TV Digital - Participe você também

1,670 views

Published on

Apresentação sobre a TV Digital brasileira - Realizada na InfoBrasil 2011

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,670
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

TV Digital - Participe você também

  1. 1. TV DIGITAL III Jornada de TV Digital – InfoBrasil 2011 Você quer participar dessa revolução? SIM NÃO Izequiel NorõesIzequiel Norões - 2011
  2. 2. Sumário da apresentação Apresentação TV DIGITAL A evolução da imagem e a História da TV Como funciona a TV (Analógica x Digital) Até quando poderei sobreviver sem ela ? O que é a TV Digital? TV Digital Interativa O Ginga O que “as grandes” estão fazendo?Izequiel Norões - 2011
  3. 3. Izequiel Norões - 2011
  4. 4. Início dos tempos...Izequiel Norões - 2011
  5. 5. 1923 1895 • Vladimir Zworykin • Auguste e Louis (Russia) registra a 1892 Lumière (França) patente do tubo • Invenção da inventaram iconoscópico para 1826 Célula Foto- o cinematógrafo câmaras de • O francês Elétrica por televisão, o que Joseph Julius Elster e tornou possível a Nicéphore Hans Getiel televisão eletrónica. Pré-história Niépce - Bate • Homem a 1ª registrava Fotografia imagens nas cavernasIzequiel Norões - 2011
  6. 6. Invictus (1951) – 1ª TV Fabricada no BrasilIzequiel Norões - 2011 Fonte: http://www.tvhistory.tv
  7. 7. Uma viagem na história da TV brasileiraIzequiel Norões - 2011
  8. 8. 19 de fevereiro chegaram as cores na TV do brasileiro 2 de dezembro inicia-se a transmissão da TVD no Brasil Surgimento da TV no Brasil Evolução tecnológica da TV brasileira Fonte: 2010 – II SACICIzequiel Norões - 2011
  9. 9. Fases da História da TV no Brasil Fase da Fase de Convergência e Fase Populista Expansão da Qualidade Internacional Digital 1950 1964 1975 1985 1990 2000 ... Fase de Fase de Fase Elitista desenvolvimento Globalização e Tecnológico da TV Paga Fonte: 2010 – II SACICIzequiel Norões - 2011
  10. 10. TV ANALÓGICA x TV DIGITALIzequiel Norões - 2011
  11. 11. COMO FUNCIONA A TV ANALÓGICA???Izequiel Norões - 2011
  12. 12. Izequiel Norões - 2011
  13. 13. MAS AFINAL, O QUE É A TV DIGITAL?Izequiel Norões - 2011
  14. 14. Dúvidas que sempre temos com a TV Digital TV HD não é a mesma coisa que TV DIGITAL Muita gente acha que apenas comprando uma TV com resolução HD/Full-HD vai estar apto a assistir a TV Digital Brasileira – também chamada de DTV. Essa informação é equivocada. Para ter acesso à TV Digital, é necessário um conversor específico, que é vendido separado (set top box) ou integrado em algumas TVs. Se você quer uma TV que já possua essa funcionalidade, tenha a certeza de perguntar ao vendedor antes de comprar. Use o termo “conversor de tv digital integrado” para denominar o que quer.Izequiel Norões - 2011
  15. 15. Dúvidas que sempre temos com a TV Digital LINHASIzequiel Norões - 2011
  16. 16. Dúvidas que sempre temos com a TV Digital FULL-HD HD Standart (Padrão) 480 x 360 TV AnalógicaIzequiel Norões - 2011
  17. 17. Dúvidas que sempre temos com a TV Digital Upscalling - origem do sinal – inferior; - aumento artificial da imagem; - Imagem é esticada (TV aberta - resolução 480p); - “Imagem ruim” por culpa do sinal de entrada. Downscalling - Origem do sinal – superior; - redução no tamanho da imagem; - TV HD x DVD (720p) . Por esse motivo, é muito importante escolher corretamente sua TV baseado no sinal de entrada.Izequiel Norões - 2011
  18. 18. Dúvidas que sempre temos com a TV Digital Quando optar por HD ou FULL HD • Se você assiste muito a filmes em BluRay: FULL HD • Se você não planeja comprar um Blu Ray tão cedo, e assiste bastante DVDs, TV a cabo ou TV Digital: HD • Se você possui um console de videogame bacana, estilo Xbox ou Play Station III: FULL HD • Se você possui um pacote de TV a cabo com alta qualidade, gravador de programação e tudo que tem direito: FULL HD • Se você não precisa de TVs grandes, a maior seria 32 polegadas: HD OBS: Uso do HDMI e Cabos OpticosIzequiel Norões - 2011
  19. 19. Dúvidas que sempre temos com a TV Digital SINAL ANALOGICO X SINAL DIGITALIzequiel Norões - 2011
  20. 20. Dúvidas que sempre temos com a TV Digital TV Digital x IPTV x WebTV • O IPTV ou TVIP é um novo método de transmissão de sinais televisivos. Assim como o VOIP (Voz sobre IP), o IPTV usa o protocolo IP Internet Protocol como meio de transporte do conteúdo. • O fato do IP significar Internet Protocol não quer dizer que os conteúdos de televisão sejam distribuídos via streaming na internet. A IPTV não é, portanto, uma Web TV. • A TV Digital pode funcionar pela internet?Izequiel Norões - 2011
  21. 21. O QUE É TV DIGITAL? TV digital, usa um modo de modulação e compressão digital para enviar vídeo, áudio e sinais de dados aos aparelhos compatíveis com a tecnologia. Transmissão e recepção de maior quantidade de conteúdo por uma mesma frequência (canal) podendo obter imagem e som de alta qualidade (alta definição).Izequiel Norões - 2011
  22. 22. VANTAGENS DA TV DIGITAL • Imagem e Som digitalizados; • Modulação e compressão digital; • Transmissão e recepção de maior qualidade; • Alta definição de som e imagem; • Livre de fantasmas, chuviscos e ruidos; • Mobilidade • InteratividadeIzequiel Norões - 2011
  23. 23. A TV Digital no mundo Fonte: Wikipedia 2010Izequiel Norões - 2011
  24. 24. A TV Digital no mundo  Padrão Americano: – ATSC (Advanced Television Systems Committee) – Possibilita transmissão em alta definição e multiprogramação. – É o menos desenvolvido no quesito mobilidade. – Os EUA e as empresas americanas se recusaram a fazer transferência de tecnologia e a instalar fábricas no país. Aplicações: EPG, t-GOV, t-COM, Internet Middleware: DASE Compressão: Dolby AAC e MPEG-2 HDTV Transporte: MPEG-2 Modulação: 8-VSB http://www.atsc.orgIzequiel Norões - 2011
  25. 25. A TV Digital no mundo  Padrão Europeu – DVB – (Digital Video Broadcasting) – Possibilita transmissão em alta definição e multiprogramação. – Transmissão móvel necessita de operadoras de telecomunicações. Aplicações - EPG, t-GOV, t-COM, Internet Middleware - MHP/MHEG  Compressão - MPEG-2 e MPEG-2 SDTV Transporte - MPEG-2 Modulação - COFDM http://www.dvb.org/Izequiel Norões - 2011
  26. 26. A TV Digital no mundo Padrão Japonês – ISDB-T (Integrated Services Digital Broadcasting-Terrestrial) – Possibilita transmissão em alta definição e multiprogramação. – Transmissão móvel pode ser feita diretamente pelas emissoras de TV. Aplicações: EPG, t-GOV, t-COM, Internet Middleware: GINGA Compressão de audio: MPEG-2 AAC Compressão de video: MPEG-2 HDTV(MPEG4 ISDB-Tb) Transporte: MPEG-21 Modulação: BST-COFDM http://www.nhk.or.jp/strl/open99/de-2/shosai-e.htmlIzequiel Norões - 2011
  27. 27. Fonte: Fórum SBTVD O Padrão brasileiro – ISDB-TbIzequiel Norões - 2011
  28. 28. O Padrão brasileiro – SBTVD • SBTVD-T = Sistema Brasileiro de Televisão Digital terrestre. Criado pelo Decreto 4.901, de 26 de novembro de 2003. • Principais objetivos: – Gerar inclusão digital; – Criar uma rede universal de ensino a distância – Desenvolver a indústria nacional. – Encontrar soluções apropriadas para a realidade social e econômica do país – Não excluir de antemão as soluções internacionais existentes(européia, americana e japonesa)Izequiel Norões - 2011
  29. 29. O Padrão brasileiro – SBTVD • Foram estudados os três sistemas implantados no mundo. - DVB (Europeu), NTSC(Americano) e ISDB-T(Japonês). • Adotará a modulação OFDM-BST (Orthogonal frequency- division multiplexing): - Permite transmissão em multiprogramação, alta definição e recepção móvel gratuita. • Incorporará a codificação MPEG-4: - Possibilita mais opções de vídeo a uma qualidade maior, o que torna o sistema o mais moderno do mundo. • Interatividade terá como base o middleware Ginga: - Desenvolvido no Brasil pela UFPB(Lavid) e PUC-RJ(Telemidia).Izequiel Norões - 2011
  30. 30. O Padrão brasileiro – SBTVDIzequiel Norões - 2011
  31. 31. O Padrão brasileiro – SBTVD Fonte: http://eptv.globo.comIzequiel Norões - 2011
  32. 32. Como funciona a TV Digital Fonte: http://www.comunicacao.pro.br/setepontos/22/takashi_isdb.htmIzequiel Norões - 2011
  33. 33. O Padrão brasileiro – SBTVD Multiprogramação(Multicasting) - Transmissão de um ou mais programas em Alta/Baixa Resolução; A TV Cultura de São Paulo já transmitiu em seu canal digital quatro programas. Além do canal HD, transmitiu o segmento portátil, um canal de acervo (Multicultura) e um canal de ensino superior à distância a UNIVESP (Universidade Virtual do Estado de São Paulo). Fonte:http://imagemesomhd.blogspot.comIzequiel Norões - 2011
  34. 34. O Padrão brasileiro – SBTVD Fonte: http://www.dtv.org.br (2011) Quem adotou o padrão ISDB-Tb na América Latina?Izequiel Norões - 2011
  35. 35. O Padrão brasileiro – SBTVD Alcance do sinal: 102 emissoras operando 480 municípios 87,7 milhões de pessoas Segundo a Anatel, a expectativa é que a cobertura da Televisão Digital Terrestre no Brasil seja igual ou superior à cobertura analógica atual antes mesmo de 2016, anoCidades onde a em que está previsto o fim TV Digital está das transmissões analógicas. no ar Fonte: http://www.dtv.org.br (2011) (ANATEL – 2011)Izequiel Norões - 2011
  36. 36. Como funcionava a TV no Brasil Analógico Analógico Digital Analógico Transmissão Retorno Operadora de TV Recepção (canal)Izequiel Norões - 2011
  37. 37. Como funciona a TV Digital hoje Analógico Analógico e digital e digital Digital Digital Transmissão Retorno Operadora de TV SETUP-BOX Recepção (canal)Izequiel Norões - 2011
  38. 38. Como funcionará a TV Digital Digital Digital Digital Digital Transmissão Retorno Operadora de TV Recepção (canal)Izequiel Norões - 2011
  39. 39. Cronograma da TV Digital no BrasilIzequiel Norões - 2011
  40. 40. Como funciona a Interatividade? usuário exerçe influência sobre o conteúdo ou a forma da comunicação mediadaIzequiel Norões - 2011
  41. 41. Como funciona a Interatividade?Izequiel Norões - 2011
  42. 42. O que é a TV Interativa? • Pode ser analógica, dependendo do conceito. • Não é televisão nem Internet: – Demanda novas linguagens de comunicação – É uma nova forma de comunicação – É o grau mais elevado conhecido atualmente de convergência digital (vídeo, áudio e dados, com suas várias formas de aglutinação (TV, VoIP, Vod, nVodD, SMS, MMDS, etc) – A interatividade é ativa, ou seja, feita diretamente com a tela através do controle remoto. – Já existem experiências na TV por assinatura.Izequiel Norões - 2011
  43. 43. Níveis de interatividade com a TV • Há apenas a TV - “ligar ou desligar o aparelho,regular Nível 0 volume, brilho ou contraste” • Uso do controle remoto somente com a TV Nível 1 • Tv + outros dispositivos integrados Nível 2 • Há a intervenção do usuário no conteúdo Nível 3 • Participação do telespectador no conteúdo com uso do Nível 4 canal de retorno Lemos (1997 apud Montez & Becker, 2005)Izequiel Norões - 2011
  44. 44. Quais os desafios da Interatividade?  O Brasil possui 62 milhões de aparelhos TV (dens.: 1,3 TV / lar)  98% dos lares têm TV: - 79% só recebem via radiodifusão terrestre; - 27% são apenas monitores de 14 polegadas; - 37% são apenas monitores de 20 polegadas; - 47% com antena interna(VHF); (IBGE – 2005)  76% em média da população brasileira não tem acesso aos serviços da Internet: Exclusão tecnológica e cultural– educacional (CGI.BR – 2009)  Papel da televisão: principal instrumento de informação e entretenimento da população brasileira.Izequiel Norões - 2011
  45. 45. Cronograma da TV Digital no BrasilIzequiel Norões - 2011 Fonte: CGI.BR - 2010
  46. 46. MOTIVOS PARA A FALTA DE ACESSO À INTERNET NO DOMICÍLIO (%)Izequiel Norões - 2011 Fonte: CGI.BR - 2010
  47. 47. O envio e execução de programas de TV Interativos Aplicação ITV Middleware (eg. MHP or DASE) Real-Time Operating System Conditional Access Device Drivers Hardware Áudio Vídeo Dados Datagramas IP Carrossel de Dados MG PEIzequiel Norões - 2011
  48. 48. O GINGAIzequiel Norões - 2011
  49. 49. O que é um Middleware? • Middleware é uma camada de software posicionada entre o código das aplicações e a infra-estrutura de execução (plataforma de hardware e sistema operacional). Um middleware para aplicações de TV digital consiste de máquinas de execução das linguagens oferecidas, e bibliotecas de funções, que permitem o desenvolvimento rápido e fácil de aplicações.Izequiel Norões - 2011
  50. 50. Por quê GINGA? • Ginga é uma qualidade, quase indefinível,de movimento e atitude que nós brasileiros possuímos e que é evidente em tudo o que fazemos. A forma como caminhamos, falamos, dançamos e nos relacionamos com tudo em nossas vidas. • O nome Ginga foi escolhido em reconhecimento à cultura, arte e contínua luta por liberdade e igualdade do povo brasileiro. • O nome surgiu na parceria do Telemídia da Puc Rio e do LAVID da UFPB, que deram nomes de projeto como Maestro e FlexTV.Izequiel Norões - 2011
  51. 51. O GINGAIzequiel Norões - 2011
  52. 52. O GINGA - as linguagens •Ginga-NCL: - é uma linguagem de marcação como o XML, porém mais adequada para manipular hipermídia (linguagem declarativa) •Ginga-J: - semelhante ao DVB-J(JAVA TV), é uma linguagem procedural em conformidade com o GEM, e por sua vez, compatível com o padrão ARIB B23 japonês.Izequiel Norões - 2011
  53. 53. O GINGA JIzequiel Norões - 2011
  54. 54. O GINGA DEMONSTRAÇÃO DE APLICAÇÕES GINGAIzequiel Norões - 2011
  55. 55. APLICAÇÃO GINGA – NOVELAIzequiel Norões - 2011
  56. 56. EPG – Uso do XMLTV http://www.revistaeletronica.com.brIzequiel Norões - 2011
  57. 57. Será que “as grandes” estão pensando na TV Digital?Izequiel Norões - 2011
  58. 58. COMO TORNAR A TV NOVAMENTE SOCIAL? O Projeto NoTubeIzequiel Norões - 2011
  59. 59. APPLE TVIzequiel Norões - 2011
  60. 60. APPLE TVIzequiel Norões - 2011
  61. 61. Google TVIzequiel Norões - 2011
  62. 62. Google TVIzequiel Norões - 2011
  63. 63. “Microsoft TV”Izequiel Norões - 2011
  64. 64. “Microsoft TV”Izequiel Norões - 2011
  65. 65. Trabalho de pesquisaIzequiel Norões - 2011
  66. 66. Trabalho de pesquisaIzequiel Norões - 2011
  67. 67. Trabalho de pesquisaIzequiel Norões - 2011
  68. 68. REFERÊNCIAS: • Fórum SBTVD http://www.dtv.org.br/ • SBTVD v3: http://sbtvd.cpqd.com.br • Wikipédia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Televisão_digital • Tutoriais de TV Digital: http://www.teleco.com.br • DIGITAL TESTED online: http://www.digital-tested.de/ • BBCi: http://www.bbc.co.uk/digital/index.shtml • ITV: http://www.itvt.com/ • InteractiveWeb: http://www.interactivetvweb.org/ • Projeto NoTube: www.notube.tv • Palestra TV Digital Terrestre da Prof(a) Dra. Graciana Simoní Fischer de Gouvêa – IFNETIzequiel Norões - 2011
  69. 69. PERGUNTAS??? SIM NÃO E-mail: izequiel@gmail.com Site: www.ipn.eti.br Twitter: @izequiel_noroesIzequiel Norões - 2011

×