Juventude Mariana Vicentina do Sobreiro - Sector da Formação«ESTA É A NOSSA FÉ,A FÉ DA IGREJA QUE NOS GLORIAMOS DE PROFESS...
Nota 1: Para melhor percebermos o que é estar na Graça de Deus, podemos olhar para a Imagem1. Na parte superior vê-se São ...
Há três sacramentos que não se podem receber mais do que uma vez:Baptismo, Confirmação e Ordem. O Matrimónio poderá seradm...
Imagem 1:
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

A Graça de Deus e os Sacramentos em geral

461 views
322 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
461
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Graça de Deus e os Sacramentos em geral

  1. 1. Juventude Mariana Vicentina do Sobreiro - Sector da Formação«ESTA É A NOSSA FÉ,A FÉ DA IGREJA QUE NOS GLORIAMOS DE PROFESSAR»II Módulo: SACRAMENTOS*A Graça de Deus e os Sacramentos em geral *1. A Graça de DeusNão podemos observar os mandamentos, praticar a virtude e evitar opecado só com a nossa força: é necessária a graça de Deus.Mas o que é a GRAÇA?- Um dom sobrenatural que Deus nos concede gratuitamente emvirtude dos merecimentos da Redenção de Jesus para efectuar aobra da nossa salvação.Podemos considerar duas espécies de Graça:*Graça santificante - dom sobrenatural, estável e permanente, queo Espírito Santo infunde em nós, pelos merecimentos da redençãode Jesus, a fim de tornar a nossa alma aceitável a Deus e herdeirado Céu.Podemos perder esta graça quando nos encontramos em pecadomortal. Sem a graça santificante não há salvação para o Homem.*Graça auxiliante - é todo o auxílio divino e de momento que nosincita e nos move, ajudando-nos a praticar a virtude e a fugir domal.A Graça de Deus pode ser obtida por dois meios: pelos sacramentos querecebemos (graça santificante) e pela nossa oração (graça auxiliante).
  2. 2. Nota 1: Para melhor percebermos o que é estar na Graça de Deus, podemos olhar para a Imagem1. Na parte superior vê-se São Paulo que se tornou fiel à graça de Deus e a mulher Samaritana quese converteu e viu em Jesus o seu único Senhor. A alma em estado de graça aparece como umaVirgem com um lírio na mão, olhos fitos no céu e com o Espírito Santo a habitar no seu coração.Por sua vez, o estado de "não graça", apresenta uma alma em pecado, acorrentada e cujo Demóniose apoderou do seu coração. Surge também a imagem da traição de Judas pois este voltou ascostas ao Senhor.2. Os Sacramentos em geralO Sacramento é um sinal visível da graça invisível, instituído para nossasalvação. Chama-se de sinal visível da graça porque não só confere graça,como também a significa e a representa.Os Sacramentos foram instituídos por Nosso Senhor Jesus Cristo, deixandoneles a virtude dos Seus merecimentos. Com eles, são-nos comunicadas asgraças necessárias para a nossa santificação.Para fazer o Sacramento são necessárias três coisas: matéria, forma eintenção do ministro.- Matéria: é aquilo que se emprega para fazer o sacramento. Porexemplo, no Baptismo é a água.- Forma: as palavras que se proferem quando se administra oSacramento. Exemplo: "Eu te baptizo em nome do Pai, do Filho e doEspírito Santo".- Intenção: é a vontade do ministro de fazer o que está a fazer emIgreja.Podemos dizer que há duas espécies de Sacramentos:*Sacramentos de vivos - chamam-se assim porque para os receberdigna e perfeitamente é necessário que a alma esteja em estado de graça.(Confirmação, Eucaristia, Santa Unção, Ordem e Matrimónio).*Sacramentos de mortos- são os Sacramentos que estão destinadosaos que se encontram mortos para a Graça de Deus, isto é, que seencontram em estado de pecado. (Baptismo e Penitência).
  3. 3. Há três sacramentos que não se podem receber mais do que uma vez:Baptismo, Confirmação e Ordem. O Matrimónio poderá seradministrado mais alguma vez em caso de morte de um cônjuge, apesar deem algumas passagens bíblicas ser sugerido o estado de viuvez. A Ordempoderá ser recebida em outros graus (Diaconado, Presbiterado,Episcopado).Os primeiros cinco sacramentos podem ser chamados de sacramentos denecessidade e os dois últimos de livre escolha.Os efeitos dos sacramentos em nós são os seguintes:- conferirem a graça santificante;- aumentar a graça obtida por outro sacramento;- alguns deles imprimem carácter (Baptismo, Confirmação e Ordem);- conferem a graça sacramental que apesar de não ser muitodistinta da graça santificante, acrescentam um auxílio divino para seconseguir o fim do sacramento.Todos aqueles que recebem os sacramentos recebem o carácter (distintode imprimir carácter), todavia só recebem a graça aqueles que seencontram para isso preparados e dispostos.Explicando de outra forma, usando um exemplo prático, aotomarmos um antibiótico recebemos o carácter/a fórmula para eliminar adoença. No entanto, se a seguir beber uma bebida alcoólica, ou seja, nãoestar disposto a receber o tratamento nem me preparar para isso, não tereia graça/efeito para ficar curado.
  4. 4. Imagem 1:

×