Unificação italia e alemanha

9,448 views
9,139 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
9,448
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2,566
Actions
Shares
0
Downloads
171
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Unificação italia e alemanha

  1. 1. UNIFICAÇÃO DA ITÁALIA E ALEMANHAProfª Isabel Aguiarhttp://profisabelaguiar.blogspot.com.br/
  2. 2. IDADE CONTEMPORÂNEA AS UNIFICAÇÕES TARDIAS1 - ITÁLIA:• Dividida pelo Congresso de Viena (1815): – Norte e Noroeste – Reino de Piemonte-Sardenha (liberal- burguês). – Nordeste – domínio austríaco (Veneza). – Centro – Estados dominados pela Igreja (Roma). – Sul – Reino das Duas Sicílias (rural e atrasado).• Precursores do movimento: CARBONÁRIOS. – Sem linha de ação definida. – Dispersos no território. – Encontravam-se nas cabanas dos carvoeiros.
  3. 3. IDADE CONTEMPORÂNEA AS UNIFICAÇÕES TARDIASA ITÁLIA ANTES DA UNIFICAÇÃO:
  4. 4. IDADE CONTEMPORÂNEA AS UNIFICAÇÕES TARDIASMAZZINI • 1848: tentativa frustrada de livrar Veneza do domínio austríaco. • Tendências dos movimentos pela unificação: – Jovem Itália – liberais, republicanos. GARIBALDI Giuseppe Mazzini – líder. – Camisas Vermelhas – popular, republicano – Giuseppe Garibaldi – líder. – Ressurgimento – burgueses, monarquistas. Conde Camillo CavourCAVOUR – líder (1º ministro de Piemonte).
  5. 5. IDADE CONTEMPORÂNEA AS UNIFICAÇÕES TARDIAS• A partir de 1860, movimento pela unificação ganha intensidade: – Sul: conquistado e unificado por Garibaldi. – Veneza: conquistada pelo Reino de Piemonte, auxiliado pela FRA. – Roma: conquistada pelo Reino de Piemonte em 1870.
  6. 6. IDADE CONTEMPORÂNEA AS UNIFICAÇÕES TARDIAS• Conseqüências da unificação: – Monarquia (Rei Vítor Emanuel II). – Progresso no Norte. – Pobreza no Sul (emigração). – Atrito com a Áustria (Províncias Irridentas – Tirol, Trentino e Ístria). – Questão Romana: não reconhecimento da Igreja ao recém criado Estado.
  7. 7. 2 – ALEMANHA:• Dividida pelo Congresso de Viena (1815): – Confederação dos Estados Germânicos. 39 Estados autônomos. Áustria – líder, agrícola. Prússia – vice, industrial.• 1834: ZOLLVEREIN (união aduaneira dos Estados): – Áustria inicialmente de fora. – Prússia se fortalece política e economicamente.
  8. 8. ZOLLVEREIN (1834):
  9. 9. • Idéia de unificação ganha impulso a partir de 1860: – OTTO VON BISMARCK (1º ministro da PRÚSSIA) – líder. – Aliança da burguesia prussiana + Junkers (aristocracia rural). – Tática: militarismo acentuado. – Via Prussiana: sem participação popular na condução do processo. BISMARCK Unificação realizada “de cima para baixo” a partir do Estado.
  10. 10. • Etapas da unificação: – 1864: Guerra dos Ducados (PRUS + AUS* X DIN). Anexação dos territórios de Holstein e Schleswig. – 1866: Guerra Áustro-Prussiana (PRUS* X AUS). – 1870 – 71: Guerra Franco-Prussiana (PRUS* X FRA). Anexação dos territórios de Alsácia-Lorena, ricos em ferro e carvão.
  11. 11. A ALEMANHA UNIFICADA (1871):
  12. 12. • Conseqüências: – Revanchismo francês (Alsácia- Lorena).
  13. 13. – Comuna de Paris (1871). Primeiro governo de inspiração socialista da história. Duração de apenas 72 dias. Igualdade civil entre homens e mulheres, pensões para viúvas e órfãos, fim do trabalho noturno. Reprimida pelo governo republicano de Versalhes, liderado por Adolphe Thiers, auxiliado por Bismarck.– Disputa imperialista.– Progresso industrial acelerado. Causas da I Guerra Mundial

×