Prospecção e Implantação de Tecnologia de Identificação Biométrica

2,337 views
2,187 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,337
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
73
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Prospecção e Implantação de Tecnologia de Identificação Biométrica

  1. 1. Biometria por Impressão Digital XIII SEMANA TECNOLÓGICA E CULTURAL @ 2009 Aluno: Leandro Costa Coelho Prof. Orientador: Márcio Belo
  2. 2. Conteúdo  Introdução  Situação Atual  Motivação  Tecnologia  Hardware  Software  Processo  Caso de Estudo Prático  Conclusão  Referências Bibliográficas
  3. 3. Introdução  É a forma mais rápida, conveniente, barata e confiável de identificar pessoas  É a tecnologia biométrica mais utilizada atualmente  Dezenas de fabricantes dão suporte a esta tecnologia  Tendência que o uso aumente ainda mais  Carros, celulares, PDAs, entre outros
  4. 4. Situação Atual Voz Assinatura Íris 6% 2% 9% Middleware 12% Mãos 11% Impressão Face Digital 12% 48% 2004 Comparative Market Share by Technology ( 2004 – 2008 International Biometric Group Report ) Copyright © 2004 – International Biometric Group (IBG)
  5. 5. Situação Atual Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
  6. 6. Motivação Permitir que dispositivos biométricos de leitura de impressões digitais sejam utilizados também em sistemas WEB, integrados na própria interface dos sites, de uma maneira simples, prática e transparente para os usuários finais.
  7. 7. Tecnologia  A impressão digital aparece como uma série de linhas escuras e de espaços em branco  As linhas escuras representam os sulcos (ou cumes)  Os espaços em branco são os vales entre estes sulcos  Baseado primeiramente em minúcias, ou a posição e o sentido dos términos dos sulcos e das bifurcações (separações) ao longo da trajetória do sulco
  8. 8. Minúcias  As minúcias (minutiae) são as principais características de uma impressão digital  Bifurcações ( A )  Cristas Finais ( B )  Esporas ( C )  Ilhas ( D )  Cristas Curtas ( E )  Cruzamentos ( F )
  9. 9. Hardware  São compostos de:  Platen (Placa) ou Scanner  Vidro, Plástico, Polímero ou Silício Módulo Platen / Scanner  Módulo  Contém os circuitos necessários para recepção e o envio da informação digitalizada  Em alguns casos, é responsável por todo o processo de extração, cadastramento e reconhecimento
  10. 10. Leitores Óticos  Tecnologia mais antiga e amplamente utilizada  Pontos Fortes  Provê resoluções de até 500 DPI  Bastante baratos  Pontos Fracos  Tendência a mostrar impressões latentes como impressões digitais reais  Suscetibilidade para falsos dedos
  11. 11. Leitores Capacitivos  Uso comercial começou em 1998  Dois métodos: Capacitância Ativa e Passiva  Pontos Fortes  Alta qualidade de imagem  Tamanho bem pequeno  Baixo custo e baixo consumo  Pontos Fracos  Suscetível a danos eletrostáticos
  12. 12. Leitores por Ultra-som  Tecnologia utilizada com menos freqüência, porém possui vantagens únicas  Pontos Fortes  Capaz de penetrar em sujeiras e resíduos presentes nos dedos  Pontos Fracos  Tecnologia cara  Grande quantidade de equipamentos necessários Sonnavation - Março/2009
  13. 13. Software  Comparação baseada em Minúcias  Técnica mais popular e amplamente utilizada  Baseia-se nas localizações e direções dos pontos de minúcias  Comparação baseada em Correlações  Compara duas imagens para julgar suas semelhanças  Utiliza-se da sobreposição de imagens para calcular a correlação entre os pixels para diferentes alinhamentos
  14. 14. Processo  É dividido em duas fases:  Cadastramento ( Enrollment )  Reconhecimento  Verificação ( Um-para-um ou 1:1 )  Identificação ( Um-pra-muitos ou 1:N )
  15. 15. Cadastramento Interface de Usuário Verificador de Extrator de Qualidade Características Dados Pessoais Template Banco de Dados
  16. 16. Interface Verificação (1:1) de Usuário Extrator de Características Verdadeiro Comparador ou ( 1 para 1 ) Falso Único Template Banco de Dados Identidade Declarada
  17. 17. Interface Identificação (1:N) de Usuário Extrator de Características Identifica Comparador (ou não) ( 1 para N ) o Usuário “N” Templates Banco de Dados
  18. 18. Caso de Estudo Prático Implementação de um sistema biométrico por impressão digital no ÍcaroBiblio, para identificação dos funcionários e usuários da biblioteca do IST-RIO
  19. 19. Demonstração
  20. 20. Conclusão Esperamos concluir os estudos sobre este ramo da biometria e aprimorar o uso do dispositivo biométrico para que possamos implantar esta tecnologia em nosso instituto, facilitando a vida de todos os envolvidos e, ao final, finalizar o tão sonhado artigo.
  21. 21. Referências Bibliográficas  Livros  Pinheiro, J.M. "Biometria nos Sistemas Computacionais - Você é a Senha". Ed.Ciência Moderna, 2008  Nanavati S., Thieme M., et al. "Biometrics - Identity Verification in a Networked World". Ed. John Wiley & Sons Inc, 2002  Maltoni, D., Maio D., et al. "Handbook of Fingerprint Recognition". Ed.Springer, 2003
  22. 22. Referências Bibliográficas  Trabalhos e Apresentações  Biometrics.gov  http://biometrics.gov/Documents/biointro.pdf  http://biometrics.gov/Documents/biotechstandard.pdf  http://biometrics.gov/Documents/biofoundationdocs.pdf  Universidade do Porto  http://www.dcc.fc.up.pt/~mcoimbra/lectures/PSI_0607/PSI_2007_Trabalho_Biometria .pdf  Tribunal Superior Eleitoral  http://www.tse.gov.br/downloads/biometria/index.htm  Barbosa Jr., A.A. “Estudo e Desenvolvimento de Aplicação Biométrica em Ambiente de Larga Escala - Reconhecimento de Impressões Digitais”< http://disciplinas.dcc.ufba.br/pub/MATA67/TrabalhosSemestre20071/monogra fia-slidesAmadeu.pdf > - UFBA
  23. 23. Referências Bibliográficas  Sites  Acessados em Abril de 2009  http://www.griaulebiometrics.com/page/pt-br/faq_biometrics  http://tecnologia.uol.com.br/especiais/ultnot/2005/07/21/ult2888u7 2.jhtm  http://www.linhadecodigo.com.br/Artigo.aspx?id=1033  http://www.sinfic.pt/SinficNewsletter/biometria-mercado.html  http://arstechnica.com/hardware/reviews/2007/06/review-of- fingerprint-scanners.ars  http://www.spectrum.ieee.org/print/4123  http://www.policensw.com/info/fingerprints/finger08.html
  24. 24. Referências Bibliográficas  Sites  Acessados em Maio de 2009  http://www.biometrika.it/eng/wp_fingintro.html  http://informatica.hsw.uol.com.br/leitores-de-impressoes- digitais2.htm  http://www.fingerprints.com/Technology/Sensors%20and%20algori thms.aspx  http://www.ultra- scan.com/Portals/16/Theory%20of%20Optical%20vs%20Ultrasonic %20Imaging.pdf  http://www.itechnews.net/2009/03/26/sonavation-sonicslide- sts3000-thinnest-most-durable-fingerprint-sensor/

×