Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público

on

  • 9,746 views

 

Statistics

Views

Total Views
9,746
Views on SlideShare
9,719
Embed Views
27

Actions

Likes
2
Downloads
358
Comments
0

1 Embed 27

http://www.slideshare.net 27

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Gestão Do Conhecimento e Inovação No Setor Público Presentation Transcript

  • 1. Escola de Serviço Público do Espírito Santo – ESESP Curso Preparatório para Ingressantes no Serviço Público
  • 2. Gestão do Conhecimento e da Inovação Uma abordagem orientada para o setor público José Antônio Carlos Fevereiro de 2008 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 2
  • 3. Agenda Saudação aos ingressantes O setor público na era do conhecimento A sociedade do conhecimento O grande desafio dos novos gestores: transformar dados em conhecimento Ambientes necessários para a gestão do conhecimento e da inovação Paradigmas para um novo governo ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 3
  • 4. Agenda Saudação aos ingressantes “Não há nada em um lagarto que nos diga que ele vai se transformar em uma borboleta”. Richard Buckminster Fuller ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 4
  • 5. O que é Gestão do Conhecimento e da Inovação no Setor Público O que Como Para que Ação de governança que incentiva a utilização de novos métodos, técnicas e ferramentas para aprimorar os processos de criação e compartilhamento de conhecimento organizacional, necessários para garantir ao estado, efetividade em suas atividades de coordenação, na implementação de políticas públicas e na prestação de serviços à população. Objetivo Último ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 5
  • 6. O que é inovação Destruição da ordem econômica vigente, através da criação de novas formas de organização, ou através da exploração de novas matérias primas. Joseph Schumpeter ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 6
  • 7. A inovação ao longo do tempo Sociedade do Conhecimento Fonte: Revista Veja ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 7
  • 8. Lição No. 1 Os modelos de gestão da longa era industrial entraram em colapso. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 8
  • 9. Viva! Finalmente, é necessário levar a cabeça para o trabalho ondas do ondas do músculo intelecto ? algumas décadas 300 anos 10 mil anos Fonte dos Elementos Básicos: Angeloni, Maria Teresa. 6ª Jornada Catarinense de Tecnologia Educacional. Florianópolis, maio 2005. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 9
  • 10. Viva! Finalmente, é necessário levar a cabeça para o trabalho ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 10
  • 11. Viva! Finalmente, é necessário levar a cabeça para o trabalho ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 11
  • 12. Lição No. 2 Pela primeira vez, o músculo dá vez ao intelecto. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 12
  • 13. A velha visão organizacional de futuro ficou soterrada Alguma novidade? Nada. Aquela monotonia de sempre. VISÃO DE FUTURO NAS QUATRO PRIMEIRAS ONDAS ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 13
  • 14. Lição No. 3 Até há pouco, o segredo era repetir o passado e arriscar o mínimo. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 14
  • 15. A futuro chegou mais perto Força todo mundo, senão o barco vira! VISÃO DE FUTURO NA QUINTA ONDA ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 15
  • 16. Lição No. 4 Entramos na era da disrupção e da mudança como rotina. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 16
  • 17. Tempo necessário para que o volume de informações produzidas em todo mundo, dobre 1985 3,5 anos 1995 30 meses 1998 21 meses 2008 3 semanas 2018 1 noite Fonte: WiscosinSpeakers.com em 12/01/2004 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 17
  • 18. Lição No. 5 Em 2018, nós vamos dormir “sábios” e acordar “ignorantes”. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 18
  • 19. As organizações, governo incluído,devem se adaptar aos novos tempos O setor público, como a grande maioria das organizações, foi montado para dar resposta para esta sociedade que predominou nas 4 ondas anteriores Esta realidade, no entanto, deu lugar para uma nova sociedade, que demanda soluções complexas, sofisticadas ... ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 19
  • 20. Lição No. 6 O governo não pode morrer, portanto, necessariamente, terá que se reinventar. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 20
  • 21. Agenda O setor público na era do conhecimento “Prática é quando tudo funciona e ninguém sabe por que. Teoria é quando nada funciona e a gente sabe por que. Nesta repartição se conjuga prática e teoria: nada funciona e ninguém sabe por que”. Anônimo ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 21
  • 22. Alguma coisa não está funcionando ... Um terço das empresas inseridas na lista das 500 maiores da revista Fortune, em 1970, não mais existiam treze anos depois.. Por outro lado, uma série de novas organizações, tais como a Intel, Microsoft, Apple, Oracle e Google, só para citar algumas, passaram, meteoricamente, a integrar o seletivo universo das grandes corporações. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 22
  • 23. Alguma coisa não está funcionando ... Além disso, foram verificadas fragilidades na manutenção dos sistemas informatizados e problemas na comunicação e troca de informações entre os níveis de governo. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 23
  • 24. Alguma coisa não está funcionando ... Nesse quadro de falência dos poderes públicos e de voracidade de interesses privados... ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 24
  • 25. Alguma coisa não está funcionando ... A Anac fracassou desde o início e ela é o exemplo do que uma agência reguladora não deve ser - uma vítima do aparelhamento de órgãos técnicos por interesses políticos em detrimento do conhecimento e experiência. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 25
  • 26. Alguma coisa não está funcionando ... O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que, se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido colocadas juntas, quot;quem sabe o que aconteceriaquot;, referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 26
  • 27. Alguma coisa não está funcionando ... Essas mortes poderiam ter sido evitadas se o governo houvesse empregado rapidamente os testes anti-Aids então recém-lançados nos Estados Unidos. Pelo atraso na triagem do sangue, apenas três funcionários públicos tinham sido condenados em 1992. Na semana passada, uma ação movida por sete pessoas, das quais Sylvie é uma das duas signatárias sobreviventes, levou aos tribunais ninguém menos que Laurent Fabius, que era primeiro- ministro em 1985 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 27
  • 28. O Conhecimento e o Setor Público O Governo, como qualquer organização, ou percebe que alguma coisa não está funcionando e muda seu jeito de trabalhar, ou perde a corrida. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 28
  • 29. O Conhecimento e o Setor Público O que significa para o governo perder a corrida? Como o governo não pode ir a falência, ficar à margem das mudanças significa perder legitimidade e autoridade, sintomas que se expressam por: Aumento da insatisfação com excessos burocráticos, anacronismo da legislação, morosidade da justiça, só para lembrar alguns; Crescimento dos espaços dominados por máfias, gangues, narcotraficantes, entre outros grupos. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 29
  • 30. O conhecimento e o setor público – Medidas estratégicas para ganhar a corrida Vinculadas a formulação de uma política estratégica de desenvolvimento e seus desmembramentos (planos, programas, projetos, ações integradas, etc.) Devem responder às seguinte questões: Que país queremos ser? Queremos importar ou produzir conhecimento? ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 30
  • 31. O conhecimento e o setor público – Medidas estratégicas para ganhar a corrida - Um exemplo Patentes depositadas nos 1980 2000 EUA BRASIL 24 98 CORÉIA 8 3314 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 31
  • 32. O conhecimento e o setor público – medidas estratégicas para ganhar a corrida - um exemplo ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 32
  • 33. O conhecimento e o setor público – Medidas gerenciais para ganhar a corrida Envolvem esforços de profissionalização do governo com foco na cidadania. Significam preparar o governo para o domínio do ciclo de criação, disseminação e governança do conhecimento. Partem da constatação de que o Estado é cada vez menos operador e cada vez mais gestor de uma complexa cadeia de atividades (privatizações, terceirizações, concessões, parcerias, regulações, etc.) ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 33
  • 34. Agenda A sociedade do conhecimento “Quando a gente pensa que sabe todas as respostas, vem a vida e muda as perguntas.” Anônimo ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 34
  • 35. Sociedade do conhecimento – O que é O conhecimento sempre foi um fator de produção. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 35
  • 36. Sociedade do conhecimento – O que é Hoje, ele é o fator de produção. Comanda os demais ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 36
  • 37. Sociedade do conhecimento – Por que Mudanças Tecnológicas Barateamento dos equipamentos O computador abandona o CPD Crescimento do número de softwares “amigáveis” e “end user” O computador assume a realização de tarefas repetitivas / pouco valor agregado Surgimento da Internet Surgimento da Web 2.0 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 37
  • 38. Sociedade do conhecimento – Por que Mudanças Econômicas Globalização Novos materiais Novas técnicas e métodos Aceleração da inovação ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 38
  • 39. Sociedade do conhecimento – Por que Mudanças Sociais e Culturais Número recorde de democracias Explosão de demandas reprimidas Novos hábitos e paradigmas ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 39
  • 40. Conhecimento – Perfil Invisível Tem origem nas pessoas Cresce com o compartilhamento Substitui ativos tangíveis ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 40
  • 41. Conhecimento – Perfil Tangíveis Intangíveis Terra Capital Humano Construções Relacionamentos Maquinário Know-how Ativos Financeiros Marcas Infra - estrutura Física Direitos Autorais Patentes ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 41
  • 42. Conhecimento – Perfil Conhecimento Capital Humano Capital Organizacional Capital de Relacionamento ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 42
  • 43. Conhecimento – Perfil Capital Humano Know-how Abertura para a inovação Educação Proatividade Vocação Resiliência Dom Empreendedorismo Abertura para a mudança ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 43
  • 44. Conhecimento – Perfil Capital Organizacional Patente Metodologias Direito Autoral Softwares Direitos sobre Designs Industriais Bancos de Dados Indicação Geográfica Processos Segredos de Negócio Clima Organizacional ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 44
  • 45. Conhecimento – Perfil Capital de Relacionamento Marcas Relação com Clientes Relação com Fornecedores Relação com ONGs Relação com Parceiros ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 45
  • 46. Valor do conhecimento Fonte: Institut for the Future, citada por Marcos Cavalcanti na Palestra “Fazer, Acontecer”, SP, Dezembro 2007 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 46
  • 47. Valor do conhecimento Fonte: Institut for the Future, citada por Marcos Cavalcanti na Palestra “Fazer, Acontecer”, SP, Dezembro 2007 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 47
  • 48. Valor do conhecimento Fonte: Institut for the Future, citada por Marcos Cavalcanti na Palestra “Fazer, Acontecer”, SP, Dezembro 2007 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 48
  • 49. Valor do conhecimento Merck Ford Valor de Mercado US$ Billion 171 54 2001 Valor dos Ativos Fixos US$ Billion 40 284 2001 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 49
  • 50. Valor do conhecimento Ativos Físico-Financeiros Ativos do Conhecimento Média das 500 Companhias – Standard & Poors O crescimento da importância do conhecimento passou a ser refletido no valor de mercado das empresas Fonte: Enterprise Management, Leadership and Business Control For Value Creation, Juergen H. Daum, 2004 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 50
  • 51. Valor do conhecimento As 100 marcas mais valiosas do mundo em 2006 Valor : US$ 1 trilhão Fonte: Revista BusinessWeek ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 51
  • 52. Valor do conhecimento Ano 2006 Novo PIB do Brasil Valor : US$ 1 trilhão Fonte: FIBGE ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 52
  • 53. Valor do conhecimento = ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 53
  • 54. Valor do conhecimento A Nike, uma das empresas líderes na venda de tênis, não produz nenhum par desse produto. A soma dos salários de milhares de Ela faz design, trabalhadores da fábrica terceirizada da Nike na Indonésia é inferior à dos desenvolvimento, 12 diretores da Nike em NY marketing e outras atividades desse tipo Fonte: Entrevista Prof. Antônio B. Castro ao Jornal do Economista, 2001 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 54
  • 55. Valor do conhecimento Ano 2006 Valor da marca: US$ bilhões 67,0 Fonte: Revista BusinessWeek ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 55
  • 56. Valor do conhecimento Ano 2006 Valor do PIB: US$ bilhões 62 Fonte: FIBGE ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 56
  • 57. Valor do conhecimento ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 57
  • 58. Valor do conhecimento Produto Soja Automóvel Ap. Eletrônico Avião Satélite Nível de Conhecimento Incorporado US$/Kg 0,10 10,00 100,00 1.000,00 50.000,00 Quanta soja eu preciso 1 100 1000 10.000 500.000 (Kg) Escala de Conhecimento SGP SP ® ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 58
  • 59. Agenda O grande desafio dos novos gestores: transformar dados em conhecimento “A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho original.” Albert Einstein ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 59
  • 60. O desafio da agregação de valor Dado Observações da realidade, que nada dizem sobre a própria existência. Davenport e Prusak ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 60
  • 61. O desafio da agregação de valor Informação É o dado acrescido de significado, relevância, contexto, conexão, propósito. Davenport e Prusak ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 61
  • 62. O desafio da agregação de valor Conhecimento Capacidade para a ação efetiva Peter Senge ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 62
  • 63. O desafio da agregação de valor Conhecimento Ação Informação Informação Significado Dado Dado Dado Entendendo o caminho da sofisticação ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 63
  • 64. O desafio da agregação de valor Significado Ação Dado Informação Conhecimento Entendendo o caminho da sofisticação ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 64
  • 65. O desafio da agregação de valor Apoio ao Caderno de Exercícios CIA investigava seqüestradores de aviões, diz revista Cerca de 3 mil pessoas morreram em 11 de setembro Uma reportagem publicada nesta segunda-feira na revista americana Newsweek revela que a central de inteligência americana, a CIA, sabia que dois homens ligados à rede Al-Qaeda estavam nos Estados Unidos meses antes de participarem dos atentados de 11 de setembro. Com o título quot;Os terroristas que a CIA deveria ter prendidoquot;, a reportagem sugere que a CIA tinha o paradeiro de um homem, Nawaf al-Hazmi, logo depois de ele participar de um encontro da Al-Qaeda na Malásia em janeiro de 2000. Os agentes da CIA também teriam descoberto que um outro homem, Khalid al-Mihdhar, já havia Atenção para esta obtido um visto de entrada no país. observação! A reportagem garante que o Departamento de Estado dos Estados Unidos até renovou o visto de Mihdhar em julho de 2001, mesmo depois de a CIA ter ligado Mihdhar a um dos homens que atacou o porta-aviões USS Cole no Iêmen, em 2000. O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que, se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido colocadas juntas, quot;quem sabe o que aconteceriaquot;, referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. Fonte: BBC Brasil, in Site da BBC 03/06/2002 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 65
  • 66. O desafio da agregação de valor Apoio ao Caderno de Exercícios O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que, se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido colocadas juntas, quot;quem sabe o que aconteceriaquot;, referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. Fonte: BBC Brasil, in Site da BBC 03/06/2002 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 66
  • 67. O desafio da agregação de valor Apoio ao Caderno de Exercícios O diretor do FBI, Robert Mueller, que também vem enfrentando críticas de que poderia ter evitado os ataques, disse, na semana passada que, se as pistas sobre 11 de setembro tivessem sido transformadas em conhecimento, quot;quem sabe o que aconteceriaquot;, referindo-se sobre a possibilidade de se evitar os ataques. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 67
  • 68. Entendendo o conhecimento organizacional Conhecimento Explícito Conhecimento Conhecimento Tácito Organizacional ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 68
  • 69. O desafio da agregação de valor Manuais - Documentos - Publicações Bancos de dados – Planilhas – E-mails Conhecimento Explícito Gráficos, Tabelas, Figuras, Vídeos Conhecimento Tácito Know-how – Emoções – Experiências Crenças – Valores – Ideais Intuições – Idéias ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 69
  • 70. Agenda Ambientes necessários para a gestão do conhecimento e da inovação “A riqueza vem das idéias, as idéias vêm das interações sociais”. Pierre Lévy ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 70
  • 71. Pensando a nova organização Dave Snowden Takeuchi Stewart Senge Nonaka Davenport Pierre Lévy Morin Sveiby Wenger ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 71
  • 72. Pensando a nova organização Ambiente Real ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 72
  • 73. Pensando a nova organização ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 73
  • 74. Pensando a nova organização ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 74
  • 75. Pensando a nova organização Pessoas Governança Ambiente Métodos e Real Técnicas Tecnologias de Suporte ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 75
  • 76. Os novos ambientes de trabalho Governança 1Capacite-se, sempre 2 Amplie seu networking 3 Crie Valor Vontade Política Multidisciplinar Intersetorial 4 Desburocratize 5 Contamine 6 Convença Vinculada ao Negócio Desburocratizada Presente e Futuro Recompense Incorpore o novo Não reinvente ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 76
  • 77. Os novos ambientes de trabalho Pessoas 1 2 3 Capacite-se, sempre Amplie seu networking Crie Valor 4 5 6 Desburocratize Contamine Convença 7 8 9 Recompense Incorpore o novo Não reinvente ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 77
  • 78. Os novos ambientes de trabalho Tecnologias 1 2 3 Correio Eletrônico Fórum Salas de Conversação 4 5 6 Vídeo Conferência EAD Gestão de Conteúdo 7 8 9 “Blog” “Wikis” “RSS” 10 11 12 Ambiente Web “PodCast” Mecanismo de Busca Colaborativo ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 78
  • 79. Os novos ambientes de trabalho Técnicas & Métodos 1 2 3 Networking Groups – GTs Comunidades de Plano Diretor de C&I Comitês Prática 4 5 6 Relato de Histórias Páginas Amarelas Registro de Práticas ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 79
  • 80. Agenda Paradigmas para um novo governo “Você erra todos os tiros que não dá.” Wayne Gretzky ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 80
  • 81. Velho Governo Uma imagem Fonte dos Elementos Básicos: E. Carmello, Entheusiasmos e Cassapo, F. Um paradigma Muitos recursos para burocracia ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 81
  • 82. Novo Governo Uma imagem Um paradigma Muitos recursos para a cidadania ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 82
  • 83. Velho Governo Uma imagem Fonte dos Elementos Básicos: E. Carmello, Entheusiasmos e Cassapo, F. Um paradigma “Chefe não trabalha, manda” ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 83
  • 84. Novo Governo Uma imagem Fonte dos Elementos Básicos: E. Carmello, Entheusiasmos e Cassapo, F. Um paradigma “Ninguém se omite” ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 84
  • 85. Velho Governo Uma imagem Um paradigma “Muito cacique, pouco índio” Foto extraída de palestra “Fazer, Acontecer”, Marcos Cavalcanti, SP, Dezembro 2007 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 85
  • 86. Novo Governo Uma imagem Um paradigma Muita gente na linha de frente ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 86
  • 87. Velho Governo Uma imagem Manda Repassa Trabalha Um paradigma Hierarquia rígida ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 87
  • 88. Novo Governo Uma imagem Um paradigma Estrutura flexível e colaborativa ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 88
  • 89. Velho Governo Uma imagem Um paradigma Bucolismo. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 89
  • 90. Novo Governo Uma imagem Um paradigma Que sufoco. Vamos a luta. Foto extraída de palestra “Dando Sentido a Gestão do Conhecimento”, Dave Snowden, SP, 2007 ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 90
  • 91. Para acabar Uma imagem Um paradigma Que delícia. ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 91
  • 92. Muito Obrigado a Todos! E-mail: jcarlos@sp.gov.br ESESP – GESTÃO DO CONHECIMENTO E DA INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO 92