A Portuguesa
                             Bandeira Monárquica
                                                            ...
O 5 de Outubro e a Queda da
                                                          As razões do fim da Monarquia       ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Centenário da República

258

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
258
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Centenário da República

  1. 1. A Portuguesa Bandeira Monárquica (Hino Nacional) Agrupamento Vertical de Escolas de Britei- Heróis do mar, nobre povo, ros Nação valente, imortal, ESCOLA E.B. 2,3 BRITEIROS Levantai hoje de novo Bandeira Nacional O esplendor de Portugal! Republicana Entre as brumas da memória, Ó Pátria, sente-se a voz Dos teus egrégios avós, Simbologia Que há-de guiar-te à vitória! Simbolizam os 5 reis mouros (Refrão) As 5 quinas derrotados por D. Afonso Hen- riques na batalha de Ourique. Às armas, às armas! Sobre a terra, sobre o mar, Os 5 pontos bran- Representam as 5 chagas de Às armas, às armas! cos dentro de cada Cristo. quina Pela Pátria lutar Simbolizam as localidades for- Contra os canhões marchar, marchar! Os 7 castelos tificadas que D. Afonso Henri- ques conquistou aos Mouros. Representa o mundo que os Escola EB 2,3 de Briteiros navegadores portugueses des- A esfera armilar cobriram nos séculos XV e Ano lectivo: 2010/2011 XVI e os povos com quem tro- caram ideias e comércio. Curso: EFA O verde Simboliza a esperança. Disciplina: Cidadania e Profissionalidade (CP) Simboliza a coragem e o san- NG: Programação O vermelho gue dos portugueses mortos em combate. Trabalho elaborado por: Vincent Vieira
  2. 2. O 5 de Outubro e a Queda da As razões do fim da Monarquia O Governo Provisório Monarquia D. Manuel II, na tentativa de se opor à crescente Nas últimas décadas do século XIX, o descontenta- Depois da proclamação da República foi criado um força republicana, tentou governar com o apoio de mento da população crescia. Para pagar as obras governo provisório, presidido pelo Dr. Teófilo Braga, públicas, o governo contraía dívidas, aumentava os que governou Portugal até ser eleito o primeiro Presi- todos os partidos monárquicos. Mas, a sua falta de impostos, e o custo de vida. Os pobres estavam mais preparação para reinar (tinha apenas 18 anos), as dente da República Portuguesa, em Agosto de 1911. pobres e os ricos cada vez mais ricos. intrigas dos que o rodeavam e o número crescente O governo provisório tomou várias medidas que mar- As pessoas achavam que a monarquia não era a de simpatizantes do Partido Republicano faziam caram logo a diferença entre a Monarquia e a Repú- melhor forma de governar um país, pois era o rei que prever que o fim da Monarquia estava próximo. blica: governava a vida toda e, quando morria era o filho Na madrugada de 4 de Outubro de 1910, iniciou-se mais velho que tomava o seu lugar. - Adoptou-se uma nova bandeira; em Lisboa a Revolução Republicana. Os problemas que as pessoas viam na monarquia - O Hino Nacional passou a ser “A Portuguesa”; Os militares republicanos e os populares pegaram eram devido a coisas muito simples: - A moeda passou a ser o escudo em vez do real; em armas e grande parte concentrou-se na Rotunda, - E se o rei governasse mal? - Estabeleceu-se a igualdade entre filhos legítimos e actual Praça de Marquês de Pombal, em Lisboa. A - E se fosse cruel para com os súbditos (o povo)? filhos ilegítimos. marinha de guerra bombardeou o Palácio das - E se ficasse doente ou louco? Necessidades, onde se encontrava a família real, que - E se tivesse ideias extravagantes que prejudicassem se pôs em fuga. as pessoas? Embora as tropas fiéis à Monarquia fossem em número superior, não conseguiram organizar-se para acabar com a revolta. Assim, a Revolução A Implantação da República Republicana saiu vitoriosa. Na manhã do dia 5 de Outu- bro de 1910 foi proclamada a República, pondo fim à Monarquia que durou quase oito séculos em Portugal. Proclamação da República na Câmara Municipal de Lisboa. 5 de Outubro de 1910 Dr. Teófilo Braga

×