0
Criatividade e Museus Casa das Histórias | Paula Rego
E strutura do Curso Fundamentos Teóricos Visita Orientada Oficina Criativa Criação de Projecto
O que nos espera?
O Sábio e o Barqueiro
Parte 1  | Fundamentos Teóricos
Criatividade e Museus
 
Compreende-se por  criatividade  a capacidade de um sistema vivo (indivíduo, grupo, organização) produzir novas combinaçõe...
Todos os seres humanos têm potencialidades para serem criativos.
A capacidade criativa depende da interacção de múltiplas variáveis, não sendo compreensível numa visão restrita. Os princi...
Três faculdades principais que caracterizam uma pessoa criativa:  a fluidez, a flexibilidade e a originalidade do pensamen...
A  fluidez   do pensamento  refere-se à facilidade de produzir ideias em quantidade num tempo limitado. Trata-se de um pen...
 
A  flexibilidade    do pensamento  caracteriza-se pela facilidade de produzir ideias não só em quantidade, mas também em q...
Vela
Quando uma proposta produzida se diferencia das outras, quando, num determinado contexto, ela é única ou pouco comum, fala...
 
A  percepção  é o elemento mais importante do pensamento criativo. É a maneira de ver, ouvir, sentir, cheirar o ambiente e...
Muitos erros de pensamento, são, na realidade, erros de percepção, muitos bloqueios são bloqueios perceptivos.
O  pensamento analítico  é o procedimento de reconhecer, classificar e descrever os elementos de um problema. O homem desc...
 
A realização de  hipóteses  é outro procedimento do pensamento criativo. É a habilidade de supor e fundamentar. É a procur...
Um procedimento importante do pensamento hipotético é a ‘interrogação divergente’. Perguntas divergentes permitem várias r...
Uma outra operação elementar para resolver criativamente um problema é  o pensamento analógico-comparativo .  Trata-se de ...
O artista Didir Frenet reveste, com um duche de cabos de cobre, a escultura clássica,  Femme Voilée,  de Corradini.
Finalmente, um não menos importante procedimento mental no processo de criação é  a intuição .  Trata-se de uma contemplaç...
O pensamento intuitivo ajuda a tomar uma decisão se a situação projectual está mal definida e pouco clara e os dados são c...
Três “Ideias” Museus | Criatividade | Educação
Design Thinking em Educação
Visual Thinking Strategies  ( VTS )
A Teoria das   Inteligências Múltiplas
Parte 2  | Visita Orientada
 
Parte 3  | Oficina Criativa
Casa de Sons…
John Cage – 4.33’ Aldeias Sonoras
Muitos são os artistas cuja prática envolve o som. Ruídos, ritmos ou ecos emergem por vezes de forma inesperada ou desconc...
C asa de Sons… Trabalho  em Grupo Material obrigatório para usar Sons do Museu como uma Fábrica Um Grupo por Sala/Espaço
R egras e  O bjectivos… Criar um som (colectivo) imaginado com a duração máxima de 5 minutos partindo do espaço, obras e o...
Duração da Actividade: 60 minutos
Parte 4  | Criação de Projecto
D esafio final do curso  | Criatividade e Museus Partindo de uma abordagem/vivência criativa à  Casa das Histórias | Paula...
B om trabalho e boas ideias…
<ul><li>FIM </li></ul>
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Criatividade e museu

697

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
697
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Criatividade e museu "

  1. 1. Criatividade e Museus Casa das Histórias | Paula Rego
  2. 2. E strutura do Curso Fundamentos Teóricos Visita Orientada Oficina Criativa Criação de Projecto
  3. 3. O que nos espera?
  4. 4. O Sábio e o Barqueiro
  5. 5. Parte 1 | Fundamentos Teóricos
  6. 6. Criatividade e Museus
  7. 8. Compreende-se por criatividade a capacidade de um sistema vivo (indivíduo, grupo, organização) produzir novas combinações, dar respostas inesperadas, originais, úteis e satisfatórios, dirigidas a uma determinada comunidade. Katja Tschimmel
  8. 9. Todos os seres humanos têm potencialidades para serem criativos.
  9. 10. A capacidade criativa depende da interacção de múltiplas variáveis, não sendo compreensível numa visão restrita. Os principais elementos deste sistema complexo são uma inteligência específica da área, habilidades e atitudes do pensamento criativo, a intencionalidade e motivação, o conhecimento do campo, um ambiente de trabalho estimulante e a orientação para objectivos concretos.   Nenhum destes elementos isolados tem a capacidade de criar seja o que for. Só pela interacção se pode aumentar a capacidade do sistema e possibilitar a emergência de ideias inovadoras.    Katja Tschimmel
  10. 11. Três faculdades principais que caracterizam uma pessoa criativa: a fluidez, a flexibilidade e a originalidade do pensamento .
  11. 12. A  fluidez   do pensamento  refere-se à facilidade de produzir ideias em quantidade num tempo limitado. Trata-se de um pensamento acrítico que pode ser incentivado por técnicas como o ‘ brainstorming ’ ou ‘ brainwriting ’.
  12. 14. A  flexibilidade   do pensamento  caracteriza-se pela facilidade de produzir ideias não só em quantidade, mas também em qualidade e encontrar respostas que permitam diferentes classificações: uma pedra pode, por exemplo, ser utilizada como material de construção, instrumento de percussão, objecto para escrever, arma, suporte, adorno, etc. Em oposição à  flexibilidade estão ‘a rigidez, a imobilidade, a incapacidade de mudar atitudes, comportamentos ou pontos de vista, a impossibilidade de oferecer outras alternativas ou mudar um método já aplicado’ Katja Tschimmel
  13. 15. Vela
  14. 16. Quando uma proposta produzida se diferencia das outras, quando, num determinado contexto, ela é única ou pouco comum, falamos de originalidade do pensamento.
  15. 18. A  percepção  é o elemento mais importante do pensamento criativo. É a maneira de ver, ouvir, sentir, cheirar o ambiente envolvente e a maneira de estruturar o nosso mundo.  É a organização e interpretação dos estímulos e das informações recolhidas pelos sentidos. Katja Tschimmel
  16. 19. Muitos erros de pensamento, são, na realidade, erros de percepção, muitos bloqueios são bloqueios perceptivos.
  17. 20. O pensamento analítico  é o procedimento de reconhecer, classificar e descrever os elementos de um problema. O homem descreve-se a si próprio, aos outros e ao mundo enquanto ser analítico que examina e decompõe tudo em partes. No processo de criação, a análise desmonta primeiro a situação existente para criar depois um estado caótico, e, após uma primeira síntese (a concepção de uma nova ordem), a análise examina o novo, tal como o faz a Natureza no seu processo de selecção. As conclusões da análise podem dar pistas para a realização de uma hipótese, uma analogia ou uma nova síntese. Katja Tschimmel
  18. 22. A realização de  hipóteses  é outro procedimento do pensamento criativo. É a habilidade de supor e fundamentar. É a procura de causas e consequências. Considerando que o nosso mundo é um sistema de interrelações em que tudo está ligado a tudo, o criativo tem que ter a noção de que cada produto provoca uma quantidade de efeitos: pode provocar novos comportamentos, novos valores ou outras ideias. Katja Tschimmel (Adaptado)
  19. 23. Um procedimento importante do pensamento hipotético é a ‘interrogação divergente’. Perguntas divergentes permitem várias respostas válidas.
  20. 24. Uma outra operação elementar para resolver criativamente um problema é  o pensamento analógico-comparativo . Trata-se de um processo mental de ‘biassociação de ideias’ , que permite estabelecer relações novas,  incomuns, entre objectos e situações. As ideias são biassociações; criar é recombinar o conhecimento disponível. O desenvolvimento do pensamento analógico exige um treino da imaginação e o uso de metáforas. Katja Tschimmel
  21. 25. O artista Didir Frenet reveste, com um duche de cabos de cobre, a escultura clássica,  Femme Voilée,  de Corradini.
  22. 26. Finalmente, um não menos importante procedimento mental no processo de criação é  a intuição .  Trata-se de uma contemplação directa e imediata de uma realidade ou de um problema, pela qual se atinge uma solução de ordem diferente da que se alcança através da razão ou do conhecimento. É um pensamento inconsciente, em que o procedimento não é explicável. Segundo o físico Gerd Binnig, a intuição é um tipo de análise ou de síntese que não se processa logicamente quando o problema é demasiado complexo. Katja Tschimmel
  23. 27. O pensamento intuitivo ajuda a tomar uma decisão se a situação projectual está mal definida e pouco clara e os dados são contraditórios, incompletos ou demasiado subjectivos.
  24. 28. Três “Ideias” Museus | Criatividade | Educação
  25. 29. Design Thinking em Educação
  26. 30. Visual Thinking Strategies  ( VTS )
  27. 31. A Teoria das   Inteligências Múltiplas
  28. 32. Parte 2 | Visita Orientada
  29. 34. Parte 3 | Oficina Criativa
  30. 35. Casa de Sons…
  31. 36. John Cage – 4.33’ Aldeias Sonoras
  32. 37. Muitos são os artistas cuja prática envolve o som. Ruídos, ritmos ou ecos emergem por vezes de forma inesperada ou desconcertante, na arte e na vida. Esta oficina é uma espécie de fábrica de experiências sonoras, onde se recriam paisagens audíveis com recurso a instrumentos do quotidiano e a máquinas variadas. No final, associaremos uma dimensão visual ao conteúdo sonoro. Fundação de Serralves
  33. 38. C asa de Sons… Trabalho em Grupo Material obrigatório para usar Sons do Museu como uma Fábrica Um Grupo por Sala/Espaço
  34. 39. R egras e O bjectivos… Criar um som (colectivo) imaginado com a duração máxima de 5 minutos partindo do espaço, obras e objectos. Para a criação do som terão que usar o corpo e o material facultado em cada saco para cada grupo. Cada grupo terá material diferente. O som será registado/gravado.
  35. 40. Duração da Actividade: 60 minutos
  36. 41. Parte 4 | Criação de Projecto
  37. 42. D esafio final do curso | Criatividade e Museus Partindo de uma abordagem/vivência criativa à Casa das Histórias | Paula Rego o resultado esperado é o de, em grupo, ser criada uma actividade/recurso para exploração do espaço, de uma obra (ou obras) no contexto de uma aprendizagem multidisciplinar em contexto de processo de ensino/aprendizagem.
  38. 43. B om trabalho e boas ideias…
  39. 44. <ul><li>FIM </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×