que geram crescimento imediato, mas levam à diminuição dos retornos, ou implantar inovações radicais, que possuem valor de longo prazo, porém de menor impacto no curto prazo? HSM MANAGEMENT (2005) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 23. MÉTODOS ESTRATÉGICOSE MAPAS DE PORTFÓLIO Os MÉTODOS FINANCEIROS correlacionam-se com desempenho positivo em apenas uma medida de avaliação do portfólio de projetos e não conduzem a um maior valor dos projetos em carteira, conforme seria o esperado.Métodos estratégicos e mapas de portfóliotêm maior influência positiva sobre o desempenho deum PORTFÓLIO DE INOVAÇÃO. COOPER, EDGETT e KLEINSCHMIDT (1999) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 24. EXEMPLO VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 25. INOVAÇÃO VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 26. O QUE É INOVAÇÃOEmbora o termo “inovação” seja notoriamente abrangente eexistam múltiplas definições, de uma forma simples, ele pode serdefinido como ... a exploração bem sucedida de novas ideias. ADAMS, BESSANT e PHELPS (2006) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 27. O QUE É INOVAÇÃOINOVAÇÃO e a implementação de um produto(bem ou serviço) novo ou significativamentemelhorado, ou um processo, ou um novométodo de marketing, ou um novométodo organizacional nas práticas denegócios, na organização do local de trabalho ounas relações externas. MANUAL DE OSLO (OCDE, 2005) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 28. INOVAÇÃOÉ UM PROCESSO INTERATIVO Ela inicia com a percepção de uma nova oportunidade de mercado ou de um novo serviço, passa por uma invenção de base tecnológica, é conduzida através de atividades de desenvolvimento e produção, até o sucesso comercial da inovação. GARCIA e CALANTONE (2002) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 29. QUANDO OCORRE A INOVAÇÃOInovar é diferente de inventar. INOVAÇÃO É UMA INVENÇÃO QUE DEU RESULTADO, isto é, uma ideia que foi implementada e que OBTEVEACEITAÇÃO do mercado ou que TROUXE RESULTADOS para os responsáveis pela sua difusão. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 30. QUANDO OCORRE A INOVAÇÃO A implementação de uma inovação só acontece, quando um produto novo ou melhorado é introduzido no mercado, ou, quando novos processos, métodos de marketing e métodos organizacionais são efetivamente utilizados nas operações das empresas. MANUAL DE OSLO (OCDE, 2005) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 31. TIPOLOGIAS DAINOVAÇÃO VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 32. TIPOLOGIAS DA INOVAÇÃODE ACORDO COM A PERSPECTIVA ANALISADA O que é mudado Caracteriza o resultado da inovação, sendo utilizada para identificar o TIPO DE INOVAÇÃO Produto | Processo | Negócio | Organizacional A extensão da mudança Está relacionada com o grau de novidade envolvida, representando a DIMENSÃO DA MUDANÇA Incremental | Semi-radical | Radical A abrangência da novidade Empresa [ Local ] | Mercado [ Regional, Nacional, Internacional ] VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 33. O QUE É MUDADOTIPO DE INOVAÇÃOTipo de inovação refere-se à forma pela qual uma inovação pode serimplementada – uma novidade ou mudança significativa que representa oRESULTADO DA INOVAÇÃO. Introdução de um bem ou serviço novo ou significativamente PRODUTO melhorado no que se refere a suas características ou a usos previstos Desenvolvimento de novos meios de fabricação de produtos ou de PROCESSO novas formas para a prestação de serviços Desenvolvimento de novos negócios que forneçam uma vantagem NEGÓCIO competitiva sustentável Implementação de um novo método organizacional nas práticas de ORGANIZACIONAL gestão, na organização do seu local de trabalho ou em suas relaçõesDEPENDENDO DO CASO, A INOVAÇÃO PODE SER CLASSIFICADA EM MAIS DE UM TIPO VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 34. A EXTENSÃO DA MUDANÇADIMENSÃO DA MUDANÇADimensão da mudança refere-se aos impactos causados pelaimplementação de uma inovação em relação à descontinuidade na tecnologiae/ou mercado – representa a extensão da mudança e caracteriza o GRAU DENOVIDADE ENVOLVIDA. Melhorias moderadas, com algum grau de novidade e impacto INCREMENTAL mensurável nos resultados – é fazer o mesmo melhor Mudanças significativas, com grau moderado de novidade – é fazer SEMI-RADICAL algo novo, em relação ao mercado ou à tecnologia Algo inteiramente novo, com alto grau de novidade – é fazer algo RADICAL totalmente novo, simultaneamente envolvendo mercado e tecnologiaAs inovações possuem duas “forças” a partir das quais podem ser criadas:A PARTIR DE UMA DIREÇÃO DE MERCADO OU DE UMA ORIENTAÇÃO TECNOLÓGICA. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 35. A ABRANGÊNCIA DA NOVIDADEAbrangência da novidade refere-se à PERSPECTIVA DA NOVIDADE que ainovação representa, podendo ser uma novidade Local, Regional, Nacional ouInternacional. O requisito mínimo de uma inovação é que ela seja nova (ou significativamente melhorada) para a EMPRESA.Isso inclui inovações desenvolvidas de forma pioneira na empresa, bem como aquelasque são adotadas de outras organizações. MANUAL DE OSLO (OCDE, 2005) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 36. INOVAÇÃO EPORTFÓLIO VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 37. A RELAÇÃO ENTRE INOVAÇÃOE PORTFÓLIO DE PROJETOSPara que uma EMPRESA possa obter inovações – istoé, resultados de produtos, processos, negócios oumudanças organizacionais – é necessário que ela seconcentre no desenvolvimento e implementação deprojetos que permitam alcançar estes resultados. Por mais complexas que sejam as dificuldades e desafios de uma empresa para obter inovações, sem a existência de projetos, as INOVAÇÕES provavelmente não irão acontecer. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 38. GESTÃO DE PORTFÓLIOE O POTENCIAL DE INOVAÇÃO Para que se possa medir o POTENCIAL de inovação deum PORTFÓLIO, é preciso analisar o perfil dos projetosrealizados, ressaltando os tipos, os gastos e o conjunto de projetos. ZAWISLAK (2008)Deve-se estabelecer uma relação entre cada PROJETO e o TIPO DE INOVAÇÃO envolvida, que estabelecem diferentes níveis de riscos e retorno. GRAHAM E ENGLUND (2004) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 39. GESTÃO DE PORTFÓLIOE O POTENCIAL DE INOVAÇÃO Uma das principais competências numa gestão da inovação eficaz é equilibrar a composição do portfólio e a sua orientação para as competências e capacidades da TECNOLOGIA e dos MERCADOS da organização. TIDD, BESSANT E PAVITT (2008) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 40. GESTÃO DE PORTFÓLIOE O POTENCIAL DE INOVAÇÃO O EQUILÍBRIO do portfólio é determinado de acordo com a proporção de projetos em cada um dos TIPOS DE INOVAÇÕES, desde que tal proporção esteja de acordo com as opções estratégicas da organização. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 41. POTENCIAL DE INOVAÇÃOPor POTENCIAL DE INOVAÇÃO, entenda-se apossibilidade ou a capacidade de o conjunto deprojetos contribuir para que uma organizaçãoobtenha resultados na inovação de produtos,processos, negócios ou gestão. Esse potencial é descrito em relação à capacidade da própria organização e não em comparação a outras empresas ou mercados. Trata-se, portanto, de uma AVALIAÇÃO INTERNA do potencial de inovação do portfólio de projetos da própria organização. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 42. ESTUDO DECASO VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 43. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 44. PROCERGS CENTRO DE SOLUÇÕES EM GOVERNO ELETRÔNICONEGÓCIOSoluções em Tecnologia da Informação e Comunicação para a AdministraçãoPública.MISSÃOProver soluções em Tecnologia da Informação e Comunicação para aumentara eficiência e transparência do serviço público e aproximar Governo eCidadão.VALORESQualidade | Inovação | Ética | Comprometimento | Confiança | Solidariedade VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 45. PROCERGSEMPRESA E NEGÓCIOPRINCIPAIS PRODUTOS E SERVIÇOSSistemas de informações, operação de data center e rede paraacesso pelos clientes.CLIENTESGoverno, administração pública direta e indireta.DIFERENCIAL NO MERCADOConhecimento do negócio de governo e integração de soluçõesem TI.COMPETÊNCIAS INTERNASCapacidade de oferecer soluções com múltiplas tecnologias. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 46. PROCERGSPLANEJAMENTO ESTRATÉGICOPERIODICIDADERealizado a cada 4 anos e revisado anualmente.PRIORIZAÇÃODois grupos de projetos estratégicos: PROJETOS DE CLIENTES – relevância do cliente, melhoria na prestação dos serviços ao cidadão e repercussão financeira para a empresa. PROJETOS INTERNOS – foco para os investimentos em infraestrutura para a prestação dos serviços e inovação para a busca de novas tecnologias. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 47. ANÁLISE DO PORTFÓLIO DE PROJETOSA análise da DISTRIBUIÇÃO DE INOVAÇÕES possibilita identificar algumas dascaracterísticas do portfólio de projetos. A distribuição do PORTFÓLIO representa o tipo de estratégia organizacional na condução dos seus negócios.Parte dos investimentos é necessária para manter os negóciosatuais e buscar o crescimento junto ao MERCADO, enquanto asnovas TECNOLOGIAS possibilitam o desenvolvimento de produtose serviços. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 48. ANÁLISE DO PORTFÓLIO DE PROJETOS As evidências em relação as estratégias de condução dos negócios foram analisadas à partir da: Comparação entre os tipos de inovações de PRODUTO, PROCESSO, NEGÓCIO e ORGANIZACIONAL Análise da distribuição de projetos de inovações INCREMENTAIS, SEMI-RADICAIS EM MERCADO, SEMI-RADICAIS EM TECNOLOGIA e RADICAIS VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 49. ANÁLISE DO PORTFÓLIOPROJETOS DE CLIENTESInvestimentos em NEGÓCIO – prestação de serviços de TI para ogoverno.PROJETOS INTERNOSInvestimentos na ORGANIZAÇÃO – melhorias no ambiente,infraestrutura, processos, gestão e tecnologias. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 50. ANÁLISE DO PORTFÓLIO CUSTO DURAÇÃO TIPO DE DIMENSÃO DA QTD (em R$) (em dias) INOVAÇÃO MUDANÇA Organizacional Semi-radical Semi-radical Incremental Tecnologia Mercado Processo Negócio Produto RadicalPROJETOS DE CLIENTES 35 38.374.800,00 22.647 35 29 10 12 8 13 6 8 1.096.422,86 647 100% 83% 29% 34% 23% 37% 17% 23%PROJETOS INTERNOS 25 41.918.000,00 17.634 15 16 9 19 2 12 2 9 1.676.720,00 705 60% 64% 36% 76% 8% 48% 8% 36% VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 51. PROJETOSTIPOS DE INOVAÇÕES Os tipos de inovações representam uma novidade ou mudança significativa obtida pelo RESULTADO DA INOVAÇÃO. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 52. TIPOS DE INOVAÇÃO PROJETOS DE CLIENTES com maior concentração em inovações de produto e processo. PROJETOS INTERNOS com maior distribuição em inovações organizacionais, processo e produto. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 53. PROJETOSDIMENSÃO DA MUDANÇA A dimensão da mudança é considerada de acordo com a descontinuidade de MERCADO e de TECNOLOGIA. GRAHAM e ENGLUND (2004) VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 54. DIMENSÃO DA MUDANÇA – CLIENTES Projetos caracterizados pelo uso de novas e atuais tecnologias, para novos e atuais mercados, consistente com o negócio da empresa que envolve múltiplos clientes com diferentes níveis de utilização da TI e com a estratégia da organização de atender tanto a novas quanto a atuais necessidades do seu mercado. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 55. DIMENSÃO DA MUDANÇA – INTERNOS Projetos internos orientados para novas tecnologias empregadas para impulsão de novos produtos, e de projetos de melhorias no ambiente e na infraestrutura requeridas para manter as operações da empresa. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 56. ANÁLISE DO PORTFÓLIO  As distribuições de inovações encontradas nos projetos de CLIENTES e INTERNOS, em relação à dimensão da mudança, são consideradas como resultados de diferentes estratégias de atendimento das necessidades de NEGÓCIO e da ORGANIZAÇÃO.  PROJETOS são utilizados como instrumentos para alavancagem dos seus produtos e processos através de novas tecnologias para o mercado atual. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 57. PROJETOS DE CLIENTES  Quantidade adequada de projetos em inovações radicais e semi-radicais em tecnologia, além de uma distribuição equilibrada em relação ao custo e à duração dos projetos em cada uma das categorias.  Nota-se que a inovação é uma questão fundamental para os negócios na área de TI, está presente na condução dos projetos e faz parte da estratégia da organização.  O portfólio apresenta um nível adequado de potencial de inovação, coerente com as suas estratégias e adequado ao tipo de negócio. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 58. PROJETOS DE CLIENTES  Projetos de inovação radical em geral, são de curta duração e custo mais reduzido.  Este tipo de estratégia torna-se relevante em função dos RISCOS muito altos relacionados com o uso de novas tecnologias em novos mercados, mas que possuem POTENCIAL DE RETORNO ESTRATÉGICO para a empresa.  Manter uma parcela significativa de projetos de curta duração e custo mais reduzido torna-se uma opção adequada para esse tipo de investimento.  A existência de apenas um projeto de maior duração e custo mais elevado é também uma opção adequada de investimento em uma iniciativa de maior risco, mas que pode trazer maior retorno para a empresa. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 59. PROJETOS DE CLIENTES  Projetos de inovação semi-radical em tecnologia com variações mais significativas em relação à duração e ao custo.  Investimentos desta natureza se caracterizam por novas tecnologias em um mercado conhecido, com possibilidades de ALTO RISCO E RETORNO ALTO.  Devido ao negócio da empresa (TI) e o seu mercado (governo), é esperado que uma grande parte dos investimentos estratégicos seja feita em inovações de tecnologia para o seu mercado.  A DIVERSIDADE DE CLIENTES da empresa, com disponibilidade de recursos financeiros diferenciados para a contratação de serviços, é refletida nas variações de custo e duração dos projetos.  Seria recomendável que a empresa tivesse uma maior parcela de investimentos nesta categoria, uma vez que este é o seu PRINCIPAL NEGÓCIO. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 60. PROJETOS DE CLIENTES  Projetos de inovação semi-radical em mercado com baixo custo e menor duração – apenas um projeto de curta duração e de custo mais elevado.  Os investimentos nesta categoria representam o uso de tecnologias atuais em novos mercados, em geral, com RISCO MÉDIO E RETORNO DE MÉDIO A ALTO.  Como poucos são os projetos nesta categoria, a estratégia de investimentos torna-se também atraente. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 61. PROJETOS DE CLIENTES  Projetos de inovação incremental com curta duração, mas que apresentam tanto custos mais baixos como elevados.  Investimentos nesta área, que utilizam tecnologias atuais em mercados conhecidos, apresentam RISCO BAIXO E BAIXO RETORNO.  Embora a duração dos projetos seja baixa, a existência de dois grandes investimentos nessa categoria deveria ser QUESTIONADA, uma vez que o volume de recursos financeiros é alto e um melhor aproveitamento poderia ser feito com o uso de novas tecnologias. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 62. PROJETOS INTERNOS  Quantidade adequada de projetos em inovações semi- radicais em tecnologia e incrementais, além de uma distribuição equilibrada em relação ao custo e à duração dos projetos em cada uma das categorias.  Nota-se que a inovação é uma questão fundamental para a manutenção dos serviços e a criação de vantagens competitivas, coerente com estratégias para estes projetos que são a base das operações e processos da área de TI.  O portfólio apresenta um nível adequado de potencial de inovação, coerente com as suas estratégias e adequado ao tipo de negócio. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 63. PROJETOS INTERNOS  Apenas dois projetos de inovação radical, um de média e outro de longa duração, mas ambos de custos baixos.  A pequena quantidade de projetos nesta categoria é justificada pela natureza dos projetos internos que, em geral, estão relacionados a investimentos internos da empresa, e não diretamente para clientes e mercado.  Investimentos deste tipo poderiam compreender uma MAIOR QUANTIDADE DE PROJETOS ou MAIORES RECURSOS, embora a quantidade atual possa ser caracterizada como adequada.  Os maiores problemas com estes projetos estão relacionados aos ALTOS RISCOS e, nem sempre, o retorno estratégico é garantido.  Inovações na área de PROCESSOS ou ORGANIZACIONAIS representam alternativas de diversificações além da inovação de produtos. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 64. PROJETOS INTERNOS  Os projetos de inovação semi- radical em tecnologia mostram uma prevalência de altos custos, com uma ampla variação em relação à duração.  Aqui se encontram os grandes investimentos e a maior quantidade de iniciativas da empresa, na qual estão representadas as estratégias de novas tecnologias e inovações para fornecer produtos e serviços aos seus clientes e usuários.  A DIVERSIDADE de opções nesta área pode ser justificada pela necessidade de investimentos nesta categoria que, embora represente altos custos, possui ALTO POTENCIAL DE RETORNO.  Investimentos desse tipo têm por objetivo a busca de VANTAGENS COMPETITIVAS. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 65. PROJETOS INTERNOS  Projetos de inovação semi-radical em mercado representam custos menores e média duração.  Apenas dois projetos foram incluídos nesta categoria, e representam situações especiais sobre as quais a empresa quer manter um CONTROLE NO NÍVEL ESTRATÉGICO. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 66. PROJETOS INTERNOS  Nos projetos de inovações incrementais prevalece uma duração menor e baixos custos, com exceção um projeto (média duração e alto custo).  Nesta categoria estão os investimentos relacionados à necessidade da empresa manter o NÍVEL DE SERVIÇOS e a capacidade de atendimento dos clientes e usuários e, por isso, muitas vezes são necessários altos volumes financeiros.  O recomendável nesta área seriam investimentos contínuos ao longo do tempo, para minimizar a necessidade de altos recursos em determinados períodos. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 67. TRANSFORMANDO IDEIAS EM INOVAÇÕESA transformação de ideias em inovaçõespode ser caracterizada pelas decisões deinvestimentos no PORTFÓLIO corrente deprojetos em uma organização, onde a gestãode portfólio exerce um papel importante nosprocessos de avaliação, seleção, priorização ebalanceamento. VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 68. TRANSFORMANDO IDEIAS EM INOVAÇÕESESSES PROCESSOS SOFREM INFLUÊNCIA: do mercado, onde as oportunidades possibilitam a empresa desenvolver produtos para um mercado novo ou já conhecido, seja ele um público externo representado pelos seus clientes, ou um público interno representado pelos usuários da própria organização (market pull); e da tecnologia, em que as oportunidades envolvem a utilização de uma tecnologia atual e já conhecida ou utilizada na empresa, ou uma nova tecnologia que assim necessita um maior esforço de aquisição do conhecimento para a sua utilização, seja ela desenvolvida internamente ou adotada de outras organizações (technology push). VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 69. TRANSFORMANDO IDEIAS EM INOVAÇÕES VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 70. ReferênciaJAEGER Neto, José Ignácio. Análise do portfólio deprojetos de TI e o seu potencial de inovação para asorganizações. Dissertação Mestrado em Administraçãoe Negócios - PUCRS, FACE - Faculdade de Administração,Contabilidade e Economia. Porto Alegre, 2010, 162 f.http://tede.pucrs.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=3039 VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 71. Cópia dos SlidesPotencial de Inovação de Portfóliohttp://www.slideshare.net/Jaeger/potencial-de-inovao-de-portflio VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011
  • 72. “Creativity is thinking up new things. Innovation is doing new things.” Theodore Levitt Obrigado! José Ignácio JAEGER Neto, MSc, PMP jaeger@via-rs.net | twitter.com/JaegerNeto VIII SEMINÁRIO PMI-RS | 2011