VOZ DIVINA - Poemas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

VOZ DIVINA - Poemas

on

  • 1,556 views

VOZ DIVINA - Poemas

VOZ DIVINA - Poemas

Statistics

Views

Total Views
1,556
Views on SlideShare
1,556
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
12
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    VOZ DIVINA - Poemas VOZ DIVINA - Poemas Document Transcript

    • VOZ DIVINA**POEMAS CELESTIAIS** **** © JUNIOR OMNI
    • Voz Divina – Poemas Celestiais AGRADECIMENTO Estes poemas nasceram em momentos de grandes provações etribulações pelas quais passei durante o ano de 2006 e também nesteano de 2007. Por várias vezes senti a presença do inimigo tentandodestruir a minha vida.Venho hoje humilhado agradecer ao SENHOR JESUS CRISTO quesempre me ajudou nas horas de aflição e angústia. Agradeço-O por entender minhas emoções, meus sentimentos,minhas fraquezas e minhas lágrimas.Agradeço-o pelo meu chamado ao ministério e pelos inumeráveislivramentos de morte e de acidentes. Agradeço-O pelo seu carinho e por sua misericórdia em escolher-me para ser um “poeta” e poder evangelizar várias pessoas por meio dosmeus poemas e poesias que escrevo em espírito de oração, querendoalcançar um único objetivo:“A SALVAÇÃO DAS ALMAS PERDIDAS” Mesmo ferido por pedradas, calúnias, inveja e difamações; querofazer minhas as palavras do profeta Isaías:“EIS ME AQUI, ENVIA-ME A MIM”Ofereço estes poemas aos meus queridos pais: “Edvaldo e Antonia”Aos meus irmãos: “Jefferson e Josie”Aos meus cunhados: “Cristiano Freire e Adriana”Aos meus lindos sobrinhos: “Matheus, Larissa e Brenda”Á todos os meus familiares e amigosÁ todos os pastores que acreditaram no meu chamadoAos companheiros de ministérioAos músicos e levitas da casa de deusAos amantes da poesiaÁ todos os jovens e adultosÁs crianças e aos velhinhosAos presidiários (Jesus ama vocês!).Aos doentes e enfermos nos hospitais (Jesus te dá Saúde!).Á todos que o lerão em espírito de oração... Graça e Paz á todos Breve Jesus voltará! **** © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais **FÉ PARA VENCER** Após uma jornada árdua em Brasília – DF, onde passei peloSEMINÁRIO TEOLÓGICO NACIONAL ITEJ e me formei em 2006, voltei paraa cidade de São Vicente-SP. Percebi que poucos dias depois do meu regressopara a igreja “CASA DA BÊNÇÃO”, uma força sobrenatural começara a meimpedir de continuar na caminhada. Cansado e exausto, já quase sem forçascomecei a sentir desânimo, mas sabia que aquilo não era normal.Com o passar do tempo fui enfraquecendo e percebendo que o inimigo estavainvestindo pesado para me destruir por completo. Notei também que ele estava tentando me transformar em uma outrapessoa. Fui atacado várias vezes pelo inimigo de nossas almas, mas, semprecontinuei buscando ao senhor Jesus. Neste período sobrevieram muitas provase tribulações. Eu fiquei enfermo, fiquei desempregado, por várias vezes ouvi insultos defamiliares que não entendem que o obreiro que tem o chamado missionáriodeve passar pelo “vale”. Por várias vezes pensei em voltar para o lar dos meus pais em Suzano –SP, mas, o Senhor Jesus me confortava dizendo-me que tudo aquilo que euestava passando logo passaria, pois era um processo de provação para queele me aperfeiçoasse em sua obra. Chorei muitas vezes sozinho, e neste vale aprendi que o senhor Jesusnunca desampara os seus escolhidos!O tempo passou e hoje - um ano depois - encontro-me de pé, com fé em Jesuscristo que prova, mas, aprova. Trabalho hoje em uma “LAN HOUSE” onde tenho a oportunidade deevangelizar as pessoas e escrever os meus livros.Esta foi a porta que Deus abriu para mim.Estou muito feliz com Jesus Cristo. AO SENHOR JESUS SEJA TODA HONRA E TODA GLÓRIA! AMÉM © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais O QUE É UM POEMA?*Poema é uma obra literária apresentada geralmente em verso(ainda que possa existir prosa poética, assim designada pelouso de temas específicos e de figuras de estilo próprias dapoesia). Efectivamente, existe uma diferença entre poesia epoema. Este último, segundo vários autores, é uma obra emverso com características poéticas. Ou seja, enquanto o poemaé um objecto literário com existência material concreta, apoesia tem um carácter imaterial e transcendente.Fortemente relacionado com a música, a poesia tem as suasraízes históricas nas letras de acompanhamento de peçasmusicais. Até a Idade Média, a poesia era cantada. Só depois otexto foi separado do acompanhamento musical. Tal como namúsica, o ritmo tem uma importância fulcral.Na Grécia antiga a poesia foi a forma predominante deliteratura. Os três gêneros (lírico, dramático e épico) eramescritos em forma de poesia. A narrativa, entretanto, foitomando importância, ficando a poesia mais relacionada com ogênero lírico. Ainda hoje é feita esta associação entre poema,sentimentos e rimas.A poesia tinha uma forma fixa: seus versos eram metrificados,isto é, observavam os acentos, a contagem silábica, o ritmo eas rimas. A contagem silábica dos versos foi sempre muitovalorizada até ao início do século XX quando a obra que não seencaixasse nas normas de metrificação não era consideradapoesia.Isto mudou com a influência do Modernismo- movimentocultural, surgido na Europa que buscava ruptura com oclassicismo. Atualmente o ritmo dos versos foi liberado etemos os chamados "versos livres" que não seguem nenhumamétrica. * FONTE: WIKIPÉDIA, A ENCICLOPÉDIA LIVRE. © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais O QUE É UMA POESIA?*A poesia, ou género lírico, ou lírica é uma das sete artestradicionais, através da qual a linguagem humana é utilizadacom fins estéticos. O sentido da mensagem poética também pode ser importante(principalmente se o poema for em louvor de algo ou alguém,ou o contrário: também existe poesia satírica), ainda que seja aforma estética a definir um texto como poético.Num contexto mais alargado, a poesia aparece tambémidentificada com a própria arte, o que tem razão de ser já quequalquer arte é, também, uma forma de linguagem (ainda que,não necessariamente, não verbal).A poesia, no seu sentido mais restrito, parte da linguagemverbal e, através de uma atitude criativa, transfigura-a da suaforma mais corrente e usual (a prosa), ao usar determinadosrecursos formais. Em termos gerais, a poesia épredominantemente oral - mesmo quando aparece escrita, aoralidade aparece sempre como referência quase obrigatória,aproximando muitas vezes esta arte da música. * FONTE: WIKIPÉDIA, A ENCICLOPÉDIA LIVRE. © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais ÍNDICE 1. A OVELHA DESGARRADA 2. JESUS E O CEGO DE NASCENÇA 3. DAVI E GOLIAS 4. A TRANSFIGURAÇÃO DE JESUS CRISTO 5. VINDE À MIM AS CRIANCINHAS 6. JESUS CAMINHA SOBRE AS ÁGUAS 7. ABRAÇA-ME 8. JESUS – O ETERNO DEUS 9. ÁGUAS PROFUNDAS 10. RESSUSCITOU! 11. A ENTRADA TRIUNFAL 12. O VERBO SE FEZ CARNE 13. A CEIA EM EMAÚS 14. A RESSURREIÇÃO DE LÁZARO 15. JOSÉ REENCONTRA SEUS IRMÃOS 16. A QUEDA DE BABILÔNIA 17. OS FLAGELOS DA ÚLTIMA HORA 18. POEMA VAZIO 19. PÁGINAS DO APOCALIPSE 20. ECUMENISMO 21. ELIAS E A CARRUAGEM DE FOGO 22. ALELUIAS! ALELUIAS! 23. ESTEVÃO – O JOVEM MÁRTIR 24. MARTA E MARIA 25. LÚCIFER 26. ETERNA FONTE 27. SOMBRAS 28. O ACUSADOR 29. OS VINTE E QUATRO ANCIÃOS 30. CIDADE DOURADA 31. O FILHO PRÓDIGO 32. PECADOR ERRANTE 33. O TANQUE DE BETESDA 34. O QUERUBIM CAÍDO 35. A INCREDULIDADE DE TOMÉ 36. ELIAS E O ANJO 37. UM MENINO NOS NASCEU! 38. VIAGEM AO CÉU“Ao Senhor Jesus honras e glórias” **** © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 1. A OVELHA DESGARRADALUCAS 15Volta óOvelha desgarradaTu és uma jóiaRara preciosa!Porque se afastou de mimÓ doce amadaDeixando assimMinha alma tristeE tão chorosa? © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 2. JESUS E O CEGO DE NASCENÇAJOÃO 9Purifica-me SenhorPara que eu vejaE onde quer que estejaEu hei de andar contigoTira a minha dorSe assim desejasAbra os meus olhosDiante dos meus inimigos © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 3. DAVI E GOLIAS1 SAMUEL 17Ó GoliasPorque duvidaste?Porque zombaste do tremendo Deus Jeová?Porque, tantas blasfêmias falaste?Porque deixaste o maligno te enganar?Ó GoliasÉ chegada sua horaContempla agora este guerreiroAinda meninoEle é DaviEm cujas mãos tu estás agoraBreve verás entãoQual será o seu destino © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 4. A TRANSFIGURAÇÃO DE JESUS CRISTOMATEUS 17Bom é aqui estarmosJunto ao Mestre e Senhor JesusE Tua face contemplarmosCheia de graça, paz, amor e luz!Deixa-nos hoje a Ti glorificarmosE prostrarmos com os nossos rostos no chãoPois viemos aqui para Te adorarmosJunto a Elias e Moisés, nossos irmãos! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 5. VINDE A MIM AS CRIANCINHAS!MATEUS 19.14Deixai, pois vir a Mim as criançasPois delas é o reino dos céusElas trazem esperançaPara um mundo tão cruelDeixai, pois vir os pequeninosEles são meus aprendizesAs meninas e os meninosCantando alegres e felizes! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 6. JESUS CAMINHA SOBRE AS ÁGUASMATEUS 14.22-36Socorre-me ó Bom MestreVem ajudar-mePois sei que só Tu ésUm Deus tremendo e forteEis que estou aquiPrestes a afogar- meTransforma o meu serE muda a minha sorteSegura-me SenhorCom as Tuas mãos santasE tira-me deste mar tão revoltoNão me deixe expirarVem e me levantaDesfaz os laços da morteE me deixe solto © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 7. ABRAÇA-MEAbraça-me Senhor e me consolaLivra-me deste abismo enorme e profundoAfasta todo mal que me assolaE me leva embora deste submundoAbraça-me Senhor estou feridoFui desprezado pela falta de perdãoAtende ó Senhor este pedidoVenho humilhado abrir a ti meu coraçãoAbraça-me Senhor neste momentoNão deixe o maligno zombar de mimMas passa de mim todo esse tormentoE segura em minhas mãos até o fim © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 8. JESUS – O ETERNO DEUSQue homem é este que anda sobre as águasE faz vereda entre as mais altas ondas?Quem é este que traz paz e tira a mágoaE conhece o homem por mais que se esconda?Quem é este simples homem carpinteiro?Cujas vestes resplandecem grande glóriaSerá ele um Deus ou um Anjo mensageiro?Será ele o Último e também o Primeiro?Será ele o Messias VerdadeiroQue morreu na cruz para nos dar vitória?...e saiu Jesus e os seus discípulos; para as aldeias de cesárea de Filipe;e no caminho perguntou aos seus discípulos dizendo:“Quem dizem os homens que eu sou?”Marcos 8: 27 © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 9. ÁGUAS PROFUNDASPai, pequei contra TiE meus sonhos perdiPerdi o meu grande amorAssim eu me feriPerdoa-me, perdoa-mePai, senti que as correntes do inferno me prenderamE as minhas forças desapareceramEntão meus olhos logo escureceramPerdoa-me, perdoa-mePai, eu quase me afogueiQuase morri, quase expireiMas em tormentos clamei:Perdoa-me, perdoa-mePai, confesso a ti o meu erroEstou de luto, em desterroPerdoa-me, perdoa-me.Perdoa-meAmém! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 10. RESSUSCITOU!MATEUS 28:6Ressuscitou!Eis o sepulcro abertoE hoje somos libertosDa senda de horrorRessuscitou!Eis de pé o GuerreiroQue morreu num madeiroPara nos dar Seu AmorRessuscitou!Eis Suas mãos furadasQue foram perfuradasCravadas na cruzRessuscitou!Eis nossas vestes lavadasE purificadasPor Cristo Jesus! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 11. A ENTRADA TRIUNFALSALMO 24Levantai ó portas eternasPara que entre o Rei da GlóriaCuja face é sempiternaCuja força é notóriaLevantai ó portas as vossas cabeçasPara que entre o Cordeiro de DeusQue foi morto, mas renasceuLevantai ó portais eternosPara que entre o Rei de IsraelQue já venceu todo o infernoÓ tremendo Emanuel! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 12. O VERBO SE FEZ CARNEJOÃO 1:1Aleluias! Aleluias!É chegada a salvação!Hoje o verbo se fez carnePara a nossa redençãoEle é o Criador EternoQue vivia lá no céuMas desceu até o infernoPra mostrar que Ele é FielAleluias! Aleluias!O Seu Sangue é CarmesimEscarlate e cor púrpuraCujo poder não tem fimEle é o Pão da VidaQue morreu na rude cruzPra curar nossas feridase nos levar pra Sua LuzAleluias! Aleluias!A Sua Face reluzEle é Deus mas se fez HomemE o Seu nome é Jesus © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 13. A CEIA EM EMAÚSLUCAS 24Fica ó Senhor já se faz tarde!Tua presença traz conforto e nos acalmaPerto de Ti até o nosso peito ardePois só Tu tens refrigério pra nossas almas!Fica Senhor até a auroraE reparta o pão conosco nessa mesaPois cremos que És o Cristo de outroraQue agora jaz ressurretoE com divinal beleza! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 14. A RESSURREIÇÃO DE LÁZAROJOÃO 11Venha Lázaro o Mestre te chamaEle te ama e quer limpar as tuas feridasSinta o Fogo Santo que te inflamaDestruindo a morte e trazendo a vidaCanta ó homem, pois Deus é contigoE o inimigo jaz agora humilhadoJesus Cristo sim é o teu AmigoE hoje deixou todo o inferno envergonhado! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 15. JOSÉ REENCONTRA SEUS IRMÃOSGÊNESIS 45:3Ó que surpresa agradável!É ter vocês aqui comigoComo é doce e saudávelSaber que não correm perigoVive ainda nosso pai?Ou já se encontra dormindoJunto aos nossos ancestraisQue outrora foram peregrinos?Ó que alegria é estarPerto de vocês agora!Já não é mais de pesarQue a minha alma chora!Antes eu era um meninoPobre, frágil, sonhadorHoje no Egito dominoPois Deus me fez governadorDescansem em plena paz agoraLonge de qualquer temorE os meus ossos daqui levem emboraQuando eu fechar meus olhos, por favor. © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 16. A QUEDA DE BABILÔNIADANIEL 5Caiu, caiu a grande Babilônia!A mãe de todas as prostituições da terraMedos e persas invadiram seus portõesDecretando morte sangue e muita guerraNum piscar de olhos foi-se toda glóriaDe um povo hostil, rebelde e sem temorFoi manchada toda a sua históriaNuma noite de trevas e horror © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 17. OS FLAGELOS DA ÚLTIMA HORAMetralhadoras sedentas famintasInvasões devastadoras sangrentasDeixando a humanidade extintaFeras assassinas violentasMuitas manchas de sangue nas ruasBalas dispersas perdidas sem rumoAstronautas pisando na luaDesfrutando um sonho de consumoPetróleo escondido na terraConstante luta em busca da pazDia após dia rumores de guerraPor uma glória que não satisfazCorpos insepultos no orienteNo ocidente vidas descartáveisEutanásia: suicídio pacienteAlmas presas em situações deploráveisCenas de um cotidiano frioCruelmente ao mundo apresentadasTrazendo pânico, temores, calafriosÁ humanidade louca e traumatizadaO racismoA discriminação a violênciaO sadismo, carnal satisfaçãoO modismo na televisãoE a trágica morte da inocênciaO SatanismoAgindo em busca do prazer...O CristianismoTransformando o homem em um novo ser... © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais18. POEMA VAZIO “A Criança e o Abutre” “Poucas palavras... Mais reflexão”. Oremos pela África “Jesus, Salve a África!”. Amém. © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 19. PÁGINAS DO APOCALIPSEAqui o aborto é legalA ciência diz que os fetos são descartáveisNesse reino sujo e animalCheio de homens hostis e abomináveisAs almas tristes moribundasSubmersas num mar de tristezaAs crianças vivendo em miséria profundaSem teto, sem chão e sem pão sobre a mesa...Jesus está voltando! “Não haverá mulher que aborte; nem estéril na tua terra” Êxodo 23.26 © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 20. O ECUMENISMOQuando todas as naçõesDe mãos dadas caminharemE as guerras acabaremHaverá grande alegriaQuando não houver mais pragaQuando não houver mais lágrimaAbrir-se-á então uma vagaPara a mais perfeita harmoniaQuando os loucos se calaremQuando os surdos escutaremQuando os mudos falaremSerá lindo este dia!Quando as religiões se uniremEm torno de um bem comumE todos os conflitos sumiremDeus abençoará a cada um © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 21. ELIAS E A CARRUAGEM DE FOGOSobe EliasAo monte CarmeloEnquanto é diaSanto e singeloSobe com garraForça e vigorSobe, poisAssim diz o SenhorCorre EliasOra ao teu DeusSalva da iraOs filhos teusConserte a esteAltar quebradoQue por BaalFoi derrubadoRápido EliasSeja valenteMostre á IsraelA glória excelenteDeixa tua capaA teu companheiroEnquanto escapaCom os cavaleirosMonta EliasNessa carruagemChegou o seu diaBoa viagem! “Elias foi levado ao céu numa carruagem de fogo...”. 2 Reis 2.11 © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 22. ALELUIAS!“Aleluias”! “Aleluias!”Cantam os anjos lá na Glória“Aleluias”! “Aleluias!”Celebrando as vitórias“Aleluias”! “Aleluias!”No grande coral louvando“Aleluias”! “Aleluias!”Lindas canções entoando“Aleluias”! “Aleluias!”Sempre em marcha triunfal“Aleluias”! “Aleluias!”Em paz e gozo eternal“Aleluias”! “Aleluias!”Os Quatro Seres Viventes“Aleluias”! “Aleluias!”Servindo ao Onipotente“Aleluias”! “Aleluias!”Graças ao Deus clemente“Aleluias”! “Aleluias!”Sempiterno Onipresente“Aleluias”! “Aleluias!”Santo é o Rei de Israel“Aleluias”! “Aleluias”!Honras ao Emanuel“Aleluias”! “Aleluias!”Jubila a Mansão Celeste“Aleluias”! “Aleluias!”Pois maravilhas Tu fizeste “Aleluias”! “Aleluias”!Eternamente reinará“Aleluias”! “Aleluias!”Ó Tremendo Jeová! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 23. ESTEVÃO – O JOVEM MÁRTIRATOS 7.59Olhe para o céu EstevãoChegou o dia da sua viagemDeixe, pois que os homens escrevamSua história de amor e coragemPerdoe aos que te apedrejamPor serem maus e cruéisE ore para que eles também vejamQue Deus recompensa os fiéisCanta ó Estevão, canta!Tua coroa já está com CristoHoje mesmo Jesus te levantaE põe num livro de glóriaO seu nome escrito“... Então todos os que estavam assentados no Sinédrio, com os olhos fixos em Estevão viram o seu rosto como se fosse o rosto de um anjo...” ATOS 6.15 © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 24. MARTA E MARIA_Oh marta por que estás ansiosa?Perguntava o mestre JesusDe maneira doce e bondosaCom muita graça e muita luzMaria aos seus pés se prostravaCuriosa pra aprenderE tudo que Cristo ensinavaEla procurava compreenderA Marta cuidava da mesaEm seu serviço, atarefadaNervosa e com certa tristezaPor estar sozinha e ocupada_Descanse marta, não se farte!Disse o mestre com voz delicada_Maria escolheu a boa parte!_A qual nunca lhe será tirada! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 25. LÚCIFEROh querubim tu disseste:“acima dos céus subirei...”.Por que tal loucura fizeste,Rebelando-se contra o seu Rei?Deixaste entrar em ti vilezaUsurpando aquilo que não é teuManchaste assim tua naturezaQuerendo ser igual a DeusOh Lúcifer por que a ira?Por que o ódio em seu coração?Por que geraste a mentira?Por que tu inspiras grande maldição?Canta oh, querubim da glória!Porque o seu tempo já está esgotadoSeu nome entrará para a históriaMas, no lago de fogo tu serás lançado Satanás está vencido e derrotado pelo sangue de Jesus! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 26. A ETERNA FONTEExiste uma linda fonteQue jorra água cristalinaBem no alto de um monteLá onde a paz é divinaEssa fonte preciosaÉ maravilhosa e puraSeu perfume é como a rosaFaz milagre e também curaLinda fonte cristalinaDeixa-me em ti banhar?Subirei ao topo da colinaPara minha sede saciarFonte eterna oh, eterna fonte!Permita-me em ti mergulhar?Desejo ir além do horizonteBem alto no cume do montePois quero á inocência voltar © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 27. SOMBRASNa estrada desta vida encontrei espinhosE nessa caminhada eu fiquei sozinhoProcurei alguém para me ajudarMas não encontreiNinguém pôde me compreenderNo momento em que eu mais preciseiEnquanto as horas avançamEu fico a pensarQuanta gente nesse mundoVive a buscarUma razão, uma resposta...Para tanta tristeza e dorTanta inveja, tanto ódio...E tanta falta de amorAs doces lembranças da vidaGuardo em segredoCom fé e esperançaVenço o temor e o medoQue surgem no dia a diaQuerendo-me assustarTentando assim me fazerDesistir de sonhar “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará” Salmo 23 © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 28. O ACUSADORJá foi derrubado aqueleQue sempre nos acusavaE milhares uniram-se a eleConfiando em suas falsas palavrasO santo tornou-se profanoE só pecado produzDevido aos seus atos insanosPerdeu a sua glória, seu brilho e sua luz ...e ouvi uma voz no céu que dizia: _agora é chegada a salvação e a força, e o reino do nosso deus e o poder do seu cristo; por que já oacusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso deus os acusava de dia e de noite. Apocalipse 12.10 © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 29. OS VINTE E QUATRO ANCIÃOSOh Cordeiro Tu comprasteCom Teu sangue muitas almasE nosso destino, traçastePois só Tua Paz nos acalmaOh Cristo só Tu és Eterno!Tuas são honras e glóriasPorque venceste o infernoTrazendo a nós grande vitóriaOh Filho do Deus Altíssimo!Recebe as nossas coroasPois só Teu Nome é ExcelentíssimoE no céu a uma só voz ecoa! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 30. CIDADE DOURADANa linda Cidade DouradaEspero em breve morarJá estou de viagem marcadaAguardando meu Mestre voltarDeixarei para trás este mundoNão mais verei crianças chorandoNum piscar de olhos num segundoEstarei junto aos anjos cantandoComo é linda a Cidade Dourada!Ela é cheia de amor e luzNela os serafins em revoadaLouvam o santo nome de Jesus! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 31. O FILHO PRÓDIGOLUCAS 15.11Ó Filho Pródigo volta!É o seu Pai quem te chamaDeixe de lado a revoltaE escute a Voz de quem te amaDeixe esta vida tristePare hoje de se esconderSaiba que Deus te assisteE não quer te ver sofrerÓ Filho Pródigo volta!Para o seu Lar DivinoOs Anjos te farão escoltaÓ meu precioso menino! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 32. PECADOR ERRANTEVem sem demora ó pecador erranteDesfrutar de um novo e bom caminhoDeixe pra trás teu fardo agonizanteE venha a Cristo que te chama com carinhoDeixe ó pecador os seus problemasE descanse NAQUELE que a morte venceuTroque todos os seus pesares e dilemasPelas ricas bênçãos que Ele já te concedeu... Disse Jesus: “... Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei...”. Mateus 11.28 © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 33. O TANQUE DE BETESDAJOÃO 5Desce ao tanque de BetesdaE move com força estas águasPois preciso ser curadoDos complexos e das mágoasEu quero ser diferenteMas, entrar nas águas, eu não consigoPois sempre que eu vou à frenteVem logo alguém e briga comigoVem livrar-me ó Cristo agoraDo mal que carrego há trinta e oito anos?Pois muitos homens já foram emboraMas eis me aqui ainda me arrastando... © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 34. O QUERUBIM CAÍDOChora agora ó querubim caído!Porque desprezaste o teu honroso posto?Dentre os milhares de anjos tu foste escolhidoMas vive agora em trevas e em grande desgostoVoa agora ó querubim malvado!Extravasa o ódio que há em teu serPois para sempre tu estarás condenadoE no lago de fogo então irás perecer... “... Satanás está vencido e derrotado pelo sangue de Jesus...” © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 35. A INCREDULIDADE DE TOMÉJOÃO 20.25Toca em mim ToméChega mais perto e põe teu dedoE vem sem medoDe encostar-se a um fantasmaSe estás sem féTe conto hoje um segredo“Eu Sou o Mesmo”Por isso é que hoje tua alma pasma. © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 36. ELIAS E O ANJOAcorde Elias, desperta!Pois mui longo te será o caminhoDepressa Elias a hora é estaNão podes mais permanecer aqui sozinhoLevante agora os seus olhos para os céusPois os teus inimigos estão á sua esperaMas, saiba que o Senhor Jeová é um Deus fiel.E um grande milagre em tua vida hoje Ele opera!Acorde Elias!Acorde! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 37. UM MENINO NOS NASCEU!MATEUS 2.1-2Um menino nos nasceuSeu nome é Cristo!Um Filho se nos deuSeu nome é Cristo!Ele é o EmanuelSeu nome é Cristo!Fez o mar a terra e o céuSeu nome é Cristo!Ele é o Cordeiro DivinalSeu nome é Cristo!Ele é o Deus ImortalSeu nome é Cristo! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais 38. VIAGEM AO CÉUVou voar além do céu azulVou contemplar a face de JesusVou alegrar-me junto aos milhares de AnjosVou cantar com os Querubins e com os ArcanjosVou gritar alto de tanta felicidadeVou mergulhar num rio de pura SantidadeVou encontrar parentes e velhos amigosVou adentrar nos portões da Santa CidadeHá esperança para o cansadoHá amor e paz para os oprimidosHá justiça para os desprezadosHá cura para os corações feridos © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas CelestiaisEntregue a sua vida ao Senhor Jesus! AGORA! © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais O AUTOR Junior Souza da Silva - (JUNIOR OMNI)Nasceu em 1979, no alto da Moóca, na grande São Paulo. Viveu parte dasua infância em são Vicente, litoral paulista. Em 1986, os seus paismudaram para a cidade de Suzano, no interior de São Paulo, onderesidem atualmente.Sempre foi apaixonado pelas artes plásticas, música e literatura. Em 2001recebeu o chamado de Jesus Cristo, para ser um pregador do evangelho.Em 2006 fez teologia pelo Seminário Nacional ITEJ – Brasília – DF.Como um simples poeta cristão, usando o pseudônimo “JUNIOR OMNI”,os seus poemas e poesias – bem como o seu polêmico testemunho:“ROCK N ROLL – A MÚSICA DO INFERNO” – encontram-se espalhadospela internet. À JESUS, TODA HONRA E TODA GLÓRIA! Www.eternas-poesias.blogspot.com © JUNIOR OMNI – 2007 © JUNIOR OMNI – 2007
    • Voz Divina – Poemas Celestiais OUTROS TÍTULOS DO AUTORA NATUREZA DE JESUS CRISTOO ARREBATAMENTO 1O ARREBATAMENTO 2A BÍBLIA E OS INIMIGOS ESPIRITUAISO DIABO E O PECADORA POTESTADEA NOIVA SEM FACE – (O enigma)VIAGEM AO CÉU – (A canção de Scott)O RAPTO DE MARGARETH – (O delírio de Charles)CRISTINE – (O diário Secreto)O PIANO DE KELLY – (O êxtase)ROCK – Mortes, Crimes e Suicídios – (E-BOOK)ROCK – A MÚSICA DO INFERNO – (E-BOOK)ROCK - ADORAÇÃO SATÂNICATRAGÉDIAS NO ROCK n’ ROLLROCK – UM LOUVOR PROFANOADORADORES DO MALPROCEDAMUS IN CHRISTI - POEMASCRISTO – O ETERNO DEUS – POEMASPAROUSIA - POEMAS ESCATOLÓGICOS E-MAIL: JUNIOR_SILVA_739@HOTMAIL.COM WWW.ETERNAS-POESIAS.BLOGSPOT.COM Ao Senhor Jesus seja dada toda honra e toda glória ontem, hoje e para todo o sempre. Amém. © JUNIOR OMNI – 2007