Your SlideShare is downloading. ×
0
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Atencao basica a_saude
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Atencao basica a_saude

1,546

Published on

Atenção básica …

Atenção básica

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,546
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
36
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Departamento de Atenção Básica 2006 / 2008 Equipe Responsável: Diretor - José Marcos Supervisora - Ana MariaCoordenadora ESF - Mara MárciaResponsável Técnico- José CarlosSECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SÃO JOÃO DEL-REI
  • 2. Atenção Básica à SaúdeA Atenção Básica à Saúde compreende um conjunto de ações, de caráter individual ecoletivo, que engloba a promoção da saúde, a prevenção de agravos, o tratamento e a reabilitação e constitui o primeiro nível da atenção do Sistema Único de Saúde.
  • 3. Organização dos ServiçosVisa o fortalecimento da Atenção Básica por meio da ampliação do acesso, a qualificação e reorientação das práticas de saúde embasadas na Promoção da Saúde
  • 4. Normas Administrativas Operacionais para as Unidades Básicas de SaúdeObjetivo: Organizar o fluxo dos usuários; Oferecer melhores condições de trabalho aos profissionaisde saúde; Padronização dos serviços internos da UBS; Acompanhamento da evolução dos índices pactuados paraque possamos cumprir as metas estabelecidas; Informar, Assistir, acolher e educar ;
  • 5. TERRITORIALIZAÇÃO Territorialização
  • 6. REDE BÁSICA É um conjunto de ações situadas no primeiro nível de atenção dos sistemas de saúde com ações voltadas para a promoção, prevenção, tratamento e reabilitação da saúde. 10 UBS PORTA DE ENTRADA 08 ESFPopulação Total: 82.952 pessoas. (IBGE 2006)População Atendida: 70% da população total.
  • 7. REDE BÁSICA ENCAMINHAMENTOS: NASF 01 NÚCLEO DE Referencia -PSF FISIOTERAPIA LABORATÓRIO DE EPIDEMIOLOGIA 02 POLICLÍNICAS: •CENTRAL; 01 NÚCLEO MATERNO INFANTIL •MATOZINHOS 01Centro Referência01 FARMÁCIA POPULAR 01 CAPS CTA Medicina Antroposófica 01 LABORATÓRIO 01 NÚCLEO DE MUNICIPAL 01 PROJETO MULHER SAÚDE MENTAL 01Centro de Referencia 01 NÚCLEO VIVA VIDA 01 FARMÁCIA BÁSICA ODONTOLÓGICO
  • 8. Ações Resultados  Aumento da capacidade de Reformas e ampliação das atendimento/dia e UBS’s e aquisição de consultas, assistindo mais equipamentos e materiais; efetivamente a população. Contratação de mais  Melhora e humanização no profissionais; atendimento aos usuários;  UBS da Zona Rural com assistência permanente dos Visitas diárias a todas a profissionais de saúde; unidades de saúde da rede  Maior fiscalização e agilidade nas resoluções dos problemas.
  • 9. Ações Resultados  Aumento no atendimento de Ampliação dos Serviços de Ortopedia/ traumatologia, Sala Ortopedia de gesso com os procedimentos em plena atividade; Campanhas de Detecção e Prevenção: Vacinação, DST/AIDS, Hanseníase,  Melhor prevenção e promoção Tuberculose, da saúde; Hiperdia;Dengue, Pre -Renal Tabagismo; Osteoporose;
  • 10. Ações Resultados Implantação do Cargo  Integração das equipes de Gerentes nas Unidades de trabalho; Saúde;  Manutenção de um canal permanente de Reuniões mensais com informações juntos aos Gerentes e/ou servidores; setores da SMS, evitando Cursos para educação perda de dados e recursos; continuada  Valorização do servidor, proporcionando, maior entendimento dos serviços e o atendimento mais eficaz e humano à população. Melhorando os relacionamentos de trabalho.
  • 11. Ações Resultados  Facilitou o acesso da Descentralização dos população, em especial da medicamentos nas UBS’s; zona rural, aos medicamentos da Farmácia Básica; Coleta exames Zona Rural  Garantindo a Coleta do exame na própria comunidade Criação do formulário  Organizando do fluxo de para o encaminhamento consultas, atendendo a real às clínicas especializadas; necessidade;
  • 12. Ações ResultadosCriação dos seguintes protocolos  Conscientização dade grupos educativos: população quanto ahipertensão arterial; importância da prevenção, melhorando a qualidadediabetes mellitus; de vida;gestantes;  Estreitamento do canal deterceira idade; informação do usuário X profissionais da saúde.adolescente.
  • 13. Ações Resultados  Cumprimento da portaria de credenciamento do  Atendimento serviço de nefrologia ambulatorial por  Garantindo omédicos Nefrologistas. acompanhamento aos pacientes referenciados, conseqüentemente a satisfação do usuário  Prevenção das complicações crônicas.
  • 14. APRESENTAÇÃO Mara Márcia Assis Coordenadora
  • 15. Princípios da estratégia de Saúde da Família ADSCRIÇÃO DE CLIENTELA Definição precisa do território de atuação TERRITORIALIZAÇÃOMapeamento da área, compreendendo segmento populacional determinado DIAGNÓSTICO DA SITUAÇÃO DE SAÚDE DA POPULAÇÃO Cadastramento das famílias e dos indivíduos, gerando dados que possibilitem a análise da situação de saúde do território PLANEJAMENTO BASEADO NA REALIDADE LOCALProgramação das atividades segundo critérios de risco à saúde, priorizando solução dos problemas
  • 16. Ações desenvolvidas nas Equipes de Saúde da Família: – Imunização; – Educação para a Saúde: – Puericultura;  Grupos de Diabéticos; – Preventivo;  Grupos de Hipertensos; – Pré-natal;  Grupos de Gestante;  Grupos de Consciência Corporal; – Curativos;  Grupos de Caminhada; – Visitas Domiciliares;  Grupos de Controle de Peso; – Inalações;  Grupos de Tratamento de Coluna; – Aferição de Pressão;  Grupos de Climatério; – Glicosimetria;  Grupos de Terceira Idade; – Busca ativa de Tuberculose;  Grupos de Terapias;  Palestras Educativas.TODAS ESSAS AÇÕES SÃO REALIZADAS A PARTIR DOS DADOS OBTIDOS PELOS ACS (ELO ENTRE EQUIPE E COMUNIDADE) QUE REALIZAM VISITAS DOMICILIARES MENSALMENTE AOS USUÁRIOS!
  • 17. Ações desenvolvidas nas Equipes Saúde da Família: Fisioterapia:  Psicologia:  Saúde Bucal – Consciência – Psicoterapia de Grupo; – Grupos específicos: Corporal; HAS, DM e – Visualização Gestantes; – Atendimento Terapêutica; Individual; – Escolas; – Oficinas Terapêuticas; – Atendimento no – Bebê Clínica; – Atendimento Individual; Serviço Municipal – Visitas Domiciliares; – Atendimento de Fisioterapia; Domiciliar; – Aplicação de Flúor; – Caminhada; – Atenção ao Tabagismo; – Grupo de Coluna; – Tratamento de – Grupo Terceira Depressivos e Ansiosos; Idade; – Atendimento Familiar; – Atendimento – Palestras Educativas; Domiciliar; – Palestras Educativas;
  • 18. NASF-01 Núcleo de Apoio Saúde da FamíliaObjetivosQualificar e ampliar resolubilidade e integralidade da Estratégia de Saúde da FamíliaModalidadesAtividade física, saúde mental, reabilitação,Medicina Antroposófica, serviço social e Farmacêutico.
  • 19. Ações para melhoria da Qualidade na Rede Básica* Implantar os instrumentos de gestão disponíveis ( da AtençãoBásica) PLANO DIRETOR DA ATENÇÃO PRIMARIA A SAÚDE* Criar as bases para um sistema de melhoria contínua da qualidadee da promoção da cultura da avaliação no âmbito da Atenção Básicaem Saúde* Ampliar o acesso à saúde de populações em situação dedesigualdade social, por meio da estratégia Saúde da Família,considerando as diversidades regionais e utilizando uma política definanciamento apoiada no princípio da eqüidade..
  • 20. PLANO DIRETOR DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE Apresentação José Carlos de Oliveira COORDENADOR
  • 21. Plano Diretor da APSOrganizar o processo de trabalhoem saúde instrumentalizando osprofissionais da atenção primária à saúde com tecnologias de planejamento da assistência ;
  • 22. OBJETIVO SÍNTESE REDUZIR AS INTERNAÇÕES POR CONDIÇÕES SENSÍVEIS À ATENÇÃO AMBULATORIALInsuficiênciaCardíaca Infecção no Rim e TratoPneumonias Bacteriana UrinárioAngina Pectoris  DPOCAsma  Convulsão por EpilepsiasGastroenterites  HipertensãoDiabetes DesidrataçãoSaúde Mental
  • 23. METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO Será através de oficinas educacionais, sendo 10 oficinas de 16 h cada totalizando 160 h. Formação de agentes multiplicadores Implementação dos instrumentos nas Unidades Básicas.
  • 24. TEMAS DAS OFICINAS1º As redes da atenção à saúde2º A análise da atenção primária à saúde nomunicípio3º O diagnóstico local4° Os sistemas de apoio: assistência farmacêutica ediagnóstico5ºA programação local e municipal6º O acolhimento e classificação de risco7º O prontuário de saúde da família8º A abordagem familiar9º O monitoramento10º O contrato de gestão
  • 25. AS DIRETRIZES CLÍNICAS
  • 26. Resultado com a implantação PD/APS O Plano Diretor da Atenção Primária, numa ação cooperativa da SES do Ministério da Saúde e das Secretarias Municipais da Saúde, deverá dar um choque de qualidade na Atenção Primária à Saúde em Minas Gerais nos próximos anos.
  • 27. Conclusão Acreditamos que crescemos e ainda precisamos crescer mais; Acreditamos que a atenção primária à saúde deve ser a estratégia estruturante para a construção do SUS; Acreditamos que o SUS é o melhor sistema de saúde existente nos dias de hoje; Sabemos que se houver investimento em APS haverá redução de custo e melhoria na assistência; Muito Obrigado!

×