Your SlideShare is downloading. ×
Tecn. da Inf. na melhoria dos Processos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Tecn. da Inf. na melhoria dos Processos

111
views

Published on

Introdução à matéria TIMP

Introdução à matéria TIMP

Published in: Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
111
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. TIMP Faculdade Pitágoras Fevereiro / 2014 Prof. Antonio Gomes
  • 2. TIMP • Capital Intelectual • Gestão do Conhecimento • Sociedade Baseada no Conhecimento • Organizações que aprendem.
  • 3. EMENTA • Mensuração do capital intelectual e dos níveis de desenvolvimento de inovação tecnológica e da Sociedade Baseada no Conhecimento; • Análise da gestão do conhecimento para promover o fortalecimento do patrimônio intangível das organizações através de pesquisas, aquisição, criação, registro e compartilhamento do conhecimento; • Mapeamento e investigação dos valores e da confiança das informações das redes de relacionamento das organizações; • Sistemas de administração da produção, tecnologia de informação aplicada na melhoria da produção e na gestão da cadeia de suprimentos.
  • 4. Objetivos • 1- Introduzir conceitos do Capital Intelectual e Gestão do Conhecimento para melhoria de desempenho das organizações; • 2- Apresentar métodos para a criação, gerenciamento e disseminação do conhecimento para maior competitividade no mercado; • 3- Identificar e mapear os ativos de conhecimento e informações ligadas a qualquer área, produto ou organização;
  • 5. TIMP • 4- Aumentar a competitividade da organização através da valorização de seus bens intangíveis; • 5- Maximizar o capital intelectual/ativos intelectuais para melhoria dos processos internos e maior fluidez nas operações para a tomada de decisão; • 6- Utilizar copmputadores e ferramentas de inovação tecnológica para promoção dos agentes de transformação de mudanças econômicas e sociais nas organizações.
  • 6. Bibliografia • ANGELONI, Mª Terezinha (Coord) - Organizações do Conhecimento, Editora Saraiva, S. Paulo, 2001 • DAVENPORT, Thomas H. PRUSAK, Laurence - Conhecimento Empresarial, Editora Campus, Rio de Janeiro, 1998 • DIBELLA, Anthony J. - Como as organizações aprendem, Editora Edvector, S. Paulo, 1999 • GRAMIGNA, Maria Rita - Modelo de Competências e Gestão dos Talentos, Editora Makron Books, S. Paulo, 2002 • KLEIN, David A - A Gestão Estratégica do Capital Intelectual, Editora Qualitymark, Rio de Janeiro, 1998
  • 7. Bibliografia • MELO, Luiz E. Vasconcelos - Gestão do Conhecimento: Conceitos e aplicações, Editora Câmara Brasileira do Livro, S. Paulo, 2003 • MOREIRA, Marco Antonio - Teorias de Aprendizagem, Editora EPU, S. Paulo, 1999 • NONAKA, Ikujiro e TAKEUCHI, Hirotaka - Criação de Conhecimento na Empresa, Editora Campus, Rio de Janeiro, 1997 • SENGE, Peter - A 5ª disciplina, Editora Best- Seller, 1990;
  • 8. Bibliografia • STEWART, Thomas A. - Capital Intelectual, Ed. Campos, R. de Janeiro, 1958 • SVEIBY, Karl Erik - A nova Riqueza das Organizações, Editora Campos, Rio de Janeiro, 1998 • TERRA, José Claudio C. - Gestão do Conhecimento: o grande desafio empresarial, Negócio Editora, S. Paulo, 2000 • WAROMAN, Kellie T. - Criando Organizações que Aprendem, Editora Futura, S. Paulo, 1996.
  • 9. Capital Intelectual • É o conjunto de benefícios intangíveis denominou-se Capital Intelectual. • O aparecimento desse novo conceito conduz à necessidade de aplicação de novas estratégias, de nova filosofia de administração e de novas formas de avaliação do valor da empresa, que contemple o recurso do conhecimento.
  • 10. MACRO-AMBIENTEInfra-estruturaComum Organizações Eficazes Excelência Operacional Relacionamentos de sucesso Pessoal Processo Clientes Parceiros & Gestão do Conhecimento Operações de Negócio Serviços
  • 11. 7 BILHÕES DE HABITANTES • NO 1º MUNDO 20% DAS PESSOAS TRABALHAM NO 3º MUNDO 10% +- UM BILHÃO TRABALHAM • 6 BILHÕES SÃO: crianças, velhos, pensionistas e aposentados, donas de casa que cuidam da família, jovens estudantes e pessoas que vivem em busca do que fazer para sobreviver-se pobres ou herdeiros de fortunas.
  • 12. REVOLUÇÕES • AGRICULTURA • MANUFATURA • INDUSTRIAL • TECNOLÓGICA • INFORMAÇÃO
  • 13. O NOVO PAPEL DO TRABALHADOR • UM OLHO PRA DENTRO E OUTRO PARA FORA DA ORGANIZAÇÃO EM BUSCA DE INFORMAÇÃO; • CONHECER: – AMEAÇAS, OPORTUNIDADES, PONTOS FORTES, PONTOS FRACOS E OS FATORES CRÍTICOS.
  • 14. CAPITAL INTELECTUAL • NO MUNDO DIGITAL: AS EMPRESAS, A MOEDA, AS OPORTUNIDADES, O EMPREGO EM FIM, TUDO É VIRTUAL. • DIGITALIZAÇÃO DE “PESSOAS” / INT. ARTIFICIAL Arnold Schwarzeneg (Hollywood) Coca – Cola Carlos Moreno – andróide Bom Bril
  • 15. CAPITAL INTELECTUAL • A MOEDA É O CONHECIMENTO E O CAPITAL É O INTELECTO.
  • 16. APRENDER, DESAPRENDER E REAPRENDER • Os analfabetos deste século serão aqueles que não desenvolverem sua capacidade de Aprender, desaprender e reaprender. Alvin Toffler
  • 17. A Empresa na Velocidade do Pensamento Sistemas Nervosos Digitais
  • 18. Objetivos  Maximizar valor de mercado  Aumentar a vantagem competitiva  Competir globalmente  Ganhar e preservar clientes  Aumentar produtiv. Sistema Nervoso Digital Tecnologia
  • 19. Interação com o Cliente Operações Básicas Reflexos dos negócios Pensamento Estratégico Sistema Nervoso Digital
  • 20. Um Sistema Nervoso Digital em Ação
  • 21. SND em Ação: É preciso ser um pensador dos negócios
  • 22. Sistema Nervoso Digital em Ação • Um bom fluxo de informações e boas ferramentas de análise revelam novas oportunidades
  • 23. Gerenciar Conhecimento: Um desafio dos Profissionais e Organizações • Porque fazer gestão do conhecimento? • Gestão do Conhecimento é uma nova prática gerencial que visa o aumento da competitividade das empresas!
  • 24. Porque fazer gestão do conhecimento? •Qual é a vantagem deste novo modelo de Gestão? •Todos saem ganhando!
  • 25. Porque todos saem ganhando?
  • 26. Onde está o conhecimento nas organizações? • O conhecimento é basicamente tácito e tem origem na cabeça das pessoas! • A organização precisa transformar o conhecimento tácito em conhecimento explícito!
  • 27. Como as organizações aprendem? •As organizações aprendem através das pessoas! •Logo, as organizações dependem das pessoas!
  • 28. E qual é a relação com a competitividade? • A inovação é um dos principais agentes de mudanças econômicas e sociais nos países desenvolvidos.
  • 29. Como se comportam as empresas mais inovadoras? •Têm o conhecimento como principal recurso estratégico. • Têm a aprendizagem como principal processo. •A gestão do conhecimento faz parte do trabalho de todos os seus membros. •Adotam uma postura de aprendizagem intensiva e permanente como forma de buscar a competitividade. •Desenvolvem habilidade de aprender mais rápido que seus competidores.
  • 30. Conhecimento e Aprendizagem Consolida-se assim •O CONHECIMENTO como sendo o recurso principal da Sociedade atual •A APRENDIZAGEM como sendo o processo central dessa Sociedade.
  • 31. Vantagem Competitiva •Gestão do Conhecimento  •Inovação Contínua  •Vantagem Competitiva
  • 32. Entendendo a gestão do conhecimento •A gestão do conhecimento visa fortalecer o patrimônio de conhecimento das organizações através das etapas: •Aquisição e Criação do Conhecimento •Compartilhamento do Conhecimento •Registro do Conhecimento
  • 33. Entendendo a gestão do conhecimento Disseminar e Compartilhar Conhecimento Registrar Conhecimento Criar e Adquirir Conhecimento