Your SlideShare is downloading. ×
Viabilidade negocio
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Viabilidade negocio

1,075
views

Published on

Apresentação dos trabalhos de conclusão de curso dos alunos do MBA Executivo Internacional da FIA. Desde 2005 é o único curso de origem brasileira classificado entre os melhores do mundo pelo …

Apresentação dos trabalhos de conclusão de curso dos alunos do MBA Executivo Internacional da FIA. Desde 2005 é o único curso de origem brasileira classificado entre os melhores do mundo pelo Executive MBA Ranking do Financial Times de Londres.


0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,075
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
24
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Inovação em busca de competitividade e geração de valor 04/11/2011 ISBN 9788599809020 www.fia.com.br/profuturo
  • 2. Análise de Viabilidade de Negócio paraImplantação da cadeia de valor de bolsas de airbag no Brasil Autor: Renato G. S. Boaventura Orientador: Daniel Estima de Carvalho
  • 3. Agenda• Introdução.• Pergunta de pesquisa.• Objetivos.• Referencial teórico.• Metodologia.• Principais resultados.• Considerações finais.
  • 4. Introdução: Projeção do mercado de bolsas de airbag no Brasil• Mercado em forte ascensão em função da Lei 11.910 de 18 de Março de 2009 queestabelece a obrigatoriedade do uso de airbag em 2014 (passageiro e condutor);• Hoje 100% das bolsas de airbag são importadas e apenas montadas no país;• Indústria automobilística cresce em ritmo acelerado (projeção 1,5 vezes o PIB).
  • 5. Pergunta da pesquisa: O Brasil tem base e condições para atender a demanda prevista, porém um elo da cadeia não está desenvolvido Cadeia de valor do airbag Química de Petroquímica Especialidade Têxtil Autopeças Montadoras USA Braskem Autoliv, TRWBrasil Vale Rhodia ? e Takata Montadoras ÁsiaEuropa • Para a implantação da cadeia de valor de bolsas de airbag no Brasil, devem ser desenvolvidos fabricantes locais de tecidos técnicos: É VIÁVEL?
  • 6. Objetivos: Desenvolver um plano de Negócios de tecidos técnicos para fabricação de bolsas de airbagElaborar um plano de negócios que permita: • Avaliar a atratividade do investimento (VPL, TIR e payback); • Avaliar a rentabiliadade do negócio; • Detalhar a visão de mercado; • Estudar as principais barreiras de entrada e ameaças.
  • 7. Referencial Teórico: Tema Plano de Negócios• Definição e Objetivos de um Plano de Negócios: E. Bolson (2003) – “uma obra de planejamento dinâmico que descreve um empreendimento, projeta estratégias operacionais e de inserção no mercado e prevê os resultados financeiros”• As etapas para elaboração de um Plano de Negócios: Bernardi (2007) propõe as seguintes etapas: • Oportunidade/idéia • Empreender • Ramo de Atividade • Visão de Mercado • Produção/ Estruturação Operacional • Informações Gerais • Análise Econômico-financeira e projeções
  • 8. Metodologia: Estudo de CasoYin (2005) define estudo de caso como:• Investigação empírica: uma busca de dados relevantes e convenientesobtidos por meio da experiência e vivência.O estudo de caso em questão contará com dados relevantes obtidos por meioda experiência do autor e da vivência nos negócios objeto deste estudo.
  • 9. Principais Resultados: Análise da Oportunidadea) Demanda assegurada em função da nova lei aprovada em 2009 queobriga a produção de veículos com airbags frontais a partir de 2014;b) Não existe produtor de tecidos técnicos para produção de bolsas deairbag no país;c) A cadeia de valor está estruturada faltando apenas o desenvolvimentodo elo têxtil;d) A indústria automobilística vem crescendo em ritmo acelerado;e) A dependência de produtos importados é crítica no país em função dasdeficiências logísticas e de infra-estrutura nacional;f) Ações protecionistas do Governo Federal em prol da IndústriaAutomobilística Brasileira.
  • 10. Principais Resultados: Ramo de Atividade Detalhe cadeia de valor do airbag Matérias Elo têxtil Montagem Rhodia a ser Primas no Brasil do AirBag desenvolvido Braskem Cumeno Fenol Vale Takata Adipic Amônia Ácido Adípico acid TRW Autoliv tecelagem, corte e Fios costura Montagem Sal Nylon Poliamida Airbag tecido técnicos Rhodia Hexametileno Adiponitrila Diamina Fonte: autor Relevância do Setor Têxtil Brasileiro (dados ABIT): • Faturamento: US$ 52 Bilhões • Trabalhadores: 1,7 Milhões (75% mão de obra feminina) • 2°maior empregador da Indústria de Transformação • 5°maior produtor mundial
  • 11. Principais Resultados: Visão de Mercado (1/3) Análise do Ambiente Externo Econômico Oportunidades: • País com perspectiva de manter crescimento (PIB ~4%) • Indústria automobilística forte e acompanhando crescimento do país Sociocultural Demográfico Ameaças: Oportunidades:Oportunidades: • Juros altos, porém em queda • Maior conscientização sobre a• Classe C em expansão. Acesso importância da segurançaa carros populares. veicular Indústria:• País envelhecendo, Político/Regulatórioaumentando a proporção de Tecelagemcarros por habitante Produto: tecidos para Oportunidades: fabricação de airbags Tecnológico • Legislação de obrigatoriedade do uso de airbags frontaisOportunidades: Ambiental •Fortes barreiras comerciais para• Maiores fabricantes de sistema tecidos (imposto de importaçãopresentes no país com capacidade de Oportunidades: elevado: 26%)Inovação • tecidos de poliamida podem Ameaça: ser reciclados pela Indústria •Imposto importação de airbags confeccionados baixo por não existir fabricante Nacional (2%)
  • 12. Principais Resultados: Visão de Mercado (2/3) Ambiente da Indústria: As 5 forças de Porter Ameaça de Novos Entrantes: - Barreira Tecnológica - Tempo e custo de Homologação - Baixa proteção Aduaneira da Bolsa Poder de NegociaçãoPoder de Negociação dos Compradores:dos Fornecedores: • Forte Concentração• Poucos Fabricantes (Autoliv, Takata, TRW)• Vantagem Produção 100% importado • Risco de IntegraçãoNacional (Rhodia) • Necessidade de fortes parcerias Ameaça dos produtos substitutos: Não identificado
  • 13. Principais Resultados: Visão de Mercado (3/3)
  • 14. Principais Resultados: Dimensionamento Produção
  • 15. Principais Resultados: Rentabilidade do Negócio e Atratividade do Investimento
  • 16. Considerações Finais (1/3)• Temos uma lei federal que garantirá um forte crescimento da demanda de bolsas de airbag.• Somando-se a este fator, temos uma indústria automobilística que cresce em ritmo mais acelerado que o próprio crescimento do país• Com isto teremos a demanda de bolsas de airbag no país crescendo cerca de 400% no período de 2011 a 2021, ou seja, de 2,5 milhões a 12,5 milhões de bolsas.• A produção de tecidos técnicos para fabricação das bolsas de airbag é uma atividade inexistente no país
  • 17. Considerações Finais (2/3)Principais barreiras de entrada:• Tecnológica: aplicação crítica ligada à segurança• Longos tempos e custos de homologação: dificultando a abertura da Indústria para novos fornecedores• Apesar da alta proteção aduaneira do tecido (26%), a baixa proteção aplicada à importação da Bolsa (2%) não motiva produtores internacionais a se instalar no Brasil e inibe empreendedores locais a entrar no mercado em função da alta concorrência externa.Principais Ameaças:• Risco de integração da atividade de produção dos tecidos pelos clientes. => buscar parcerias sólidas com estes futuros clientes que permitam atingir uma participação de mercado de pelo menos 50%.
  • 18. Considerações Finais (3/3)Finalizando a análise de viabilidade do negócio de tecidos técnicos, concluímosque o investimento é atrativo e com rentabilidade adequada: • investimento de 30 milhões de reais • payback de 5,5 anos em função da longa rampa de desenvolvimento; • resultando em um VPL de 29 MBRL em 10 anos e uma TIR de 21%; • e uma geração EBITDA média de 33%Porém algumas barreiras e ameaças precisam ser superadas por meio dealianças fortes com os principais clientes e fornecedores presentes na região.A decisão pela implantação do Negócio demandará um estudo detalhado deengenharia para implantação da tecelagem e confirmação do valor doinvestimento.
  • 19. Muito Obrigado! Renato G. S. Boaventurarenatoboaventura@yahoo.com.br