Povos cristãos e feudalismo

  • 362 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
362
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
13
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Idade MédiaSec. V a XVAlta e Baixa
  • 2. FEUDALISMO (ALTA IDADE MÉDIA – SÉC. V – X)SOCIEDADE CASTAS, SEM MOBILIDADE, DE ORDENSSENHORES FEUDAISSERVOSNOBREZACLEROREIS, CONDES, DUQUES,BARÕES, MARQUESES,ETCPAPAS, BISPOS, MONGES,PADRES, ARCEBISPOS,ETCDA GLEBA,VILÕES, ETCPRINCIPAISOBRIGAÇÕESCOM OSSENHORESFEUDAISCORVÉIA,TALHA,BANALIDADE,MÃO-MORTA,TOSTÃO-DE-PEDRO,PRIMAS NOCTESDÍZIMOECONOMIAAUTORIDADEPOLÍTICADESCENTRALIZADA,FRAGMENTADATEOCÊNTRICAMONOPÓLIOCULTURA LETRADAFORÇASUSERANIA EVASSALAGEMAGRÁRIA,AMONETÁRIA,DE SUBSISTÊNCIASISTEMADE TRÊSCAMPOSSECULAR REGULARPRESERVADA NOSMOSTEIROSCOMBATE ÀSHERESIASBAIXA IDADE MÉDIA (SÉC. XI – XV):CRIAÇÃO DO TRIBUNAL DO SANTOOFÍCIO DA INQUISIÇÃO (SÉC. XIII)MÉTODOS:- INTERROGATÓRIO(COM TORTURA)- PUNIÇÃO“QUEIMADERO”RETRATAÇÃOE USO DOSAMBENITOCRISTÃOSCONTRÁRIOSÀ DOUTRINA
  • 3. BÁRBAROSRELIGIÃO GERMÂNICATHORTIWAZodinlokiPoliteístas
  • 4. BÁRBAROSDIREITO GERMÂNICOORDÁLIO. O que chamavam “julgamento por Deus”. A prova pelo fogo, pela águaborbulhante, pelo afogamento, assim como outras muitas mancias ( = técnicas deadivinhação) foram universalmente usadas ao longo dos séculos para saber sealguém era inocente ou culpado.
  • 5. BÁRBAROSPara os romanos, bárbaros eram todos aquelesque não tinham a cultura romana, queestavam fora das fronteiras do Império.
  • 6. Séc V Séc XI Séc XV
  • 7. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
  • 8. DescentralizaçãoEconomia AgrícolaSociedade EstamentalCultura influenciada pela IgrejaReligião CristãNobreza FeudalSubsistênciaPoder ClericalTrevas/IgnorânciaPoder do Papado
  • 9. FEUDALISMO
  • 10. FeudoManso ComunalManso ServilManso SenhorialManso Servil
  • 11. VILA
  • 12. SOCIEDADEFEUDAL
  • 13. O papel da cavalaria:- A guerra era o ápice da vidade cavaleiro, objetivo para o qual ele se preparou toda a vida.A caça e os torneios eram apenas simulações do que deveriaocorrer num campo de batalha.
  • 14. Suserania eVassalagem Entre suseranos e vassalosestabelecia-se um contratode vassalagem, que tinhainício com a transmissão dofeudo e compreendia doisatos solenes:-Homenagem :- Juramentosolene de fidelidade dovassalo perante seu suserano.- Investidura:- entrega dofeudo feita pelo suserano aovassalo.
  • 15. Vassalo• Prestarserviçomilitar,• Libertarosuserano,casoelefosseaprisionado;• Compareceraotribunalpresididopelosuseranotodavezquefosseconvocado.Direitos eDeveresNa cerimônia de juramento defidelidade, o vassalo, ajoelhado,colocava suas mãos entre as dosuserano e declarava publicamenteseu compromisso de lhe ser fiel emcaso de guerra. Em troca, o suseranoconfiava ao vassalo uma parte desuas terras, para que formasse seupróprio feudo.
  • 16. VIRTUDES DE UMCAVALEIRO:• Ser fiel, manter uma éticaexigida pelos seus iguais ecumprir rigorosamente ahierarquia estabelecida entre oscavaleiros.• Deveria agir com valor, istosignificava “combater com ointuito de vencer”, não almejarnenhuma proteção, cuidar de suaarmadura e valorizar seusamigos.• a largueza, uma qualidade quemostrava ser o cavaleiro umhomem bom e generoso, gostarde desperdiçar, gastar à vontade• moral especial, baseada nafidelidade ao seu senhor
  • 17. Direitos eDeveres Suserano• Dar proteção militar eprestar assistênciajudiciária aos seusvassalos;• receber de volta ofeudo, caso o vassalomorresse sem deixarherdeiros;• proibir casamentoentre seus vassalos epessoas que não lhesão fiéis.
  • 18. EconomiaFeudal• Natural porque baseava-se em trocas diretas,produtos por produto e diretamente entre osprodutores, não havendo portanto um grupo deintermediários (comerciantes) ;• Subsistência porque produzia em quantidade evariedade pequena, além de não contar com amentalidade de lucro, que exigiria a produção deexcedentes;• Desmonetarizada por não se utilizar de qualquertipo de moeda, sendo que havia a troca de produtopor produto (escambo).
  • 19. EconomiaFeudal
  • 20. EconomiaFeudal
  • 21. • PRINCIPAIS IMPOSTOS– Capitação: Imposto porcabeça.– Corveia: Trabalho para osenhor.– Talha: Imposto pago emprodutos.– Banalidade: Pagamentopelo uso de instalaçõesdo feudo = moinho, forno,etc.– Prestação: Obrigação deHospitalidade.– Mão Morta: Impostopago no caso dofalecimento do servo ouvassalo.– Dízimo ou Tostão dePedro: 10% da produçãodoado à Igreja (produtos,trabalho, penitência, etc.– Dias de Dádiva:Trabalho obrigatório (forada corveia) em caso denecessidade.
  • 22. IgrejaMedieval
  • 23. SANTA INQUISICAO
  • 24. Tomás de Torquemada"Se observar que os seus vizinhosvestem roupas limpas e coloridas nosábado, eles são judeus. Se eleslimpam as suas casas às sextas-feiras e acendem velas mais cedodo que o normal naquela noite, elessão judeus. Se eles comem pãoázimo e iniciam a sua refeição comaipo e alface durante a SemanaSanta, eles são judeus. Se elesrecitam as suas preces diante de ummuro, inclinando-se para frente epara trás, eles são judeus."
  • 25. CRUZADAS