• Save
Registo de actividade HAC
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Registo de actividade HAC

on

  • 307 views

 

Statistics

Views

Total Views
307
Views on SlideShare
307
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Registo de actividade HAC Registo de actividade HAC Document Transcript

  • HISTÓRIA, ARTE E CRIATIVIDADE: DAS TECNOLOGIAS À APRENDIZAGEM EM CONTEXTO 2011/2012 Registo Atividade em Aula – História, Arte e CriatividadeTítulo/Tema do trabalho:Exploração de uma obra de arte.Unidade/Subunidade: Designação da Unidade/Subunidade Didática (se aplicável):Das Sociedades Recoletoras às Primeiras Civilizações: Das Sociedades Recoletoras àsPrimeiras Sociedades Produtoras.Destinatários: Duração da atividade: Museu Berardo | 2012Alunos do 7º Ano de 90 minutosEscolaridade Introdução: A atividade proposta destina-se à consolidação de conhecimentos adquiridos anteriormente, à promoção da criatividade, ao desenvolvimento do espírito de grupo, construindo uma narrativa visual. Objetivos pedagógicos: Caracterizar as sociedades recoletoras; descrever a vida no Paleolítico; justificar a importância do fogo; identificar a arte rupestre. Ferramentas e Recursos: Projetor, computador, tela, manual. Operacionalização: Os alunos são convidados a observar uma obra de arte e a partir dela construir, em grupos, no máximo de trinta minutos, uma estória que os leve ao período da Pré-história, na qual terão de utilizar os conhecimentos adquiridos em aulas anteriores seguindo os objetivos acima apresentados. Avaliação: Observação direta do desenvolvimento do trabalho de grupo; Registo da criatividade e aplicação correta dos conceitos do subtema; Registo da qualidade da participação oral; Escolha da melhor estória da aula que será publicada no blog da biblioteca da Escola. Reflexão Individual: “A presente formação constituiu uma experiência de aprendizagem única que privilegiou a liberdade criativa, o contato direto com a arte e o trabalho colaborativo entre pares. Neste contexto, considero a sua pertinência e adequação muito importantes para a lecionação.” “A ação foi deveras pertinente, pois ajuda o professor a apelar à criatividade, como motivação para a aquisição de conteúdos.” Registo Final – Ação de Formação: História, Arte e Criatividade – 2011/2012 1
  • HISTÓRIA, ARTE E CRIATIVIDADE: DAS TECNOLOGIAS À APRENDIZAGEM EM CONTEXTO 2011/2012“A ação foi extremamente interessante, pois forneceu-me ferramentas importantes para aoperacionalização de aulas diferentes. Aprendi que utilizando a imaginação posso chegar mais facilmenteaos alunos e cativá-los para o estudo da História. Justifica-se assim a pertinência da ação.”“A ação foi enriquecedora, abriu-me caminhos, deu-me pistas e grande inspiração para planear aulascriativas, motivando para a História, turmas problemáticas.”“A ação foi muito criativa e interessante, deu-me „armas‟ para levar os alunos a desenvolver a suaimaginação e motivá-los para uma mais cativante aprendizagem da História.”“Esta formação veio reavivar em mim o gosto pela criatividade, associado à arte que é uma paixão,permitindo um trabalho colaborativo e concreto no âmbito do processo ensino-aprendizagem.”Observações: “Rita foi ao sótão do avô à procura de roupa para o Carnaval quando encontrou um armário a umcanto com pouca luz, abriu-o e sentiu-se atraída por uma vibração muito forte que o levou a afastar asroupas e a perceber que havia algo escondido num canto, viu depois um rolo, achou curioso e sentou-seno meio do sótão para o desenrolar. Percebeu que era uma tela com um rasgão ao meio. Tentou alisá-lae ao passar a mão sentiu um calor e retirou-a abrutamente, recuou, olhou à volta, mas a curiosidade foimaior, o que a levou a tentar abrir o rasgão, com as duas mãos, viu uma luz e uma vez mais assustou-see correu à procura do avô, contando-lhe o sucedido.O avô ficou perturbado mas procurou rapidamente distraí-la, propondo-lhe que fosse receber os primosque acabavam de chegar. O avô fazia tensão de voltar ao sótão para esconder o quadro, mas acabou porse esquecer no meio do entusiasmo dos seus netos.A Rita envolvida na brincadeira com os primos lembrou-se algumas vezes do episódio vivido no sótão.Este sentimento provocou-lhe um sono muito agitado que a fez acordar pelas três da manhã, levantou-see dirigiu-se ao sótão. Aquela imagem do quadro perseguia-a.Rita encontrou a tela onde a tinha deixado e sem hesitar abriu o rasgão e sentiu-se envolvida por umaluz que a sugou…Deu por si numa gruta e olhando à sua volta viu as paredes cobertas de pinturas de animais que estavama ser feitas por homens muito estranhos, noutro canto da gruta um grupo de homens estava sentado àvolta de uma fogueira, uns lascavam pedras, outros assavam carnes, enquanto um grupo de mulheresacabava de chegar carregadas com frutos silvestres e raízes.Aquela cena não lhe era estranha e recordou-se das primeiras aulas em que a sua professora de Históriafalou da Pré-História.Como era possível ? !!!!Logo ela que não gostava de História e achava que tudo aquilo era imaginação da Professora.Perplexa, sentou-se a assistir à vida daquela gente… era tal e qual como tinha aprendido nas aulas.Rita sentiu frio e ao longe ouviu uma voz que a chamava… era o seu avô que a tinha procurado por todaa casa.Convinha guardar o quadro num lugar seguro e sair dali rapidamente. Era importante que o avô nãodescobrisse o seu segredo e assim poderia voltar sempre que quisesse viajar para outras épocas daHistória.Uma tela … um rasgão… e uma nova paixão!” Registo Final – Ação de Formação: História, Arte e Criatividade – 2011/2012 2