• Like
  • Save
O Discipulado Cristão na Carta aos Filipenses
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

O Discipulado Cristão na Carta aos Filipenses

on

  • 6,438 views

Estudo 08 - Discipulado Cristão

Estudo 08 - Discipulado Cristão

Statistics

Views

Total Views
6,438
Views on SlideShare
6,422
Embed Views
16

Actions

Likes
3
Downloads
272
Comments
0

4 Embeds 16

http://eloimadonai.blogspot.com.br 10
http://eloimadonai.blogspot.com 3
http://www.eloimadonai.blogspot.com.br 2
http://www.juerp.org.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Although Alexander the Great is not mentioned in the Bible. The effects of his empire made great impact on the New Testament. Greek became the language of business and ultimately the language that the New Testament was written in.

O Discipulado Cristão na Carta aos Filipenses O Discipulado Cristão na Carta aos Filipenses Presentation Transcript

  • O discipulado cristão Estudo 08 O discipulado cristão na Carta aos Filipenses Texto bíblico: Filipenses 3 e 4 (Texto JUERP / Fotos Internet)
  • Introdução Antes da lição propriamente dita, vamos ver algumas notas históricas que nos ajudarão no melhor entendimento e alcance da mensagem contida nos dois últimos capítulos da carta.
  • Esta carta foi escrita aos crentes em Filipos, a primeira cidade a que chegou Paulo quando deixou a Ásia e passou à Europa (foto das ruinas de uma Praça em Filipos).
  • Filipos – Principal cidade da Macedônia - Paulo deixou a Ásia e introduziu o Evangelho na Europa (At 16.12). Voltou a Filipos no outono de 57 a.C. (At 20.1,2) e depois na Páscoa de 58 (At 20.6) – Vista panorâmica
  • A cidade de Filipos, foi assim nomeada em honra ao rei Filipe II (382 a 336 a.C). Ele deu início ao Império Macedônico, conquistando a Grécia e impondo o seu domínio a toda região. Alexandre, seu filho, iria consolidar este domínio, chegando quase à Índia. Mais tarde em (42 a.C), ela se tornaria a principal colônia romana ao norte da Grécia, na península balcânica. Filipos / Aqui esteve preso Paulo (At 16. 24-34) Milagrosamente libertado, batizou o carcereiro e toda sua casa
  • Alexander the Great ÍNDICE Aliás, o império iniciado por Filipe viria a se tornar um dos maiores da Antiguidade. Dizem mesmo os historiadores que Alexandre, seu filho, reclamava que quando se tornasse rei não teria mais o que conquistar . © EBibleTeacher.com Judá Alexandre o Grande O Império de Alexandre Índia Mediterrâneo Egito
  • Em Filipos antes de sua prisão, um fato marcante aconteceu. Neste rio (Gangas) que banha a cidade, ele batizou Lídia, a comerciante de Tiatira que vai hospedar Paulo e Silas. (At 16.13-15).
  • Por certo, nas proximidades deste rio, a casa de Lídia irá hospedar também, como a casa do carcereiro o nascimento da igreja cristã em Filipos. É para lá que Paulo volta, para se despedir e prosseguir viagem com Silas. (At 16.40)
  • Voltando à prisão, f oi ao lado dela que a comunidade cristã deve ter se desenvolvido na cidade de Filipos. A casa do carcereiro deveria ser próxima à prisão e foi ali que Paulo se reuniu com ele e sua família para convertê-los ao Evangelho depois do terremoto que os tirou, a ele e Silas, da prisão onde cantavam e oravam. Filipos / Outra imagem de ruínas da prisão na cidade onde Paulo e Silas devem ter estado presos até que o terremoto os libertou. (At 16. 24-34)
  • Como nas outras cartas que temos estudado vamos verificar que é ao final dela que os conselhos do apóstolo se tornam em poderoso instrumento de auxílio para o discípulo. Com as Bíblias abertas, vamos à leitura do texto e ao seu melhor conhecimento. Ruínas de avenida em Filipos
  • Parte I – Fp 3.1-3 Recomendações cautelares O crente não pode se deixar levar pelo entusiasmo em acolher uma liderança por sua simpatia, eloqüência ou persuasão, mas sim, confrontando seus ensinos e exemplos com o padrão da Palavra de Deus.
  • Parte II – Fp 3.4-11 Títulos não são Suficientes Não pensemos que títulos e diplomas sejam o suficiente para indicar o bom discipulador. Muitas vezes na pessoa humilde e simples vamos encontrar os melhores exemplos para uma vida de bom discipulador.
  • Parte III – Fp 3.12-16 A caminhada cristã exige sacrifício O discipulador deve demonstrar para o discípulo que a jornada cristã tem suas exigências. A persistência em superar os obstáculos é um dos maiores predicados para o bom discípulo.
  • Parte IV – Fp 3.17-21 O discipulador como modelo O zelo que o discipulador tenha com o seu modo de vida é que vai lhe garantir o feito de tornar-se modelo para os discipulandos. Paulo zelava por isto, a ponto de desafiar todos a esta busca exemplar.
    • Parte V – Fp 4.1-9
    • Alguns cuidados essenciais
    • No verdadeiro viver cristão, alguns cuidados são fundamentais:
    • - Firmeza cristã;
    • - Alegria;
    • Moderação;
    • Vida de comunhão;
    • Confiança;
    • Vida de oração;
    • A paz de Deus;
    • Pureza de vida.
  • Esta “pureza de vida ele destaca no texto áureo (Fp 4.8): “ Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.”
  • Mas no versículo seguinte ele faz um desafio a mim e a você (Fp 4.9): “ O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai, e o Deus de paz será convosco.”
  • Parte VI - (Fp 4.10-13): Uma lição de vida Com uma palavra de gratidão o discipulador ensina uma grande verdade aos seus discípulos: O bom discípulo sabe que o Senhor cuida dele e que, mesmo diante do maior problema o Senhor virá ao seu encontro de alguma forma.
  • Parte VII - (Fp 4.14-23): Uma palavra de confiança O bom discípulo é aquele que confia na providência de Deus. A recompensa divina muitas vezes parece tardar, mas no tempo de Deus e não nosso ela chega para o crente. Vide o texto de Fp 4.19.
  • Conclusão 1) Títulos, cultura ou vida espiritual? – O que é mais importante no discipulador? 2) Quais as qualidades mais marcantes para o líder, segundo (4.1-9)? 3) Você teria coragem de desafiar o seu discípulo, seu filho, seu irmão, com as palavras do v.9? 4) Você confia na providência de Deus? 5) Você tem sido provado? 6) Você espera a recompensa de Deus?