• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
“Buscarás ao Senhor teu Deus”
 

“Buscarás ao Senhor teu Deus”

on

  • 10,431 views

Estudo 03 – A Doutrina Bíblica da oração -Ex / Dt / Jz / 1/2Sm / 1Cr

Estudo 03 – A Doutrina Bíblica da oração -Ex / Dt / Jz / 1/2Sm / 1Cr

Statistics

Views

Total Views
10,431
Views on SlideShare
1,962
Embed Views
8,469

Actions

Likes
1
Downloads
54
Comments
0

2 Embeds 8,469

http://www.juerp.org.br 8142
http://juerp.org.br 327

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    “Buscarás ao Senhor teu Deus” “Buscarás ao Senhor teu Deus” Presentation Transcript

    • A doutrina bíblica da oração “Buscarás ao Senhor teu Deus” A oração no Antigo Testamento (De Moisés a Davi) Textos bíblicos: Ex / Dt /Js / 1/2Sm / 1Cr Texto áureo: Deuteronômio 4.29 “Mas de lá buscarás ao Senhor teu Deus, e o achareis, quando o buscares de todo o teu coração Estudo 03 e de toda a tua alma.”
    • Como vimos no primeiro estudo, A doutrina bíblicanos tempos da segunda geração da oração de Adão, com Sete, o homem “começou a invocar o nome do Senhor”No domingo passado, no segundo estudo, vimos os exemplos de oração na vida de alguns dos pais dos antigos: nos tempos antediluvianos com Enoque e Noé, e depois quando da chamada de Deus para um homem que seria tido como o“pai da fé” em razão de sua vida Introdução I de oração: Abraão.
    • A doutrina bíblica Dos tempos de Abraão aos da oração tempos de Moisés, quase cinco séculos se passam (430 anos) com o povo no Egito. No decorrer de todo esse tempo não temos registro bíblico de vida de oração. Aliás, não há mesmo qualquer menção a respeito deste tempo na Palavra de Deus. O que podemos supor, pelas agruras que passou a enfrentar, é que o povo de Deus tenha se afastado desta vida de maior intimidade com o Senhor que Abraão, Isaque e Jacó Introdução II haviam iniciado.
    • O fato biblicamente registrado é A doutrina bíblica que no início do livro de Êxodo, da oração quando Moisés se dirige àsterras de Midiã, é que o Senhor vai ter a iniciativa de ir ao encontro dele e chamá-lo para uma nova etapa na vida de seu povo, quando lhe diz:“Com efeito tenho visto a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor... Porque conheço os seus sofrimentos... E desci para o livrar da mão dos egípcios” Introdução III Ex 3.7,8
    • A doutrina bíblica A partir deste momento um novo da oração ciclo da presença da oração a Deus na vida do seu povo e de sua criatura vai começar. Com Moisés, depois Josué, este novo instante vai se intensificar, perdendo um pouco sua presença durante os tempos dos juízes até que, com Samuel e depois Davi, esta comunhão com o Senhor por meio da oração vai se consolidar e tornar-se presença marcante na vida do povo de Deus por cerca de seis séculos. É isto que iremos Introdução IV estudar neste domingo.
    • Moisés dá início a esta jornada de A doutrina bíblica maior intimidade com o Pai em da oraçãodiversos momentos como podemos ler: Ex 3.1-22 (de humildade) “Quem sou eu para que vá a... Ex 4.1-17 (de confirmação) “Mas eis que não me crerão...32.30-35;33.12-23 ( intercessão)“Agora, pois, perdoa o seu pecado.“Se tu mesmo não fores conosco... Dt 3.23-29; 4.29 (de súplica) “Rogo-te que me deixes passar... “Mas de lá buscarás ao Senhor A vida de oração de teu Deus... Moisés
    • A doutrina bíblica O sucessor de Moisés vai ser da oração também um homem de oração. Josué nos dá o exemplo da busca ao Senhor em três momentos diferentes: Js 1.1-9 (de segurança) “Esforça-te e tem bom ânimo... Js 3.7-9 (de afirmação) “Aproximai-vos e ouvi as palavras do Senhor vosso Deus Js 7.6-15 (de tristeza) “Ah, Senhor, que direi depois que Israel virou as costas...A vida de oração de Josué
    • Durante o tempo dos juizados, A doutrina bíblica quando o povo de Deus se da oraçãoafastou da sua presença, Gideão e Sansão vão ser exemplos de oração em outros momentos: Jz 6.11-24 (de comprovação) “Se tenho agora achado graça aos teus olhos... Jz 7.1-9 (de desafio) “O povo que está contigo é demais... Jz 16.28-31 (de perdão)“Ó Senhor Deus! Lembra-te de mim e fortalece-me... A vida de oração de Gideão e de Sansão
    • A doutrina bíblica Um outro personagem que surge no da oração AT ensinando-nos algo sobre o caminho da vida de oração em diversos momentos, é o grande juiz, sacerdote e “rei” que foi Samuel: 1Sm 3.10 (ouvindo a voz de Deus) “Fala, porque o teu servo ouve... 1Sm 7.3 (de contrição) “Se de todo o vosso coração voltais para o Senhor... 1Sm 7.9 (de apelo) ”E Samuel clamou ao Senhor porA vida de oração Israel, e o Senhor o atendeu... de Samuel
    • Finalmente, nesta caminhada A doutrina bíblicavamos chegar ao personagem que da oração transformou a oração em algo presente em todos os momentos do viver com os seus salmos: Davi. 2Sm 12.16 (em depressão) “Davi, pois, buscou a Deus pela criança... 1Cr 17.16 (em gratidão)“Quem sou eu, ó Senhor Deus... para que me tenhas trazido 1Cr 29.10-19 (em triunfo) “Pelo que Davi bendisse ao A vida de oração de Senhor na presença do povo... Davi
    • A doutrina bíblica Em que momentos você tem buscado da oração ao Senhor em oração? •De humildade •De confirmação •De intercessão •De súplica -> Tal como Moisés? •De segurança •De afirmação •De tristeza -> Tal como Josué? •De comprovação •De desafio -> Tal como Gideão? • De perdão -> Tal como Sansão? • De ouvir • De contrição • De apelo -> Tal como Samuel? Conclusão I • De depressão • De gratidão • De triunfo -> Tal como Davi?
    • Algo para nossa meditação: A doutrina bíblica da oraçãoQual é a motivação maior para a sua oração? Petição? Gratidão? Louvor? Intercessão? Temor? Um desafio para nós: Que nossas orações sejam motivadas mais por razões positivas do que por razões Conclusão II negativas
    • A doutrina bíblica Outro desafio para nós: da oração Que nossas orações sejam também momentos para ouvir a voz de Deus ou entender a sua vontade para nós e não apenas momentos em que falamos com ele, pedimos o que nosinteressa, definimos a resposta que desejamos ou declaramos a ele as ordens que temos para serem por ele seguidas. Conclusão III