Plano de aula de química do 1° ano    3° bimestre - cem ary
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Plano de aula de química do 1° ano 3° bimestre - cem ary

on

  • 20,338 views

PROFESSOR: JOSÉ ANTÔNIO PEREIRA

PROFESSOR: JOSÉ ANTÔNIO PEREIRA
GURUPI TOCANTINS.
PLANOS DE AULAS

Statistics

Views

Total Views
20,338
Views on SlideShare
20,338
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
329
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Plano de aula de química do 1° ano    3° bimestre - cem ary Plano de aula de química do 1° ano 3° bimestre - cem ary Document Transcript

  • DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE GURUPI CENTRO DE ENSINO MÉDIO ARY RIBEIRO VALADÃO FILHO----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- PLANO DO 3° BIMESTRE DE QUÍMICA - 2011PROFESSOR: JOSÉ ANTÔNIO PEREIRADISCIPLINA: QUÍMICATURMAS: 101, 102, 103, 104, 105, 106, 107, 108, 109, 110PERÍODO: 01/08/2011 a 30/09/2011AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM: Os alunos serão avaliados da seguinte forma: As atividades realizadas durante o bimestre, como exercícios, debates, dinâmicas, comportamento, assiduidade e participação nas aulas práticas e teóricas, serão computadas 2,0 pontos. A avaliação bimestral escrita terá o valor de 4,0, individual e por disciplina, na qual medirá os conhecimentos alcançados pelo aluno a propósito dos conteúdos repassados ao longo do bimestre. Apresentação de trabalhos de pesquisa escrita ou relatórios das aulas práticas, 4,0 pontos. A recuperação paralela será trabalhada continuamente, assim que for aplicado um conteúdo e os educandos apresentarem dificuldades de aprendizagem no mesmo. Também será oportunizado um período de avaliação de recuperação para alunos que apresentarem deficiência no rendimento. E-maill do professor: josetoinho@yahoo.com.br
  • DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE GURUPI CENTRO DE ENSINO MÉDIO ARY RIBEIRO VALADÃO FILHO ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- CRONOGRAMA DE AULASN° DE CONTEÚDOS OBJETIVOS MÉTODOS E RECURSOSAULAS ACIDOS - Conceituar ácidos segundo a Teoria de - Os conteúdos serão conceituados com o Arrhenius. foco sempre na realidade dos alunos. - Características gerais - Classificação dos ácidos - Classificar ácidos, quanto à força, - Mostrarei na prática os ácidos mais - Formulação dos ácidos utilizando dados obtidos a partir de importantes, como por exemplo: sulfúrico, - Nomenclatura dos ácidos experimentos sobre a condutividade elétrica fosfórico, clorídrico, nítrico, carbônico, clórico, - Importância dos ácidos de suas soluções aquosas. cianídrico, mostrando assim a importância de aplicabilidade em situações cotidianas do ser - Nomear e escrever fórmulas químicas dos humano. principais ácidos. - Aula expositiva em sala de aula e no Laboratório de Informática (introdução, classificação, formulação e nomenclatura dos ácidos) com o uso do data-show, onde os 08 alunos se divertirão de maneira interativa nos softwares químicos que lhes serão apresentados. - No laboratório de química, será usado o AUTOLABOR (laboratório móvel) para realização de algumas experiências químicas envolvendo os ácidos, como por exemplo: a) indicadores naturais e artificiais ácidos-bases; b) chuva ácida; c) condutividade elétrica; d) pH dos ácidos entre outros. E-maill do professor: josetoinho@yahoo.com.br
  • DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE GURUPI CENTRO DE ENSINO MÉDIO ARY RIBEIRO VALADÃO FILHO ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- BASES OU HIDRÓXIDOS - Conceituar bases segundo a Teoria de - Os conteúdos serão conceituados com o Arrhenius. foco sempre na realidade dos alunos. - Características gerais - Classificação das bases - Classificar as bases, quanto à força, - Mostrarei na prática os hidróxidos mais - Formulação das bases utilizando dados obtidos a partir de importantes, como por exemplo: hidróxido de - Nomenclatura dos hidróxidos experimentos sobre a condutividade elétrica sódio, cálcio, magnésio, alumínio, amônio, - Importância dos hidróxidos de suas soluções aquosas. potássio, ferro II e III, lítio, mostrando assim a importância de aplicabilidade em situações - Nomear e escrever fórmulas químicas dos cotidianas do ser humano. principais hidróxidos - Aula expositiva em sala de aula e no Laboratório de Informática (introdução, classificação, formulação e nomenclatura dos hidróxidos) com o uso do data-show, onde os alunos se divertirão de maneira interativa nos08 softwares químicos que lhes serão apresentados. - No laboratório de química, será usado o AUTOLABOR (laboratório móvel) para realização de algumas experiências químicas envolvendo os hidróxidos, como por exemplo: a) indicadores naturais e artificiais ácidos- bases; b) condutividade elétrica; c) pH dos hidróxidos, d) fabricação de sabões entre outros. E-maill do professor: josetoinho@yahoo.com.br View slide
  • DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE GURUPI CENTRO DE ENSINO MÉDIO ARY RIBEIRO VALADÃO FILHO -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------RECURSOS DIDÁTICOS – TECNOLÓGICOS Notbook Quadro branco Pincéis Data show - slides Livros didáticos e paradidáticos Extensão Caixa de som Pendriver Lista de atividades complementares Cds e Dvds Máquina fotográfica. Biblioteca Laboratório de informática Microscópio Autolabor *(vidrarias em gerais e reagentes químicos)REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:PERUZZO, Francisco Miragaia, 1947 – Química na abordagem do cotidiano / Francisco Miragaia Peruzzo, Eduardo Leite do Canto. – 3° ed. –São Paulo: Moderna, 2003.LEE, J.D. Química Inorgânica "não tão" concisa. São Paulo: Edgard Blücher, 1996.RUSSEL, John B. Química Geral São Paulo : McGraw-Hill, 1982.MASTERTON, Willian L. SLOWINSK, Emil J. STANITSKI, Conrad L. Princípios de Química. 6 ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos eCientíficos, 1990.MAHAN, Bruce H Química Um Curso Universitário São Paulo Edgard Blücher 2000.OLIVEIRA, Edson Albuquerque de Aulas Práticas de Química São Paulo Moderna, 1986.SILVA, Ribeiro R. Introdução à química experimental: Preparação de soluções de ácidos e bases fortes. São Paulo: McGraw-Hill, 1990.BROWN, Theodore L. LEMAY JR, H. Eugene. BURSTEN, Bruce E. Química. 7 ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1999. E-maill do professor: josetoinho@yahoo.com.br View slide
  • DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE GURUPI CENTRO DE ENSINO MÉDIO ARY RIBEIRO VALADÃO FILHO -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTARA.I. VOGEL - Análise Inorgânica Quantitativa, Guanabara Dois, 4ª ed., RJATKINS, Peter. Princípios de química: questionando a vida moderna e o meio ambiente. Bookman, Porto Alegre, 2001.ERVIM Lenzi et al. Química geral experimental. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 2004GILMORE, Robert. Alice no país do quantum: uma alegoria da física quântica, Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 1998ROSENBERG, Gerome L. e EPSTEIN, Lawrence M. Teoria e problemas de Química geral, Bookman, Porto Alegre, 8ª ed., 2003.SCHWARCZ, Joe. Barbies, bambolês e bolas de bilhar: 67 celiciosos comentários sobre a fascinante química do dia-a-dia. Rio de Janeiro,Jorge Zahar, 2009.SZPOGANICZ, Bruno. Experiência em Química geral, Fundação do ensino da engenharia em Santa Catarina, Florianópolis, 2ª ed.; 2003.OBSERVAÇÕES:________________________ _________________________________ Assinatura do Professor Assinatura do Suporte Pedagógico ________________________ Assinatura do Diretor E-maill do professor: josetoinho@yahoo.com.br